Número 17
II
SÉRIE

Quarta-feira, 27 de Abril de 2016

REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU

      Anúncios notariais e outros

第 一 公 證 署

證 明

澳門(新能源)綠色環保協會

Associação de Protecção Ambiental Verde de Macau (Energia Nova)

為公佈的目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零一六年四月十五日起,存放於本署的社團及財團存檔文件內,檔案組2號054/2016。

澳門(新能源)綠色環保協會

章程

第一章

總則

1. 本會中文名稱為“澳門(新能源)綠色環保協會”;葡文名稱為“Associação de Protecção Ambiental Verde de Macau (Energia Nova)”,英文名稱為“Macao (New Energy) Green Environmental Protection Association”。

2. 宗旨:本會為非牟利團體,宗旨是加強澳門新能源綠色環保產業聯繫和發展。

3. 本會地址:澳門鏡湖馬路41號雅儀樓地下。

第二章

會員

4. 凡從事和有意向投身於新能源綠色環保產業的人士,願意遵守會章,經本會會員推介,經理事會通過,可成為正式會員。

5. 會員權利及義務:

(1)選舉權與被選舉權;

(2)批評及建議;

(3)遵守會章及決議;

(4)繳納會費。

6. 會員如有違反會章或有損本會聲譽者,經理事會通過,可取消其會員資格。

第三章

組織架構

7. 會員大會為本會最高權力機構,其職權如下:

(1)設會長一名、副會長一名或多名、秘書一名,管理機構人數總體數目最多為13名。每屆任期三年,可連選連任;

(2)制定或修改會章;

(3)選舉理監事會成員;

(4)決定會務方向;

(5)大會之召集須最少提前八日以掛號信方式為之,或最少提前八日透過簽收方式而為之,召集書內應指出會議之日期、時間、地點及議程;

(6)修改章程的決議,須獲出席會員四分之三之贊同票;

(7)解散法人或延長法人存續期之決議,須獲全體會員四分之三之贊同票。

8. 理事會為本會執行機關,其職權如下:

(1)籌備召開會員大會;

(2)執行會員大會決議;

(3)向會員大會報告工作和財務狀況。

9. 理事會設理事長一名、副理事長一名或多名,理事一名或多名(總人數必須為單數),每屆任期三年,可連選連任。

10. 監事會負責稽核及督促理事會各項工作,設監事長一名、副監事長一名或多名、監事一名或多名,(總人數必須為單數),每屆任期三年,可連選連任。

第四章

會議

11. 會員大會每年召開一次,如有需要,理事會可召開會員大會。另外,如有三分之一理事會成員或三分之二基本會員聯名要求,便可召開特別會員大會。

12. 理事會、監事會每三個月召開一次,如有特殊情況可臨時召開。

13. 所有組織會議,必須要半數以上全體成員參加,方可作出決議。

第五章

經費

14. 社會贊助和會費。

第六章

附則

15. 本章程之解釋權屬理事會。

二零一六年四月十五日於第一公證署

公證員 盧瑞祥


第 一 公 證 署

證 明

澳門中山搏擊協會

為公佈的目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零一六年四月十八日起,存放於本署的社團及財團存檔文件內,檔案組2號057/2016。

澳門中山搏擊協會

組織章程

第一章

第一條——本會中文名稱為“澳門中山搏擊協會”。

第二條——本會會址設在澳門看台街309號翡翠廣場1樓J。

第三條——本會宗旨推動本地搏擊等活動,加強本地及中山及外地搏擊交流。

第二章

會員

第四條——凡有興趣的人士願意接受本會章程,均可加入本會,及參加本會舉辦之一切活動,享有本會一切福利與權利。

第五條——會員享有之權利:

(1)可參加本會會員大會;

(2)有選舉權與被選舉權;

(3)有對會務作出建議及批評之權利;

(4)可參與本會舉辦之任何活動。

第六條——會員之義務:

(1)遵守本會章程及會員大會通過之決議案;

(2)依期繳付會費;

(3)積極參與本會舉辦之任何活動及提高本會名譽。

第三章

組織

第七條——本會的組織架構包括:會員大會,理事會及監事會。理事會及監事會各領導成員均由會員大會中選出,任期三年,可以連任。

第八條——會員大會由所有會員組成,為本會最高權力機構,其職權如下:

(1)修改章程的決議,須獲出席社員四分之三之贊同票;

(2)負責選舉各領導部門之成員及革除其職務;

(3)討論及通過理事會之每年工作報告;

(4)修訂會費;

(5)會員大會設創會會長一人,會長一人,副會長若干人組成,並按照法例規定總人數為單數,會長主持會員大會;

(6)解散法人或延長法人存續期之決議,須獲全體社員四分之三之贊同票。

第九條——會員大會每年舉行會議一次,由理事會召集,而特別會員大會之召開須由理事會召集,或因應不少於五分之一全體會員的要求之下而召開,在任何情況下都須八天前以簽收或掛號方式郵寄通知各會員,並列明日期,時間,地點及議程。

第十條——理事會設理事長一名,秘書一名,副理事長若干人組成,並按照法例規定總人數為單數,其職權如下:

(1)領導本會處理其行政工作及維持其所有活動;

(2)決定新會員入會事宜及革除會員之會籍;

(3)對本會有特殊貢獻之人士給予名譽會籍;

(4)在會員大會作會務活動報告及財政報告;

(5)理事長對外依照本會宗旨代表本會。

第十一條——監事會設監事長一人及監事兩人組成,其職權如下:

(1)監察理事會之行政活動;

(2)查閱帳目及財政收支狀況。

第四章

財政收入

第十二條——本會之收益作為本會活動基金。

第十三條——理事長認為有必要時可進行募捐。

第十四條——本會所有支出須由理事會協議商議決定。

第十五條——本會為不牟利社團,有關經費來源主要由會員繳交之會費及海外各界熱心人士捐贈或公共機構或私人團體之贊助。

二零一六年四月十八日於第一公證署

公證員 盧瑞祥


第 一 公 證 署

證 明

澳台文化體育聯合會

為公佈的目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零一六年四月十八日起,存放於本署的社團及財團存檔文件內,檔案組2號058/2016。

澳台文化體育聯合會

組織章程

第一章

第一條——本會中文名稱為“澳台文化體育聯合會”。

第二條——本會會址設在澳門看台街309號翡翠廣場1樓J。

第三條——本會宗旨推動本地體育活動的發展,提升本地運動員的競技水準,促進本澳居民與台灣的體育活動交流。

第二章

會員

第四條——凡有興趣的人士願意接受本會章程,均可加入本會,及參加本會舉辦之一切活動,享有本會一切福利與權利。

第五條——會員享有之權利:

(1)可參加本會會員大會;

(2)有選舉權與被選舉權;

(3)有對會務作出建議及批評之權利;

(4)可參與本會舉辦之任何活動。

第六條——會員之義務:

(1)遵守本會章程及會員大會通過之決議案;

(2)依期繳付會費;

(3)積極參與本會舉辦之任何活動及提高本會名譽。

第三章

組織

第七條——本會的組織架構包括:會員大會,理事會及監事會。理事會及監事會各領導成員均由會員大會中選出,任期三年,可以連任。

第八條——會員大會由所有會員組成,為本會最高權力機構,其職權如下:

(1)修改章程的決議,須獲出席社員四分之三之贊同票;

(2)負責選舉各領導部門之成員及革除其職務;

(3)討論及通過理事會之每年工作報告;

(4)修訂會費;

(5)會員大會設創會會長一人,會長一人,副會長若干人組成,並按照法例規定總人數為單數,會長主持會員大會;

(6)解散法人或延長法人存續期之決議,須獲全體社員四分之三之贊同票。

第九條——會員大會每年舉行會議一次,由理事會召集,而特別會員大會之召開須由理事會召集,或因應不少於五分之一全體會員的要求之下而召開,在任何情況下都須八天前以簽收或掛號方式郵寄通知各會員,並列明日期,時間,地點及議程。

第十條——理事會設理事長一名,秘書一名,副理事長若干人組成,並按照法例規定總人數為單數,其職權如下:

(1)領導本會處理其行政工作及維持其所有活動;

(2)決定新會員入會事宜及革除會員之會籍;

(3)對本會有特殊貢獻之人士給予名譽會籍;

(4)在會員大會作會務活動報告及財政報告;

(5)理事長對外依照本會宗旨代表本會。

第十一條——監事會設監事長一人及監事兩人組成,其職權如下:

(1)監察理事會之行政活動;

(2)查閱帳目及財政收支狀況。

第四章

財政收入

第十二條——本會之收益作為本會活動基金。

第十三條——理事長認為有必要時可進行募捐。

第十四條——本會所有支出須由理事會協議商議決定。

第十五條——本會為不牟利社團,有關經費來源主要由會員繳交之會費及海外各界熱心人士捐贈或公共機構或私人團體之贊助。

二零一六年四月十八日於第一公證署

公證員 盧瑞祥


第 一 公 證 署

證 明

澳門新媒體聯盟

A União dos Novos Meios de Comunicação

為公佈的目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零一六年四月十四日起,存放於本署的社團及財團存檔文件內,檔案組1號053/2016。

澳門新媒體聯盟章程

第一章

總則

第一條

名稱

中文:澳門新媒體聯盟(中文簡稱:新媒體聯盟);

葡文:A União dos Novos Meios de Comunicação;

英文:Macau New Media Alliance(英文簡稱:MNMA)。

第二條

宗旨

本會為非牟利之愛國愛澳文化傳媒團體,堅決擁護“一國兩制”和《基本法》,支持澳門特區政府依法施政,以團結全球華人,促進祖國和平統一及中華民族復興,推動兩岸四地文化傳媒交流,帶動本澳新媒體團結一致,共同發展。

第三條

會址

本會會址設於澳門新口岸宋玉生廣場263號中土大廈19樓第3室。

第二章

會員

第四條

會員資格

凡持有合法身份證明文件之人士,不分性別、年齡、文化、地籍,贊成本會宗旨及認同本會章程者,經本會理事會批准後,均可加入本會成為會員。新入會會員須填寫入會申請表,和提交本人有效身份證明文件副本,並一次性繳交會費澳門幣300元正。新入會的團體會員,需提交公司商業登記或開業M1,並一次性繳交會費澳門幣1000元正。

第五條

會員權利及義務

會員享有選舉權及被選舉權,享有參與本會舉辦之康樂、福利、會議、學術交流等活動的權利。會員須自覺維護本會聲譽,遵守本會會章和執行本會各項決議,履行推動澳門傳媒事業的發展,會員間團結互助之義務。會員入會自願,退會自由。會員有自動退會的權利,但繳交的會費不予退還。凡本會會員須遵守中華人民共和國和澳門特別行政區所有法律、法規,自覺遵守社會公德,如有違法受法律制裁者,則作自動退會論處。

第三章

組織架構

第六條

機構

本會組織機構包括:會員大會、理事會、監事會。

第七條

會員大會

(一)本會最高權力機構為會員大會,負責制訂或修改會章;選舉會員大會主席、副主席、秘書和理事會及監事會成員;決定本會工作方針和計劃;審議和通過理監事會之工作及財務報告。

(二)會員大會設主席一名、副主席一名及秘書一名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)會員大會每年舉行一次,至少提前八天透過掛號信或簽收之方式召集,通知書內須註明會議之日期、時間、地點和議程,如遇重大或特別事項得召開特別會員大會。

(四)修改本會章程之決議,須獲出席會員四分之三的贊同票;解散本會的決議,須獲全體會員四分之三的贊同票。

第八條

理事會

(一)理事會為本會最高執行機構,負責執行會員大會決議和管理法人。

(二)理事會由最少三名或以上單數成員組成,設理事長一人,副理事長若干人。每屆任期為三年,可連選連任。理事會下設秘書處,並可視需要設置:新聞部、策劃部以及財務部等工作部門,以利開展工作。

(三)理事會視本會之需要,得聘請若干社會人士擔任本會之榮譽會長、名譽會長、會務或藝術顧問,其任期與本會理事會成員任期相同。

(四)理事會會議,由理事長召開。每三個月至半年召開一次。會議在有過半數理事會成員出席時,方可議決事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第九條

監事會

(一)監事會為本會監察機構,負責監察理事會日常會務運作和財政收支。

(二)監事會由最少三名或以上單數成員組成,設監事長一人,副監事長一名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)監事會會議每三個月至半年召開一次。會議在有過半數監事會成員出席時,方可議決事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第四章

經費

第十條

經費

資金來源:1、會員費,2、社會熱心人士資助,3、基金會等機構資助,4、聯盟推廣有賞收入。

第五章

附則

第十一條──本章程經會員大會通過後執行。

第十二條──本章程之修改權屬於會員大會,解釋權屬於本會理事會。

第十三條──本章程未訂明之處,將按澳門特別行政區現行有關法律之規定辦理。

二零一六年四月十四日於第一公證署

公證員 盧瑞祥


CARTÓRIO NOTARIAL DAS ILHAS

CERTIFICADO

M48澳門青年健體協會

為公佈的目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零一六年四月十八日起,存放於本署之“2016年社團及財團儲存文件檔案”第1/2016/ASS檔案組第22號,有關條文內容載於附件。

M48澳門青年健體協會

章程

第一章

總則

第一條

名稱

本會中文名稱為M48澳門青年健體協會,英文名稱為M48 Youth & Fitness Association of Macau。

第二條

宗旨

本會為非牟利團體,其存續不設期限。宗旨為推動澳門本地健康體育活動的發展,促進及提升本澳居民對健康的重視。

第三條

會址

本會的會址設在澳門畢仕達大馬路26號中福商業中心16樓B座。

第二章

會員

第四條

會員資格

凡認同本會章程者,均可申請入會。提交入會申請書,經理事會討論通過,便可成為會員。會員證由理事會或授權的機構發予。

第五條

會員權利及義務

一. 會員權利:

1. 會員可出席會員大會。

2. 享有選舉權及被選舉權。

二. 會員的義務:

1. 維護本會的聲譽,促進會務發展。

2. 遵守章程和決議。

3. 按時繳交會費。

第三章

組織機關和據位人產生、罷免

第六條

組織機關

本會組織機構由會員大會、理事會及監事會組成。

第七條

會員大會之組成及權限

一. 會員大會為本會最高權力機構,由所有會員組成,負責決定會務、通過及修改會章、選舉或罷免組織機構各成員。

二. 會員大會對法律或章程未規定之事項,有權作出決議。

三. 會員大會設會長、副會長及秘書長各一名。每屆任期三年,連選可連任。

四. 會員大會每年召開一次,需提前十五天以掛號信或書面簽收之方式通知,通知書內須註明會議日期、時間、地點及議程。在必要情況下,得由會長、理事長或應五分之三全體會員以正當目的提出召開特別會員大會。

第八條

理事會之組成及權限

一. 理事會為本會的執行機構,由三名或以上單數成員組成,設理事長、副理事長及秘書各一名,每屆任期三年,連選可連任。

二. 理事會權限為:

1. 管理本會。

2. 提交年度管理報告。

3. 履行章程所載義務。

第九條

監事會之組成及權限

一. 監事會為本會的監察機關,由三名或以上單數成員組成,設監事長一名、副監事長一名及監事若干名,每屆任期三年,連選可連任。

二. 監事會權限為:

1. 監督本會行政管理機關之運作。

2. 查核本會之財務。

3. 履行章程所載義務。

第四章

經費

第十條

經費

本會主要經費來源是會費、捐贈、贊助和公共機關資助。

第五章

附則

第十一條

法律規範

一. 修改本會章程之決議,須獲出席會員四分之三的贊同票。解散法人或延長法人存續期之決議,須獲全體會員四分之三的贊同票。

二. 本章程未有列明之事項,按澳門現行之法律規範。

三. 本會章程未盡之處,得由理事會提出修改議案,交會員大會審議修改之。

第十二條

會徽

二零一六年四月十八日於海島公證署

二等助理員 林潔如


第 一 公 證 署

證 明

中西創新學院校友會

Associação dos Ex-Alunos do Instituto Milénio de Macau

為公佈的目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零一六年四月二十一日起,存放於本署的社團及財團存檔文件內,檔案組2號059/2016。

中西創新學院校友會

第一章

總則

第一條

名稱

本社團的中文名稱為「中西創新學院校友會」,中文簡稱「中西學院校友會」,葡文名稱為「Associação dos Ex-Alunos do Instituto Milénio de Macau」,葡文簡稱「AEIMM」,英文名稱為「Macau Millennium College Ex-Alumni Association」,英文簡稱「MMCEA」。本章程以下簡稱“本會”。

第二條

宗旨

本會為一非牟利團體,旨在:

(一)弘揚愛國愛澳精神,致力推動中西方文化交流。

(二)推動校友及學生關注社會民生議題,參與推動澳門社會和諧健康發展。

(三)聯繫校友及學生之間交流,增強學院與本澳及內地團體之聯繫。

(四)舉辦對會員有意義的學術、文康、交流活動。

第三條

會址

本會會址設於澳門宋玉生廣場255號中土大廈8樓中西創新學院。

第二章

會員

第四條

會員資格

本會含直屬會員、從屬會員和榮譽會員三種。其申請資格分別如下:

(一)直屬會員:凡曾就讀中西創新學院之學生,贊同本會章程,奉行本會宗旨,填寫入會申請表,繳交會費,經理事會批准後可成為直屬會員。

(二)從屬會員:凡符合上述直屬會員資格校友所組成的團體單位或家屬,贊同本會章程,奉行本會宗旨,填寫申請表,經理事會批准後可成為從屬會員。

(三)榮譽會員:凡對本會的發展有所貢獻或在社會某領域內有成就的人士,由至少兩名理事推薦,經理事會批准及邀請,可成為本會榮譽會員。本會可邀請社會傑出人士出任榮譽會長、顧問及榮譽顧問。

第五條

會員權利及義務

(一)直屬會員:有表決權、選舉權、被選舉權、罷免權、建議權及監督權; 須遵守本會章程、規章、規則、決議的義務。

(二)從屬會員:從屬會員應為當地政府認可之法人單位及其家屬成員,享有法人單位的自主權。本會對各從屬會員單位有指導責任,從屬會員單位應尊重本會的指導以開展各項活動。從屬會員不具有表決權、選舉權、被選舉權及罷免權;應遵守本會之規定按期繳納會費。

(三)榮譽會員:榮譽會員、榮譽會長、顧問及榮譽顧問可參加本會活動及出席會員大會,有表決及罷免權但無選舉權和被選舉權。

(四)凡違反本會章程、規章、規則、決議或損害本會聲譽、利益之會員,經理事會決議,予以警告或停權處分,情節重大者,經會員大會決議予以開除會籍。拖欠會費超過兩年之會員,即時暫停會籍及權利,但不會喪失會員資格。

第三章

組織機構

第六條

機構

本會包括會員大會、理事會、監事會。

第七條

會員大會

(一)會員大會由所有會員組成,是本會之最高權力機關。

(二)會員大會主席團由主席、副主席和秘書各壹人組成,全部由會員大會在會員之間選舉產生,總人數為單數,任期為三年,可連選連任。

(三)主席之職責在於主持大會;審核競選名單資料;選舉後公佈競選結果及主持新一屆的就職儀式,主席缺席或不能履行其職務時,由副主席暫代之秘書之職責在於協助主席及副主席執行職務及處理文件。

(四)會員大會須每一年舉行一次平常會議,大會之召集須最少提前8日以掛號信或簽收方式為之,召集書內應指出會議之日期、時間、地點及議程。其權限如下:

1. 訂定和修改本會章程、規章、規則;制定本會政策、方針。

2. 選舉或罷免主席團成員、理事及監事。

3. 議決理事會提交的年度工作計劃和工作報告、年度財務預算和財務報告、監事會提交的意見書。

4. 議決開除會籍的處分。

5. 議決本會之撤銷及解散。

6. 議決與會員權利義務有關的其他重大事項。

(五)特別會員大會須由理事會或不少於25%的會員之要求而召集,而該要求須涉及某項特殊性質事務且為有關會議之唯一議程。

(六)每次會員大會會議應由不少於半數會員所組成。如達所訂之會議時間而出席會員人數少於半數,則會員大會將在一小時三十分後在同一地點舉行,而不論出席會員人數多少,但法律有特別規定者除外。決議由出席者之過半數票作出,但法律或章程另有規定者除外;倘若贊成票與反對票相等,主席有權再投決定性的一票。

