REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU

GABINETE DA SECRETÁRIA PARA OS ASSUNTOS SOCIAIS E CULTURA

Diploma:

Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 57/2002

BO N.º:

30/2002

Publicado em:

2002.7.29

Página:

836-837

  • Cria na Escola Superior de Línguas e Tradução do Instituto Politécnico de Macau, o curso complementar em Tradução Chinês-Inglês, conferente do grau de licenciatura, e aprova a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do referido curso.

Versão Chinesa

Diplomas
relacionados
:
  • Decreto-Lei n.º 11/91/M - Define a organização e funcionamento da generalidade das instituições, públicas ou privadas, que desenvolvam actividades de ensino superior no território de Macau.
  • Categorias
    relacionadas
    :
  • LICENCIATURAS - TRADUÇÃO E DIVULGAÇÃO JURÍDICA - ENSINO SUPERIOR - INSTITUTO POLITÉCNICO DE MACAU -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 57/2002

    A tradução entre o chinês e o inglês é um dos alicerces do desenvolvimento económico, cultural e turístico da Região Administrativa Especial de Macau, o que torna necessária a criação de um curso complementar em Tradução Chinês-Inglês, conferente do grau de licenciado, que permita aos titulares do grau de bacharel em Tradução Chinês-Inglês a possibilidade de completarem e aprofundarem os seus conhecimentos a fim de melhor servirem os cidadãos de Macau.

    Nestes termos;

    Sob proposta do Instituto Politécnico de Macau;

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 64.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau, e nos termos do disposto no n.º 3 do artigo 14.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, no n.º 2 do artigo 5.º do Regulamento Administrativo n.º 6/1999, e no n.º 1 da Ordem Executiva n.º 14/2000, o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura manda:

    1. É criado, na Escola Superior de Línguas e Tradução do Instituto Politécnico de Macau, o curso complementar em Tradução Chinês-Inglês, conferente do grau de licenciado.

    2. São aprovados a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do curso referido no número anterior, constantes dos anexos I e II a este despacho e que dele fazem parte integrante.

    3. São admitidos no curso complementar em Tradução Chinês-Inglês os titulares do grau de bacharel em Tradução Chinês-Inglês, ou com habilitações equivalentes relacionadas com a mesma área.

    23 de Julho de 2002.

    O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Chui Sai On.

    ———

    ANEXO I

    Organização científico-pedagógica do curso complementar de licenciatura em Tradução Chinês-Inglês

    1. Área científica: Tradução.

    2. Área profissional: Tradução Chinês-Inglês.

    3. Duração normal do curso: um ano.

    4. Número total de créditos necessários para a conclusão do curso: 30 créditos.

    5. Língua veicular: chinês/inglês.

    ANEXO II

    Plano de estudos do curso complementar de licenciatura em Tradução Chinês-Inglês

    Disciplinas Tipo Carga Horária Semanal Unidades de Crédito
    Inglês (IV) Anual 4 4
    Inglês Comercial e Tradução  " 4 4
    Inglês Literário e Tradução  " 2 2
    Inglês dos Media e Tradução  " 2 2
    Comentário sobre Tradução Semestral
    1.° semestre
    2 2
    Tradução Simultânea " 4 4
    Expressão em Chinês " 2 2
    Tradução dos Assuntos Governamentais e Públicos Semestral
    2.° semestre
    2 2
    Inglês na Área Jurídica e Tecnologia Científica e Tradução " 2 2
    Inglês Turístico e Desportivo e Tradução " 2 2
    Projecto de Tradução Sintética a realizar no final do curso " 2 4

    Total de unidades de crédito: 30

    Diploma:

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 58/2002

    BO N.º:

    30/2002

    Publicado em:

    2002.7.29

    Página:

    837-839

    • Cria na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau, o curso complementar em Enfermagem, conferente do grau de licenciatura, e aprova a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do referido curso.

    Versão Chinesa

    Diplomas
    relacionados
    :
  • Decreto-Lei n.º 11/91/M - Define a organização e funcionamento da generalidade das instituições, públicas ou privadas, que desenvolvam actividades de ensino superior no território de Macau.
  • Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 60/2002 - Aprova a organização científico-pedagógica e o novo plano de estudos do curso de bacharelato em Enfermagem Geral na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau.
  • Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 47/2006 - Altera a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do curso complementar de licenciatura em Enfermagem, da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau, aprovado pelo Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 58/2002.
  • Categorias
    relacionadas
    :
  • LICENCIATURAS - ENSINO SUPERIOR - INSTITUTO POLITÉCNICO DE MACAU - SERVIÇOS DE SAÚDE -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 58/2002

    Considerando o acelerado progresso das tecnologias nas áreas da Saúde e, sendo uma missão importante do Governo da Região Administrativa Especial de Macau, a salvaguarda da saúde dos cidadãos, torna-se necessário proporcionar aos titulares do grau de bacharel em Enfermagem Geral, a possibilidade de completarem e aprofundarem os seus conhecimentos através da criação de um curso complementar, conferente do grau de licenciado.

    Nestes termos;

    Sob proposta do Instituto Politécnico de Macau, ouvidos o seu Conselho Consultivo e os Serviços de Saúde;

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 64.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau, e nos termos do disposto no n.º 3 do artigo 14.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, no n.º 2 do artigo 5.º do Regulamento Administrativo n.º 6/1999 e no n.º 1 da Ordem Executiva n.º 14/2000, o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura manda:

    1. É criado na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau o curso complementar em Enfermagem, conferente do grau de licenciatura.

    2. São aprovados a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do curso referido no número anterior, constantes dos anexos I e II ao presente despacho e que dele fazem parte integrante.

    3. São admitidos no curso complementar em Enfermagem os titulares do grau de bacharel obtido através da conclusão, com aproveitamento, do curso de Enfermagem Geral ou do curso de formação complementar em Enfermagem ou com habilitações equivalentes relacionadas com a respectiva área.

    23 de Julho de 2002.

    O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Chui Sai On.

    ———

    ANEXO I

    Organização científico-pedagógica do curso complementar de licenciatura em Enfermagem

    1. Área científica: Enfermagem.

    2. Área profissional: Enfermagem.

    3. Duração do curso: um ano até um ano e meio.

    4. Número total de créditos necessários para a conclusão do curso: 61 créditos.

    5. Língua veicular: chinês e inglês.

    ANEXO II

    Plano de estudos do curso complementar de licenciatura em Enfermagem

    1.º Semestre

    Disciplinas  Tipo Unidades de Crédito Horas Totais
    Noção de Enfermagem — Nível Avançado Obrigatória 4 68
    Cuidados Combinados da Saúde " 4 68
    Avaliação da Saúde " 4 68
    Educação e Divulgação da Saúde " 4 68
    Estatística da Saúde " 2 34
    Teoria de Política da Saúde " 2 34
    Teoria de Economia da Saúde " 2 34
    Desenvolvimento Profissional de Enfermagem " 2 34
    Inglês Médico — Nível Avançado " 4 68
    Total   28 476

    2.º Semestre

    Disciplinas  Tipo Unidades de Crédito Horas Totais
    Disciplina Optativa * Optativa 24 702
    Tese de Licenciatura Obrigatória 9
    Total   33 702

    * Os alunos devem escolher uma disciplina de entre as constantes do quadro das disciplinas optativas.

    Quadro das disciplinas optativas

    Disciplinas Unidades de Crédito Teóricas Estágios Horas Totais
    Enfermagem da Saúde Comunitária 24 102 600 702
    Enfermagem da Saúde de Mulheres 24 102 600 702
    Enfermagem da Saúde Mental 24 102 600 702
    Enfermagem da Saúde Pediátrica 24 102 600 702
    Enfermagem da Saúde Geriátrica 24 102 600 702
    Enfermagem de Reabilitação 24 102 600 702
    Enfermagem de Medicina Interno-Cirúrgica 24 102 600 702
    Enfermagem de Estado Terminal 24 102 600 702
    Enfermagem de Cuidados Intensivos 24 102 600 702
    Enfermagem de Cuidados de Urgências 24 102 600 702

    Diploma:

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 59/2002

    BO N.º:

    30/2002

    Publicado em:

    2002.7.29

    Página:

    839-841

    • Cria na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau, o curso complementar em Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica, conferente do grau de licenciatura, e aprova a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do referido curso.

