< ] ^ ] 

    

[ Página Anterior ][ Versão Chinesa ]


REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU

GABINETE DO CHEFE DO EXECUTIVO

Diploma:

Despacho do Chefe do Executivo n.º 119/2007

BO N.º:

19/2007

Publicado em:

2007.5.7

Página:

994

  • Emite e põe em circulação uma emissão extraordinária de selos designada «Lojas Tradicionais Chinesas II».

Versão Chinesa

Diplomas
relacionados
:
  • Decreto-Lei n.º 88/99/M - Estabelece os princípios gerais a observar na prestação dos serviços postais e na instalação e utilização de infra-estruturas de correio.
  • Categorias
    relacionadas
    :
  • FILATELIA - DIRECÇÃO DOS SERVIÇOS DE CORREIOS E TELECOMUNICAÇÕES -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Chefe do Executivo n.º 119/2007

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 50.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau e nos termos do n.º 2 do artigo 19.º do Decreto-Lei n.º 88/99/M, de 29 de Novembro, o Chefe do Executivo manda:

    1. Considerando o proposto pela Direcção dos Serviços de Correios, é emitida e posta em circulação, a partir do dia 8 de Maio de 2007, cumulativamente com as que estão em vigor, uma emissão extraordinária de selos designada «Lojas Tradicionais Chinesas II», nas taxas e quantidades seguintes:

    1,50 patacas 200 000
    1,50 patacas 200 000
    2,50 patacas 200 000
    3,50 patacas 200 000
    Bloco com selo de 10,00 patacas 200 000

    2. Os selos são impressos em 50 000 folhas miniatura, das quais 12 500 serão mantidas completas para fins filatélicos.

    3. O presente despacho entra em vigor no dia da sua publicação.

    27 de Abril de 2007.

    O Chefe do Executivo, Ho Hau Wah.

    Diploma:

    Despacho do Chefe do Executivo n.º 120/2007

    BO N.º:

    19/2007

    Publicado em:

    2007.5.7

    Página:

    995

    • Aprova o 1.º orçamento suplementar do Conselho do Ambiente, relativo ao ano económico de 2007.

    Versão Chinesa

    Categorias
    relacionadas
    :
  • DIRECÇÃO DOS SERVIÇOS DE PROTECÇÃO AMBIENTAL -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Chefe do Executivo n.º 120/2007

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 50.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau e nos termos dos artigos 40.º e 41.º do Regulamento Administrativo n.º 6/2006, o Chefe do Executivo manda:

    É aprovado o 1.º orçamento suplementar do Conselho do Ambiente, relativo ao ano económico de 2007, no montante de $ 2 290 924,40 (dois milhões, duzentas e noventa mil, novecentas e vinte e quatro patacas e quarenta avos), o qual faz parte integrante do presente despacho.

    27 de Abril de 2007.

    O Chefe do Executivo, Ho Hau Wah.

    ———

    1.º orçamento suplementar do Conselho do Ambiente para o ano económico de 2007

    Unidade: MOP

    Classificação económica Designação Montante
     

    Receitas

     
      Receitas de capital  
    13-00-00-00 Outras receitas de capital  
    13-01-00-00 Saldos de anos económicos anteriores 2,290,924.40
      Total das receitas 2,290,924.40
     

    Despesas

     
      Despesas correntes  
    05-00-00-00-00 Outras despesas correntes  
    05-04-00-00-00 Diversas  
    05-04-00-00-90 Dotação provisional 2,290,924.40
      Total das despesas 2,290,924.40

    Comissão Executiva do Conselho do Ambiente, aos 15 de Março de 2007. — A Presidente, substituta, Vong Man Hung. — O Vogal a tempo inteiro, substituto, Wong Sai Heng. — O Vogal a tempo parcial, Vasco Barroso Silvério Marques.

    Diploma:

    Despacho do Chefe do Executivo n.º 121/2007

    BO N.º:

    19/2007

    Publicado em:

    2007.5.7

    Página:

    996

    • Aprova o 1.º orçamento suplementar do Fundo do Estabelecimento Prisional de Macau, relativo ao ano económico de 2007.