(七)修改本會章程之決議,須獲出席會員四分之三贊同票;解散本會的決議,須獲全體會員四分之三的贊同票。

第八條

理事會

(一)理事會負責本會之管理及行政工作,主要職務如下:

1. 制定及執行會員大會之決議、章程、規章及規則;

2. 制定及提交年度工作計劃及財務預算;

3. 如需要可設立各專責委員會、部門、小組,聘免工作人員;審批入會及退會申請;

4. 批准及邀請本會榮譽會員、榮譽會長、顧問及榮譽顧問;

5. 行使警告、停權、終止會員資格的處分權;

6. 其他應執行事項。

(二)理事會由至少七人組成,設一名理事長、一名常務副理事長,若干名副理事長、理事若干人,秘書壹人,總人數必須為單數。理事會由理事互選產生。任期為三年,連選可連任,主要職責如下:

1. 理事長是代表理事會,對外代表本會,統籌所有本會工作,召集和主持理事會會議。

2. 常務副理事長是協助理事長,在其缺席或不能履行職務時,暫代理事長一職。

3. 副理事長是協助常務副理事長,在其缺席或不能履行職務時,暫代常務副理事長一職。

4. 秘書職責在於策劃、籌備及宣傳會員活動,促進會員之間的交流及溝通。

5. 會員事務秘書的職責在於負責擴展會員人數,收集會員對會務意見,繕立會議紀錄及整理所有有關文件,以及執行其餘有關理事會之工作。

(三)理事會應每四個月舉行一次平常會議,特別會議由理事長召集或應不少於半數理事會成員之要求而舉行。

(四)理事會會議有過半數成員出席時方可議決事宜,決議須由出席者之過半數票作出,但法律或會章有特別規定除外;倘若贊成票與反對票相等,理事長有權再投決定性之一票。

第九條

監事會

(一)監事會是本會之監察組織,主要職務如下:

1. 對理事會之工作報告、財政預算及其他事項提出書面意見。

2. 如各成員一致通過,可要求召開特別會員大會。

3. 有權列席理事會會議,但其代表在會議中無表決權。

4. 接受會員之投訴。

(二)監事會由監事長一人、副監事長及監事若干人所組成,全部由會員大會在會員之間選舉產生,監事會由監事互選產生任期為三年,總人數必須為單數。連選可連任。

1. 監事長之職務在於召集和主持監事會會議,以及代表監事會。

2. 副監事長之主要職責在於協助監事長,當監事長缺席或不能履行其職務時,暫代監事長一職。

3. 秘書的職責在於協助監事長及副監事長執行其職務。

(三)監事會會議有過半數成員出席時方可議決事宜,決議須由出席者之過半數票作出,但法律或會章有特別規定者除外,倘若贊成票與反對票相等,監事長有權再投決定性之一票。

第四章

經費

第十條

經費

(一)會費所得;

(二)舉辦活動的收入與收益;

(三)政府、機構及各界人士捐獻及資助,但該等捐獻及資助不得附帶任何與本會宗旨不符的條件;

(四)任何方式獲得的合法收入與收益;

(五)本會一切支出必須經由理事會通過,理事會確認的支出由本會的收入承擔。

二零一六年四月二十二日於第一公證署

公證員 盧瑞祥


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

澳門青年插畫家協會

為公佈的目的,茲證明上述社團的設立章程文本已於二零一六年四月十四日存檔於本署2016/ASS/M2檔案組內,編號為106號。該設立章程文本如下:

澳門青年插畫家協會章程

第一章

總則

第一條——本會定名為“澳門青年插畫家協會”,簡稱“澳青插”(下稱本會)。

本會葡文名稱為“Associação dos Jovens Illustratores de Macau”,簡稱A.J.I.M。

英文名稱為“Macao Youth Illustrators Association”,簡稱M.Y.I.A。

第二條——一、本會從成立之日起開始運作,其存續不設期限。

二、本會會址設在澳門飛能便度街40號喜萬年大廈4樓A。本會會址經理事會決議,可遷往澳門任何其他地點。

第三條——本會為非牟利團體。

第四條——本會宗旨:

1)愛國愛澳;

2)推動澳門插畫及繪畫藝術等創意產業發展;

3)加強澳門青年與外地青年團體的聯繫和交流;

4)舉辦文化藝術交流活動及比賽,以向外地推介本澳優秀青年插畫家;

5)舉辦本澳青年插畫家展覽並出版年刊;

6)令本澳青少年認識自我,激發潛能,擴闊視野。

第二章

會員的權利與義務

第五條——凡贊成本會宗旨、認同本會章程、履行入會申請手續,待本會理事會審批後繳納會費即成為本會會員。

第六條——凡本會會員可享有以下權利:

參加會員大會;對會務事宜有發言權和表決權;選舉或被選舉成為本會領導機關成員;參與本會舉辦之各類活動的優先權;入會自願,退會自由,但應向理事會提出書面申請;法律、章程及內部規章賦予的其他義務。

第七條——凡本會會員需履行的義務:

遵守本會章程;履行會員大會和理事會決議;積極參與本會之事務,致力發展並維護本會之聲譽;按規定繳納會費;法律、章程及內部規章賦予的其他義務。

第三章

組織架構

第八條——組織機關:

本會的組織機關包括會員大會、理事會及監事會。

第九條——會員大會:

一、會員大會為本會最高權力機構,有權選舉和任免會員大會會長、副會長和理事會及監事會成員;決定會務方針,審查和批准理事會工作報告。

二、會員大會設會長一名、副會長一名。每屆任期為三年,可連選連任。

三、會員大會每年舉行最少一次,召開須由理事會召集之,開會日期必須提前八天以掛號信或簽收方式通知,通知書內須註明會議之日期,時間,地點和議程。

四、會員大會舉行時,出席人數必須有超過會員大會成員之一半參加方得舉行。

五、會員大會之議程及修改章程的決議,須獲出席會員四分之三之贊同票;解散本會的決議,須獲全體會員四分之三之贊同票。

第十條——會員大會的職權:

會員大會具有以下的職權:

(一)選舉領導機關成員;

(二)通過、修改及解釋本會章程及制定補充規則;

(三)制定本會工作方針;

(四)審議及通過理事會所提各項議案、工作報告、年度賬目;

(五)審議及通過監事會提交的工作報告及意見書;

(六)由理事會推薦,可聘請人士擔任榮譽職務;

(七)履行法律及本章程所賦予的其他職權。

第十一條——理事會:

一、理事會為本會行政管理機構,理事會負責管理會務,執行會員大會的決議。

二、理事會由最少三名或以上單數成員組成,設理事長一名、副理事長一名。每屆任期為三年,由會員大會選舉產生,可連選連任。

三、理事會會議由會長或理事長召集之,決議以絕多數通過。

第十二條——理事會的職權:

理事會具有以下職權:

(一)遵守及執行章程及會員大會之決議;

(二)對錄取新會員及會員除名作出決定;

(三)對本會的財務作出管理;

(四)向會員大會提交年度工作計劃、經費預算及財務報告;

(五)向會員大會提交修改本會會章的草案;

(六)安排及協助會員大會的召開;

(七)履行法律及本章程所賦予的其他職權。

第十三條——監事會:

監事會為本會監察機關,由不少於三名且總數為單數的成員組成,其中一人為監事長。每屆任期為三年,由會員大會選舉產生,可連選連任。

第十四條——監事會召集會議及運作

一、監事會會議由監事長召集及主持。需全體監事會成員半數以上出席,方可召開。

二、監事會的決議取決於出席成員的過半數同意。倘票數相同時,監事長有決定性的表決權。

第十五條——監事會的職權:

監事會具有以下職權:

(一)對每年由理事會提交的年度工作報告、財政報告及其他事項向會員大會提交意見書;

(二)監察理事會對會員大會決議的執行;

(三)履行法律及本章程所賦予的其他職權。

第十六條——領導機關成員:

一、各領導機關成員職稱、人數及組成由內部規章訂定。

二、任何成員若暫時未能履行職務或出缺,由其下級代任或上級兼任有關職務。

第十七條——其他職務成員:

各機關得按需要委任不具有領導機關成員身份的其他職務成員,具體由內部規章訂定。

第四章

經費財政

第十八條——經費來源:

本會之經費來源為:

(一)會員會費;

(二)會員、社會人士、團體、公共或私人機構之捐助或撥款;

(三)本會資產所衍生之收益;

(四)舉辦各項活動之收益;

(五)其他一切合法收入。

第五章

其他

第十九條——本章程之生效:

本章程經會員大會通過後生效執行。

第二十條——適用法律:

本章程所未規範事宜,概依澳門現行法律執行。

第二十一條——附則:

本章程未有列明之處,概由會員大會制定補充規則施行。

二零一六年四月十四日於第二公證署

一等助理員 黃慧華Wong Wai Wa


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

中華之子聯合會

為公佈的目的,茲證明上述社團的設立章程文本已於二零一六年四月十五日存檔於本署2016/ASS/M2檔案組內,編號為108號。該設立章程文本如下:

中華之子聯合會章程

第一章

總則

第一條——本會名稱為“中華之子聯合會”,英文名稱為“Son of China Federation”。

第二條——本會宗旨為:忠於祖國、忠於中華民族、孝敬父母、尊老愛幼、團結兄弟、重情重義、行善積德、守法正道、扶危濟困、真誠守信:抓住中華民族偉大復興的機遇,為促進國家和平統一、繁榮富強及澳門旅遊娛樂文化發展而奮鬥。維護大眾的權益和會員福利,積極參與舉辦世界華商交流活動,全心全意為澳門旅遊娛樂多元化文化產業作出貢獻。

第三條——本會會址設於澳門新口岸宋玉生廣場181-187號光輝商業中心12樓G。經本會理事會決議,本會會址可遷往澳門任何地方。

第二章

會員

第四條——凡承認本會章程的單位和個人,經申請並報本會理事會審核通過後,均可成為本會單位會員或個人會員。

第五條——會員享有下列權利:

(一)本會的選舉權、被選舉權、表決權;

(二)參加本會各類活動的優先權。

第六條——會員履行下列義務:

(一)遵守本會章程:執行本會決定,維護本會的合法權益。

(二)按規定繳納會費,完成本會交辦的各項工作,積極宣傳和參加各類業務活動。

第七條——會員可自由退會。凡出現下列情況之一的單位會員及個人會員,經理事會表決通過,取消其會員資格:

(一)不按時繳納應繳的費用。

(二)嚴重違反本會章程及有關規定,給本會造成嚴重不良影響。

第三章

組織機構

第八條——本會組織機關包括:

(一)會員大會;

(二)理事會:

(三)監事會。

第九條——會員大會為本會最高權力機構:

(一)會員大會的權限為:

a)制定和修改章程;

b)選舉和罷免本會各機關成員;

c)審核和通過理事會的工作報告和財務報告;

d)審核和通過本會活動計劃和年度預算:

e)決定其他重大事宜;

f)解散本會。

(二)會員大會的組成及運作方式:

a)會員大會由全體會員組成;

b)會員大會設主席團,主席團由會員大會選舉產生,由會長一名、副會長若幹名及一名秘書組成。主席團各成員任期為三年,並得以連選連任;

c)會員大會每年舉行一次,由理事會召集;不少于總數五分之一之會員以正當目的提出要求時,亦得召開大會;

d)大會之召集需最少提前八日以挂號信方式為之,或最少提前八日透過簽收方式而為之,召集書內應指出會議之日期、時間、地點及議程;

e)修改章程的決議,需獲出席會員四分之三之贊同票;

f)解散法人或延長法人存續期之決議,須獲全體會員四分之三之贊同票。

第十條——理事會是會員大會的執行機構,領導本會開展日常工作。

(一)理事會的職權為:

a)決定設立辦事機構、分支機構和實體機構及主要負責人的聘任;

b)討論、通過有關提案、重大決議;

c)制定內部管理制度,領導本會各機構開展工作;

d)審定年度工作計劃、工作總結和財務預算、決案。

(二)理事會的組成、召集及運作:

a)理事會由理事長一人,副理事長若幹人,理事若干人及秘書長組成,總人數須為單數。理事會各成員任期為三年,並得以連選連任;

b)理事會每一年召開兩次平常會議。理事長認為必要時或經多數理事提出請求時,則召開特別理事會議;

c)理事會須有半數以上成員出席方能進行會議,其決議須經出席成員二分之一以上的贊成票方能通過,倘票數相同,理事長有權再投一票。

第十一條——監事會:

(一)監事會的權限為:

a)監督會員遵守本會章程和倘有之內部守則:

b)審查本會賬目;

c)監督理事會的工作,並向會員大會報告;

d)就其監察活動編制年度報告。

(二)監事會的組成、召集及運作:

a)由一名監事長及兩名監事組成,各成員任期為三年,並得以連選連任;

b)監事會每年召開平常會議一次:由監事長召集。監事長認為必要時或多數成員提出請求時:則召開特別會議;

c)監事會會議須有過半數成員及監事長出席時,方可進行議決。會議之任何決議,須有出席者多數贊成方得通過。如表決時票數相等,則監事長有權再投一票。

第四章

資產管理、使用原則

第十二條本會經費來源:

(一)會費;

(二)捐贈;

(三)企業資助;

(四)利息;

(五)其它合法收入。

第十三條——本會經費必須用于本章程規定的業務範圍和事業的發展,不得在會員中分配。

第五章

附則

第十四條——本會完成宗旨或自行解散或由於其他原因需要消滅時,由理事會提出消滅的建議。

第十五條——本會終止後的剩餘財產,撥歸發展與本會宗旨相關的其他社團。

第十六條——本章程的解釋權屬理事會。

二零一六年四月十五日於第二公證署

一等助理員 黃慧華Wong Wai Wa


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

澳門家族財富傳承研究會

為公佈的目的,茲證明上述社團的設立章程文本已於二零一六年四月十五日存檔於本署2016/ASS/M2檔案組內,編號為107號。該設立章程文本如下:

澳門家族財富傳承研究會

章程

第一章

總則

第一條

名稱

本會中文名稱為“澳門家族財富傳承研究會”。

第二條

宗旨

本會為非牟利團體。宗旨為提高本澳財富管理類之職業人士的專業水平,提供本澳與世界各地特別是與祖國大陸之專業機構的合作、交流,且為財富管理專業人士提供進修、培訓、認證,增強本澳財富管理專業人士的全球競爭力。

第三條

會址

本會會址設於澳門宋玉生廣場181-187號光輝商業中心三樓S座。

第二章

會員

第四條

會員資格

凡贊成本會宗旨及認同本會章程者,均可申請為本會會員。經本會理事會批准後,便可成為會員。

第五條

會員權利及義務

(一)會員有選舉權及被選舉權,享有本會舉辦之一切活動和福利的權利;

(二)會員有遵守會章和決議,以及繳交會費的義務。

第三章

組織機構

第六條

機構

本會組織機構包括會員大會,理事會,監事會。

第七條

會員大會

(一)會員大會為本會最高權力機構,負責制定和修改會章;選舉會員大會主席,副主席,秘書和理事會,監事會成員;決定會務方針;審查和批准理事會工作報告。

(二)會員大會設主席一名,副主席一名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)會員大會每年舉行一次,至少提前八天透過掛號信或簽收之方式召集,通知書內須註明會議之日期,時間,地點和議程,如遇重大或特別事項得召開特別會員大會。

(四)修改本會章程之決議,須獲出席會員四分之三的贊同票;解散本會的決議,須獲全體會員四分之三的贊同票。

第八條

理事會

(一)理事會為本會的行政管理機構,負責執行會員大會決議和管理法人。

(二)理事會由最少三名或以上單數成員組成,設理事長和副理事長各一名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)理事會每半年舉行一次,會議在有過半數理事會成員出席時,方可議決事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同方為有效。

第九條

監事會

(一)監事會為本會監察機構,負責監察理事會日常運作和財政收支。

(二)監事會由最少三名或以上單數成員組成,設監事長和副監事長各一名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)監事會議每半年召開一次。會議在有過半監事會成員出席時,方可議決事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第四章

經費

第十條

經費

本會經費源於會員會費或各界人士贊助,倘有不敷或特別需要用款時,得由理事會決定籌募之。

二零一六年四月十五日於第二公證署

一等助理員 黃慧華Wong Wai Wa


CARTÓRIO NOTARIAL DAS ILHAS

CERTIFICADO

澳門樓宇檢測學會

為公佈的目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零一六年四月十八日起,存放於本署之“2016年社團及財團儲存文件檔案”第1/2016/ASS檔案組第23號,有關條文內容載於附件。

澳門樓宇檢測學會

章程

第一條——本會中文名稱為“澳門樓宇檢測學會”,中文簡稱為“樓宇檢測學會”,葡文名稱為“Associação para Diagnóstico de Edifícios de Macau”,英文名稱為“The Macao Association of Buildings Diagnosis”,英文簡稱為“MABD”。

第二條——本會宗旨:本會為一非牟利團體,擁護“一國兩制”,堅持愛祖國、愛澳門,以促進工程同業之間的聯繫與溝通,維護同業正當權益,加強與澳門特別行政區政府各機構間的合作與交流,關心社會、服務社會為宗旨。

第三條——本會會址設於澳門蘇亞利斯博士大馬路財富中心七樓F,經理事會同意後可更改地址。

第四條——凡持有相關工程專業學歷或從事相關工程專業行業者可申請加入本會。加入本會須會員推薦,並遞交入會申請。入會申請經理事會審議通過後,方得生效。

第五條——會員分為以下:

一、普通會員:持有相關工程專業學歷,但未通過澳門特別行政區政府之建築、工程及城市規劃專業委員會專業資格認可和登記的人士,可申請為普通會員;

二、專業會員:持有相關工程專業學歷,並已通過澳門特別行政區政府之建築、工程及城市規劃專業委員會專業資格認可和登記的人士,可申請為專業會員;

三、附屬會員:從事樓宇檢測及維修行業的人士,可申請為附屬會員。

第六條——會員有以下權利:

一、參加會員大會;

二、享有選舉權及被選舉權;

三、參加本會組織的各項活動,並享用各項福利設施。

第七條——會員有以下義務:

一、遵守本會規章、章程及決議;

二、繳納入會費及會員年費。

第八條——一、違反本會章程之規定或作出任何有損本會聲譽之行為者,可被科處以下處分:

a)警告;

b)中止會籍;

c)開除會籍。

二、上款a及b項處分由理事會負責決定,c項須由理事會向會員大會建議,並由會員大會作出決定;

三、凡被中止會籍之會員,其會員權利及義務在被處罰期間被中止;

四、因不繳交會費而被中止會籍之會員,在補交所有欠交的會費,並經理事會審議後可恢復會籍。

第九條——本會的機關包括:

一、會員大會;

二、理事會;

三、監事會。

第十條——各機關成員每屆任期三年,可連選連任。

第十一條——一、會員大會是本會最高權力機關,由全體會員組成;

二、會員大會主席團成員包括主席一名、副主席一至兩名及秘書長一名,各職位由主席團成員互選產生。

第十二條——一、會員大會每年最少召開一次,由會員大會主席負責並主持會議,須最少提前十四天以掛號信或簽收之方式通知全體會員,通知書內須註明會議之日期、時間、地點及議程;

二、會員大會須最少半數會員出席;若出席人數不足,會議順延一小時召開,屆時不論出席人數多寡,會議均為有效;

三、由理事會提出或應二分之一的會員聯名要求,可召開特別會員大會。特別會員大會必須最少提前八天以掛號信或簽收方式通知全體會員,通知書內須註明會議之日期、時間、地點及議程。

第十三條——會員大會的權限為:

一、選舉及罷免本會各機關的成員;

二、討論及通過理事會提交的年度財政預算及活動計劃;

三、監察理事會,監事會對會員大會決議的執行情況;

四、修改章程。

第十四條——一、理事會由三名或以上單數成員組成。設理事長一名、副理事長一至兩名及秘書長一名;

二、理事會每月召開一次例會,可邀請主席團及監事會列席會議。

第十五條——理事會的權限為:

一、執行會員大會的決議;

二、審核及通過入會及退會事宜;

三、制定和提交每年活動計劃、財政預算及年度會務報告;

四、制定及通過本會的內部規章;

五、管理本會的財政及產業。

第十六條——一、監事會由三名或以上單數成員組成,設監事長、監事及秘書各一名;