    Versão Chinesa

    Diplomas
    relacionados
    :
  • Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 54/2006 - Altera a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do curso complementar de licenciatura em Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica, da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau, aprovado pelo Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 59/2002, e aprova a nova organização científico-pedagógica e o plano de estudos do referido curso.
  • Categorias
    relacionadas
    :
  • LICENCIATURAS - ENSINO SUPERIOR - INSTITUTO POLITÉCNICO DE MACAU -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 59/2002

    Considerando o acelerado progresso das tecnologias nas áreas da Saúde e, sendo uma missão importante do Governo da Região Administrativa Especial de Macau, a salvaguarda da saúde dos cidadãos, torna-se necessário proporcionar aos titulares do grau de bacharel em Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica, a possibilidade de completarem e aprofundarem os seus conhecimentos através da criação de um curso complementar, conferente do grau de licenciado.

    Nestes termos;

    Sob proposta do Instituto Politécnico de Macau, ouvidos o seu Conselho Consultivo e os Serviços de Saúde;

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 64.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau, e nos termos do disposto no n.º 3 do artigo 14.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, no n.º 2 do artigo 5.º do Regulamento Administrativo n.º 6/1999 e no n.º 1 da Ordem Executiva n.º 14/2000, o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura manda:

    1. É criado na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau o curso complementar em Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica, conferente do grau de licenciatura.

    2. São aprovados a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do curso referido no número anterior, constantes dos anexos I e II ao presente despacho e que dele fazem parte integrante.

    3. São admitidos no curso complementar em Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica os titulares do grau de bacharel obtido através da conclusão, com aproveitamento, dos cursos na área de Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica ou com habilitações equivalentes relacionadas com a referida área.

    23 de Julho de 2002.

    O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Chui Sai On.

    ———

    ANEXO I

    Organização científico-pedagógica do curso complementar de licenciatura em Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica

    1. Área científica: Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica.

    2. Área profissional: Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica.

    3. Duração do curso: um ano até um ano e meio.

    4. Número total de créditos necessários para a conclusão do curso: 60 créditos.

    5. Língua veicular: chinês e inglês.

    ANEXO II

    Plano de estudos do curso complementar de licenciatura em Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica

    1.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Horas Totais
    Biologia Molecular Obrigatória 6 102
    Patologia Molecular " 4 68
    Genética Molecular " 2 34
    Metodologia de Investigação " 4 68
    Gestão de Qualidade em Geral " 4 68
    Teoria da Política da Saúde " 2 34
    Teoria de Economia da Saúde " 2 34
    Inglês Médico — Nível Avançado " 4 68
    Total   28 476

    2.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Horas Totais
    Disciplina Optativa * Optativa 23 678
    Tese de Licenciatura Obrigatória 9
    Total   32 678

    * Os alunos devem escolher uma disciplina de entre as constantes do quadro das disciplinas optativas.

    Quadro das disciplinas optativas

    Disciplinas Unidades de Crédito Teóricas Estágios Horas Totais
    Microbiologia 23 102 576 678
    Hematologia 23 102 576 678
    Histo-Patologia 23 102 576 678
    Química Clínica 23 102 576 678
    Saúde Pública 23 102 576 678
    Farmácia Clínica 23 102 576 678

    Diploma:

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 60/2002

    BO N.º:

    30/2002

    Publicado em:

    2002.7.29

    Página:

    841-844

    • Aprova a organização científico-pedagógica e o novo plano de estudos do curso de bacharelato em Enfermagem Geral na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau.

    Versão Chinesa

    Revogado por :
  • Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 92/2008 - Cria na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau, o curso de licenciatura em Enfermagem e aprova a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do referido curso.
  • Diplomas
    revogados
    :
  • Portaria n.º 235/98/M - Cria na Escola Superior de Saúde do Instituto Politénico de Macau os Cursos de Bacharelato em Enfermagem Geral e de Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica e aprova os planos de estudos e a organização científico-pedagógica dos cursos.
  • Diplomas
    relacionados
    :
  • Decreto-Lei n.º 11/91/M - Define a organização e funcionamento da generalidade das instituições, públicas ou privadas, que desenvolvam actividades de ensino superior no território de Macau.
  • Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 58/2002 - Cria na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau, o curso complementar em Enfermagem, conferente do grau de licenciatura, e aprova a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do referido curso.
  • Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 47/2006 - Altera a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do curso complementar de licenciatura em Enfermagem, da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau, aprovado pelo Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 58/2002.
  • Categorias
    relacionadas
    :
  • CURSO MINOR, 'ASSOCIATE DEGREE' E BACHARELATOS - ENSINO SUPERIOR - INSTITUTO POLITÉCNICO DE MACAU - SERVIÇOS DE SAÚDE -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Este diploma foi revogado por: Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 92/2008

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 60/2002

    Nos termos da Portaria n.º 235/98/M, de 16 de Novembro, foi criado na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau, o curso de Enfermagem Geral, conferente do grau de bacharel.

    A experiência colhida recomenda que sejam introduzidas alterações na organização científico-pedagógica e no plano de estudos do referido curso.

    Nestes termos;

    Sob proposta do Instituto Politécnico de Macau, ouvidos o seu Conselho Consultivo e os Serviços de Saúde;

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 64.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau, e nos termos do disposto no n.º 3 do artigo 14.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, no n.º 2 do artigo 5.º do Regulamento Administrativo n.º 6/1999 e no n.º 1 da Ordem Executiva n.º 14/2000, o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura manda:

    1. São aprovados a organização científico-pedagógica e o novo plano de estudos do curso de bacharelato em Enfermagem Geral na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau, constantes dos anexos I e II ao presente despacho e que dele fazem parte integrante.

    2. A organização científico-pedagógica e o plano de estudos referidos no número anterior aplicam-se aos alunos que iniciem a frequência do curso no ano lectivo de 2002/2003.

    3. Os alunos que frequentam o primeiro e segundo ano, de acordo com a organização científico-pedagógica e o plano de estudos aprovados pela Portaria n.º 235/98/M, de 16 de Novembro, transitam para o segundo e terceiro ano do novo plano de estudos, devendo os do primeiro ano frequentar e concluir com aproveitamento, as disciplinas de Inglês Médico (I) e (II), e os do segundo ano, as disciplinas de Inglês Médico (I) e (II) e Investigação de Enfermagem (I), respectivamente.

    4. O presente despacho produz efeitos a partir do ano lectivo de 2002/2003.

    23 de Julho de 2002.

    O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Chui Sai On.

    ———

    ANEXO I

    Organização científico-pedagógica do curso de bacharelato em Enfermagem Geral

    1. Área científica: Enfermagem.

    2. Área profissional: Enfermagem Geral.

    3. Duração do curso: três anos.

    4. Número total de créditos necessários para a conclusão do curso: 152.5 créditos.

    5. Língua veicular: chinês e inglês.

    ANEXO II

    Plano de estudos do curso de bacharelato em Enfermagem Geral

    1.º Ano — 1.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Fundamentos da Enfermagem (I) Obrigatória 5 88 horas
    Anatomia/Fisiologia " 4  66 "
    Microbiologia e Parasitologia " 2.5  44 "
    Introdução à Farmacologia " 2.5  44 "
    Dietética " 1  22 "
    Inglês Médico (I) " 1  22 "
    Tecnologia Informática " 3  44 "
    Língua (I) * Optativa 1  22 "
    Estágio Clínico (I) Obrigatória 8 7 semanas
    Total   28 352 horas + 7 semanas

    1.º Ano — 2.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Fundamentos da Enfermagem (II) Obrigatória 5 88 horas
    Pato-Fisiologia " 4  66 "
    Sociologia " 2.5  44 "
    Ética e Aspectos Legais da Enfermagem " 2.5  44 "
    Introdução à Psicologia " 2.5  44 "
    Inglês Médico (II) " 1  22 "
    Língua (II)* Optativa 1  22 "
    Estágio Clínico (II) Obrigatória 8 7 semanas
    Total   26.5 330 horas + 7 semanas

    2.º Ano — 1.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Enfermagem de Medicina Interno-Cirúrgica (I) Obrigatória 7 120 horas
    Enfermagem da Saúde Mental " 3.5  60 "
    Enfermagem da Saúde Ginecológica e Obstétrica " 3.5  60 "
    Psicologia Aplicada " 2  40 "
    Inglês (I) " 1  20 "
    Língua (III)* Optativa 1  20 "
    Estágio Clínico (III) Obrigatória 5 4 semanas
    Estágio Clínico (IV) " 5 4 "
    Total   28 320 horas + 8 semanas

    2.º Ano — 2.º Semestre

    Disciplinas  Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Enfermagem de Medicina Interno-Cirúrgica (II) Obrigatória 4 72 horas
    Investigação de Enfermagem (I) " 2  36 "
    Inglês (II) " 1  24 "
    Língua (IV)* Optativa 1  24 "
    Estágio Clínico (V) Obrigatória 5 4 semanas
    Estágio Clínico (VI) " 5 4"
    Estágio Clínico (VII) " 5 4"
    Total   23 156 horas+ 12 semanas

    3.º Ano — 1.º Semestre

    Disciplinas  Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Enfermagem da Saúde Pediátrica Obrigatória 3.5 60 horas
    Enfermagem da Saúde Geriátrica " 2  40 "
    Enfermagem da Saúde Comunitária " 3.5  60 "
    Gestão de Enfermagem " 2  40 "
    Investigação de Enfermagem (II) " 2  30 "
    Inglês (III) " 1  20 "
    Língua (V)* Optativa 1  20 "
    Total   15 270 horas

    3.º Ano — 2.º Semestre

    Disciplinas  Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Estágio Clínico (VIII) Obrigatória 5 4 semanas
    Estágio Clínico (IX) " 5 4"
    Estágio Clínico (X) " 9 8"
    Estágio Clínico (XI) " 13 11 "
    Total   32 27 semanas

    * Além do inglês, os alunos devem optar por uma outra língua ministrada pela Escola.