    Versão Chinesa

    Categorias
    relacionadas
    :
  • FUNDO CORRECCIONAL -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Chefe do Executivo n.º 121/2007

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 50.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau e nos termos dos artigos 40.º e 41.º do Regulamento Administrativo n.º 6/2006, o Chefe do Executivo manda:

    É aprovado o 1.º orçamento suplementar do Fundo do Estabelecimento Prisional de Macau, relativo ao ano económico de 2007, no montante de $ 455 206,56 (quatrocentas e cinquenta e cinco mil, duzentas e seis patacas e cinquenta e seis avos), o qual faz parte integrante do presente despacho.

    27 de Abril de 2007.

    O Chefe do Executivo, Ho Hau Wah.

    ———

    1.º orçamento suplementar do Fundo do Estabelecimento Prisional de Macau para o ano económico de 2007

    Unidade: MOP

    Classificação económica Designação Montante
     

    Receitas

     
      Receitas de capital  
    13-00-00-00 Outras receitas de capital  
    13-01-00-00 Saldos de anos económicos anteriores 455,206.56
      Total das receitas 455,206.56
     

    Despesas

     
      Despesas correntes  
    05-00-00-00-00 Outras despesas correntes  
    05-04-00-00-00 Diversas  
    05-04-00-00-90 Dotação provisional 455,206.56
      Total das despesas 455,206.56

    Fundo do Estabelecimento Prisional de Macau, aos 19 de Março de 2007. — O Conselho Administrativo do FEPM. — O Presidente, Lee Kam Cheong. — Os Vogais, Manuel João Vasques Ferreira da Costa — Wong Mio Leng.

    Diploma:

    Despacho do Chefe do Executivo n.º 122/2007

    BO N.º:

    19/2007

    Publicado em:

    2007.5.7

    Página:

    997

    • Aprova o 1.º orçamento suplementar da Obra Social da Polícia de Segurança Pública, relativo ao ano económico de 2007.

    Versão Chinesa

    Categorias
    relacionadas
    :
  • OBRA SOCIAL DA POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Chefe do Executivo n.º 122/2007

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 50.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau e nos termos dos artigos 40.º e 41.º do Regulamento Administrativo n.º 6/2006, o Chefe do Executivo manda:

    É aprovado o 1.º orçamento suplementar da Obra Social da Polícia de Segurança Pública, relativo ao ano económico de 2007, no montante de $ 2 437 358,95 (dois milhões, quatrocentas e trinta e sete mil, trezentas e cinquenta e oito patacas e noventa e cinco avos), o qual faz parte integrante do presente despacho.

    27 de Abril de 2007.

    O Chefe do Executivo, Ho Hau Wah.

    ———

    1.º orçamento suplementar da Obra Social da Polícia de Segurança Pública para o ano económico de 2007

    Unidade: MOP

    Classificação económica Designação Montante
     

    Receitas

     
      Receitas de capital  
    13-00-00-00 Outras receitas de capital  
    13-01-00-00 Saldos de anos económicos anteriores $ 2,437,358.95
      Total das receitas $ 2,437,358.95
     

    Despesas

     
      Despesas correntes  
    05-00-00-00-00 Outras despesas correntes  
    05-04-00-00-00 Diversas  
    05-04-00-00-90 Dotação provisional $ 2,437,358.95
      Total das despesas $ 2,437,358.95

    Obra Social da Polícia de Segurança Pública, aos 6 de Fevereiro de 2007. — O Conselho Administrativo. — O Presidente, Lei Siu Peng. — Os Restantes Membros, Ma Io Kun — Lei Man Kim — Custódio R. Maria Mourão — Tang Sai Kit.

    Diploma:

    Despacho do Chefe do Executivo n.º 123/2007

    BO N.º:

    19/2007

    Publicado em:

    2007.5.7

    Página:

    998

    • Aprova o 1.º orçamento suplementar do Fundo de Desenvolvimento Industrial e de Comercialização, relativo ao ano económico de 2007.