二、監事會每三個月召開一次例會,可邀請主席團及理事會列席會議。

第十七條——監事會的權限為:

一、對理事會提交之會務報告及帳目結算提出意見;

二、在有需要時列席理事會會議;

三、在本會解散時對財產進行清算。

第十八條——本會的收入包括入會費、會費、捐贈、贈與、利息及其他合法收入。

第十九條——解散本會之決議需召開特別會員大會,並須獲全體會員四分之三的贊同票。

第二十條——一、本會章程修改權屬會員大會;

二、本會章程由會員大會主席及理、監事會解釋;

三、修改章程的決議,須獲出席會員四分之三的贊同票;

四、本章程如有未盡事宜,得由會員大會決定之。

二零一六年四月十八日於海島公證署

二等助理員 林潔如


CARTÓRIO NOTARIAL DAS ILHAS

CERTIFICADO

澳門東石青年會

為公佈的目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零一六年四月十八日起,存放於本署之“2016年社團及財團儲存文件檔案”第1/2016/ASS檔案組第24號,有關條文內容載於附件。

澳門東石青年會

章程

第一章

總則

第一條——中文名稱為:澳門東石青年會。

葡文名稱為:Associação dos Juventude de Tong Seak de Macau。

英文名稱為:Macau Tong Seak Youth Association。

第二條——會址:澳門筷子基北街182號R/S宏開大廈第二座地下D舖,在適當時得按照理事會決議,將會址搬遷至澳門任何地點。

第三條——組織性質:本會為非牟利團體,其存續不設期限。

第二章

宗旨

第四條——宗旨:宏揚愛國愛澳愛鄉精神、致力為各界青年健康成長、奮發成才服務;團結居澳之晉江巿東石鎮青年,發揮互助友愛精神;維護其合法權益;引導青年積極健康地參與社會活動,加強與各界青年之間的聯繫與交往;促進海內外各地青年在經濟、文化及教育等方面的交流和合作。

第五條——內部規章:本會另設內部規章,規範理事會轄下的各部門組織。

第六條——會員權利與義務:會員享有法定之各項權利及義務,享有選舉權及被選權,出席大會會議,對會務提出意見,參加本會活動等權利。遵守會章,繳付入會費及年費,為本會的發展和聲譽作出貢獻等義務。未履行上述義務、違反會章或作出任何有損本會聲譽之行為者,經理事會討論,可喪失會員資格。

第三章

組織

第七條——會員:年齡須介乎18-45歲之間的居澳晉江巿東石鎮青年,凡認同本會宗旨及願意遵守本會章程者,經申請及獲得理事會批准,並繳納入會費後,方可成為會員,會員分為:

一、創會會員:參與創立本會的會員。

二、會員:個人會員。

第八條——本會組織機構包括會員大會、理事會及監事會。

第九條——會員大會:本會最高權力機構為會員大會,設會長一人、常務副會長及副會長各若干人,每屆任期為二年,連選可連任。會長對內領導會務,對外代表本會。會長缺席時,由理事長或副會長依次代行其職務。會長卸任後授予永遠榮譽會長名銜。

第十條——理事會:設理事長一人、常務副理事長、副理事長及理事各若干名、秘書長一名、副秘書長若干名,其組成人數必須為單數,每屆任期二年,連選可連任。

一、理事會成員其中二分之一由會員大會選舉產生,二分之一由創會會員協商選出。每年召開若干次會議,負責研究、制定及執行有關會務活動計劃。會議決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

二、新一屆理事會組成人數由現屆理事會在最後一次會議中議決,而首屆理事會組成人數則由創會會員決定。

第十一條——監事會:設監事長一人、副監事長及監事各若干名,其組成人數必須為單數,每屆任期二年,連選可連任,由會員大會選舉產生,監事會負責審計本會財務及監督會務活動之進度。會議決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第十二條——經費來源:澳門政府資助、本會成員和社會各界人士的合法捐助。

第十三條——其他名銜:設創會會長、永遠榮譽會長、榮譽會長、永遠名譽會長、名譽會長等若干人。

第十四條——會員大會:每年至少召開一次,至少提前八天以掛號信或簽收形式通知,召集書上須載明會議之日期、時間、地點及議程;應五分之一會員要求下亦得召開特別會員大會。如會議當日出席人數不足,於半小時後作第二次召集,屆時不論出席人數多寡,亦可召開會議。

第十五條——會員大會決議一般須獲半數出席會員之贊同票通過方能生效。

第十六條——會員大會權限:

一、選舉和通過本會的一切重要決議。

二、審議及通過每年的工作報告、財務報告和明年預算。

三、修改本會章程之決議,須獲出席會員四分之三的贊同票;解散本會之決議,須獲全體會員四分之三的贊同票。

第十七條——本會章程之解釋權屬會員大會;由會員大會通過之日起生效,若有未盡善之處,由會員大會討論、通過及修訂。

二零一六年四月十八日於海島公證署

二等助理員 林潔如


CARTÓRIO PRIVADO

MACAU

CERTIFICADO

Associação de Estudo (Macau) Turismo Verde

Certifico, por extracto, que por documento autenticado, outorgado em 7 de Abril de 2016, arquivado neste Cartório e registado sob o n.º 3 do Maço de Documentos Autenticados de Constituição de Associações e de Instituição de Fundações e Alterações dos Estatutos n.º 1/2016-B, foi constituída a associação com a denominação em epígrafe, que se regerá pelos estatutos constantes da cópia anexa e que vai conforme o original a que me reporto.

綠色旅遊(澳門)研究協會

Associação de Estudo (Macau) Turismo Verde

Green Tourism (Macau) Research Association

第一章

總則

第一條

名稱、性質及存續期

一、本會名稱為“綠色旅遊(澳門)研究協會”,葡文名稱為“Associação de Estudo (Macau) Turismo Verde”,英文名稱為“Green Tourism (Macau) Research Association”,為一非牟利團體;

二、會址設於澳門新口岸宋玉生廣場411-417號皇朝廣場4樓F座,本會可在認為適宜及有需要時,設立代表處或任何其他形式的代表機構或將總址遷至澳門其他地方;

三、從成立起,本會存續期為無確定期限。

第二條

宗旨

本會是一非牟利的民間組織,宗旨為擁護“一國兩制”方針,弘揚愛國愛澳精神,在遵守澳門基本法及本地法律的前提下,推動兩岸四地綠色旅遊業的學術發展,開展和促進與旅遊的健康有序科學的可持續發展有關的各項活動與交流。

第二章

會員資格

第三條

入會資格及方式

任何十八歲以上人士,經本人申請及理事會批准後,可成為本會會員。

第四條

會員之權利

一、選舉及被選為組織領導架構成員;

二、向本會提出批評及建議;

三、優先參加本會所舉辦的各類學術研討和交流活動。

第五條

會員之義務

一、承認及遵守本章程;

二、執行本會之決議;

三、參與本會活動;

四、尊重本會會員及協作夥伴。

第六條

退會方式

一、會員可提前十四天向理事會提出申請退出本會;

二、如會員不履行本章程或嚴重違反本會決議,由理事會審議決定除名。

第三章

組織及運作

第七條

組織架構

一、本會的組織架構有會員大會、理事會和監事會。

二、上述各組織架構成員由會員大會選舉產生,任期三年。可連選連任。

三、會員大會、理事會及監事會接受其成員之請辭,並向隨後的會員大會作出報告,由該次會員大會進行補選,填補之人應執行職務直至被取替之成員任期完結為止。

第八條

會員大會

一、會員大會設會長一名,副會長若干名,秘書若干名,總人數必須為單數。

二、會員大會為本會最高權力機關,其職權如下:

a)每年召開一次會員大會;

b)制定及修改組織章程;

c)根據章程選舉會員大會領導成員、理事會成員及監事會成員;

d)聽取及議決理事會年度工作計劃及財務預算;

e)審議及議決理事會年度工作報告及財務報告;

f)根據理事會提議,邀請社會知名人士或對本會有顯著貢獻的人士擔任名譽會長及顧問;

g)議決本會的解散及訂定解散後續事宜的處理辦法。

第九條

理事會

一、理事會設理事長一名,副理事長若干名,秘書長若干名、理事若干名,總人數必須為單數。理事長、副理事長及秘書長由理事會推選產生。

二、理事會為本會執行機構,具有如下職責和權力:

a)根據本會章程和會員大會決議組織開展研究活動;

b)組織開展本會與其他社團組織的交流活動;

c)維護本會的公共關係;

d)在會員大會閉會期間接納、管理、開除會員;

e)議決新一屆領導架構的選舉方式及相關規定;

f)管理本會的內部財務;

g)行使章程賦予的其他權責。

第十條

理事長之許可權

一、領導及協調理事會之工作,召開主持有關會議。

二、督導會員大會和理事會決議的執行。

第十一條

監事會

一、監事會由三名成員組成,為本會的監督機關;

二、監事會設監事長一名及監事二名,由監事會推選產生;

三、監事會的權限如下:

a)監督理事會的所有行政行為;

b)定期查核出納帳目和記帳簿冊;

c)對理事會的年度帳目和年度報告發表意見。

第十二條

會議

一、會員大會每年召開一次平常會議,由會長負責召集會員大會,特別會議可由理事會以正當目的提出要求時召集;會議的召集須最少提前十四日以掛號信或簽收方式通知全體會員,召集書內應載明開會日期、時間、地點及議程;

二、會員大會的第一次召集須有過半數會員出席方可作出決議;如開會時出席會員不足上述之法定人數,大會得於半小時後經第二次召集後舉行,屆時無論出席會員人數多少,大會都可以合法及有效地進行決議;但若沒有具投票權之會員出席,則大會上不能進行任何決議;

三、會議通過之決議:

a)普通議程必須得出席會員大會之會員的絕對多數票通過方可形成決議,但須有特定多數票的情況除外;

b)章程的修改必須經理事會提出提案,才能發出召集會員特別會議的通知,並獲出席會員四分之三之贊同票通過方能成立;

c)本會的解散必須經理事會提出提案,才能發出召集會員特別會議的通知,並獲全體會員四分之三之贊同票通過方能成立;

d)上述會議,會員如未能出席可授權與出席之會員代其行使其權利;

四、理事會至少每年召開會議一次,由理事長召集,並僅在有過半數成員出席時,方可作出決議;

五、監事會每年召開會議一次,由監事長召集,並僅在有過半數成員出席時,方可作出決議。

第十三條

簽名方式

任何具法律效力之行為文件,由本會理事長簽名代表本會,而任何一名理事會成員有權開立本會所使用的任何會議錄簿冊,但不妨礙理事會可議決指定文件之簽署方式。

第四章

經費

第十四條

收入

本會收入包括如下來源:

一、會員按期繳納的會費;

二、本會在開展工作中獲得之津貼、資助和捐贈;

三、其它合法收益。

第五章

附則

第十五條

解散

一、本會之解散須由全體會員大會特別會議決定,其議決須由所有會員四分之三以上贊同通過。

二、本中心決定解散時,由決定解散的會員大會制定解散後續事宜的處理辦法。

第十六條

章程之解釋及修改

一、本章程之解釋權屬於理事會;

二、本章程如有未盡善之處,得按有關法律之規定,經理事會建議交由會員大會通過進行修改。

第十七條

最後規定

一、在未選出各組織機關之成員前,本會一切事務以及開立本會所使用的任何會議錄簿冊由本會設立本件任何一名簽署人負責。

二、本章程如有未訂明之處,按照澳門特別行政區政府現行法例辦理。

私人公證員 蘇雅麗

Cartório Privado, em Macau, aos 7 de Abril de 2016. — A Notária, Ana Soares.


CARTÓRIO PRIVADO

MACAU

CERTIFICADO

Associação de Ópera Chinesa Long Jiang de Macau

Certifico, por extracto, que por documento autenticado, outorgado em 13 de Abril de 2016, arquivado neste Cartório e registado sob o n.º 4 do Maço de Documentos Autenticados de Constituição de Associações e de Instituição de Fundações e Alterações dos Estatutos n.º 1/2016-B, foi constituída a associação com a denominação em epígrafe, que se regerá pelos estatutos constantes da cópia anexa e que vai conforme o original a que me reporto.

澳門龍江粵劇曲藝團

第一條——中文為“澳門龍江粵劇曲藝團”;葡文為“Associação de Ópera Chinesa Long Jiang de Macau”及英文為“Long Jiang Chinese Opera Association of Macau”。

第二條——會址設在:澳門柏林街102號大豐廣場翠豐閣3Y室。

第三條——性質及存續期:本會為一非牟利組織且存續期為不確定。

第四條——宗旨:

為繼承和發揚粵劇曲藝傳統文化,推動粵劇曲藝文化事業的發展,通過組織粵劇曲藝文化活動,推動粵劇曲藝文化事業的蓬勃發展。

第五條——入會資格:

a)凡贊同社團宗旨及願意遵守社團章程之所有人士、均可申請為會員。

b)申請成為會員:必須填寫入會申請表,會員可以是個人會員或團體會員,經審核批准。

第六條——內部章程:本會另設內部章程,規範理、監事會的內部組織,運作。

第七條——會員義務和權益:個人會員及團體會員均可出席會員大會,遵守本會會章及決議,維護本會的聲譽及參與推動會務之發展,支援與協助本會所舉辦之各項活動。本會會員享有選舉權及被選舉權。

第八條——機構:本會最高權力機構為會員大會,每三年進行一次換屆選舉。設會長一名及副會長若干名,主持會務工作,會長對外代表本會,並負責本會一切領導工作。

第九條——理事會:本會設立理事會,由會員大會選舉產生,由三名或以上成員組成。設理事長一名,副理事長若干名,以單數會員組成,任期三年,可連任。本會須受任何一名理事會成員簽名約束,並由任何一名理事會成員作為本會之法人代表,理事會可執行會員大會之決議,負責本會之行政管理及向會員大會提交管理報告、財政報告及提出建議。

第十條——監事會:本會設立監事會,由會員大會選舉產生,由三名或以上成員組成。設監事長一名,監事若干名,以單數會員組成,任期三年,可連任。除了法律及章程賦予之職權外,監事會可對理事會提交之賬目,報告和資產負債表提出意見。

第十一條——經費來源:本會為非牟利之機構,經費均來自會員和社會各界人士的樂意贊助和饋贈。

第十二條——會員大會的召集:每年至少召開一次,召開會員大會必須提前十天,以掛號信或簽收之方式為之,並載明開會日期,時間,地點及會議之議程:有五分之一會員為合法的目的,有權要求召開會員大會。

第十三條——會員大會決議及權限:會員大會的任何決議應超過半數之會員通過方能有效;其權限:

a)修訂和通過章程修改案(修改章程應有四分之三出席之會員通過方能有效)。

b)選舉和通過本會的一切決議。

c)審議通過每年的工作報告、財務報告、明年預算。

d)解散應有四分之三的全體會員通過,視為有效。

第十四條——本章程未列明之事宜概依澳門現行法律規範執行。

私人公證員 蘇雅麗

Cartório Privado, em Macau, aos 13 de Abril de 2016. — A Notária, Ana Soares.


CARTÓRIO PRIVADO

MACAU

CERTIFICADO

茲證明本文件共10頁與存放於本署“2016年社團及財團文件檔案組”第1/2016卷第1號文件之“Associação Cultural da Vila da Taipa”章程原件一式無訛。

Certifico, que o presente documento de 10 folhas, está conforme o original do exemplar dos estatutos da associação denominada «Associação Cultural da Vila da Taipa», depositado neste Cartório, sob o n.º 1 no maço n.º 1/2016 de documentos de associações e fundações do ano de 2016.

Estatutos da Associação Cultural da Vila da Taipa

CAPÍTULO I

Denominação, sede e afins

Um

A Associação, que se rege pela lei e por estes estatutos, adopta a denominação de氹仔城區文化協會 em chinês, “Associação Cultural da Vila da Taipa” em português e “Taipa Village Cultural Association” em inglês.

Dois

A Associação tem a sua sede no edifício sito em Macau na Rua dos Clérigos, n.º 76, e Beco das Flores, n.os 6-12, 1.º andar, Taipa.

Três

A Associação tem por finalidade a promoção cultural e do património da Vila da Taipa, através de eventos e actividades.

CAPÍTULO II

Dos associados

Quatro

Podem inscrever-se como associados qualquer pessoa singular ou colectiva que se identifique e possa beneficiar da finalidade promovida pela Associação.

Cinco

São direitos dos associados:

a) Eleger e ser eleito para os cargos sociais da Associação;

b) Participar na Assembleia Geral, nas discussões e votações da mesma; e

c) Participar em todas as actividades organizadas pela Associação, bem como usufruir de todos os benefícios concedidos aos associados.

Seis

São deveres dos associados:

a) Cumprir os estatutos da Associação, bem como as deliberações da Assembleia Geral e da Direcção;

b) Pagar as quotas atempadamente; e

c) Apoiar e participar nas actividades da Associação, contribuindo, com todos os meios ao seu alcance, para o progresso e prestígio da mesma.

Sete

A admissão dos associados depende da aprovação da Direcção.

Oito

A exclusão dos associados é livremente deliberada pela Direcção.

Nove

São motivos suficientes para a exclusão de qualquer associado:

a) A violação grave das disposições destes estatutos; ou

b) O não pagamento de quotas por tempo igual ou superior a três meses; ou

c) A prática de actos prejudiciais ao bom nome e interesses da Associação.

CAPÍTULO III

Dos corpos sociais

Dez

A Associação realiza os seus fins por intermédio da Assembleia Geral, Direcção e Conselho Fiscal, cujos membros são eleitos em Assembleia Geral ordinária para um mandato com a duração de dois anos, sendo permitida a reeleição.

Onze

As eleições são feitas por escrutínio secreto e maioria simples de votos, salvo quando a lei exigir outra maioria.

Assembleia Geral

Doze

A Assembleia Geral, que é constituída por todos os associados, reúne-se, ordinariamente, uma vez por ano, de preferência no mês de Janeiro, e, extraordinariamente, quando convocada pela Direcção ou pelo presidente da Assembleia Geral.

Treze

A Assembleia Geral é convocada por meio de carta registada, enviada com uma antecedência mínima de oito dias, ou mediante protocolo efectuado com a mesma antecedência. Na convocatória indicar-se-á o dia, hora e local da reunião e a respectiva ordem de trabalhos.

Catorze

As reuniões da Assembleia Geral serão presididas por uma Mesa de Assembleia, constituída por um presidente e um secretário.

Quinze

Compete à Assembleia Geral:

a) Fixar a quantia da jóia e da quota mensal;

b) Alterar os estatutos da Associação, por três quartos dos votos dos sócios presentes;

c) Eleger e exonerar os corpos gerentes; e

d) Apreciar e aprovar o relatório e as contas anuais da Direcção.

Direcção

Dezasseis

A Direcção é constituída por cinco membros, entre os quais um Presidente e quatro vogais. Sempre que se justifique poder-se-á alargar o número de elementos, mas de forma que o mesmo permaneça ímpar.

Dezassete

Compete à Direcção:

a) Dirigir, administrar e manter as actividades da Associação;

b) Admitir e expulsar associados;

c) Elaborar e apresentar o relatório anual de actividades e o relatório anual de contas; e

d) Representar a Associação.

Dezoito

A Associação obriga-se, nos actos e contratos que executar e celebrar, com a assinatura conjunta de quaisquer dois membros da Direcção.

Conselho Fiscal

Dezanove

O Conselho Fiscal é constituído por três membros, entre os quais um presidente, um secretário e um vogal.

Vinte

Compete ao Conselho Fiscal:

a) Fiscalizar todos os actos administrativos da Direcção; e

b) Examinar as contas da Associação.

CAPÍTULO IV

Receitas e despesas

Vinte e um

Constituem receitas da Associação as quotas, jóias, subsídios e donativos.

Vinte e dois

As despesas da Associação deverão cingir-se às receitas cobradas.

CAPÍTULO V

Disposições gerais

Vinte e três

A Associação pode ser dissolvida a qualquer momento, mediante deliberação da assembleia geral aprovada com o voto favorável de pelo menos três quartos dos associados.

Vinte e quatro

Os casos omissos serão resolvidos em Assembleia Geral.

二零一六年四月十八日

私人公證員 莊慶嘉

Cartório Privado, em Macau, aos 18 de Abril de 2016. — O Notário, João Encarnação.