    Diploma:

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 61/2002

    BO N.º:

    30/2002

    Publicado em:

    2002.7.29

    Página:

    844-849

    • Altera a designação do curso de bacharelato em Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica para curso de bacharelato em Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica, e aprova a organização científico-pedagógica e o novo plano de estudos do referido curso.

    Versão Chinesa

    Alterações :
  • Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 143/2008 - Altera a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do curso de bacharelato em Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica, da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau, cria novas áreas de especialização e aprova a organização científico-pedagógica e o plano de estudos das mesmas.
  • Diplomas
    revogados
    :
  • Portaria n.º 235/98/M - Cria na Escola Superior de Saúde do Instituto Politénico de Macau os Cursos de Bacharelato em Enfermagem Geral e de Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica e aprova os planos de estudos e a organização científico-pedagógica dos cursos.
  • Portaria n.º 438/99/M - Altera a designação do Ramo de Análises Clínicas do Curso de técnico de Diagnóstico e Terapêutica e integra uma disciplina no plano de estudos do 1.º ano do curso de técnicos de Diagnóstico e Terapêutica.
  • Diplomas
    relacionados
    :
  • Decreto-Lei n.º 11/91/M - Define a organização e funcionamento da generalidade das instituições, públicas ou privadas, que desenvolvam actividades de ensino superior no território de Macau.
  • Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 54/2006 - Altera a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do curso complementar de licenciatura em Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica, da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau, aprovado pelo Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 59/2002, e aprova a nova organização científico-pedagógica e o plano de estudos do referido curso.
  • Categorias
    relacionadas
    :
  • CURSO MINOR, 'ASSOCIATE DEGREE' E BACHARELATOS - ENSINO SUPERIOR - INSTITUTO POLITÉCNICO DE MACAU - SERVIÇOS DE SAÚDE -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 61/2002

    Nos termos da Portaria n.º 235/98/M, de 16 de Novembro, foram criados na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Macau os cursos de bacharelato em Enfermagem Geral e Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica, este último integrando os ramos de Análises Clínicas e Farmácia.

    Através da Portaria n.º 438/99/M, de 29 de Novembro, procedeu-se à alteração da designação do ramo de Análises Clínicas do curso de Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica para ramo de Análises Clínicas e Saúde Pública.

    Considerando que face à experiência entretanto colhida, importa alterar a designação do curso de Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica, a organização científico-pedagógica e os respectivos planos de estudos, em ordem a satisfazer, ainda melhor, as necessidades actuais dos serviços de saúde.

    Nestes termos;

    Sob proposta do Instituto Politécnico de Macau, ouvidos o seu Conselho Consultivo e os Serviços de Saúde;

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 64.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau, e nos termos do disposto no n.º 3 do artigo 14.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, no n.º 2 do artigo 5.º do Regulamento Administrativo n.º 6/1999 e no n.º 1 da Ordem Executiva n.º 14/2000, o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura manda:

    1. É alterada a designação do curso de bacharelato em Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica, aprovado pela Portaria n.º 235/98/M, de 16 de Novembro, com a redacção dada pela Portaria n.º 438/99/M, de 29 de Novembro, para curso de bacharelato em Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica, com os ramos de:

    1) Tecnologia Biomédica;

    2) Farmácia.

    2. São aprovados a organização científico-pedagógica e o novo plano de estudos do curso referido no número anterior nos seus ramos respectivos, constantes dos anexos I e II a este despacho e que dele fazem parte integrante.

    3. A organização científico-pedagógica e o plano de estudos referidos no número anterior, aplicam-se aos alunos que iniciem a frequência do curso no ano lectivo 2002/2003, podendo os restantes alunos concluir o curso de Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica, de acordo com a organização científico-pedagógica e o plano de estudos aprovados pela Portaria n.º 235/98/M, de 16 de Novembro, com a redacção dada pela Portaria n.º 438/99/M, de 29 de Novembro.

    23 de Julho de 2002.

    O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Chui Sai On.

    ———

    ANEXO I

    Organização científico-pedagógica do curso de bacharelato em Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica

    1. Área científica: Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica.

    2. Área profissional:

    1) Tecnologia Biomédica;

    2) Farmácia.

    3. Duração do curso: três anos.

    4. Número total de créditos necessários para a conclusão do curso: 154 créditos.

    5. Língua veicular: chinês e inglês.

    ANEXO II

    Plano de estudos do curso de bacharelato em Tecnologia de Diagnóstico e Terapêutica

    Ramo de Tecnologia Biomédica

    1.º Ano — 1.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Ciências Combinadas Obrigatória 4 68 horas
    Química Aplicada " 4 68 "
    Anatomia " 2 34 "
    Fisiologia " 4 68 "
    Biologia Celular " 2 34 "
    Inglês Médico " 2 34 "
    Tecnologia Informática " 2 68 "
    Inglês (I) " 2 34 "
    Língua (I) * Optativa 2 34 "
    Total   24 442 horas

    1.º Ano — 2.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Bioquímica (I) Obrigatória 4 68 horas
    Introdução às Análises Clínicas  

    "

    1 17 "
    Aparelhos de Análises Clínicas  

    "

    4 68 "
    Pato-Fisiologia " 4 68 "
    Microbiologia " 4 68 "
    Imunologia " 2 34 "
    Inglês (II) " 2 34 "
    Língua (II) * Optativa 2 34 "
    Disciplina Optativa ** " 2 34 "
    Total   25 425 horas

    2.º Ano — 1.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Microbiologia Clínica Obrigatória 6 102 horas
    Imunologia Clínica " 3  51 "
    Parasitologia " 2  34 "
    Química Clínica " 6  102 "
    Técnica de Microscopia " 3  51 "
    Inglês (III) " 2  34 "
    Língua (III) * Optativa 2  34 "
    Disciplina Optativa ** " 2  34 "
    Total   26 442 horas

    2.º Ano — 2.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Hematologia Obrigatória 6 102 horas
    Imuno-Hematologia
    (Blood Banking)
    " 3  51 "
    Histopatologia " 6  102 "
    Análises na Área da Saúde Pública " 6  102 "
    Inglês (IV) " 2  34 "
    Língua (IV) * Optativa 2  34 "
    Disciplina Optativa ** " 2  34 "
    Total   27 459 horas

    3.º Ano — 1.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Estatística da Saúde Obrigatória 2 34 horas
    Epidemiologia " 2 34 "
    Saúde Ocupacional " 2 34 "
    Inglês (V) " 2 34 "
    Língua (V) * Optativa 2 34 "
    Estágio (I) Obrigatória 17 19 semanas
    Total   27 170 horas + 19 semanas

    3.º Ano — 2.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Projecto Obrigatória 4 68 horas
    Inglês (VI) " 2 34 "
    Língua (VI) * Optativa 2 34 "
    Estágio (II) Obrigatória 17 19 semanas
    Total   25 136 horas + 19 semanas

    * Além do inglês, os alunos devem optar por uma outra língua ministrada pela Escola.