    Versão Chinesa

    Categorias
    relacionadas
    :
  • FUNDO DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL E DE COMERCIALIZAÇÃO -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Chefe do Executivo n.º 123/2007

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 50.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau e nos termos dos artigos 40.º e 41.º do Regulamento Administrativo n.º 6/2006, o Chefe do Executivo manda:

    É aprovado o 1.º orçamento suplementar do Fundo de Desenvolvimento Industrial e de Comercialização, relativo ao ano económico de 2007, no montante de $ 62 788 017,88 (sessenta e dois milhões, setecentas e oitenta e oito mil e dezassete patacas e oitenta e oito avos), o qual faz parte integrante do presente despacho.

    27 de Abril de 2007.

    O Chefe do Executivo, Ho Hau Wah.

    ———

    1.º orçamento suplementar do Fundo de Desenvolvimento Industrial e de Comercialização para o ano económico de 2007

    Unidade: MOP

    Classificação económica Designação Montante
     

    Receitas

     
      Receitas de capital  
    13-00-00-00 Outras receitas de capital  
    13-01-00-00 Saldos de anos económicos anteriores 62,788,017.88
     

    Total das receitas

    62,788,017.88
     

    Despesas

     
      Despesas correntes  
    05-00-00-00-00 Outras despesas correntes  
    05-04-00-00-00 Diversas  
    05-04-00-00-90 Dotação provisional 62,788,017.88
      Total das despesas 62,788,017.88

    Fundo de Desenvolvimento Industrial e de Comercialização, aos 22 de Março de 2007. — O Conselho Administrativo. — O Presidente, substituto, Sou Tim Peng. — Os Vogais, Ieong Pou Yee — Vong Cheng Kam — Chan Weng I — Jacques, Sylvia Isabel.

    Diploma:

    Despacho do Chefe do Executivo n.º 124/2007

    BO N.º:

    19/2007

    Publicado em:

    2007.5.7

    Página:

    999

    • Aprova o 1.º orçamento suplementar da Obra Social da Capitania dos Portos, relativo ao ano económico de 2007.

    Versão Chinesa

    Categorias
    relacionadas
    :
  • OBRA SOCIAL DA DIRECÇÃO DOS SERVIÇOS DE ASSUNTOS MARÍTIMOS E DE ÁGUA -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Chefe do Executivo n.º 124/2007

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 50.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau e nos termos dos artigos 40.º e 41.º do Regulamento Administrativo n.º 6/2006, o Chefe do Executivo manda:

    É aprovado o 1.º orçamento suplementar da Obra Social da Capitania dos Portos, relativo ao ano económico de 2007, no montante de $ 168 157,33 (cento e sessenta e oito mil, cento e cinquenta e sete patacas e trinta e três avos), o qual faz parte integrante do presente despacho.

    27 de Abril de 2007.

    O Chefe do Executivo, Ho Hau Wah.

    ———

    1.º orçamento suplementar da Obra Social da Capitania dos Portos para o ano económico de 2007

    Unidade: MOP

    Classificação económica Designação Montante
     

    Receitas

     
      Receitas de capital  
    13-00-00-00 Outras receitas de capital  
    13-01-00-00 Saldos de anos económicos anteriores 168,157.33
      Total das receitas 168,157.33
     

    Despesas

     
      Despesas correntes  
    05-00-00-00-00 Outras despesas correntes  
    05-04-00-00-00 Diversas  
    05-04-00-00-90 Dotação provisional 168,157.33
      Total das despesas 168,157.33

    Obra Social da Capitania dos Portos, aos 5 de Março de 2007. — O Conselho Administrativo. — A Presidente, Wong Soi Man, directora da Capitania dos Portos. — O Vice-Presidente, Vong Kam Fai, subdirector da Capitania dos Portos. — O Secretário, Tang Ieng Chun, chefe do D.A.F. da C.P. — A Vogal, Maria Helena Azevedo Correia de Paiva, adjunto-técnico especialista da D.S.F.

    Diploma:

    Despacho do Chefe do Executivo n.º 125/2007

    BO N.º:

    19/2007

    Publicado em:

    2007.5.7

    Página:

    1000-1001

    • Designa a constituição dos órgãos da Delegação Económica e Comercial de Macau, em Lisboa.