第 一 公 證 署

證 明

鳴昊體育會

Associação Desportiva Meng Hou

為公佈的目的,茲證明上述社團的修改章程文本自二零一六年四月十五日起,存放於本署的社團及財團存檔文件內,檔案組2號055/2016。

鳴昊體育會

修定條文

第四條——本會的會員分為:

1. 會員:凡贊同社團宗旨及願意遵守社團章程之所有人士,均可申請為會員。

2. 榮譽會員:經會員大會議決通過,對本會有卓越貢獻的個人,可獲授予名譽會員資格,並可獲聘任為本會永遠榮譽會長,名譽會長,名譽顧問、顧問等名譽職務。名譽會員可獲豁免繳交會費,亦可出席會員大會會議,但不享有投票權,選舉及被選舉權。

第九條——1. 會員大會為本會的最高權力機關,由所有會員組成。會員大會主席團由會員大會選出,由一名會長、兩名副會長及兩名秘書組成,任期三年,連選得連任。會長之職責為主持會員大會,當會長缺席時,由大會推選其中一名副會長或組織架構之其他機關成員代行其職責。

2. 【維持不變】

3. 【維持不變】

4. 大會決議取決於出席會員之絕對多數票的贊同票方可通過。

5. 會員大會主席在大會之決議上有決定性一票。

第十條——1. 理事會設理事長一名,副理事長兩名,秘書一名、理事三名,總數為單數,可連選連任。

2. 【維持不變】

第十一條——1. 監事會設監事長一人,副監事長兩名,監事兩名,總數為單數。

2. 【維持不變】

二零一六年四月十五日於第一公證署

公證員 盧瑞祥


第 一 公 證 署

證 明

澳門自閉症協會

Associação de Autismo de Macau

為公佈的目的,茲證明上述社團的修改章程文本自二零一六年四月十八日起,存放於本署的社團及財團存檔文件內,檔案組2號056/2016。

澳門自閉症協會

章程

第十三條——會員大會每年舉行一次,由理事會召集,並至少要提前八天作出通知,通知書上列明開會之日期、時間、地點及議程。

二零一六年四月十八日於第一公證署

公證員 盧瑞祥


CARTÓRIO PRIVADO

MACAU

CERTIFICADO

茲證明:

壹 附於本證明之影印本,是取自載於本署“根據《公證法典》第45條第2款f項”之規定存放成立社團及創立財團之經認證文書檔案1/2016/ASS檔案組第4號由11至13背頁之文件正本。

貳 本證明共五頁,均蓋上鋼印為據,並由本人簡簽。

Certifico:

Um. Que a fotocópia apensa foi extraída do original do documento arquivado neste Cartório, sob o n.º 4 a folhas 11 a 13 no maço n.º 1/2016/ASS de documentos autenticados de constituição de associações e de instituição de fundações arquivados, nos termos da alínea f) do n.º 2 do artigo 45.º do Código do Notariado.

Dois. Que no seu conjunto constitui um documento de 5 folhas autenticadas com o selo branco e por mim rubricadas.

勵志青年會

章程

經修訂的章程如下:

第六條——會員大會:

(一)本會的最高權力機構是會員大會。設有會長一名,副會長若干名。會長兼任會員大會召集人。副會長協助會長工作,若會長出缺或因故不能執行職務,由其中一名副會長暫代其職務。

(二)其職權為:修改本會章程及內部規章;制定本會的活動方針;審理理監事會之年度工作報告與提案。

(三)會員大會每年召開一次平常會議,由會長或副會長召開。在必要情況下應理事會或不少於五分之一會員以正當理由提出要求,亦得召開特別會議。會員大會成員每屆任期三年。

二零一六年四月十八日於澳門

私人公證員 潘民龍

Cartório Privado, em Macau, aos 18 de Abril de 2016. — O Notário, Manuel Pinto.


交通銀行股份有限公司澳門分行

試算表於二零一六年三月三十一日

總經理 會計主管
吳曄 王見非

澳門通股份有限公司

試算表於二零一六年三月三十一日

總經理 會計主管
張治華 黃偉岸

BANCO BPI, S.A. — Sucursal Offshore de Macau

Balancete do razão em 31 de Março de 2016

MOP

O Director da Sucursal, O Director da Contabilidade,
Bento Granja Luís Silva

澳門商業銀行股份有限公司

試算表於二零一六年三月三十一日

澳門元

行政主席 財務管理部主管
江耀輝 黃捷君

CHONG HING BANK LTD., MACAU BRANCH

Balancete do razão em 31 de Março de 2016

O Administrador, O Chefe da Contabilidade,
Lau Hing Keung Choi Ka Ching

萊茵大豐(澳門)國際融資租賃股份有限公司

試算表於二零一六年三月三十一日

董事/主管 會計主管
高繼勝 陳潔儀

BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A

SUCURSAL DE MACAU

Balancete do razão em 31 de Março de 2016

O Técnico de Contas, O Director Geral,
Chan Fong Mei José João Pãosinho

中國建設銀行澳門分行

試算表於二零一六年三月三十一日

總經理 會計主任
侯偉榮 程曉東

Sociedade de Jogos de Macau, S.A.

Extrato do Balanço Consolidado do Exercício Terminado em 31 de Dezembro de 2015

(Em milhões de Patacas)

  Quantia
Total de Activos não correntes 18,573
Mais: Total de activos correntes 11,859
Menos: Total de passivos correntes (12,510)
Menos: Total de passivos não correntes (8,457)
Activos líquidos 9,465
   
Capital Social 300
Reserva Legal 76
Reserva não distribuível 1,000
Reserva de reavaliação do investimento (19)
Resultados transitados 8,268
   
Capital dos accionistas da Sociedade 9,625
Interesses minoritários (160)
Total de capital próprio 9,465

Extrato da Demonstração de Resultados Consolidados para o Exercício Terminado em 31 de Dezembro de 2015

(Em milhões de Patacas)

  Quantia
Receitas do Jogo, hotel, alimentos e bebidas e respectivos serviços 50,646
   
Receitas do Jogo 50,047
Imposto especial sobre o Jogo, cobrança especial à RAEM e prémio (19,384)
  30,663
Rendimentos do hotel, alimentos e bebidas e respectivos serviços 599
Custo de venda e prestação de serviços do hotel, alimentos e bebidas e respectivos serviços (256)
Outros rendimentos, ganhos e perdas (146)
Despesas de Marketing e publicidades (19,009)
Despesas de operação e administrativas (9,353)
Gastos financeiros (28)
Divisão de resultados de uma empresa associada 67
Divisão de lucros de uma entidade conjuntamente controlada 7
Lucros para o ano antes do Imposto 2,544
   
Imposto 3
Lucros para o ano 2,547
Atribuível para: 2,520
— os accionistas da Sociedade 27
— os interesses minoritários 2,547

Mudança dos Lucros Transitados Consolidada para o Exercício Terminado em 31 de Dezembro de 2015

(Em milhões de Patacas)

  Quantia
A 1 de Janeiro de 2015 10,748
Lucros do ano 2,520
Dividendos já distribuídos (5,000)
A 31 de Dezembro de 2015 8,268

Síntese do Relatório do Conselho de Administração relativo ao ano de 2015

Em 2015, a indústria do jogo na Região Administrativa Especial de Macau (doravante designada por RAEM) sofreu um decréscimo de 34.3% face ao ano anterior, foi o segundo decréscimo registado consecutivamente, atingindo um total de receita bruta anual sobre o jogo no montante de 230.8 mil milhões de Patacas. O decréscimo das receitas do jogo deveu-se a diversos factores, designadamente, o rápido crescimento durante um período prolongado, um certo abrandamento da economia na Republica Popular da China e algumas medidas administrativas agora implementadas no País. O número de visitantes de Macau registou um pequeno decréscimo de 2.6%, atingindo 30.71 milhões em 2015.

A Sociedade de Jogos de Macau, S.A. (doravante designada por SJM) continuou durante este ano de 2015 a concentrar-se na optimização da sua gestão empresarial, dando maior destaque ao desenvolvimento da sua actividade, com vista a aumentar a eficiência operacional da Empresa e a sua competitividade. É satisfatório o progresso das obras no complexo do Resort “Grand Lisboa Palace” situadas no COTAI que serão concluídas em 2017 de acordo com o plano previsto. Entretanto, a SJM mantém-se em estado financeiro sólido.

O rendimento de exploração de jogos de fortuna ou azar arrecadado pela SJM no ano de 2015 foi de 50 mil milhões de Patacas, verificando-se uma quebra de 31.6 mil milhões de Patacas, em relação ao ano de 2014, significando uma diminuição de 38.7%. As receitas da SJM constituiram 21.7% da totalidade de Macau, bem como 25.3% das receitas globais nas áreas de mass market e 20.2% nas salas de VIPs. Conforme as demonstrações financeiras anuais, já consolidadas, as receitas totais ascenderam a 50.6 mil milhões de Patacas. O imposto anual sobre o jogo de fortuna ou azar pago ao Governo atingiu 17.9 mil milhões de Patacas, ao que acrescem ainda as contribuições contratuais para a Fundação Macau e para o Fundo destinado à construção urbana e promoção de turismo, que ascendeu a 1.5 mil milhões de Patacas, perfazendo um total de 19.4 mil milhões de Patacas. No exercício terminado a 31 de Dezembro de 2015, o EBITDA ajustado, ou seja, o lucro antes de contabilizar os rendimentos de juros e despesas, impostos, depreciação e amortização, doações, amortização de prémio na aquisição, prejuízos em eliminação ou abatimento dos bens móveis e imóveis e de pagamentos baseados em acções, foi de 3.9 mil milhões de Patacas, do que resultou, depois da dedução de impostos, um lucro líquido de 3.2 mil milhões de Patacas. O resultado do “Grupo SJM”, após a dedução dos impostos, saldou-se em 2.5 mil milhões de Patacas.

Atendendo à dificuldade em se prever, com rigor, quanto tempo irá demorar este período de ajustamento em relação à indústria do jogo de fortuna ou azar de Macau, o facto do número de visitantes de Macau se manter elevado bem como o seu poder de consumo, pode revelar potencial aumento, com a expansão contínua das infra-estruturas de transportes destinadas à RAEM e da distribuição estratégica da rede de jogos de fortuna ou azar, aliada à posição financeira sólida da SJM, esta Concessionária prevê um futuro positivo do seu Grupo. A SJM, na sua base estável, continuará a expandir a sua actividade em Macau e a aumentar a eficiência operacional da presente actividade, de modo que se atinjam, continuadamente e a longo prazo, melhores resultados dessas actividades.

O Relatório das Linhas de Acção Governativa, apontou que se deve continuar o reforço da inspecção na indústria de Jogo e aperfeiçoar os regulamentos e leis, aproveitando o desenvolvimento saudável da indústria de Jogo no longo prazo. De forma a cooperar com a política de Construção do “Centro Internacional de Turismo e de Lazer” definida pelo Governo da RAEM, a SJM procura alcançar esse objectivo com as obras do complexo do Resort “Grand Lisboa Palace” que se prevê concluído em 2017. Assim, este resort virá adicionar novos elementos não relacionados com o jogo, às actividades tradicionais desta Concessionária, levando a SJM para uma nova etapa.

Ainda a esse respeito, a SJM irá continuar a promover o espírito de “se se faz a riqueza numa sociedade, há que devolvê-la à mesma sociedade”, continuando a dar, também, o maior apoio à RAEM no que concerne à caridade, cultura, educação, etc. Face ao período de ajustamento económico, a SJM promove uma série de políticas para optimizar os benefícios a empregados, procura participar nas actividades relativas a caridade e sociedade, envolvendo também os seus funcionários e, valoriza o valor fundamental “Amor à Pátria e à Região”, visando estabelecer uma sociedade harmoniosa e estável.

Parecer do Conselho Fiscal

Aos Ex.mos Senhores Accionistas:

1. De acordo com os Estatutos da Sociedade de Jogos de Macau, S.A., este Conselho analisou o relatório, o balanço e as contas a nível da Sociedade e Consolidado de resultados relativos ao período findo a 31 de Dezembro de 2015 que tinham sido entregues pelo Conselho de Administração a fim de serem submetidos aos accionistas para apreciação, opinião e aprovação, auditadas e aprovadas pela Deloitte Touche Tohmatsu-Sociedade de Auditores (incluindo o critério adoptado no cálculo dos preços e a sua adequação).

2. Assim, examinados o relatório, o balanço e as contas a nível da Sociedade e Consolidado, submetidos pelo Conselho de Administração, constatou-se que tais documentos estão em conformidade com a realidade e com a lei e completos, e, tanto quanto possível, dão a conhecer, verídica, fácil e claramente, a situação patrimonial da Sociedade, e que os mesmos satisfazem as disposições legais e estatutárias, não tendo sido detectadas quaisquer irregularidade ou actos ilícitos.

3. Relativamente à proposta do Conselho de Administração quanto à aplicação dos resultados e distribuição parcial de lucros da Sociedade, de acordo com os lucros registados nas contas auditadas da Sociedade, de 31 de Dezembro de 2015, a nível da Sociedade e Consolidado, o Conselho Fiscal concorda com a proposta do Conselho de Administração, a qual se encontra em total cumprimento com todas as normas legais e critérios aplicáveis.

4. Face ao exposto, e após ter tomado as necessárias medidas para efectuar a verificação geral dos relevantes documentos, é o parecer do Conselho Fiscal que o relatório, o balanço e as contas a nível da Sociedade e Consolidado referentes ao período findo a 31 de Dezembro de 2015, bem como a referida proposta quanto à aplicação dos resultados e distribuição de dividendos da Sociedade estão em condições de serem aprovados pelos órgãos sociais competentes.

Macau, 22 de Fevereiro de 2016.

O Conselho Fiscal,
Tse Hau Yin
(Presidente)
Yeung Hin Chung, John
Miguel Queiroz

Relatório de Auditores Independentes sobre Demonstrações Financeiras Consolidadas Resumidas

Para os accionistas da Sociedade de Jogos de Macau, S.A.
(Sociedade anónima registada em Macau)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras consolidadas da Sociedade de Jogos de Macau, S.A. relativas ao ano de 2015, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 19 de Fevereiro de 2016, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras consolidadas das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras consolidadas a que acima se alude compreendem o balanço consolidado, à data de 31 de Dezembro de 2015, a demonstração de resultados consolidados, a demonstração de alterações no capital próprio consolidado e a demonstração de fluxos de caixa consolidados relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras consolidadas resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras consolidadas anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras consolidadas resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras consolidadas auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira consolidada da Sociedade de Jogos de Macau, S.A. e dos resultados consolidados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras consolidadas resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras consolidadas das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Kwok Sze Man
Auditor de contas
Deloitte Touche Tohmatsu — Sociedade de Auditores

Macau, aos 19 de Fevereiro de 2016.

Lista dos Accionistas Qualificados detentores de valor igual ou superior a 5% do Capital Social (Ano findo em 31 de Dezembro de 2015)

Capital Social: MOP300,000,000.00

Nome do Accionista Número de Acções (Categoria A/B) (1) Tipo Valor Total Percentagem da Categoria Percentagem do Capital Social
SJM Holdings Limited (2) A - 2,699,999 Ordinárias MOP269,999,900.00 99. 999963% 89. 999967%
SJM Holdings (Nominee) Limited A - 1 Ordinárias MOP100.00 0. 000037% 0. 000033%
Leong On Kei (3) B - 300,000 Ordinárias MOP30,000,000.00 100% 10%

Obs:

(1)

ACÇÕES TIPO VALOR TOTAL Percentagem da Categoria
Categoria A - 2,700,000 Ordinárias MOP270,000,000.00 100%
Categoria B - 300,000 Ordinárias MOP30,000,000.00 100%

(2) Sociedade cotada na Bolsa de Valores de Hong Kong no dia 16 de Julho de 2008.

(3) As acções de categoria B conferem ao respectivo titular o direito ao recebimento anual único de MOP1.00 a título de dividendo.

Membros dos Órgãos Sociais

2015

Mesa da Assembleia Geral
Presidente : So Shu Fai, Ambrose
Secretário : Rui José da Cunha
Conselho de Administração
Presidente : So Shu Fai, Ambrose
Administradora-Delegada : Leong On Kei
Administradores : Ho Hung Sun, Stanley
    Cheng Kar Shun
    Fok Tsun Ting, Timothy
    Ng Chi Sing
    Rui José da Cunha
    Shum Hong Kuen, David
    Chan Un Chan, Ina
    Ho Chiu Ha, Maisy
    Kong Ieong
     
Conselho Fiscal    
Presidente : Tse Hau Yin (auditor registado em Macau)
Membro : Miguel António Dias Urbano de Magalhães Queiroz
Membro : Yeung Hin Chung, John
     
Secretariado-Geral da Sociedade
Secretário-Geral : Rui José da Cunha
Vice-Secretária : Kwok Shuk Chong
     
Auditor Externo : Deloitte Touche Tohmatsu — Sociedade de Auditores
     

Venetian Macau, S.A.

Balanço consolidado

(Todos os montantes são apresentados em milhões de MOP)

31 de Dezembro de 2015

ACTIVOS  
Activos não correntes  
Direitos sobre terrenos concessionados, líquidos 3,515
Propriedades e equipamentos, líquidos 61,062
Propriedade em desenvolvimento 4,815
Activos intangíveis, líquidos 225
Custos financeiros diferidos, líquidos 671
Activos por impostos sobre o rendimento diferidos 188
Outros activos, líquidos 251
Pré-pagamentos e outras dívidas comerciais a receber, líquidos  
173
   
Total de activos não correntes 70,900
   
Activos correntes  
Existências 95
Pré-pagamentos e outras dívidas comerciais a receber, líquidos  
3,970
Fundos cativos e equivalentes de caixa 63
Caixa e equivalentes de caixa 10,088
   
Total de activos correntes 14,216
   
Activos totais 85,116
 
CAPITAL PRÓPRIO  

Capital e reservas atribuíveis aos detentores do capital da Sociedade

 
 
Capital social 200
Contribuições de capital 3,003
Reserva legal 51
Reservas para opções sobre acções 829
Reserva de conversão cambial (1)
Resultados acumulados 12,470
   
  16,552
Interesses não controlados (211)
   
Total do capital próprio 16,341
   
PASSIVOS  
Passivos não correntes  
Dívidas comerciais a pagar e outras 648
Empréstimos 33,971
Passivos por impostos sobre o rendimento diferidos 254
   
Total de passivos não correntes 34,873
   
Passivos correntes  
Dívidas comerciais a pagar e outras 12,024
Dividendos a pagar 21,856
Passivos por impostos sobre o rendimento correntes 1
Empréstimos 21
   
Total de passivos correntes 33,902
   
Passivos totais 68,775
   
Total de capital próprio e passivos 85,116
   
Passivos correntes, líquidos (19,686)
   
Total dos activos menos passivos correntes 51,214

Demonstração dos resultados consolidados

(Todos os montantes são apresentados em milhões de MOP)

 

Exercício findo em 31 de Dezembro de 2015

Réditos  
Casino 53,265
Outras receitas 8,445
   
  61,710

Deduzido de: descontos e abatimentos

(6,940)
   
Réditos líquidos 54,770
Imposto sobre jogos (21,097)
Custos com o pessoal (8,609)
Depreciações e amortizações (4,158)
Comissões de agência/promotores de jogos (1,228)
Existências consumidas (647)
Outras despesas e perdas (6,286)
   
Lucro operacional 12,745
Rendimento de juros dos depósitos bancários  
91
Gastos com juros, líquido de montantes capitalizados (530)
   
Resultados antes de impostos 12,306
Imposto sobre o rendimento (47)
   
Resultado do exercício 12,259
   
Atribuíveis a:  
Detentores do capital da Sociedade 12,265
Interesses não controlados (6)
   
  12,259
   

Demonstração dos fluxos de caixa consolidados

(Todos os montantes são apresentados em milhões de MOP)

 

Exercício findo em 31 de Dezembro de 2015

Fluxos de caixa das actividades operacionais  
Fluxo gerado pelas operações 16,315
Imposto sobre o rendimento pago (3)
   
Fluxo líquido gerado pelas actividades operacionais 16,312
   
Fluxos de caixa de actividades de investimento  
Aumento dos fundos cativos e equivalentes de caixa (11)
Aquisições de propriedades e equipamentos (9,505)
Aquisições de propriedade em desenvolvimento (485)
Aquisições de activos intangíveis (115)
Recebimentos pela alienação de propriedades e equipamentos 5
Recebimento de juros 109
   
Fluxo líquido utilizado em actividades de investimento (10,002)
   
Fluxos de caixa de actividades de financiamento  
Recebimentos de empréstimos 7,985
Reembolsos de empréstimos (6,552)
Dividendos pagos (17,012)
Reembolsos de passivos de locação financeira (18)
Pagamentos de custos financeiros diferidos (93)
Pagamentos de juros (491)
   
Fluxo líquido utilizado em actividades de financiamento (16,181)
   
Variação de caixa e de equivalentes de caixa (9,871)
Caixa e equivalentes de caixa no início do exercício 19,972
Efeito cambial sobre caixa e equivalentes de caixa (13)
   
Caixa e equivalentes de caixa no fim do exercício 10,088
   
Informação adicional sobre fluxos de caixa:  
Variações em acréscimos e valores a pagar de construções 587
   
Actividades de investimento e de financiamento sem fluxos de caixa:  
Custos com opções com acções capitalizados 3
Propriedades e equipamentos adquiridos através de locação financeira 7

Incorporação no valor nominal de juros de títulos a pagar a empresas relacionadas

 87
   
Dividendos declarados aos detentores do capital da Sociedade 20,532
 
Conversão de o prémios de capital para o prémios de responsabilidade 53

Bases de preparação

As demonstrações financeiras consolidadas do Grupo foram preparadas de acordo com as Normas de Relato Financeiro emitidas pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau ao abrigo do Regulamento Administrativo n.º 25/2005 de 9 de Dezembro de 2005 (“MFRS”). As demonstrações financeiras consolidadas foram preparadas de acordo com a convenção do custo histórico, modificado pela reavaliação dos instrumentos financeiros derivados.