    ** Os alunos devem escolher uma disciplina de entre as constantes do quadro das disciplinas optativas.

    Ramo de Farmácia

    1.º Ano — 1.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Ciências Combinadas Obrigatória 4 68 horas
    Química Aplicada " 4 68 "
    Anatomia " 2 34 "
    Fisiologia " 4 68 "
    Biologia Celular " 2 34 "
    Inglês Médico " 2 34 "
    Tecnologia Informática " 2 68 "
    Inglês (I) " 2 34 "
    Língua (I) * Optativa 2 34 "
    Total   24 442 horas

    1.º Ano — 2.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Bioquímica (I) Obrigatória 4 68 horas
    Bioquímica (II) " 4 68 "
    Pato-Fisiologia " 4 68 "
    Microbiologia " 4 68 "
    Imunologia " 2 34 "
    Inglês (II) " 2 34 "
    Língua (II) * Optativa 2 34 "
    Disciplina Optativa ** " 2 34 "
    Total   24 408 horas

    2.º Ano — 1.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Química Farmacêutica Obrigatória 6 102 horas
    Farmacognosia " 4  68 "
    Farmacologia " 8  136 "
    Métodos e Técnicas de Distribuição de Fármacos " 2  34 "
    Inglês (III) " 2  34 "
    Língua (III) * Optativa 2  34 "
    Disciplina Optativa ** " 2  34 "
    Total   26 442 horas

    2.º Ano — 2.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Análise Farmacêutica Obrigatória 8 136 horas
    Farmácia " 8  136 "
    Aspectos Legais da Farmácia " 6  102 "
    Inglês (IV) " 2  34 "
    Língua (IV) * Optativa 2  34 "
    Disciplina Optativa ** " 2  34 "
    Total   28 476 horas

    3.º Ano — 1.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Estatística da Saúde Obrigatória 2 34 horas
    Epidemiologia " 2 34 "
    Saúde Ocupacional " 2 34 "
    Inglês (V) " 2 34 "
    Língua (V) * Optativa 2 34 "
    Estágio (I) Obrigatória 17 19 semanas
    Total   27 170 horas + 19 semanas

    3.º Ano — 2.º Semestre

    Disciplinas Tipo Unidades de Crédito Duração
    (Horas/Semanas)
    Projecto Obrigatória 4 68 horas
    Inglês (VI) " 2 34 "
    Língua (VI) * Optativa 2 34 "
    Estágio (II) Obrigatória 17 19 semanas
    Total   25 136 horas + 19 semanas

    * Além do inglês, os alunos devem optar por uma outra língua ministrada pela Escola.

    ** Os alunos devem escolher uma disciplina de entre as constantes do quadro das disciplinas optativas.

    Quadro das disciplinas optativas

    Disciplinas Unidades de Crédito Horas Totais
    Psicologia 2 34
    Sociologia 2 34
    Desportos 2 34
    Ciências da Saúde 2 34
    Ciências do Ambiente 2 34
    Toxicologia 2 34
    Farmacologia 2 34
    Dietética 2 34
    Introdução à Medicina Chinesa 2 34
    História de Macau 2 34
    Inteligência Artificial 2 34
    Chinês Moderno 2 34
    Introdução às Artes 2 34
    Relações Interpessoais 2 34
    Cultura Chinesa 2 34
    Introdução à Filosofia 2 34

    Diploma:

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 62/2002

    BO N.º:

    30/2002

    Publicado em:

    2002.7.29

    Página:

    850-857

    • Altera a designação do Curso de Turismo para Curso de Gestão de Empresas Turísticas e aprova as organizações científico-pedagógicas e os planos de estudos do referido curso e do Curso de Gestão Hoteleira, conferentes do grau de bacharelato, bem como altera a designação do Curso de Gestão de Empresas Turísticas para Curso Complementar de Gestão de Empresas Turísticas, e aprova as organizações científico-pedagógicas e os planos de estudos do referido curso e do Curso Complementar de Gestão Hoteleira da Escola Superior de Turismo do Instituto de Formação Turística, conferentes do grau de licenciatura.

    Versão Chinesa

    Diplomas
    revogados
    :
  • Portaria n.º 104/96/M - Aprova os planos de estudos e a respectiva organização científico-pedagógica dos cursos de Turismo e Gestão Hoteleira constante dos anexos I, II e III. Revoga a Portaria n.º 184/93/M, de 28 de Junho.
  • Diplomas
    relacionados
    :
  • Decreto-Lei n.º 11/91/M - Define a organização e funcionamento da generalidade das instituições, públicas ou privadas, que desenvolvam actividades de ensino superior no território de Macau.
  • Portaria n.º 276/96/M - Cria um ano complementar de estudos que confere o grau de licenciatura em Gestão de Empresas Turísticas.
  • Categorias
    relacionadas
    :
  • FORMAÇÃO NA ÁREA DO TURISMO - ENSINO SUPERIOR - INSTITUTO DE FORMAÇÃO TURÍSTICA DE MACAU -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 62/2002

    A Portaria n.º 104/96/M, de 29 de Abril, aprovou a organização científico-pedagógica e o novo plano de estudos dos cursos de Turismo e Gestão Hoteleira da Escola Superior de Turismo do Instituto de Formação Turística, conferentes do grau de bacharelato, e a Portaria n.º 276/96/M, de 4 de Novembro, aprovou a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do Curso de Gestão de Empresas Turísticas, conferente do grau de licenciatura.

    A experiência entretanto colhida recomenda a introdução de algumas modificações quer na denominação, quer nas organizações científico-pedagógicas e nos planos de estudos dos referidos cursos, bem como a criação do Curso Complementar de Gestão Hoteleira, conferente do grau de licenciatura, de modo a adequar mais eficazmente este tipo de formação às necessidades sentidas na Região Administrativa Especial de Macau na área do desenvolvimento do Turismo e da Indústria Hoteleira.

    Nestes termos;

    Sob proposta do Instituto de Formação Turística;

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 64.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau, e nos termos do disposto no n.º 3 do artigo 14.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, no n.º 2 do artigo 5.º do Regulamento Administrativo n.º 6/1999 e no n.º 1 da Ordem Executiva n.º 14/2000, o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura manda:

    1. É alterada a designação do Curso de Turismo, aprovado pela Portaria n.º 104/96/M, de 29 de Abril, para Curso de Gestão de Empresas Turísticas.

    2. São aprovados as organizações científico-pedagógicas e os planos de estudos do curso referido no número anterior e do Curso de Gestão Hoteleira, aprovado pela Portaria n.º 104/96/M, de 29 de Abril, conferentes do grau de bacharelato, constantes dos anexos I, II e III ao presente despacho e que dele fazem parte integrante.

    3. É alterada a designação do Curso de Gestão de Empresas Turísticas, aprovado pela Portaria n.º 276/96/M, de 4 de Novembro, para Curso Complementar de Gestão de Empresas Turísticas.

    4. São aprovados as organizações científico-pedagógicas e os planos de estudos do curso referido no número anterior e do Curso Complementar de Gestão Hoteleira da Escola Superior de Turismo do Instituto de Formação Turística, conferentes do grau de licenciatura, constantes dos anexos IV, V e VI ao presente despacho e que dele fazem parte integrante.

    5. Podem candidatar-se à frequência do Curso Complementar de Gestão de Empresas Turísticas e do Curso Complementar de Gestão Hoteleira, os titulares, respectivamente, do Curso de Gestão de Empresas Turísticas ou do Curso de Gestão Hoteleira da Escola Superior de Turismo ou de cursos equivalentes.

    6. Podem ainda candidatar-se à frequência dos cursos referidos no n.º 4, os titulares dos graus de bacharel ou de licenciatura em áreas afins desde que, após análise pelo júri referido no número seguinte, se conclua pela adequação curricular e preparação básica.

    7. A avaliação das candidaturas, selecção e respectiva seriação, em conformidade com o estabelecido pela Escola Superior de Turismo, compete a um júri nomeado pelo director da Escola e constituído pelo subdirector e docentes da mesma.

    8. A deliberação do júri é homologada pelo director da Escola Superior de Turismo.

    9. As organizações científico-pedagógicas e os planos de estudos referidos nos n.os 2 e 4 aplicam-se aos alunos que iniciem a frequência dos cursos no ano lectivo de 2002/2003, devendo os restantes alunos concluir os cursos de acordo com as organizações científico-pedagógicas e os planos de estudos aprovados pela Portaria n.º 104/96/M, de 29 de Abril, e pela Portaria n.º 276/96/M, de 4 de Novembro, até ao ano lectivo 2004/2005.

    10. Na situação de os alunos não concluírem os cursos no ano lectivo 2004/2005, de acordo com as organizações científico-pedagógicas e planos de estudos aprovados pela Portaria n.º 104/96/M, de 29 de Abril, e pela Portaria n.º 276/96/M, de 4 de Novembro, passam a estar integrados nas organizações científico-pedagógicas e planos de estudos aprovados pelo presente despacho, competindo ao Conselho Técnico e Científico do Instituto de Formação Turística a definição do regime de equivalências.