    Versão Chinesa

    Diplomas
    relacionados
    :
  • Regulamento Administrativo n.º 37/2000 - Altera a designação e a orgânica da Missão de Macau em Lisboa. — Revogações.
  • Despacho do Chefe do Executivo n.º 160/2007 - Delega competências no chefe da Delegação Económica e Comercial de Macau, em Lisboa.
  • Categorias
    relacionadas
    :
  • DELEGAÇÃO ECONÓMICA E COMERCIAL DE MACAU, EM LISBOA -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Chefe do Executivo n.º 125/2007

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 50.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau e nos termos do artigo 6.º do Regulamento Administrativo n.º 37/2000, o Chefe do Executivo manda:

    1. A Delegação Económica e Comercial de Macau, em Lisboa, adiante designada por Delegação, é constituída pelos seguintes órgãos:

    1) O Chefe da Delegação, coadjuvado por um adjunto;

    2) O Conselho Administrativo.

    2. O chefe da Delegação é nomeado por despacho do Chefe do Executivo, em regime de comissão de serviço, sendo equiparado ao cargo de Director, coluna 2 do Mapa 1 anexo ao Decreto-Lei n.º 85/89/M, de 21 de Dezembro, competindo-lhe:

    1) Representar a Delegação e os interesses da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM);

    2) Apoiar o Chefe do Executivo nas tarefas de relacionamento e cooperação económica e comercial da RAEM com Portugal;

    3) Dirigir a Delegação e gerir o pessoal e coordenar a acção dos consultores;

    4) Submeter a apreciação superior, dentro dos prazos legalmente fixados, o plano de actividades, a proposta orçamental e as contas anuais e de gerência da Delegação, sem prejuízo das competências do Conselho Administrativo nessa matéria;

    5) Presidir ao Conselho Administrativo;

    6) Estabelecer as normas e instruções de funcionamento internos, com vista à rigorosa prossecução das atribuições da Delegação;

    7) Conferir posse a indivíduos nomeados para desempenhar funções na Administração Pública da RAEM, por ingresso, acesso, promoção ou comissão de serviço, que por qualquer motivo se encontrem em Portugal e estejam, justificadamente, impedidos de se deslocarem a Macau;

    8) Exercer as demais competências que por lei lhe sejam cometidas, bem como as que nele forem delegadas.

    3. O adjunto do chefe da Delegação é nomeado por despacho do Chefe do Executivo, ouvido o chefe da Delegação, competindo-lhe:

    1) Coadjuvar o chefe da Delegação;

    2) Substituir o chefe da Delegação nas suas faltas e impedimentos;

    3) Exercer as demais competências que lhe sejam delegadas ou subdelegadas pelo chefe da Delegação;

    4. O adjunto do chefe da Delegação é substituído nas suas faltas e impedimentos por quem o chefe da Delegação designar para o efeito.

    5. O Conselho Administrativo é o órgão de gestão financeira da Delegação, tendo a seguinte composição:

    1) O chefe da Delegação, que preside;

    2) O adjunto do chefe da Delegação ou o seu substituto;

    3) O trabalhador da Delegação encarregue do apoio técnico e coordenação da actividade de gestão administrativa e financeira da Delegação, o qual é substituído nas suas faltas e impedimentos por trabalhador designado pelo chefe da Delegação.

    6. Ao Conselho Administrativo compete:

    1) Preparar e elaborar o plano de actividades e a proposta de orçamento da Delegação;

    2) Acompanhar a execução do orçamento, após a sua aprovação;

    3) Verificar a legalidade das despesas e autorizar o respectivo pagamento;

    4) Organizar a contabilidade e fiscalizar a sua escrituração;

    5) Preparar e elaborar as contas anuais e de gerência da Delegação e demais documentos obrigatórios de prestação de contas, a prestar às autoridades competentes da RAEM;

    6) Determinar e aprovar, nos termos legais, os fundos necessários ao funcionamento interno da Delegação e designar os responsáveis pela sua gestão.

    7. O Conselho Administrativo reúne mensalmente em sessão ordinária e, extraordinariamente, por iniciativa do seu presidente.

    8. De cada reunião é lavrada acta, assinada pelo presidente e pelos demais membros.

    9. O Conselho pode deliberar quando estejam presentes apenas dois dos seus membros, ou os seus substitutos, sendo que, em caso de empate, o presidente tem voto de qualidade.