Em 31 de Dezembro de 2015, o Grupo detinha passivos circulantes líquidos de 19,69 mil milhões de MOP e um compromisso de capital significativo de 14,68 mil milhões de MOP. Com base nos orçamentos de fluxos de caixa preparados internamente, a Sands China Ltd., na sua qualidade de holding intermediária do Grupo, tem a capacidade e a intenção de disponibilizar apoio financeiro ao Grupo, para que este cumpra as suas obrigações quando estas se vencerem. Além disso, o Grupo apresentava uma capacidade de endividamento disponível de 2,0 mil milhões de USD (equivalente a 15,97 mil milhões de MOP), ao abrigo da Linha de Crédito Renovável da VML de 2011 prorrogada, em 31 de Dezembro de 2015. Consequentemente, as demonstrações financeiras consolidadas foram preparadas de acordo com o princípio da continuidade das operações, o que pressupõe, entre outras coisas, a realização de activos e o cumprimento dos passivos como e quando estes se vencerem.

Relatório do Conselho de Administração

A Venetian Macau, S.A. (a “Sociedade”) e as suas subsidiárias (colectivamente o “Grupo”) operam o maior conjunto de resorts integrados de Macau. A 31 de Dezembro de 2015, o Grupo tinha 9.782 quartos de hotel e suites, 124 restaurantes, 1,5 milhões de pés quadrados de áreas de comércio, 1,6 milhões de pés quadrados de salas de reuniões, teatros permanentes, uma arena com 15.000 lugares e alguns dos maiores casinos do mundo.

Destaques Financeiros

As receitas líquidas ascenderam a 54,77 mil milhões de MOP no exercício findo em 31 de Dezembro de 2015, uma diminuição de 21,63 mil milhões de MOP, ou 28,3%, em comparação com os 76,40 mil milhões de MOP no exercício findo em 31 de Dezembro de 2014.

As despesas operacionais foram de 42,02 mil milhões de MOP no exercício findo em 31 de Dezembro de 2015, uma diminuição de 12,99 mil milhões de MOP, ou 23,6%, em comparação com os 55,01 mil milhões de MOP no exercício findo em 31 de Dezembro de 2014.

O lucro atribuível aos detentores de capital da Sociedade no exercício findo em 31 de Dezembro de 2015 foi de 12,27 mil milhões de MOP, uma diminuição de 8,47 mil milhões de MOP, ou 40,8%, em comparação com os 20,74 mil milhões de MOP no exercício findo em 31 de Dezembro de 2014.

 Sands Macao

Abrimos o Sands Macao em Maio de 2004. O Sands Macao foi o primeiro casino ao estilo de Las Vegas em Macau e inclui, actualmente, um conjunto de áreas de jogo para o mercado de massas, jogadores VIP e premium, assim como zonas de entretenimento e restauração. O Sands Macao situa-se na península de Macau, junto ao Terminal Marítimo de Macau, num terreno na zona portuária localizado entre o posto fronteiriço de Gongbei e o coração do bairro financeiro de Macau. Esta localização permite que o Sands Macao tenha acesso a uma grande base de clientes, em especial aos cerca de 11,4 milhões de visitantes que chegaram a Macau em 2015 por via marítima ao Terminal Temporário da Taipa (TTFT), ao porto interior ou ao Terminal Marítimo de Macau. Durante o ano findo em 31 de Dezembro de 2015, o Sands Macao teve, no total, cerca de 6,3 milhões de visitantes.

O Sands Macao tinha 289 suites, dotadas de modernas e luxuosas comodidades e decoradas com um revestimento de madeira preta estilizado e mobiliário de elevada qualidade. Em 31 de Dezembro de 2015, o Sands Macao tinha igualmente cerca de 216.000 pés quadrados de espaço para jogos e tinha 279 mesas de jogo e 783 slot machines ou dispositivos de jogos electrónicos semelhantes.

Para além das instalações para jogos e acomodações do hotel, o Sands Macao inclui igualmente restaurantes, instalações de spa, zonas de entretenimento e outras funcionalidades. Os locais de refeição oferecem uma cozinha regional popular e incluem um restaurante cantonês, um restaurante japonês e uma sofisticada steakhouse ao estilo ocidental.

Venetian Macao

Em Agosto de 2007, abrimos o Venetian Macao, a principal propriedade do nosso empreendimento no Cotai Strip, localizado a cerca de três quilómetros do TTFT, na Ilha da Taipa em Macau. Em 31 de Dezembro de 2015, o Venetian Macao tinha cerca de 376.000 pés quadrados de áreas de jogo e casino com salas VIP exclusivas e um amplo piso de jogos destinado ao mercado de massas.

Em 31 de Dezembro de 2015, o Venetian Macao tinha 643 mesas de jogo e 1.744 slot machines ou dispositivos de jogos electrónicos semelhantes. O piso de jogos destinado ao mercado de massas está dividido em quatro áreas que foram concebidas de modo único: Red Dragon, Golden Fish, Phoenix e Imperial House. O Venetian Macao, com uma temática semelhante à do Venetian Las Vegas, apresenta reproduções de muitos locais famosos em Veneza, Itália, incluindo a Praça de S. Marcos, a Torre do Campanário e o Palácio de Doge. Durante o ano findo em 31 de Dezembro de 2015, o Venetian Macao teve aproximadamente cerca de 31,4 milhões de visitantes, um número que se manteve relativamente estável em comparação com 2014.

Para além das instalações para jogos, o Venetian Macao possui um hotel de cinco estrelas de 39 pisos e 2.841 suites standard e 64 suites Paiza. O Venetian Macao disponibiliza ainda uma vasta selecção de funcionalidades e opções de entretenimento direccionadas a satisfazer os interesses dos clientes do mercado de massas, incluindo famílias, destinando-se também aos jogadores VIP e de premium, com produtos e serviços especiais, como o Paiza Club. O Venetian Macao possui mais de 920.000 pés quadrados de áreas de comércio e de restauração no Shoppes at Venetian, com mais de 340 lojas e mais de 50 restaurantes de gabarito mundial, incluindo um food court (praça de alimentação). Os visitantes e os hóspedes podem aceder ao Shoppes at Venetian a partir de vários locais, incluindo a rua principal através do Cotai, o Shoppes at Four Seasons, o hotel Venetian Macao e a área de jogo do Venetian Macao.

Além disso, o Venetian Macao dispõe de um centro de convenções e de um complexo de salas de reuniões com cerca de 1,2 milhões de pés quadrados. Estas instalações para MICE (reuniões, incentivos, convenções e exposições) disponibilizam um espaço flexível e amplo que pode ser configurado para salas de reuniões pequenas, médias ou grandes e/ou receber eventos multimédia de grande escala ou feiras profissionais. Os eventos MICE ocorrem normalmente durante a semana, atraindo movimento durante a parte da semana em que os hotéis e os casinos em Macau apresentam tipicamente uma procura mais baixa em relação aos fins-de-semana e feriados, quando as taxas de ocupação e alojamento se encontram normalmente no pico, devido às viagens de lazer. Em 2015, acolhemos mais de 1,3 milhões de visitantes MICE e recebemos 51 feiras profissionais e exposições, atraindo 1,2 milhões de visitantes e 227 grupos empresariais com aproximadamente 86.000 representantes. O Venetian Macao tem igualmente uma arena de 15.000 lugares, o Cotai Arena, que já recebeu vários eventos desportivos e de entretenimento e um teatro de 1.800 lugares.

Plaza Macao

Em Agosto de 2008, abrimos o Plaza Macao, adjacente ao Venetian Macao. O Plaza Macao inclui o Hotel Four Seasons (360 quartos e suites geridos pela cadeia hoteleira Four Seasons Hotels Inc.) e o Plaza Casino, detido e explorado por nós, com cerca de 105.000 pés quadrados de área para jogos, 98 mesas de jogo e 144 slot machines ou dispositivos de jogos electrónicos semelhantes, 19 mansões Paiza, vários estabelecimentos de alimentação e bebidas, instalações para conferências e banquetes e o Shoppes at Four Seasons, que tem 259.000 pés quadrados de área de comércio e está ligado ao Shoppes at Venetian e ao Shoppes at Cotai Central. As mansões Paiza ultraexclusivas no Plaza Macao foram terminadas e apresentadas ao mercado VIP em Julho de 2009. Durante o ano findo em 31 de Dezembro de 2015, o Plaza Macao teve, no total, cerca de 11,8 milhões de visitantes.

Sands Cotai Central

Sands Cotai Central está localizado no lado oposto à rua do Venetian Macao e do Plaza Macao e é o nosso maior resort integrado no Cotai. Sands Cotai Central é constituído por quatro torres de hotel, que incluem 636 quartos e suites de cinco estrelas sob a marca do Conrad, 1.224 quartos e suites de quatro estrelas sob a marca do Holiday Inn, 3.968 quartos e suites sob a marca do Sheraton e 400 quartos e suites sob a marca do St. Regis. Em Abril de 2012, abrimos as torres do Conrad e do Holiday Inn, uma variedade de áreas de comércio, que tem mais de 300.000 pés quadrados de salas de reuniões, vários estabelecimentos de alimentos e bebidas, juntamente com o casino Himalaya e áreas de jogo VIP. Em Setembro de 2012, abrimos a primeira torre do Sheraton com 1.796 quartos e suites, o casino Pacifica e mais instalações de comércio, entretenimento, restauração e reuniões. Em Janeiro de 2013, abrimos a segunda torre do Sheraton com 2.067 quartos e suites adicionais. Em Novembro de 2015, ampliámos as torres do Sheraton com mais 105 quartos e suites. Em Dezembro de 2015, abrimos a torre do St. Regis com 400 quartos e suites, assim como espaços para restauração e reuniões. Estamos a construir o que falta da torre do St. Regis, que inclui unidades de aparthotel com o serviço e a chancela St. Regis.

Sands Cotai Central tinha aproximadamente 370.000 pés quadrados de espaço para jogos com 515 mesas de jogo e 1.512 slot machines ou dispositivos de jogos electrónicos semelhantes, e incluía salas VIP exclusivas para jogadores VIP e premium. Durante o ano findo em 31 de Dezembro de 2015, Sands Cotai Central acolheu 410 grupos empresariais como mais de 60.000 representantes e teve, no total, cerca de 18,5 milhões de visitantes.

Parisian Macao

O Parisian Macao, cuja abertura está prevista para o segundo semestre de 2016 (sujeito à aprovação do Governo de Macau), deve incluir uma área de jogo (explorada pela nossa subconcessão de jogo), um hotel com mais de 3.000 quartos e suites e instalações para comércio, entretenimento, restauração e reuniões.

Parcer do órgão de fiscalização relativo ao ano fiscal de 2015

De acordo com o estabelecido no Código Comercial, apresento o relatório do fiscal único relativo ao ano findo em 31 de Dezembro de 2015.

Acompanhei durante o exercício a actividade do Conselho de Administração da Venetian Macau, S.A. O trabalho de supervisão incluiu o inquérito ao Conselho de Administração da Sociedade, procedimentos analiticos aplicados à informação contabilística que me foi apresentada e outros procedimentos que considerei necessários em face das circunstâncias.

Baseado nos resultados do meu trabalho de supervisão, relato o seguinte:

1. Obtive toda a informação e explicações que considerei necessárias.

2. Na minha opinião, as demonstrações financeiras anuais da Sociedade foram adequadamente preparadas aplicando os princípios contabilísticos adequados às circunstâncias e apresentam de forma verdadeira e apropriada a posição financeira da Sociedade em 31 de Dezembro de 2015 e os resultados das suas operações para o exercício findo naquela data.

3. Em minha opinião, o relatório do Conselho de Administração está correcto e completo, e apresenta a situação económica da Sociedade, assim como a evolução dos negócios ao longo do ano, de forma concisa e clara.

4. Não tomei conhecimento de qualquer acto irregular ou ilegal durante o exercício.

Recomendo, por isso, aos accionistas que aprovem, na Assembleia Geral Ordinária, as demonstrações financeiras, o relatório do Conselho de Administração e a proposta de aplicação dos resultados do exercício findo em 31 de Dezembro de 2015.

Macau, aos 24 de Fevereiro de 2016.

O Fiscal Único, Wu Chun Sang
Auditor Registado

Relatório de Auditores Independentes sobre Demonstrações Financeiras Consolidadas Resumidas

Para os accionistas da Venetian Macau, S.A.
(Sociedade anónima registada em Macau)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras consolidadas da Venetian Macau, S.A.relativas ao ano de 2015, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 17 de Março de 2016, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras consolidadas das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras consolidadas a que acima se alude compreendem o balanço consolidado, à data de 31 de Dezembro de 2015, a demonstração de resultados consolidados, a demonstração de alterações no capital próprio consolidado e a demonstração de fluxos de caixa consolidados relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras consolidadas resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras consolidadas anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras consolidadas resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras consolidadas auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira consolidada da Venetian Macau, S.A.e dos resultados consolidados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras consolidadas resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras consolidadas das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Kwok Sze Man
Auditor de Contas
Deloitte Touche Tohmatsu — Sociedade de Auditores

Macau, aos 17 de Março de 2016

Lista dos accionistas qualificados, detentores de 5% ou mais do capital social da Venetian Macau, S.A., e dos titulares dos demais órgãos sociais durante o ano de 2015

Accionista qualificados

a)Venetian Venture Development Intermediate Limited – 89,995%

b)Sr. António Ferreira——10%

Conselho de Administração

a)Sr. Wong Ying Wai, a partir de 1 de Dezembro de 2015

b)Sr. António Ferreira (administrador-delegado)

c)Sr. Robert Glen Goldstein

d)Sr. Toh Hup Hock

e)Sr. Edward Matthew Tracy, até 12 de Março de 2015

f)Sr. David Alec Andrew Fleming, até 12 de Março de 2015

g)Sr. Chum Kwan Lock Grant, a partir de 1 de Março de 2015; e

h)Sr. Dylan James Williams, a partir de 1 de Março de 2015

Secretário

Sr. Ricardo José Garcia dos Santos e Silva, que também usa o nome profissional abreviado Ricardo Silva

Fiscal Único

Sr. Wu Chun Sang


GALAXY CASINO, S.A.

Demonstração dos resultados consolidados do exercício findo em 31 de Dezembro de 2015

 

2015

MOP ’000

Proveitos de jogo brutos 49,839,926
Ganhos do jogo líquidos excluídos por acordo com Prestadores de Serviços (2,238,457)
Outros proveitos 2,943,611
Total proveitos 50,545,080
Outras perdas, líquidas (58,344)
Imposto especial sobre o jogo e outros impostos para o Governo de Macau (18,780,206)
Comissões e subsídios para contrapartes do jogo (12,916,614)
Custos com o pessoal (6,433,355)
Depreciações e amortizações (2,825,178)
Outras despesas operacionais (4,464,387)
Custos financeiros (709)
Resultados antes de imposto 5,066,287
Imposto -
Resultado líquido 5,066,287

Balanço consolidado em 31 de Dezembro de 2015

 

2015

MOP ’000

ACTIVO  
Activos não-correntes  
Propriedades, edifícios e equipamentos 34,079,338
Direitos sobre terrenos concessionados 3,672,668
Activos intangíveis 81,910
Recebimentos de locações financeiras 60,746
Activos financeiros disponíveis para venda 12,875
Cauções e outros recebimentos 100,238
  38,007,775
Activos correntes  
Existências 68,434
Outros devedores e pagamentos adiantados 1,556,379
Dívidas de sociedades subsidiárias 827,711
Dívidas de partes relacionadas 124,814
Outros equivalentes de caixa 745,460
Caixa e depósitos bancários 6,556,122
  9,878,920
   
Total do Activo 47,886,695
   
CAPITAL PRÓPRIO  
Capital social 951,900
Reservas 30,286,887
Contribuição da sociedade-mãe 3,944,900
Total do Capital Próprio 35,183,687
   
PASSIVO  
Passivos não-correntes  
Retenções a pagar 154,990
Depósitos não-correntes 333,691
  488,681
   
Passivos correntes  
Outros credores e acréscimos 11,053,602
Dívidas a accionista 1,114,323
Dívidas a sociedades subsidiárias 32,639
Dívidas a partes relacionadas 13,763
  12,214,327
   
Total do Passivo 12,703,008
   
Total do Passivo e do Capital Próprio 47,886,695

Perspectiva Geral do Mercado do Jogo em Macau

Conforme as expectativas, um número de factores devidamente publicitados continuaram a influenciar a opinião dos mercados e a afectar as receitas em 2015. Entre os quais: um programa governamental de combate à corrupção na China Continental; o abrandamento da economia chinesa; restrições ao fumo em Macau; e preocupações relacionadas com a liquidez e volatilidade nos mercados financeiros. Durante 2015, houve uma reestruturação significativa no âmbito do mercado VIP que se deveu a uma queda das receitas neste segmento, desafios em relação à liquidez e questões relativas ao seu próprio controlo interno. Isto resultou numa redução no número de promotores de jogo a operar em Macau e contribuiu para o declínio anual de 45% nas receitas VIP para MOP115.4 mil milhões.

A receita total anual do jogo caiu 34% para MOP230.7 mil milhões, apesar de um ligeiro crescimento sequencial no último trimestre de 2015. O número de visitantes a Macau manteve-se relativamente estável atingindo 30.7 milhões, o que representa uma redução de apenas 3% em relação ao período homólogo. Os visitantes oriundos da China Continental representaram 66% do número total de visitas, assinalando uma pequena queda de 4% em relação a 2014.

Na medida em que Macau diversificou e novos resorts integrados foram inaugurados, o mercado fez uma viragem estrutural para o segmento de jogo de massas. Esta mudança no ratio tem vindo a acelerar, em anos recentes, com a busca activa de experiências de lazer completas e mais adequadas para famílias por parte de uma classe média chinesa em crescimento acentuado. No ano ora em análise, as receitas de massas e do jogo electrónico em Macau foram reportadas em MOP103.5 mil milhões e MOP11.7 mil milhões, uma queda de 19%, em ambos os sectores, em relação ao ano anterior. Na segunda metade de 2015, a receita agregada proveniente do jogo no segmento de massas e de máquinas automáticas foram reportadas em cerca de 50% do total das receitas de jogo.

Apoio Governamental para o Sector do Jogo e Potencial Estabilização

Enquanto desafios consideráveis persistem em 2016, a Galaxy Casino, S.A. e as suas subsidiárias (“GCSA”) encontra-se encorajada por comentários positivos do Governo em relação ao futuro do sector, incluindo mais clareza relativamente à conclusão do Terminal Marítimo de Passageiros da Taipa e da Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, previstas para 2016 e 2018, respectivamente.