    23 de Julho de 2002.

    O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Chui Sai On.

    ———

    ANEXO I

    Organização Científico-Pedagógica do Curso de Gestão de Empresas Turísticas e do Curso de Gestão Hoteleira

    1. Área científica: Gestão de Empresas Turísticas e Gestão Hoteleira, consoante se trate, respectivamente, do Curso de Empresas Turísticas ou do Curso de Gestão Hoteleira.

    2. Duração normal dos cursos: 6 semestres lectivos.

    3. Número total mínimo de unidades de crédito necessárias à conclusão dos cursos:

    1) Gestão de Empresas Turísticas: 104 créditos;

    2) Gestão Hoteleira: 104 créditos.

    4. Língua veicular: inglês.

    ANEXO II

    Plano de Estudos do Curso de Gestão de Empresas Turísticas

    1.º Ano — 1.º Semestre

    Disciplina Tipo Horas/ Semana Créditos
    Inglês – Intermédio I Obrigatória 3 3
    Mandarim I
    ou Japonês I
    ou Português I *
     

    "

     

    3

     

    3

    Informática I " 3 3
    Matemática de Gestão " 3 3
    Introdução ao Turismo e Hotelaria " 3 3
    Fundamentos de Gestão " 3 3
    Contabilidade I " 3 3
    Prática Profissional I ** "
    Total de Créditos 21

    1.º Ano — 2.º Semestre

    Disciplina Tipo Horas/ Semana Créditos
    Inglês – Intermédio II Obrigatória 3 3
    Mandarim II
    ou Japonês II
    ou Português II *
     

    "

     

    3

     

    3

    Informática II " 3 3
    Economia " 3 3
    Destinos Turísticos " 3 3
    Comportamento Organizacional " 3 3
    Contabilidade II " 3 3
    Prática Profissional II ** "
    Total de Créditos 21

    Observação:

    * Escolha em regime alternativo.

    ** A aprovação nas Práticas Profissionais I e II são determinantes para a conclusão do Curso.

    2.º Ano — 1.º Semestre

    Disciplina Tipo Horas/ Semana Créditos
    Inglês – Técnicas de Comunicação I Obrigatória 3 3
    Mandarim III
    ou Japonês III
    ou Português III *
     

    "

     

    3

     

    3

    Técnicas de Agências de Viagens " 3 3
    Gestão de Transportes " 3 3
    Animação Turística " 3 3
    Gestão Financeira " 3 3
    Marketing para Turismo e Hotelaria " 3 3
    Total de Créditos 21

    2.º Ano — 2.º Semestre

    Disciplina Tipo Horas/ Semana Créditos
    Inglês - Técnicas de Comunicação II Obrigatória 3 3
    Mandarim IV
    ou Japonês IV
    ou Português IV *
     

    "

     

    3

     

    3

    Gestão de Serviços de Viagens " 3 3
    Introdução aos Vinhos " 2 2
    Dimensões Sociais e Culturais do Turismo " 3 3
    Estatística " 3 3
    Gestão de Sistemas de Informação para Turismo e Hotelaria " 3 3
    Total de Créditos 20

    Observação:

    * Escolha em regime alternativo.

    3.º Ano — 1.º Semestre

    Disciplina Tipo Horas/ Semana Créditos
    Mandarim V
    ou Japonês V
    ou Português V *
     

    Obrigatória

     

    3

     

    3

    Planeamento e Desenvolvimento Turístico " 3 3
    Interesses Especiais em Turismo " 3 3
    Gestão e Desenvolvimento de Itinerários Turísticos " 3 3
    Gestão de Eventos " 3 3
    Gestão de Recursos Humanos " 3 3
    Legislação do Turismo e Hotelaria " 3 3
    Total de Créditos 21

    3.º Ano — 2.º Semestre

    Disciplina Tipo Duração Créditos
    Estágio ** Obrigatória 6 meses
    Total de Créditos

    Observação:

    * Escolha em regime alternativo.

    ** A aprovação no Estágio é determinante para a conclusão do Curso.

    ANEXO III

    Plano de Estudos do Curso de Gestão Hoteleira

    1.º Ano — 1.º Semestre

    Disciplina Tipo Horas/ Semana Créditos
    Inglês – Intermédio I Obrigatória 3 3
    Mandarim I ou Japonês I ou Português I * " 3 3
    Informática I " 3 3
    Matemática de Gestão " 3 3
    Introdução ao Turismo e Hotelaria " 3 3
    Fundamentos de Gestão " 3 3
    Contabilidade I " 3 3
    Prática Profissional I ** "
    Total de Créditos 21

    1.º Ano — 2.º Semestre

    Disciplina Tipo Horas/ Semana Créditos
    Inglês – Intermédio II Obrigatória 3 3
    Mandarim II
    ou Japonês II
    ou Português II *
     

    "

     

    3

     

    3

    Informática II " 3 3
    Economia " 3 3
    Destinos Turísticos " 3 3
    Comportamento Organizacional " 3 3
    Contabilidade II " 3 3
    Prática Profissional II ** "
    Total de Créditos 21

    Observação:

    * Escolha em regime alternativo.

    ** A aprovação nas Práticas Profissionais I e II são determinantes para a conclusão do Curso.

    2.º Ano — 1.º Semestre

    Disciplina Tipo Horas/ Semana Créditos
    Inglês – Técnicas de Comunicação I Obrigatória 3 3
    Mandarim III
    ou Japonês III
    ou Português III *
     

    "

     

    3

     

    3

    Introdução a Alimentação e Bebidas " 3 3
    Gestão de Clubes " 3 3
    Gestão de Alojamento " 3 3
    Gestão Financeira " 3 3
    Marketing para Turismo e Hotelaria " 3 3
    Total de Créditos 21

    2.º Ano — 2.º Semestre

    Disciplina Tipo Horas/ Semana Créditos
    Inglês – Técnicas de Comunicação II Obrigatória 3 3
    Mandarim IV
    ou Japonês IV
    ou Português IV *
     

    "

     

    3

     

    3

    Gestão de Alimentação e Bebidas " 3 3
    Introdução aos Vinhos " 2 2
    Dimensões Sociais e Culturais do Turismo " 3 3
    Estatística " 3 3
    Gestão de Sistemas de Informação para Turismo e Hotelaria " 3 3
    Total de Créditos 20

    Observação:

    * Escolha em regime alternativo.

    3.º Ano — 1.º Semestre

    Disciplina Tipo Horas/ Semana Créditos
    Mandarim V
    ou Japonês V
    ou Português V *
     

    Obrigatória

     

    3

     

    3

    Técnicas de Hotelaria " 3 3
    Gestão de Propriedade e Equipamento " 3 3
    Controlo de Custos em Alimentação e Bebidas " 3 3
    Gestão de Eventos " 3 3
    Gestão de Recursos Humanos " 3 3
    Legislação do Turismo e Hotelaria " 3 3
    Total de Créditos 21

    3.º Ano — 2.º Semestre

    Disciplina Tipo Duração Créditos
    Estágio ** Obrigatória 6 meses
    Total de Créditos

    Observação:

    * Escolha em regime alternativo.

    ** A aprovação no Estágio é determinante para a conclusão do Curso.

    ANEXO IV

    Organização Científico-Pedagógica do Curso Complementar de Gestão de Empresas Turísticas e do Curso Complementar de Gestão Hoteleira (Licenciaturas)

    1. Área científica: Gestão de Empresas Turísticas e Gestão Hoteleira, consoante se trate, respectivamente, do Curso Complementar de Gestão de Empresas Turísticas ou do Curso Complementar de Gestão Hoteleira.

    2. Duração normal dos cursos: 2 semestres lectivos.

    3. Número total mínimo de unidades de crédito necessárias à conclusão dos cursos:

    1) Gestão de Empresas Turísticas: 30 créditos;

    2) Gestão Hoteleira: 30 créditos.