A GCSA mostra-se cautelosamente optimista em relação à estabilização do mercado conforme demonstrado por uma modesta elevação sequencial na receita bruta de jogo em Macau no último trimestre de 2015. A reportada facilitação dos vistos de trânsito em Julho de 2015 teve um efeito positivo no aumento no número de pernoitas, a abertura agendada para este ano de resorts integrados e orientações claras do Governo com respeito aos limites das infraestruturas eliminam incertezas. O desenvolvimento dessas infraestructuras, aliados ao actual processo de diversificação de Macau e à transformação da vizinha Hengqin, deverão impulsionar uma nova onda de visitantes a Macau a médio-longo prazo.

PERSPECTIVA DAS OPERAÇÕES

DIVISÃO DE JOGO E ENTRETENIMENTO

A GCSA alcançou um marco importante em 2015 ao inaugurar a expansão do Galaxy Macau™ com foco no mercado de massas, a Fase 2, e o novo Broadway Macau™, dentro do prazo estimado e abaixo do orçamento, de forma combinada, em 27 de Maio de 2015. Elevando o investimento total da GCSA no COTAI para MOP44.3 mil milhões, as duas propriedades foram bem recebidas pelos visitantes. As visitas diárias ao Galaxy Macau™ aumentaram para aproximadamente 60,000 e a taxa de ocupação dos cinco hotéis de luxo alcançou uma impressionante percentagem de 99% ao final do ano.

O ampliado Galaxy Macau™ e o novo Broadway Macau™ contribuíram com sete meses de resultados para a GCSA, que viu a receita total no ano cair 30% em relação ao período homólogo para MOP50.5 mil milhões. O lucro líquido destinado aos accionistas ficou 54% abaixo do ano anterior em MOP5.1 mil milhões, reflectindo MOP1.1 mil milhões em despesas extraordinárias, designadamente MOP0.8 mil milhões em custos de pré-abertura e o aumento significativo na depreciação e amortização após a abertura da Fase 2 do Galaxy Macau™ e do novo Broadway Macau™.

A receita total de jogo da GCSA numa base operacional em 2015 caiu 32% em relação ao ano anterior para MOP49.8 mil milhões reflectindo uma queda na receita total dos jogos de mesa no segmento do jogo de massas de 6% ao ano para MOP18.2 mil milhões, e uma queda na receita VIP total de 43% em relação ao ano anterior para MOP29.8 mil milhões.

Promoção de Eficiência, Redução de Custos e Negócios de Mercado de Massas no Contexto de um Mercado em Transformação

Como é o caso no lançamento de qualquer projecto de grande dimensão, e de forma a assegurar uma inauguração bem sucedida da Fase 2 do Galaxy Macau™ e do Broadway Macau™, a GCSA contratou funcionários adicionais antes da abertura. Tal circunstância criou, inevitavelmente, uma discrepância de curto prazo entre receitas e custos, tendo sido, porém, um passo crucial para garantir que os clientes da GCSA continuassem a usufruir do excepcional serviço e padrão de qualidade pelo qual a GCSA é reconhecida. Com o passar de 2015, a GCSA procurou estimular economias de escala e aumentar a eficiência das propriedades ao abrir instalações adicionais dedicadas ao mercado de massas. Uma parte crítica deste processo envolveu a redistribuição de mesas e quartos do hotel com vista ao seu melhor uso, em particular nas áreas premium do segmento de massas. Na medida em que o mercado evoluiu para uma massificação, assim também o fez a GCSA, que continua a obter grande parte dos seus ganhos da margem mais elevada do segmento de jogo de massas, simultaneamente retendo uma posição de liderança no mercado VIP.

Para além disso, a GCSA revê constantemente as suas operações e estruturas de custos, tendo identificado um programa de controlo de custos de MOP800 milhões durante 2015. Cerca de MOP500 milhões destas iniciativas de controlo de custos operacionais foram alcançadas em 2015 com o objectivo de atingir o remanescente em 2016, sem contudo comprometer a qualidade do serviço ao cliente.

Além do programa de controlo de custos operacionais mencionado supra, o orçamento do projecto de desenvolvimento da Fase 2 do Galaxy Macau™ era de MOP20.2 mil milhões, termos em que a GCSA pode confirmar uma poupança de custos de desenvolvimento entre MOP400-MOP500 milhões.

Galaxy Macau™

Com 1.1 milhões de metros quadrados, o Galaxy Macau™ é um dos maiores resorts integrados do mundo. 95% da sua área de construção está afecta ao sector extra-jogo. Em 2015, a receita foi de MOP36.6 mil milhões (2014: MOP48.3 mil milhões) e o EBITDA Ajustado foi de MOP7.1 mil milhões (2014: MOP10.2 mil milhões). A margem EBITDA Ajustado considerando os princípios de contabilidade geralmente aceites de Macau foi de 20% (2014: 21%), ou 25% considerando os princípios de contabilidade geralmente aceites nos Estados Unidos da América (2014: 30%).

O Galaxy Macau™ teve alguma má sorte em operações de jogo o que provocou uma redução no seu EBITDA Ajustado de aproximadamente MOP220 milhões em 2015.

A abertura da Fase 2 do Galaxy Macau™ melhorou substancialmente a oferta extra-jogo e o seu apelo ao mercado de massas. Recebendo dois novos hotéis adicionais, o “The Ritz-Carlton Macau” e o “Hotel JW Marriott Macau”; e uma vasta selecção de novas opções de comércio, restauração, entretenimento, lazer e relativos à indústria de exposições e convenções da região (“MICEE”), tornou-se um ponto de visita indispensável para visitantes e residentes de Macau. O total dos cinco hotéis registaram uma forte taxa de ocupação de 99% em 2015.

A receita líquida do uso dos espaços do Promenade foi de MOP681 milhões no ano, um acréscimo de 252% face a MOP194 milhões em 2014. Tal deveu-se principalmente à abertura do Promenade no final de Maio de 2015 tendo ficando praticamente operacional no final do ano.

Para ilustrar o sucesso e popularidade da nossa oferta, durante o pico da temporada de Verão, o número de visitantes ao ampliado Grand Resort Deck subiu para aproximadamente 4,000 por dia. O UA Galaxy Cineplex, com dez salas de cinema, tem sido um enorme sucesso desde a sua abertura em Dezembro de 2011, atingindo alguns dos maiores volumes de venda de bilhetes em comparação com qualquer cinema de Hong Kong ou Macau.

StarWorld Macau

O StarWorld Macau na península de Macau teve um ano desafiante, atingindo uma receita anual de MOP13.4 mil milhões e EBITDA Ajustado de MOP2.3 mil milhões, quedas anuais de 42% e 37%, respectivamente, devido aos volumes mais baixos de clientes VIP. Porém, o StarWorld Macau encontra-se num processo de transição bem sucedido para o segmento de jogo de massas, tendo a receita neste segmento batido recordes em cada trimestre de 2015.

A margem EBITDA Ajustado no ano melhorou em dois pontos percentuais em relação ao ano anterior para 17%, de acordo com os princípios de contabilidade geralmente aceites em Macau, mas a registar uma queda de um ponto percentual para 24% de acordo com os princípios de contabilidade geralmente aceites nos Estados Unidos da América.

O StarWorld Macau teve boa sorte nas suas operações de jogo que elevaram o seu EBITDA Ajustado em aproximadamente MOP18.5 milhões durante 2015.

Broadway Macau™

O Broadway Macau™, um novo conceito destinado a famílias e a pequenas e médias empresas de Macau que veio oferecer diferentes patamares de preços e proporcionar aos seus visitantes um mercado de rua vibrante e um distrito de entretenimento, esteve aberto durante sete meses do ano ora em apreço. A selecção única e diferenciada de estabelecimentos de comidas e bebidas macaenses e asiáticas de pequena e média dimensão tem sido bem recebida por visitantes. Para além disso, o “Broadway Theatre” praticamente esgotou a sua lotação de 3,000 lugares em todos os concertos exercendo presentemente um papel importante na atractividade do COTAI em geral.

O Broadway Macau™ não tem uma componente de jogo VIP. O empreendimento registou uma receita de MOP438 milhões e EBITDA Ajustado com perda de MOP7.2 milhões.

Broadway Macau™ não teve sorte nas suas operações de jogo que reduziram o seu EBITDA Ajustado em aproximadamente MOP14.4 milhões em 2015.

City Clubs

Os City Clubs contribuiram com MOP110 milhões em EBITDA Ajustado aos ganhos da GCSA, uma queda de 36% comparada com o ano anterior, reflectindo os mais amplos desafios no mercado.

ACTUALIZAÇÃO DOS EMPREENDIMENTOS — COTAI E HENGQIN

Fases 3 e 4 no COTAI

A GCSA possui a maior área contígua de terrenos para aproveitamento de qualquer operador de jogo em Macau. Os projectos avançam a bom ritmo nas Fases 3 e 4 do COTAI, as quais irão adicionar um milhão de metros quadrados adicionais à presença actual da GCSA na Região. Planeia-se que os empreendimentos sejam mais direccionados para o mercado de massas e famílias, com uma significante componente de “MICEE”. Planeia-se que os trabalhos de investigação no local tenham início neste ano.

Hengqin

Hengqin foi designada pela China como uma Nova Área nacional destinada a certas actividades comerciais. O Galaxy Entertainment Group Limited (“GEG”) está entusiasmado com o potencial deste projecto como um novo centro de lazer e negócios e está a considerar a possibilidade de desenvolver um resort de luxo numa parcela de terreno com 2.7 quilómetros quadrados na ilha. Este resort de pouca altura e baixa densidade deverá complementar as propriedades da GEG existentes em Macau.

Lista dos titulares dos órgãos da sociedade — 31 de Dezembro de 2015

Conselho de Administração:
  Lui Che Woo — Presidente
  Jorge Neto Valente — Administrador-Delegado
  Lui Yiu Tung, Francis — Administrador
  Cheng Yee Sing Philip — Administrador

Fiscal Único: CSC & Associados — Sociedade de Auditores (representada por Chan Yuk Ying)

Secretária: Seatwo King Lai Bess

Lista dos principais accionistas em 2015

Canton Treasure Group Ltd. — 89.9999%

Jorge Neto Valente — 10%

Para: Accionistas da Galaxy Casino, S.A.
Parecer e relatório anual de Fiscal Único sobre o exercício de 2015

Tendo o Fiscal Único apreciado e analisado as Demonstrações Financeiras do Exercício de 2015 elaboradas pelo Conselho de Administração da vossa Sociedade, assim como o Relatório do Auditor Independente, PricewaterhouseCoopers, é minha opinião que:

1. As Demonstrações Financeiras de 2015 foram devidamente elaboradas conforme as Normas de Relato Financeiro, reflectindo as actividades e situação financeira da Sociedade;

2. Proponho aprovar o Relatório do Conselho de Administração;

3. Proponho aprovar o Relatório do Auditor Independente.

Macau, 9 de Março de 2016.

O Fiscal Único
CSC & Associados-Sociedade de Auditores
(Representado pela Auditora Chan Yuk Ying)

Relatório do auditor independente sobre as demonstrações financeiras resumidas

Para os accionistas da Galaxy Casino, S.A.
(Sociedade anónima constituída em Macau)

As demonstrações financeiras resumidas anexas da Galaxy Casino, S.A. (a “Sociedade”) e das suas subsidiárias (no seu conjunto, o “Grupo”) referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2015 resultam das demonstrações financeiras consolidadas auditadas do Grupo referentes ao exercício findo naquela data. Estas demonstrações financeiras resumidas, as quais compreendem o balanço consolidado em 31 de Dezembro de 2015 e a demonstração dos resultados consolidada do exercício findo naquela data, são da responsabilidade do Conselho de Administração da Sociedade. A nossa responsabilidade consiste em expressar uma opinião, unicamente endereçada a V. Exas, enquanto accionistas, sobre se as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras consolidadas auditadas, e sem qualquer outra finalidade. Não assumimos responsabilidade nem aceitamos obrigações perante terceiros pelo conteúdo deste relatório.

Auditámos as demonstrações financeiras consolidadas da Sociedade e do Grupo referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2015 de acordo com as Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria emitidas pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau, e expressámos a nossa opinião sem reservas sobre estas demonstrações financeiras, no relatório de 25 de Fevereiro de 2016.

As demonstrações financeiras consolidadas auditadas compreendem o balanço consolidado da Sociedade em 31 de Dezembro de 2015, e a demonstração dos resultados consolidada, a demonstração consolidada de alterações no capital próprio e a demonstração consolidada de fluxos de caixa do exercício findo naquela data, e um resumo das principais políticas contabilísticas e outras notas explicativas.

Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para uma melhor compreensão da posição financeira do Grupo e dos resultados das suas operações, e do âmbito da nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas em conjunto com as demonstrações financeiras auditadas e com o respectivo relatório do auditor independente.

Cheung Pui Peng Grace
Auditor de contas
PricewaterhouseCoopers

Macau, 25 de Fevereiro de 2016.


MELCO CROWN (MACAU), S.A.

Balanço

Em 31 de Dezembro de 2015

(Em milhares de MOP)

  2015   2014
  MOP   MOP
Activo Não Corrente      

Imobilizações corpóreas

909,449   1,013,622

Contrato de sub-concessão

2,957,764   3,414,574

Investimentos em subsidiárias

29,031,703   42,215,712

Pagamentos antecipados e depósitos de garantia e caução

94,649   106,912
  32,993,565   46,750,820
       
Activo Corrente      

Existências

40,742   34,175

Clientes e outros devedores

2,053,204   2,190,588

Créditos sobre sociedades participadas

18,151,312   2,439,949

Créditos sobre associadas

284,118   771,055

Crédito sobre sociedade relacionada

531   212

Depósitos bancários de disponibilidade restrita

121,168   5,042

Depósitos bancários a curto prazo com maturidade superior a três meses

4,711,144   886,407

Caixa e depósitos bancários

7,431,132   8,823,457
  32,793,351   15,150,885
       
Passivo Corrente      

Fornecedores e outros credores

3,817,600   4,693,878

Empréstimo bancário caucionado

180,765   2,057,179

Dívida a associada

14,536,548   127,851

Dívida a sociedade mãe

2   2

Dívidas a sociedades participadas

2,159,414   1,272,803

Dívidas a associadas

481,555   400,323

Dívidas a sociedades relacionadas

7,224   4,936
  21,183,108   8,556,972
Activo Corrente Liquido 11,610,243   6,593,913
Activo Total menos Passivo Corrente 44,603,808   53,344,733
       
Passivo Não Corrente      

Empréstimo bancário caucionado

3,498,889   1,285,736

Outros passivos não correntes

271,782   106,970

Dívida a sociedade mãe

32,023   16,275

Dívida a associada

3,749,150   18,180,247

Empréstimos de associada

7,108,768   6,969,879
  14,660,612   26,559,107
  29,943,196   26,785,626
       
Capital Próprio      

Capital social

1,000,000   1,000,000

Prémios de emissão de acções

2,246,427   2,246,427

Reservas por integração de activos corpóreos

1,846,558   1,846,558

Resultados acumulados

20,240,631   14,176,307

Reserva legal

250,000   250,000

Outra reserva

62,027   -

Lucro do exercício

4,297,553   7,266,334
  29,943,196   26,785,626

Demonstração de resultados referente ao período de 1 de Janeiro a 31 de Dezembro 2015

(Em milhares de MOP)

  2015   2014
  MOP   MOP
       
Receitas de Jogo 33,327,450   46,272,061
Imposto especial de jogo e taxas pagas ao Governo de Macau (13,190,440)   (18,224,426)
  20,137,010   28,047,635
Outros proveitos 499,312   311,754
Despesas de marketing e promoção (9,162,497)   (14,273,484)
Despesas operacionais e administrativas (6,033,204)   (5,720,083)
Amortização do contrato de subconcessão (456,810)   (456,811)
Custos financeiros (686,258)   (642,677)
Lucro antes dos impostos 4,297,553   7,266,334
Impostos -   -
Lucro do exercício 4,297,553   7,266,334

Relatório do Conselho de Administração da Melco Crown (Macau), S.A. relativo ao ano de 2015

MELCO CROWN (MACAU), S.A., (a “Sociedade”) (anteriormente denominada PBL Entertainment (Macau) S.A., Melco PBL Jogos (Macau) S.A. e Melco Crown Jogos (Macau), S.A.), é uma sociedade comercial constituída em Macau, a 10 de Maio de 2006. O objecto social actual da Sociedade é a exploração de jogos de fortuna e azar ou outros jogos em casino; bem como as seguintes actividades correlativas: hotelaria; restauração e bebidas; gestão e operação de serviços de turismo e transporte e de locais de entretenimento, de recreação, de realização de conferências e de saunas; comércio a retalho; importação e exportação.

1. Financiamento

Em 19 de Junho de 2015, a Sociedade celebrou um contrato de alteração ao Empréstimo para Financiamento do Projecto City of Dreams através de, entre outros, o segundo Contrato de Alteração (Second Amendment and Restatement Agreement), assinado pelo facility agent, pelo security agent, pela Sociedade e algumas das suas subsidiárias que são garantes nos termos do Empréstimo para Financiamento do Projecto City of Dreams (“Empréstimo para Financiamento 2015”). Este contrato de alteração aumentou o montante do empréstimo de 9.36 milhares de milhão de dólares de Hong Kong (aproximadamente 1.2 milhares de milhão de dólares americanos) para 1.75 milhares de milhão de dólares americanos (aproximadamente 13.6 milhares de milhão de dólares de Hong Kong), contemplando um empréstimo em HK dólares para financiamento a prazo contemplado no Empréstimo para Financiamento do Projecto City of Dreams, de 3.90 milhares de milhão de dólares de Hong Kong (aproximadamente 500 milhões de dólares americanos) (depois denominado o “Empréstimo para Financiamento a Prazo 2015”), e um empréstimo para financiamento renovável no âmbito do Empréstimo para Financiamento do Projecto City of Dreams, no montante de 1.25 milhares de milhão de dólares americanos, disponível em HK dólares, dólares americanos e yens japoneses (depois denominado o “Empréstimo para Financiamento Renovável 2015”). Além disso o Empréstimo para Financiamento 2015 prevê a disponibilização de um aumento de facilidades suplementares mediante novo acordo com qualquer um dos credores no âmbito do Empréstimo para Financiamento 2015, ou outras entidades até ao montante de 1.30 milhares de milhão de dólares americanos. O Empréstimo para Financiamento 2015 reduziu, eliminou e simplificou significativamente algumas restrições que eram impostas à actividade da Sociedade pelos termos contratuais originais, tendo ainda prorrogado a data de vencimento final. O grupo de mutuários é integrado pela Sociedade e certas subsidiárias da sua sociedade mãe, definidas como garantes nos termos do Empréstimo para Financiamento 2015.

Utilização do empréstimo a prazo

Como parte do processo de refinanciamento resultante do Empréstimo para Financiamento 2015, a Sociedade procedeu ao pagamento total do empréstimo de financiamento a prazo então existente (o então financiamento renovável permanece por levantar) no valor de 2.75 milhares de milhão de dólares de Hong Kong (aproximadamente 353 milhões de dólares americanos) e ao pagamento de juros relacionado com o primeiro levantamento no valor de 3.90 milhares de milhão de dólares de Hong Kong (aproximadamente 500 milhões de dólares americanos) para o Empréstimo para Financiamento a Prazo 2015 em 29 de Junho de 2015. Não foram feitos quaisquer levantamentos desde então. Em resultado do supra exposto, em 31 de Dezembro de 2015 o total dos créditos em dívida relativos ao Empréstimo para Financiamento 2015 era de 3.9 milhares de milhão de dólares de Hong Kong (aproximadamente 500 milhões de dólares americanos) no âmbito do Empréstimo para Financiamento a Prazo 2015. A totalidade do Empréstimo para Financiamento Renovável 2015, no montante de 1.25 milhares de milhão de dólares de dólares americanos, continua disponível para futuros levantamentos.

Pagamento

O Empréstimo para Financiamento a Prazo 2015 será reembolsado nos termos de um calendário de amortização, em prestações trimestrais, com início a 29 de Setembro de 2016.