    4. Língua veicular: inglês.

    ANEXO V

    Plano de Estudos do Curso Complementar de Gestão de Empresas Turísticas (Licenciatura)

    1.º Semestre

    Disciplina Tipo Horas/ Semana Créditos
    Comportamentos do Consumidor Obrigatória 3 3
    Métodos de Investigação " 3 3
    Gestão de Qualidade de Serviços " 3 3
    Métodos Quantitativos de Serviços " 3 3
    Temas Avançados em Gestão de Recursos Humanos " 3 3
    Total de Créditos 15

    2.º Semestre

    Disciplina Tipo Horas/ Semana Créditos
    Gestão de Marketing Obrigatória 3 3
    Economia do Turismo " 3 3
    Gestão de Produtos Turísticos " 3 3
    Estratégica Empresarial " 3 3
    Seminários em Turismo e Hotelaria " 3 3
    Total de Créditos 15

    ANEXO VI

    Plano de Estudos do Curso Complementar de Gestão Hoteleira (Licenciatura)

    1.º Semestre

    Disciplina Tipo Horas/ Semana Créditos
    Comportamentos do Consumidor Obrigatória 3 3
    Métodos de Investigação " 3 3
    Gestão de Qualidade de Serviços " 3 3
    Métodos Quantitativos de Serviços " 3 3
    Temas Avançados em Gestão de Recursos Humanos " 3 3
    Total de Créditos 15

    2.º Semestre

    Disciplina Tipo Horas/ Semana Créditos
    Gestão de Marketing Obrigatória 3 3
    Economia do Turismo " 3 3
    Gestão de Produtos Turísticos " 3 3
    Estratégica Empresarial " 3 3
    Seminários em Turismo e Hotelaria " 3 3
    Total de Créditos 15

    Diploma:

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 63/2002

    BO N.º:

    30/2002

    Publicado em:

    2002.7.29

    Página:

    857-858

    • Cria o curso de doutoramento em Ciências da Educação do Instituto Inter-Universitário de Macau e aprova o respectivo plano de estudos.

    Versão Chinesa

    Diplomas
    relacionados
    :
  • Decreto-Lei n.º 11/91/M - Define a organização e funcionamento da generalidade das instituições, públicas ou privadas, que desenvolvam actividades de ensino superior no território de Macau.
  • Portaria n.º 207/96/M - Autoriza a criação do Instituto Inter-Universitário de Macau e aprova os respectivos estatutos.
  • Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 97/2004 - Aprova as novas áreas de doutoramento do Instituto Inter-Universitário de Macau.
  • Categorias
    relacionadas
    :
  • DOUTORAMENTOS E MESTRADOS - ENSINO SUPERIOR -
  • Ent. Privadas
    relacionadas
    :
  • UNIVERSIDADE DE SÃO JOSÉ -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 63/2002

    Tendo a Fundação Católica de Ensino Superior Universitário, entidade titular do Instituto Inter-Universitário de Macau, requerido nos termos do artigo 41.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, o início de funcionamento do curso de doutoramento em Ciências da Educação, com o objectivo de formar quadros especializados nesta área.

    Considerando que o plano de estudos, o reconhecimento de graus académicos e os requisitos de acesso se encontram em conformidade com os Estatutos do Instituto Inter-Universitário de Macau, aprovados pela Portaria n.º 207/96/M, de 12 de Agosto, bem como com o disposto no Decreto-Lei n.º 13/97/M, de 14 de Abril, que regula as formas de atribuição dos graus de mestre e doutor pelo mesmo Instituto.

    Nestes termos;

    Sob proposta da Fundação Católica de Ensino Superior Universitário;

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 64.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau, e nos termos do disposto no n.º 1 do artigo 42.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, no n.º 2 do artigo 5.º do Regulamento Administrativo n.º 6/1999 e no n.º 1 da Ordem Executiva n.º 14/2000, o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura manda:

    1. É criado o curso de doutoramento em Ciências da Educação do Instituto Inter-Universitário de Macau e aprovado o respectivo plano de estudos, constante do anexo a este despacho e que dele faz parte integrante.

    2. O curso compreende as seguintes áreas de especialização: Gestão Educacional; Educação Social; Currículo, Avaliação e Aprendizagem.

    3. O curso tem a duração mínima de três anos e máxima de cinco anos.

    4. O curso inclui um trabalho de investigação sobre um tema da especialidade, cuja elaboração deve ter início no segundo semestre da parte escolar do curso, e que se destina à elaboração e apresentação de uma tese de doutoramento, nos termos do disposto nos artigos 17.º, 21.º e seguintes do Decreto-Lei n.º 13/97/M, de 14 de Abril.

    5. O curso é ministrado em língua inglesa.

    6. Este curso confere o grau de doutor e o seu reconhecimento pela Universidade Católica Portuguesa é feito nos termos do previsto no artigo 7.º dos Estatutos do Instituto Inter-Universitário de Macau, aprovados pela Portaria n.º 207/96/M, de 12 de Agosto.

    23 de Julho de 2002.

    O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Chui Sai On.

    ———

    ANEXO

    Plano de estudos do curso de doutoramento em Ciências de Educação

    Disciplinas Tipo Horas Créditos
    Metodologia de Investigação em Educação (I) Obrigatória 42 3
    Metodologia de Investigação em Educação (II) " 42 3
    Seminário de Investigação na Área de Especialização " 28 2
    Seminário Interdisciplinar em Educação " 28 2
    Tese "

    Diploma:

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 64/2002

    BO N.º:

    30/2002

    Publicado em:

    2002.7.29

    Página:

    858-859

    • Aprova, na norma inglesa, o plano de estudos do curso de Business Administration conferente do grau de doutor, na Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau).

    Versão Chinesa

    Diplomas
    relacionados
    :
  • Decreto-Lei n.º 11/91/M - Define a organização e funcionamento da generalidade das instituições, públicas ou privadas, que desenvolvam actividades de ensino superior no território de Macau.
  • Categorias
    relacionadas
    :
  • DOUTORAMENTOS E MESTRADOS - ENSINO SUPERIOR -
  • Ent. Privadas
    relacionadas
    :
  • UNIVERSIDADE DA CIDADE DE MACAU -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 64/2002

    Tendo a "SIEFEDIS - Sociedade Internacional de Edição, Formação e Ensino à Distância, Limitada", entidade titular da Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau), requerido, nos termos do artigo 41.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, o início de funcionamento do curso de "Business Administration", que pretende ministrar, conferente do grau de doutor, segundo a norma inglesa, com o objectivo de formar quadros especializados conhecedores nesta área.

    Considerando que o plano de estudos, o reconhecimento de graus académicos e os requisitos de acesso ao curso se encontram em conformidade com os Estatutos da Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau), bem como com o estipulado no regulamento que define a forma de atribuição dos graus de mestre e doutor pela mesma Universidade, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 17/96/M, de 1 de Abril, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 95/99/M, de 29 de Novembro;

    Nestes termos;

    Sob proposta da "SIEFEDIS - Sociedade Internacional de Edição, Formação e Ensino à Distância, Limitada";

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 64.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau, e nos termos do disposto no n.º 1 do artigo 42.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, no n.º 2 do artigo 5.º do Regulamento Administrativo n.º 6/1999 e no n.º 1 da Ordem Executiva n.º 14/2000, o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura manda:

    1. É aprovado, na norma inglesa, o plano de estudos do curso de "Business Administration", conferente do grau de doutor, na Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau), constante do anexo ao presente despacho e que dele faz parte integrante.

    2. As disciplinas do curso são ministradas em 15 meses.

    3. O curso está condicionado a uma prova de doutoramento a qual consiste na discussão pública de uma tese original, podendo envolver a prestação de provas complementares quando a regulamentação aplicável o impuser, de acordo com o disposto no artigo 17.º do Decreto-Lei n.º 17/96/M, de 1 de Abril.

    4. As condições da prova de doutoramento estão definidas em regulamento, em conformidade com o previsto no artigo 21.º do diploma referido no número anterior.

    5. Após apresentação e defesa da tese, o candidato tem 6 meses para apresentar a respectiva Monografia.

    23 de Julho de 2002.

    O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Chui Sai On.

    ———

    ANEXO

    Plano de estudos do curso de "Business Administration"

    (norma inglesa)

    Disciplinas Horas Lectivas Duração
    (Mês)
    Créditos
    Avaliação do Conhecimento de Estudos de Gestão 32 3 20
    Políticas de Negócios 32 3 20
    Projecto de Investigação e Metodologia 48 3 30
    Recensão Bibliográfica 48 6 30
    Tese Por
    orientação
    15 150
    Elaboração e Apresentação da Monografia baseada na Tese Por
    orientação
    6 50
    Total 160 36 300

    Diploma:

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 65/2002

    BO N.º:

    30/2002

    Publicado em:

    2002.7.29

    Página:

    860-862

    • Autoriza a Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau) a leccionar, em regime de ensino à distância e segundo a norma portuguesa, o Curso de Acção Social, e aprova a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do referido curso.

    Versão Chinesa

    Alterações :
  • Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 119/2006 - Altera a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do curso de bacharelato em Acção Social (norma portuguesa) da Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau), aprovados pelo Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 65/2002 e aprova a nova organização científico-pedagógica e o plano de estudos do referido curso.
  • Diplomas
    relacionados
    :
  • Decreto-Lei n.º 11/91/M - Define a organização e funcionamento da generalidade das instituições, públicas ou privadas, que desenvolvam actividades de ensino superior no território de Macau.
  • Categorias
    relacionadas
    :
  • CURSO MINOR, 'ASSOCIATE DEGREE' E BACHARELATOS - ENSINO SUPERIOR -
  • Ent. Privadas
    relacionadas
    :
  • UNIVERSIDADE DA CIDADE DE MACAU -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 65/2002

    Tendo a "SIEFEDIS - Sociedade Internacional de Edição, Formação e Ensino à Distância, Limitada", entidade titular da Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau), requerido, nos termos do artigo 41.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, o funcionamento do curso de bacharelato em Acção Social, segundo a norma portuguesa, que pretende ministrar;

    Considerando que a organização científico-pedagógica e o respectivo plano de estudos do referido curso estão em conformidade com o disposto nos estatutos da Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau);

    Nestes termos;

    Sob proposta da "SIEFEDIS - Sociedade Internacional de Edição, Formação e Ensino à Distância, Limitada";

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 64.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau, e nos termos do disposto no n.º 1 do artigo 42.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, no n.º 2 do artigo 5.º do Regulamento Administrativo n.º 6/1999 e no n.º 1 da Ordem Executiva n.º 14/2000, o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura manda:

    1. A Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau) é autorizada a leccionar, em regime de ensino à distância e segundo a norma portuguesa, o curso de Acção Social.

    2. São aprovados a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do curso referido no número anterior, constantes dos anexos I e II a este despacho e que dele fazem parte integrante.

    3. Este curso confere o grau de bacharelato.

    23 de Julho de 2002.

    O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Chui Sai On.

    ———

    ANEXO I

    Organização científico-pedagógica do curso de bacharelato em Acção Social (norma portuguesa)

    Área Científica:

    Acção Social.

    Condições de acesso:

    As previstas no artigo 28.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, para o acesso ao ensino universitário.

    Duração:

    A cada plano de estudos corresponde um número específico de créditos; cada disciplina anual tem o valor de 10 créditos, cada disciplina semestral o de 5 créditos e cada disciplina trimestral, 2,5 créditos.

    O número de disciplinas em que cada aluno se inscreve é livre.

    Regime de leccionação:

    Regime de ensino à distância, com apoio presencial de professores com experiência docente comprovada e reconhecida competência nas áreas respectivas.

    Número total de créditos necessários para a conclusão do curso:

    150 créditos, distribuídos num total de 100 créditos nas disciplinas obrigatórias, e num total de 50 créditos nas disciplinas optativas, constantes do Anexo II.

    Língua veicular:

    Portuguesa.

    Avaliação:

    O regime de valoração de créditos adoptados nos cursos é o de unidade de créditos (u.c.) definida de acordo com a Associação Europeia de Universidade de Ensino à Distância (EADTU), por 10 u.c. igual a duzentas e vinte horas estimadas de ocupação em tarefas lectivas.

    ANEXO II

    Plano de estudos do curso de bacharelato em Acção Social (norma portuguesa)

    Disciplinas Tipo Duração Créditos
    Introdução à Sociologia Obrigatória Anual 10
    Introdução à Psicologia Social (I) " Semestral 5
    Introdução ao Direito " Semestral 5
    Introdução à Sociologia das Migrações " Semestral 5
    Introdução à Educação Sexual " Semestral 5
    Educação Intercultural " Semestral 5
    Intervenção Psico-social " Semestral 5
    Intervenção Social com Grupos " Semestral 5
    Desenvolvimento Comunitário " Semestral 5
    Introdução à Educação para a Saúde " Anual 10
    Acção Social na Área da Família " Anual 10
    Acção Social na Área da Deficiência " Semestral 5
    Acção Social na Área da Saúde Mental " Semestral 5
    Acção Social na Área da Gerontologia " Semestral 5
    Acção Social na Área da Reinserção Social " Semestral 5
    Acção Social na Área da Exclusão Social " Semestral 5
    Acção Social na Área do Emprego e Formação Profissional " Semestral 5
    Sociologia da Empresa Optativa Semestral 5
    Comportamento Organizacional " Semestral 5
    Psicologia Educacional " Anual 10
    Comunicação Educacional " Anual 10
    Introdução à Psicologia Social II " Semestral 5
    Introdução ao Direito do Ambiente " Semestral 5
    Nutrição " Semestral 5
    Segurança e Higiene do Trabalho " Semestral 5
    Introdução à Metodologia das Ciências Sociais " Semestral 5
    Problemas Sociais Contemporâneos " Semestral 5
    Sociologia da Família " Semestral 5
    Sociologia Urbana " Semestral 5
    Psicologia Geral " Semestral 5
    Psicologia Clínica e da Saúde " Semestral 5

    Diploma:

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 66/2002

    BO N.º:

    30/2002

    Publicado em:

    2002.7.29

    Página:

    862-864

    • Autoriza a Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau) a leccionar, em regime do ensino à distância e segundo a norma portuguesa, o Curso de Estudos Europeus e aprova a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do referido curso.

    Versão Chinesa

    Alterações :
  • Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 3/2007 - Altera a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do curso de bacharelato em Estudos Europeus (norma portuguesa) da Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau), e aprova a nova organização científico-pedagógica e o plano de estudos do referido curso.
  • Diplomas
    relacionados
    :
  • Decreto-Lei n.º 11/91/M - Define a organização e funcionamento da generalidade das instituições, públicas ou privadas, que desenvolvam actividades de ensino superior no território de Macau.
  • Categorias
    relacionadas
    :
  • CURSO MINOR, 'ASSOCIATE DEGREE' E BACHARELATOS - ENSINO SUPERIOR -
  • Ent. Privadas
    relacionadas
    :
  • UNIVERSIDADE DA CIDADE DE MACAU -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 66/2002

    Tendo a "SIEFEDIS - Sociedade Internacional de Edição, Formação e Ensino à Distância, Limitada", entidade titular da Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau), requerido, nos termos do artigo 41.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, o funcionamento do curso de bacharelato em Estudos Europeus, segundo a norma portuguesa, que pretende ministrar;

    Considerando que a organização científico-pedagógica e o respectivo plano de estudos do referido curso estão em conformidade com o disposto nos estatutos da Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau);

    Nestes termos;

    Sob proposta da "SIEFEDIS - Sociedade Internacional de Edição, Formação e Ensino à Distância, Limitada";

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 64.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau, e nos termos do disposto no n.º 1 do artigo 42.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, no n.º 2 do artigo 5.º do Regulamento Administrativo n.º 6/1999 e no n.º 1 da Ordem Executiva n.º 14/2000, o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura manda:

    1. A Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau) é autorizada a leccionar, em regime de ensino à distância e segundo a norma portuguesa, o curso de Estudos Europeus.

    2. São aprovados a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do curso referido no número anterior, constantes dos anexos I e II a este despacho e que dele fazem parte integrante.

    3. Este curso confere o grau de bacharelato.

    23 de Julho de 2002.

    O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Chui Sai On.

    ———

    ANEXO I

    Organização científico-pedagógica do curso de bacharelato em Estudos Europeus (norma portuguesa)

    Área Científica:

    Estudos Europeus.

    Condições de acesso:

    As previstas no artigo 28.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, para o acesso ao ensino universitário.

    Duração:

    A cada plano de estudos corresponde um número específico de créditos; cada disciplina anual tem o valor de 10 créditos, cada disciplina semestral o de 5 créditos e cada disciplina trimestral, 2,5 créditos.

    O número de disciplinas em que cada aluno se inscreve é livre.

    Regime de leccionação:

    Regime de ensino à distância, com apoio presencial de professores com experiência docente comprovada e reconhecida competência nas áreas respectivas.

    Número total de créditos necessários para a conclusão do curso:

    150 créditos, distribuídos num total de 130 créditos nas disciplinas obrigatórias, constantes do anexo II, e num total de 20 créditos nas disciplinas optativas de entre as disciplinas em leccionação nesta Universidade.

    Língua veicular:

    Portuguesa.

    Avaliação:

    O regime de valoração de créditos adoptados nos cursos é o de unidade de créditos (u.c.) definida de acordo com a Associação Europeia de Universidade de Ensino à Distância (EADTU), por 10 u.c. igual a duzentas e vinte horas estimadas de ocupação em tarefas lectivas.