Empréstimo intersociedades

Em 21 de Março de 2013, a sociedade MCE Finance Limited (doravante “MCE Finance”), detentora indirecta de uma participação social na Sociedade, emprestou o montante em capital de 1 milhar de milhão de dólares americanos (aproximadamente 8.01 milhares de milhão de patacas) com os rendimentos provenientes das obrigações (“Senior Notes”) no montante de 1 milhar de milhão de dólares americanos com juros de 5% e data de vencimento em 2021 (doravante as “Obrigações de 2013”) à sociedade MPEL Investments Limited (“MPEL Investments”), a uma taxa de juro anual de 5%, pagáveis antecipada e semestralmente em 15 de Fevereiro e 15 de Agosto de cada ano, com data de vencimento em 15 de Fevereiro de 2021 (doravante o “Empréstimo Intersociedades da MCE”).

Em 21 de Março de 2013, a MPEL Investments e a Sociedade celebraram um acordo, através do qual a MPEL Investments acordou em fazer empréstimos periódicos à Sociedade, até ao montante global de 8 milhares de milhão de dólares de Hong Kong (equivalente a 8.24 milhares de milhão de patacas), o qual poderá ser elevado até ao montante de 16 milhares de milhão de dólares de Hong Kong (equivalente a 16.48 milhares de milhão de patacas), mediante pedido por escrito apresentado pela Sociedade, vencendo juros nos termos acordados em cada momento pelas partes a uma taxa anual que nunca poderá ser superior a 15%. Na mesma data, com os rendimentos provenientes do Empréstimo Intersociedades da MCE Finance, a MPEL Investments fez um empréstimo de 7.78 milhares de milhão de dólares de Hong Kong (equivalente a 8.01 milhares de milhão de patacas) (doravante o “Empréstimo Intersociedades de 2013”) à Sociedade, com um preço descontado de 84.2055%, com um desconto de emissão de 1,228,812,100 de dólares de Hong Kong (equivalente a 1,265,676,463 de patacas). O Empréstimo Intersociedades de 2013 vence juros à taxa anual de 5%, e é pagável antecipada e semestralmente em 15 de Fevereiro e 15 de Agosto de cada ano, decorrendo o primeiro período de juros entre 21 de Março de 2013 e 15 de Agosto de 2013. O Empréstimo Intersociedades de 2013 não está garantido e a data de vencimento será expectavelmente a mesma do Empréstimo Intersociedades da MCE e, nesses termos, nenhuma parte do montante de capital acima mencionado será devido nos próximos doze meses contados da data do balanço e, consequentemente, esse montante está evidenciado como sendo passivo não corrente.

2. Os nossos empreendimentos

(A) Clubes “Mocha”

Os Clubes Mocha iniciaram operações em Setembro de 2003 e, a 31 de Dezembro de 2015, compreendiam 7 diferentes espaços, com um total aproximado de 1.259 máquinas automáticas. Os clubes compreendem a maior área de máquinas de jogo electrónicas não considerada casino em Macau, com uma localização privilegiada, em locais com grande afluência de pessoas e em hotéis de quatro e cinco estrelas. Cada Clube Mocha disponibiliza uma atmosfera relaxante onde são disponibilizadas diversas mesas electrónicas, sem croupiers. Os Clubes Mocha estão equipados com a mais actual tecnologia no que respeita às máquinas de jogo automáticas e inclui máquinas de jogo individuais com uma variedade de jogos, incluindo jackpot progressivo e máquinas de jogos colectivos em que os respectivos jogadores poderão competir entre si, na roleta electrónica, bacará e sicbo, um jogo de dados tradicionalmente chinês.

(B) Altira Macau

Altira Macau é uma marca relacionada com o sector do jogo e entretenimento, que reforça as demais marcas da Sociedade relativas ao sector do jogo e hospitalidade, reconhecidas e respeitadas a nível global.

No portfólio de oferta diferenciada da Sociedade no sector do jogo e entretenimento, o Altira Macau focalizou-se em proporcionar aos seus clientes asiáticos programas de rolling chips, proporcionando-lhes um ambiente de jogo único. A marca Altira reflecte o compromisso assumido pela Sociedade, em proporcionar aos seus clientes asiáticos consumidores de programas de rolling chips instalações de jogo e serviços personalizados, que vão ao encontro das especiais necessidades destes jogadores, no dinâmico e crescentemente segmentado mercado do jogo em Macau.

O Hotel Altira, juntamente com o casino Altira, formam o Altira Macau, que proporciona a experiência de um resort de Hotel de luxo de primeira e Casino, oferecendo entretenimento de primeira, instalações elegantes, serviço de alta qualidade e uma elegante decoração, tendo em vista exceder o habitual padrão do hotel de 5 estrelas em Macau e cativar fundamentalmente o mercado do jogo de gama alta.

O edifício dispõe de uma torre de 38 andares, incluindo cerca de 173.000 pés quadrados de área de jogo, onde se encontram cerca de 125 mesas de jogo e 62 slot machines a 31 de Dezembro de 2015, para além de um luxuoso hotel de 5 estrelas com aproximadamente 220 quartos de luxo.

Pelo sexto ano consecutivo, o Altira Macau e o seu Altira Spa foram premiados pela revista Forbes com a atribuição de cinco estrelas, incluindo o ano de 2015. Os restaurantes Aurora e Tenmasa no Altira Macau foram também premiados com a atribuição de cinco estrelas pela revista Forbes no ano de 2015. Estes prestigiosos prémios reconhecem os excepcionais serviços e instalações do Altira Macau, distinguindo-o entre os melhores do mundo. O Altira Macau está entre os 115 hotéis de cinco-estrelas do mundo que figuram nesta prestigiada lista, constando desta lista apenas nove hotéis de Macau. O Altira Spa é um de 48 spas de cinco-estrelas que foram honrados com a classificação de cinco estrelas da Forbes em 2015, e é um de apenas seis spas em Macau assim classificados.

A 31 de Dezembro de 2015 a Sociedade tinha 53 promotores de jogo a operar nas áreas de jogo do casino Altira.

(C) City of Dreams

O City of Dreams está localizado no Cotai, Macau, com uma área total de casino de 448.000 pés quadrados, com aproximadamente 503 mesas de jogo e 1.145 máquinas automáticas a 31 de Dezembro de 2015. O complexo inclui três hotéis: Crown Towers, Hard Rock Hotel e Grand Hyatt Macau. O Crown Towers é composto por aproximadamente 300 quartos de luxo, incluindo 33 high roller villas. O Hard Rock Hotel, um hotel com temática musical, tem aproximadamente 300 quartos. O hotel Grand Hyatt Macau, gerido pelo Hyatt of Macau Ltd., tem aproximadamente 800 quartos e está igualmente em funcionamento no City of Dreams. O complexo tem cerca de 20 restaurantes e bares, com estabelecimentos de comidas e bebidas de toda a China, bem como salas de conferência e de banquetes. O hotel Cown Towers, o Crown Spa e o restaurante Tasting Room, todos localizados no City of Dreams também foram premiados, em 2015, pela revista Forbes com a atribuição de cinco estrelas nas suas respectivas categorias.

Acrescendo ao casino, hotel e restaurantes, o City of Dreams oferece um espaço de comércio denominado “The Shops at the Boulevard”, bem como o maior espectáculo aquático do mundo, “The House of Dancing Water”, com lugar para cerca de 2.000 espectadores, que abriu ao público em Setembro de 2010.

O “The House of Dancing Water” é uma produção de Franco Dragone, que combina num espectáculo ao vivo, de referência, toda a oferta de entretenimento do City of Dreams.

Em Abril de 2011 abriu no complexo City of Dreams o clube nocturno Cubic, com aproximadamente 26.210 pés quadrados de espaço de entretenimento ao vivo. Desde Abril de 2013, o clube nocturno Cubic recebe também o espectáculo “TABOO”, criado por Franco Dragone com a quarta versão do espectáculo a ser apresentada em 2015. Este espectáculo de Franco Dragone evidencia o compromisso da Sociedade em continuar a diversificar a oferta de lazer e entretenimento em Macau, e é outra ferramenta de apoio ao negócio “high end” e “premium mass” do City of Dreams.

Uma nova área de alimentação e entretenimento denominada “SOHO”, com cerca de 35.000 pés quadrados, abriu no segundo andar, no verão de 2014, como um dos destaques do quinto aniversário do complexo, com o traçado do pavimento e das paredes inspirado nas ruas interiores de Nova York e murais desenhados pelo artista multimédia britânico D*face (que p.ex. já produziu para Christina Aguilera), oferecendo aos clientes uma dúzia de restaurantes, abrangendo uma variedade de cozinhas, da asiática à ocidental, combinada com actuações diárias e ao vivo de artistas de rua e outros animadores.

A 31 Dezembro de 2015, a Sociedade tinha um total de 67 promotores de jogo a operar no casino City of Dreams.

(D) Studio City

Em Maio de 2007, a Sociedade celebrou um contrato de prestação de serviços e de direito de uso com a Studio City Entertainment Limited (anteriormente designada por New Cotai Entertainment Limited) e a New Cotai Entertainment, LLC (entidades relativamente às quais a sociedade mãe da Sociedade, Melco Crown Entertainment Limited (MCE), adquiriu controlo de 60% do capital em Julho de 2011, conforme infra), nos termos do qual a Sociedade opera as áreas de jogo no Studio City (o “Contrato de Prestação de Serviços e Direito de Uso”). Acresce ainda que, nos termos de um acordo suplementar ao Contrato de Prestação de Serviços e Direito de Uso celebrado em 15 de Junho de 2012 (o “Acordo Suplementar”), a New Cotai Entertainment, LLC foi exonerada do Contrato de Prestação de Serviços e Direito de Uso.

O Studio City é um empreendimento de larga escala, tipo “resort”, que integra entretenimento, lojas e jogo, no Cotai, cuja primeira fase de desenvolvimento foi concluída e aberta ao público a 27 de Outubro de 2015. O Studio City é um resort com uma temática inspirada na indústria cinematográfica, concebido para proporcionar uma experiência única aos seus visitantes em Macau. Através das suas atracções interactivas únicas e inovadoras, e com um especial foco asiático, o Studio City, enquanto resort temático, pretende atrair o segmento mass-market asiático, em especial, da República Popular da China, o qual tem uma importância crescente. A acrescer à diversidade de ofertas relacionadas e não relacionadas com o jogo, o Studio City está localizado na zona de Macau com crescimento intensificado designada Cotai, directamente adjacente ao posto de controlo de imigração da ponte Flor de Lótus (“Where Cotai Begins” local de ligação entre a China e Macau) e à futura estação do metro ligeiro de superfície, o que se traduz numa enorme vantagem competitiva, especialmente no que se refere ao sector do mass-market.

A primeira fase do projecto Studio City inclui um hotel de 4 estrelas de luxo (explorado com a marca Studio City) e instalações complementares, jogo, lojas e locais de entretenimento e atracções (incluindo um estúdio de entretenimento multifunções — o Studio City Event Center).

A área de jogo do Studio City foi autorizada pelo Governo de Macau para operar com 250 mesas de jogo no total, sendo a entrada em funcionamento das mesmas executada em duas fases. Em 31 de Dezembro de 2015, esta propriedade dispunha de 170.151 pés quadrados de área de jogo mass-market no piso térreo, com 200 mesas de jogos e 1.175 slot machines. Outras 50 mesas de jogos começaram a operar em Janeiro de 2016.

(E) Taipa Square

Localizado no centro da ilha da Taipa, o Casino Taipa Square ocupava inicialmente 3 andares do Hotel Taipa Square e estava direccionado tanto para o sector VIP como para o sector de mass-market. A partir de 26 de Setembro de 2008, mudou de direcção para se focar apenas no sector de mass-market, oferecendo a 31 de Dezembro de 2015, 229 slot machines e 28 mesas de jogo para mass-market, distribuídas por um casino de dois andares.

3. Projectos em desenvolvimento

A Sociedade continua em busca de novas oportunidades na área do jogo ou demais áreas com esta relacionadas em Macau, e continuará na prossecução dos seus objectivos de desenvolvimento de projectos em Macau, por forma a maximizar a actividade e potenciais receitas resultantes do investimento feito pela Sociedade na subconcessão. Na definição e determinação do tempo, modo e estrutura de qualquer futuro projecto de desenvolvimento, a Sociedade pretende adoptar e seguir os seguintes princípios: (i) na medida do necessário, estabelecer planos para financiamento de qualquer projecto antes de iniciada a respectiva construção; (ii) certificar que os empreendimentos existentes no portfólio da Sociedade irão beneficiar de sinergias que os novos desenvolvimentos possam trazer e (iii) adaptar a oferta às alterações de exigências do mercado.

(A) City of Dreams - Quinta Torre de Hotel

A Sociedade continua a avaliar a nova fase do plano de desenvolvimento do City of Dreams. A Sociedade deu início ao desenvolvimento da quinta torre de hotel do complexo City of Dreams na parte final do ano de 2013. Esta icónica torre de hotel constituirá mais um acréscimo significativo ao vasto leque de equipamentos e atracções que o complexo City of Dreams já oferece aos seus clientes, auxiliando na melhoria da sua posição de liderança nos cada vez mais importantes segmentos “high end” e “premium mass”.

Projectada pela internacionalmente reputada e altamente elogiada “Queen of the Curve”, a arquitecta Zaha Hadid, a quinta torre de hotel do City of Dreams está prevista com 40 andares e uma área bruta de 150.000 metros quadrados a quando da sua conclusão, com aproximadamente 780 quartos, suites e villas superiores ao padrão ‘5 estrelas’. O hotel incluirá também diversas instalações para reuniões e eventos e características distintivas, incluindo um átrio com 30m de altura, uma selecção de restaurantes, spa, ultra lounge e sky pool.

(B) City of Dreams – Expansão da área comercial

A zona comercial no City of Dreams está a ser melhorada para aprimorar e expandir a área de comércio e proporcionar experiências de compras adicionais aos jogadores do City of Dreams. A nova zona comercial está prevista para abrir no primeiro semestre de 2016.

4. Análise financeira global

No ano findo a 31 de Dezembro de 2015, o rendimento líquido da sociedade relacionado com jogo correspondeu a aproximadamente USD$4.16 milhares de milhão, correspondendo a um decréscimo de 28% relativamente a 2014. O lucro para o ano findo em 31 de Dezembro de 2015 foi de USD$0.54 milhares de milhão, que, comparativamente com o ano anterior, representa um decréscimo de 41%.

No ano findo a 31 de Dezembro de 2015, o lucro gerado pelas mesas de jogo VIP correspondeu a USD$1.95 milhares de milhão, representando um decréscimo de 40% comparativamente com o ano de 2014, devido ao decréscimo do volume de “chip rolling” para USD$68 milhares de milhão, um decréscimo de 41% comparativamente ao ano anterior. A taxa de sucesso de “rolling chip” foi de 2,88% em 2015, comparativamente com 2,81% em 2014.

As apostas no mass-market decresceram em cerca de 6%, para aproximadamente USD$5.69 milhares de milhão no ano findo em 31 de Dezembro de 2015, e a percentagem de ganhos (antes da realização de descontos ou pagamento de comissões) foi de 32,4%, comparativamente com uma taxa de 34,8% no ano anterior.

As máquinas automáticas geraram cerca de USD$7.81 milhares de milhão no ano findo em 31 de Dezembro de 2015, que representam um decréscimo de 15% relativamente a 2014. O valor de ganho por máquina por dia corresponde a USD$288, que representa um decréscimo de 25% comparativamente a 2014.

Parecer do Fiscal Único

Da sociedade MELCO CROWN (MACAU), SA, em inglês MELCO CROWN (MACAU) LIMITED, elaborado nos termos e para os efeitos do Código Comercial e demais disposições legais aplicáveis.

1. Foram-me presentes o Balanço e a Demonstração de Resultados da referida sociedade relativos ao exercício iniciado em 1 de Janeiro e findo em 31 de Dezembro de 2015, documentação que examinei, tendo obtido da Administração todas as informações que solicitei.

2. As demonstrações financeiras em causa são acompanhadas do Relatório dos Auditores Externos Deloitte Touche Tohmatsu – Sociedade de Auditores, em que se declara que as mesmas representam de forma verdadeira e apropriada a situação financeira da sociedade em 31 de Dezembro de 2015 e, também, do Relatório do Conselho de Administração, onde está devidamente sumarizada a actividade da sociedade durante o referido período.

3. Nesta conformidade, dou aos Senhores accionistas um parecer favorável à aprovação dos

— Balanço e Demonstração de Resultados da sociedade em 31 de Dezembro de 2015
— Relatório Anual do Conselho de Administração
— Relatório dos Auditores Externos.

Macau, aos 29 de Fevereiro de 2016

O Fiscal Único,
José da Guia Rodrigues dos Santos
Auditor de Contas
Alvará n.º 0078

Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações Financeiras Resumidas

Para os accionistas da Melco Crown (Macau), S.A.
(Sociedade anónima registada em Macau)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras da Melco Crown (Macau), S.A. relativas ao ano de 2015, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 29 de Fevereiro de 2016, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2015, a demonstração de resultados, a demonstração de alteracões no capital próprio e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira da Melco Crown (Macau), S.A. e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Kok Si Man
Auditor de Contas

Deloitte Touche Tohmatsu — Sociedade de Auditores

Macau, aos 29 de Fevereiro de 2016

Lista dos accionistas qualificados, detentores de valor igual ou superior a 5% do capital social da Melco Crown (Macau), S.A. (a «Sociedade»), bem como dos nomes dos titulares dos órgãos sociais da Sociedade

1) Accionistas qualificados, detentores de valor igual ou superior a 5% do capital social da Sociedade:

º Ho, Lawrence Yau Lung (que também usa e é conhecido por Lawrence Ho) – 10%; e

º MPEL Investments Limited – 89,99%;

2) Titulares dos órgãos sociais da Sociedade:

A. Membros do Conselho de Administração da Sociedade:

Grupo A:

º James Douglas Packer; e

º Rowen Bruce Craigie.

Grupo B:

º Ho, Lawrence Yau Lung (que também usa e é conhecido por Lawrence Ho, ou 何猷龍);

º Chung, Yuk Man (que também usa e é conhecido por Clarence Chung, ou 鍾玉文); e

º Chan Ying Tat (que também usa e é conhecido por Ted Chan, ou 陳應達).

B. Fiscal Único da Sociedade:

O Fiscal Único da Sociedade para o exercício de 2015 foi José da Guia Rodrigues dos Santos.

C. Secretário da Sociedade:

O Secretário e o Secretário, substituto, da Sociedade para o exercício de 2015 foram Francisco Pinto Fraústo de Mascarenhas Gaivão e Inês Nolasco Lamas Costa Antunes, respectivamente.


Nos termos e para os efeitos previstos na Cláusula Quinquagésima Nona do Contrato de Concessão para a Exploração de Jogos de Fortuna e Azar ou outros Jogos em Casino na Região Administrativa Especial de Macau, a sociedade Wynn Resorts (Macau) S.A. vem publicar:

1. Relatório do Conselho de Administração para o ano findo em 31 de Dezembro de 2015

Organização

A sociedade Wynn Resorts (Macau) S.A. é uma Sociedade anónima com sede na Região Administrativa Especial de Macau na Rua Cidade de Sintra, NAPE, Hotel Wynn.

A Sociedade é detida maioritariamente pelas sociedades Wynn Resorts (Macau) Limited, uma sociedade constituída nos termos das leis da Região Administrativa Especial de Hong Kong e pela Sociedade Wynn Resorts International Limited, uma sociedade constituída nos termos das leis da Island of Man, e indirectamente pela sociedade Wynn Resorts, Limited uma sociedade constituída pelas leis dos Estados Unidos da América. Em 9 de Outubro de 2009 a Wynn Resorts, Limited colocou à subscrição pública na bolsa de Hong Kong 27.7% do capital da sociedade Wynn Macau Limited, uma sociedade constituida segundo as leis da Ilha de Cayman.

O Wynn Macau

A sociedade é proprietária do Hotel/Casino/Resort Wynn. Em 24 Junho de 2002 celebrou um Contrato de Concessão para a Exploração de Jogos de Fortuna e Azar ou outros Jogos em Casino na Região Administrativa Especial de Macau, que terá o seu termo em 26 de Junho de 2022. O Wynn Macau abriu ao público em 6 de Setembro de 2006 e concluiu as obras de expansão em Dezembro de 2007 e Novembro de 2009. Em 21 de Abril de 2010 concluiu a construção da torre denominada Encore.