    ANEXO II

    Plano de estudos do curso de bacharelato em Estudos Europeus (norma portuguesa)

    Disciplinas Tipo Duração Créditos
    Estudos Europeus (I) Obrigatória Anual 10
    Sociologia das Migrações " Anual 10
    Sociedade e Cultura Inglesas " Anual 10
    História da Língua Portuguesa " Anual 10
    Língua Inglesa (I) " Anual 10
    História da Idade Contemporânea " Anual 10
    Movimentos Sociais e Elites " Semestral 5
    Problemas Sociais Contemporâneos " Semestral 5
    Introdução à Economia " Semestral 5
    Introdução ao Direito " Semestral 5
    Tecnologias de Informação e Internet " Semestral 5
    Estudos Europeus (II) " Anual 10
    Língua Inglesa (II) " Anual 10
    Sociedade e Cultura Portuguesas " Semestral 5
    Introdução ao Direito Administrativo " Semestral 5
    Introdução à Ciência Política " Semestral 5
    Política Internacional " Semestral 5
    Informática para as Ciências Sociais " Semestral 5

    Diploma:

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 67/2002

    BO N.º:

    30/2002

    Publicado em:

    2002.7.29

    Página:

    864-866

    • Autoriza a Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau) a leccionar, em regime de ensino à distância e segundo a norma portuguesa, o Curso de Tecnologias de Informação e aprova a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do referido curso.

    Versão Chinesa

    Diplomas
    relacionados
    :
  • Decreto-Lei n.º 11/91/M - Define a organização e funcionamento da generalidade das instituições, públicas ou privadas, que desenvolvam actividades de ensino superior no território de Macau.
  • Categorias
    relacionadas
    :
  • CURSO MINOR, 'ASSOCIATE DEGREE' E BACHARELATOS - ENSINO SUPERIOR -
  • Ent. Privadas
    relacionadas
    :
  • UNIVERSIDADE DA CIDADE DE MACAU -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 67/2002

    Tendo a "SIEFEDIS - Sociedade Internacional de Edição, Formação e Ensino à Distância, Limitada", entidade titular da Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau), requerido, nos termos do artigo 41.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, o funcionamento do curso de bacharelato em Tecnologias da Informação, segundo a norma portuguesa, que pretende ministrar;

    Considerando que a organização científico-pedagógica e o respectivo plano de estudos do referido curso estão em conformidade com o disposto nos estatutos da Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau);

    Nestes termos;

    Sob proposta da "SIEFEDIS - Sociedade Internacional de Edição, Formação e Ensino à Distância, Limitada";

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 64.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau, e nos termos do disposto no n.º 1 do artigo 42.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, no n.º 2 do artigo 5.º do Regulamento Administrativo n.º 6/1999 e no n.º 1 da Ordem Executiva n.º 14/2000, o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura manda:

    1. A Universidade Aberta Internacional da Ásia (Macau) é autorizada a leccionar, em regime de ensino à distância e segundo a norma portuguesa, o curso de Tecnologias da Informação.

    2. São aprovados a organização científico-pedagógica e o plano de estudos do curso referido no número anterior, constantes dos anexos I e II a este despacho e que dele fazem parte integrante.

    3. Este curso confere o grau de bacharelato.

    23 de Julho de 2002.

    O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Chui Sai On.

    ———

    ANEXO I

    Organização científico-pedagógica do curso de bacharelato em Tecnologias da Informação (norma portuguesa)

    Área Científica:

    Tecnologias da Informação.

    Condições de acesso:

    As previstas no artigo 28.º do Decreto-Lei n.º 11/91/M, de 4 de Fevereiro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 8/92/M, de 10 de Fevereiro, para o acesso ao ensino universitário.

    Duração:

    A cada plano de estudos corresponde um número específico de créditos; cada disciplina anual tem o valor de 10 créditos, cada disciplina semestral o de 5 créditos e cada disciplina trimestral, 2,5 créditos.

    O número de disciplinas em que cada aluno se inscreve é livre.

    Regime de leccionação:

    Regime de ensino à distância, com apoio presencial de professores com experiência docente comprovada e reconhecida competência nas áreas respectivas.

    Número total de créditos necessários para a conclusão do curso:

    150 créditos, distribuídos num total de 130 créditos nas disciplinas obrigatórias, constantes do Anexo II, e num total de 20 créditos nas disciplinas optativas de entre as existentes na Universidade com excepção das seguintes: Introdução à Física, Matemáticas Gerais, Introdução à Biologia, Introdução à Química, Introdução à Estatística, Introdução à Electricidade e Electrónica.

    Língua veicular:

    Portuguesa.

    Avaliação:

    O regime de valoração de créditos adoptados nos cursos é o de unidade de créditos (u.c.) definida de acordo com a Associação Europeia de Universidade de Ensino à Distância (EADTU), por 10 u.c. igual a duzentas e vinte horas estimadas de ocupação em tarefas lectivas.

    ANEXO II

    Plano de estudos do curso de bacharelato em Tecnologias da Informação (norma portuguesa)

    Disciplinas Obrigatórias Duração Créditos
    Área Científica de Matemática Subtotal
    Introdução à Análise Infinitesimal Anual 10  
    Álgebra Linear Semestral 5
    Matemática Finita Semestral 5
    Investigação Operacional Semestral 5
      25
    Área Científica da Física
    Física Fundamental Anual 10  
    Circuitos Eléctricos e Electrónicos Semestral 5
      15
    Área Científica de Informática
    Sub-Área Científica de Computação
    Fundamento de Computação Anual 10  
    Programação em Lógica Semestral 5
      15
    Sub-Área Científica de Engenharia de Software
    Sistemas de Bases de Dados Anual 10  
    Análise de Sistemas Semestral 5
      15
    Sub-Área Científica de Programação
    Programação Semestral 5  
    Estruturas de Dados e Algoritmos Anual 10
    Linguagens de Programação Semestral 5
    COBOL Semestral 5
    Compilação Anual 10
      35
    Sub-Área Científica de Sistemas
    Arquitectura de Computadores Semestral 5  
    Sistemas Operativos Anual 10
    Comunicação de Dados e Redes Anual 10
      25

    Total

      130

    Diploma:

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 68/2002

    BO N.º:

    30/2002

    Publicado em:

    2002.7.29

    Página:

    867

    • Aprova a tabela de preços a que se refere o artigo 8.º do Regulamento da Biblioteca Central. — Revoga o artigo 2.º da Portaria n.º 197/93/M, de 5 de Julho.

    Versão Chinesa

    Diplomas
    relacionados
    :
  • Portaria n.º 186/89/M - Aprova o Regulamento da Biblioteca Central. — Revogações.
  • Portaria n.º 197/93/M - Actualiza a tabela de preços de reprodução de documentos existentes na Biblioteca Central e os horários das Bibliotecas Chinesa.
  • Categorias
    relacionadas
    :
  • BIBLIOTECA CENTRAL - INSTITUTO CULTURAL -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura n.º 68/2002

    Considerando a necessidade de rever a tabela de preços a que se refere o artigo 8.º do Regulamento da Biblioteca Central, aprovado pela Portaria n.º 186/89/M, de 31 de Outubro, no sentido de reduzir o preço do serviço de duplicação dos materiais da Biblioteca Central, organismo dependente do Instituto Cultural.

    Nestes termos;

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 64.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau, e nos termos do artigo 5.º do Regulamento Administrativo n.º 6/1999, e do n.º 1 da Ordem Executiva n.º 14/2000, o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura manda:

    1. É aprovada a tabela de preços a que se refere o artigo 8.º do Regulamento da Biblioteca Central, constante do anexo ao presente despacho, e que dele faz parte integrante.

    2. É revogado o artigo 2.º da Portaria n.º 197/93/M, de 5 de Julho.

    3. O presente despacho entra em vigor no dia seguinte ao da sua publicação.

    23 de Julho de 2002.

    O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Chui Sai On.

    ———

    ANEXO

    Tabela de preços a que se refere o artigo 8.º do Regulamento da Biblioteca Central, aprovado pela Portaria n.º 186/89/M, de 31 de Outubro

    Duplicação em papel de materiais impressos e microfilmes, impressão de documentos em registo informático

    Formato Preço p/imagem
    A4 Preto e Branco $0,50
    A4 Cor $2,00
    A3 Preto e Branco $1,00
    A3 Cor $3,00
    Duplicação em microfilme
    Formato Preço p/
    imagem
    Preço p/
    rolo
    Observações
    16mm $2,00 $800,00 Tarifa mínima:
    $50,00
    35mm $2,00 $1000,00 Tarifa mínima:
    $60,00

        

    Versão PDF optimizada para Adobe Reader 7.0 ou superior.
    Get Adobe Reader