O Wynn Macau tem actualmente 1008 quartos e suites; uma área de jogo de 284,000 pés quadrados, incluindo um skycasino e salas VIP, com 434 mesas de jogo e 14 mesas de poker e 786 máquinas de jogo; 8 restaurantes, 2 spas e salão de cabeleireiro, lounges, salas de conferência; uma área de 57 mil pés quadrados destinada a retalho onde se encontram as botiques Bvlgari, Cartier, Chanel, Christian Dior, Dunhill, Ermenegildo Zegna, Ferrari, Giorgio Armani, Graff, Gucci, Hermes, Hugo Boss, Jaeger LeCoultre, Loro Piana, Louis Vuitton, Miu Miu, Piaget, Prada, Richard Mille, Roger Dubuis, Rolex, Tiffany, Vacheron Constantin, Van Cleef & Arpels, Versace, Vertu e outros. Em Dezembro de 2007 inaugurámos com êxito o lago «performance lake» a «Árvore da Prosperidade» na área que denominámos de «Rotunda», que tem constituído um assinalável êxito, tendo também criado uma outra atracção, «o Dragão da Fortuna».

Desenvolvimento No Cotai – Wynn Palace

Em Setembro do ano 2011 a Sociedade Palo Real Desenvolvimento Imobiliário Limitada, sociedade cujo capital é detido na sua totalidade pela Wynn Resorts (Macau) S.A. aceitou os termos e condições do contrato de concessão por arrendamento do terreno com uma área de 205 797m² (duzentos e cinco mil, setecentos e noventa e sete metros quadrados), situado na zona de aterro entre as ilhas da Taipa e de Coloane (o terreno do COTAI), junto à Avenida da Nave Desportiva, tendo a concessão sido publicada em 2 de Maio de 2012 no Boletim Oficial n.º 18 — II, através do Despacho do Secretário para os Transportes e Obras Pública n.º 16/2012.

A Sociedade iniciou a construção no terreno do Cotai de um complexo constituído por um hotel de cinco estrelas denominado Wynn Palace com 1700 quartos, (incluindo áreas de jogo, fonte luminosa, centro de convenções, comércio, restauração, SPA e night club), estacionamento e áreas livres.

O valor estimado para as obras de construção do complexo será de 32 biliões de doláres de Hong Kong, incluindo construção, juros, despesas de pre-inauguração e custos de financiamento. Até 31 de Dezembro de 2015, a Sociedade já investiu 27 biliões de doláres de Hong Kong no projecto Wynn Palace.

Em 29 de Julho de 2013 a Sociedade Wynn e a Palo Real Desenvolvimento Imobiliário S.A. celebraram um contrato de empreitada com preço máximo garantido (GMP) com a sociedade Leighton Contracts (Asia) Limited. Nos termos daquele contrato o empreiteiro é responsável pela construção e «design» do projecto Wynn Palace. O empreiteiro está obrigado a concluir a empreitada na primeira metade de 2016 pelo preço máximo garantido de MOP$21.2 biliões de patacas. Em 18 de Novembro de 2015 o empreiteiro informou que o Wynn Palace não poderá abrir ao público na data inicialmente prevista, 25 de Março de 2016. A Wynn Resorts espera poder abrir o Wynn Palace na primeira metade de 2016, contudo eventuais atrasos na construção poderão levar a que a abertura do Wynn Palace só possa acontecer na segunda metade de 2016. O preço máximo garantido e o prazo da empreitada poderão ser ajustados em certas condições. O cumprimento pelo empreiteiro das suas obrigações contratuais está assegurado por garantia bancária prestada pela sociedade CIMIC Group Limited (ex-Leighton Holdings Limited), a empresa mãe do empreiteiro, e por uma «performance bond» no valor igual a 5% do valor do preço máximo garantido.

Resultados da operação durante o ano de 2015

Durante o ano 2015 a receita líquida da Wynn Macau foi aproximadamente de MOP$19.7 biliões de patacas, ou seja 35.1% abaixo da registada em 2014. A Sociedade gerou uma «EBITDA»(1) de, aproximadamente, MOP$4.8 biliões de patacas, o que representa uma descida de 44.4% em relação ao ano anterior.

No ano de 2015 operámos, em média, 458 mesas em lugar das 461 do ano anterior. As mesas de jogo estão classificadas como mesas VIP e mesas NÃO VIP (mass market).

No ano de 2015 a receita bruta das mesas de jogo baixou para MOP$13.6 biliões de patacas ou sejam 37.7% abaixo do valor registado no ano anterior, devido principalmente ao decréscimo do volume de jogo das mesas VIP e das mesas NÃO VIP.

A receita das mesas VIP (turnover(2)) foi aproximadamente de MOP$462.5 biliões de patacas, 46.4% abaixo do valor registado no ano de 2014. A percentagem do «win» das mesas VIP(3) (calculada antes de descontos e comissões) foi de 2.87%, valor dentro da previsão de 2.7% a 3.0%, mas ficou acima dos 2.82% obtidos em 2014.

No ano de 2015 o «win»(4) das mesas NÃO VIP no valor de MOP$7.6 biliões de patacas, diminuiu 20.1% em comparação ao obtido no ano de 2014. O «drop»(5) das mesas NÃO VIP foi de MOP$38.8 biliões de patacas ficando 12.0% abaixo do obtido em 2014. A percentagem bruta do «win» nas mesas NÃO VIP foi de 19.5% quando em 2014 havia sido de 21.5%.

No ano de 2015 operámos, em média, 708 máquinas de jogo, em lugar das 679 operadas durante o ano de 2014. O «handle»(6) das máquinas de jogo foi de MOP$31.6 biliões de patacas, ou seja 26.9% abaixo do registado em 2014, enquanto que a percentagem de «win» foi de 4.78%, quando em 2014 foi de 4.86%. O «win» por máquina por dia foi de MOP$5.851 patacas correspondendo a uma diminuição de 31.0% relativamente do registado em 2014.

O Hotel Wynn Macau gerou uma taxa média diária (ADR) de MOP$2.578 patacas comparado com as MOP$2.658 patacas do ano 2014. No ano de 2015 a taxa média de ocupação do hotel foi de 96.5%, comparado com 98.4% durante o ano 2014, gerando uma receita por quarto (REVPAR) de MOP$2.489 patacas em 2015 correspondente a uma diminuição de 4.9% relativa aos MOP$2.616 verificados no ano de 2014.

Notas:

(1) «EBITDA» é a receita antes de deduzidos custos financeiros, impostos, depreciações, amortizações, custos de abertura, custos com o «Resort», reservas para opções sobre acções e outros rendimentos e despesas não operacionais.

(2) «turnover» fichas NN (não negociáveis) apostadas e perdidas nos programas VIP.

(3) «win» das mesas VIP é o valor total registado e retido como receita da zona VIP do casino.

(4) «win» das mesas Não VIP é o valor total depositado nas «drop boxes» registado e retido como receita da zona de massas do Casino.

(5) «drop» das mesas Não VIP é o valor em dinheiro depositado nas «drop box» das mesas e das fichas negociáveis compradas nas caixas.

(6) «handle» das máquinas de jogo é o valor total apostado nas máquinas de jogo.

2. Balanço, Conta de Ganhos e Perdas relativos ao ano de 2015. Demonstração de resultados líquidos do exercício do período de 1 de Janeiro a 31 de Dezembro de 2015

 

(valores em MOP$000’s)

Proveitos Operacionais  
Receita Bruta do Casino 22,498,233
Outros Proveitos, deduzidas as Comissões (2,828,977)
Proveitos 19,669,256
Custos Operacionais e Despesas
Impostos sobre o jogo e prémios 8,961,963
Outros custos 7,466,988
16,428,951
Resultados Operacionais 3,240,305
Despesas não operacionais (91,442)
Benefício fiscais sobre rendimento 8,845
Resultados líquidos do exercício 3,157,708
(valores em MOP$000’s)
Activo
Imobilizado 34,852,291
Circulante (ou corrente) 3,901,569
Total do activo 38,753,860
Capitais Próprios e Passivo
Passivo de longo prazo 22,526,053
Passivo de curto prazo 8,954,582
31,480,635
Capitais próprios 7,273,225
Total de Capitais Próprios e Passivo 38,753,860

3. Parecer do Fiscal Único

O Conselho de Administração da Wynn Resorts (Macau) S.A. submeteu a parecer o Balanço, as Contas, o Relatório Anual do Conselho de Administração e o Relatório dos Auditores Externos da sociedade.

Durante o ano de 2015 o Fiscal Único monitorizou as actividades da sociedade e todos os esclarecimentos, quando pedidos, foram prestados pelos gestores e administradores da sociedade.

Analisei os documentos financeiros relativos ao ano de 2015 e constato que os documentos reflectem de forma adequada a situação das contas da sociedade e traduzem correctamente a situação financeira da sociedade.

O Relatório Anual do Conselho de Administração sumaria de maneira clara as actividades da sociedade durante o ano de 2015 e o Relatório dos Auditores Externos declara que os documentos financeiros da sociedade apresentam de forma verdadeira e apropriada, a situação financeira da sociedade em 31 de Dezembro de 2015.

Assim, o Fiscal Único dá parecer favorável aos senhores accionistas para que aprovem:

• Os documentos financeiros da sociedade relativos ao período que finda em 31 de Dezembro de 2015;

• O Relatório Anual do Conselho de Administração e

• O Relatório dos Auditores Externos.

Para a melhor compreensão da situação financeira da Sociedade e das subsidiárias, os documentos financeiros da Sociedade devem ser lidos em conjunto com o relatório dos auditores externos.

Macau, 29 de Fevereiro de 2016.

John William Crawford
Fiscal Único

4. Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações Financeiras Consolidadas Resumidas

Para os accionistas da Wynn Resorts (Macau), S.A.

(Sociedade por acções de responsabilidade limitada, registada em Macau)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras consolidadas da Wynn Resorts (Macau) S.A. e das suas subsidiárias (o «Grupo»), relativas ao ano de 2015, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 29 de Fevereiro de 2016, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras consolidadas das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras consolidadas a que se acima se alude compreendem o balanço consolidados, à data de 31 de Dezembro de 2015, a demonstração consolidada do resultado e em outros resultados abrangentes, a demonstração de alterações no capital próprio consolidados e a demonstração de fluxos de caixa consolidados relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras consolidadas resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras consolidadas anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras consolidadas resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras consolidadas auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira da Grupo e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras consolidadas resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras consolidadas das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Bao, King To
Auditor de Contas
Ernst & Young
— Auditores

Macau, aos 29 de Fevereiro de 2016.

5. Lista dos accionistas, detentores de participação de valor igual ou superior a 5% do capital social

Wynn Resorts (Macau), Limited — Titular de 51% do capital social realizado

Wynn Resorts International, Limited — Titular de 39% do capital social realizado

Chen Chih-Ling Linda — Titular de 10% do capital social realizado

6. Nome dos titulares dos órgãos sociais

Conselho de Administração

Stephen Alan Wynn — Presidente do Conselho de Administração

Chen Chih-Ling Linda — Administrador Delegado

Matthew O Maddox — Administrador

Assembleia Geral

Cynthia Mitchum — Presidente

Fiscal Único

John William Crawford

Secretário

Alexandre Correia da Silva

Macau, aos 27 de Abril de 2016.


BANCO NACIONAL ULTRAMARINO, S.A.

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2015

MOP

MOP

MOP

Demonstração de resultados do exercício de 2015

Conta de exploração

MOP

Conta de lucros e perdas

MOP

A Responsável pela Contabilidade, O Presidente da Comissão Executiva,
Maria Clara Fong Pedro Manuel de Oliveira Cardoso

Síntese do relatório de actividade do Banco Nacional Ultramarino, S.A.

O Banco Nacional Ultramarino, S.A. representa o grupo CGD em Macau, continuando a desenvolver a sua actividade de banca comercial e simultaneamente a ser um dos bancos com responsabilidade pela emissão de moeda em Macau, num contexto em que a circulação monetária tem vindo a aumentar continuadamente.

Em 2015 registou-se uma contração acentuada do PIB de Macau, fundamentalmente resultado da diminuição das receitas do jogo, consequência, em parte, das políticas anti corrupção postas em prática na República Popular da China e à desaceleração do crescimento da economia Chinesa, que indiretamente tem afectado Macau, já que o Território é um importante centro internacional de turismo e lazer.

Saliente-se no entanto, que alguns sectores têm vindo a ganhar importância, como por exemplo feiras, exposições e comércio de retalho, mas estes estão muito dependentes do exterior, designadamente do número de turistas que visitam a cidade que, na sua maioria, são provenientes da China Continental.

Sendo os sectores do jogo e turismo, bem como as actividades conexas, o motor principal da economia de Macau, registou-se uma forte correcção do mercado, com a receita bruta do jogo a decrescer 34,3 por cento em 2015, incidindo sobretudo no segmento VIP, e o número total de visitantes chegados ao Território em 2015, decrescido 2,6 por cento. Reflectindo a correcção dos sectores do turismo e jogo, em 2015, o Índice de Preços Turisticos (IPT) médio decresceu 0,9 por cento face a 2014.

A taxa de desemprego média em 2015 ascendeu a 1,8 por cento, ligeiramente superior ao nível registado em 2014, que foi de 1,7 por cento, permitindo que o mercado de trabalho continue praticamente numa situação de pleno emprego, o que implica uma pressão em termos de aumento de salários e maiores dificuldades por parte das empresas em obter recursos humanos e manter uma estabilidade de permanência dos mesmos. Em simultâneo, a taxa de inflação em Dezembro 2015 atingiu 4,6 por cento, reflectindo sobretudo as pressões de preços ao nível das rendas e no sector da restauração.

Neste contexto da economia local, o sector da banca em Macau continuou a ter um desempenho estável. No entanto, embora os negócios bancários continuem a ser mais competitivos, por força de diversos bancos que procuram conquistar quota de mercado, tem-se verificado uma quebra na rentabilidade das operações e taxas praticadas no mercado local.

Ainda que o clima económico que a Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) tem vindo a atravessar seja desfavorável e pese embora a já referida intensificação da concorrência no sector bancário, com o consequente impacto nas margens, na captação de depósitos e na concessão de crédito a particulares, o BNU continuou a apresentar um bom desempenho ao nível do crescimento do seu volume de negócio.

No ano de 2015, em termos de evolução do negócio do BNU, destacou-se o crescimento em 21,6 por cento, quer do crédito, quer dos recursos de clientes, pelo que o rácio de transformação se manteve nos 53,1 por cento em 2015, valor semelhante ao verificado no ano anterior.

O número médio de produtos por cliente aumentou para 3.28 em 2015, quando em 2014 era de 3.20, registando-se um incremento dos proveitos decorrentes da venda de produtos de seguros em 28,9 por cento.

A margem financeira do BNU teve um bom desempenho em 2015, registando um aumento de 22,5 por cento em termos anuais, por força da subida do volume de negócio.

Fruto do incremento da fidelização dos clientes e do aumento da venda cruzada de produtos e não obstante o forte impacto negativo resultante da contracção dos sectores do turismo e jogo, os proveitos líquidos de comissões registaram um incremento de 3,6 por cento.

Os custos com pessoal na globalidade, registaram um aumento de 7 por cento em relação ao ano anterior, enquanto que os custos administrativos tiveram um decréscimo de 3,6 por cento, fruto da forte contenção efectuada na área de procurement, apesar das pressões inflaccionistas existentes no Território.

O Cash flow registou um incremento de 13 por cento como consequência do aumento da margem financeira e das comissões líquidas.

Quanto ao custo com amortizações do exercício, verificou-se uma subida de 10 por cento, por força da revalorização de imóveis do Banco, aquisição de equipamento e remodelação de agências.

Relativamente às provisões líquidas, registou-se um decréscimo de 1,5 por cento, em 2015, principalmente como consequência do menor crescimento do crédito face ao registado em 2014.

Assim, neste contexto, o Resultado Líquido do Banco atingiu 510,3 milhões de Patacas, traduzindo-se num aumento de 15,1 por cento em relação ao ano anterior.

Com o objectivo de aproveitar plenamente as oportunidades decorrentes do desenvolvimento económico da RAEM, o BNU continuou a desenvolver novos produtos e serviços e a apostar na inovação, o que terá um impacto muito significativo no desenvolvimento da actividade do Banco nos próximos anos.

O Banco Nacional Ultramarino, S.A. expressa os seus sinceros agradecimentos a todos os clientes pela confiança depositada, a todos os colaboradores pelo trabalho realizado e toda a sua dedicação e ao nosso accionista, a Caixa Geral de Depósitos, pelo apoio e confiança demonstrados.

O Banco Nacional Ultramarino, S.A. agradece ás Autoridades de Macau, e em particular à Autoridade Monetária de Macau, todo o apoio e colaboração prestados.

Macau, 25 de Fevereiro de 2016

Pedro Manuel de Oliveira Cardoso
Presidente da Comissão Executiva

Parecer do Fiscal Único do Banco Nacional Ultramarino, S.A.

Senhores Accionistas:

O Conselho de Administração do Banco Nacional Ultramarino, S.A., submeteu ao Fiscal Único, nos termos e para efeitos da alínea e) do Artº. 32 dos Estatutos, para emissão de parecer, o Balanço, as Contas e o Relatório Anual respeitantes ao exercício de 2015. Complementarmente foi também enviado o Relatório dos Auditores Externos “Deloitte Touche Tohmatsu”, sobre as contas do Banco Nacional Ultramarino, S.A., relativas àquele mesmo exercício.

O Fiscal Único acompanhou, ao longo do ano, a actividade do Banco, tendo mantido contacto regular com a Administração e dela recebido sempre e em tempo a adequada colaboração e esclarecimentos.

Analisados os documentos remetidos para parecer, constata-se que os mesmos são suficientemente claros, reflectindo a situação patrimonial e económica-financeira do Banco.

O Relatório do Conselho de Administração traduz de forma clara o desenvolvimento das actividades do Banco no decurso do exercício em apreciação.

O Relatório dos Auditores Externos, tido em devida conta pelo Fiscal Único, refere que os documentos de prestação de contas apresentados evidenciam de forma verdadeira e apropriada a situação financeira do Balanço em 31 de Dezembro de 2015, bem como os resultados das operações referentes ao exercício findo naquela data, com observância dos princípios contabilisticos da actividade Bancária.

Face ao exposto, o Fiscal Único decidiu dar parecer favorável à aprovação do :

1. Balanço e Demonstração de Resultados;

2. Relatório Anual do Conselho de Administração.

Macau, 26 de Fevereiro de 2016.

O Fiscal Único
Chui Sai Cheong
(崔世昌)

Síntese do parecer dos auditores externos

Para os accionistas do Banco Nacional Ultramarino, S.A.

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras do Banco Nacional Ultramarino, S.A. relativas ao ano de 2015, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 25 de Fevereiro de 2016, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2015, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira do Banco Nacional Ultramarino, S.A. e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Kwok Sze Man
Auditor de Contas
Deloitte Touche Tohmatsu
— Sociedade de Auditores

Macau, aos 25 de Fevereiro de 2016

Banco Nacional Ultramarino, S.A.

Instituições em que detém participação superior a 5% do respectivo capital ou superior a 5% dos seus fundos próprios:

Nada consta

Lista dos accionistas qualificados

Caixa Geral de Depósitos, S.A.

99,425%

Órgãos Sociais

Mesa da Assembleia Geral
Presidente : Joaquim Jorge Perestrelo Neto Valente
Vice-presidente : Liu Chak Wan
Secretário : Maria de Lurdes Nunes Mendes da Costa
Conselho de Administração
Presidente : Caixa Geral de Depósitos, S.A.,
  representada por Nuno Maria Pinto de Magalhães Fernandes Thomaz
Vice-presidente : Pedro Manuel de Oliveira Cardoso
Administradores : Kan Cheok Kuan
  Leandro Rodrigues da Graça Silva
  Alberto Manuel Sarmento Azevedo Soares
  Armando Mata dos Santos
Tse See Fan Paul
Comissão Executiva
Presidente : Pedro Manuel de Oliveira Cardoso
Membros : Kan Cheok Kuan
  Leandro Rodrigues da Graça Silva
Fiscal Único: Chui Sai Cheong

    

Versão PDF optimizada para Adobe Reader 7.0 ou superior.
Get Adobe Reader