    10. O pessoal vinculado à Administração Pública, entidades autónomas e empresas públicas da RAEM, recrutado para exercer funções na Delegação é designado pelo Chefe do Executivo sob proposta do chefe da Delegação.

    11. O recrutamento do restante pessoal é autorizado pelo Chefe do Executivo, sendo os contratos outorgados pelo chefe da Delegação.

    12. São revogados os seguintes despachos:

    1) Despacho do Chefe do Executivo n.º 224/2000;

    2) Despacho do Chefe do Executivo n.º 205/2001.

    13. O presente despacho produz efeitos desde 24 de Abril de 2007.

    27 de Abril de 2007.

    O Chefe do Executivo, Ho Hau Wah.

    Diploma:

    Despacho do Chefe do Executivo n.º 126/2007

    BO N.º:

    19/2007

    Publicado em:

    2007.5.7

    Página:

    1002-1003

    • Designa a constituição dos órgãos da Delegação Económica e Comercial de Macau, junto da União Europeia.

    Versão Chinesa

    Diplomas
    revogados
    :
  • Despacho do Chefe do Executivo n.º 248/2001 - Designa a constituição dos órgãos da Comissão Económica e Comercial de Macau, junto da União Europeia.
  • Diplomas
    relacionados
    :
  • Regulamento Administrativo n.º 9/2007 - Define a orgânica da Delegação Económica e Comercial de Macau, junto da União Europeia.
  • Despacho do Chefe do Executivo n.º 161/2007 - Delega competências no chefe da Delegação Económica e Comercial de Macau, junto da União Europeia, em Bruxelas.
  • Categorias
    relacionadas
    :
  • DELEGAÇÃO ECONÓMICA E COMERCIAL DE MACAU, JUNTO DA UE -
  • Notas em LegisMac

    Versão original em formato PDF

    Despacho do Chefe do Executivo n.º 126/2007

    Usando da faculdade conferida pelo artigo 50.º da Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau e nos termos do artigo 4.º do Regulamento Administrativo n.º 9/2007, o Chefe do Executivo manda:

    1. A Delegação Económica e Comercial de Macau, junto da União Europeia, em Bruxelas, adiante designada por Delegação, é constituída pelos seguintes órgãos:

    1) O Chefe da Delegação;

    2) O Conselho Administrativo.

    2. O chefe da Delegação é nomeado por despacho do Chefe do Executivo, em regime de comissão de serviço, competindo-lhe:

    1) Representar a Delegação e os interesses da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM);

    2) Apoiar o Chefe do Executivo nas tarefas de relacionamento e cooperação económica e comercial da RAEM com a União Europeia;

    3) Dirigir a Delegação e gerir o pessoal;

    4) Submeter a apreciação superior, dentro dos prazos legalmente fixados, o plano de actividades, a proposta orçamental, e as contas anuais e de gerência da Delegação, sem prejuízo das competências do Conselho Administrativo nessa matéria;

    5) Presidir ao Conselho Administrativo;

    6) Estabelecer as normas e instruções de funcionamento internos, com vista à rigorosa prossecução das atribuições da Delegação;

    7) Conferir posse a indivíduos nomeados para desempenhar funções na Administração Pública da RAEM, por ingresso, acesso, promoção ou comissão de serviço, que por qualquer motivo se encontrem no espaço da União Europeia e estejam, justificadamente, impedidos de se deslocarem a Macau;

    8) Exercer as demais competências que por lei lhe sejam cometidas, bem como as que nele forem delegadas.

    3. O Conselho Administrativo é o órgão de gestão financeira da Delegação, tendo a seguinte composição:

    1) O chefe da Delegação, que preside;

    2) Dois vogais, sendo um deles o trabalhador da Delegação encarregue do apoio técnico e coordenação da actividade de gestão administrativa e financeira, e o outro, um elemento a designar pelo chefe da Delegação, os quais são substituídos, nas suas faltas ou impedimentos, por trabalhadores a designar pelo chefe da Delegação.

    4. Ao Conselho Administrativo compete:

    1) Preparar e elaborar o plano de actividades e a proposta de orçamento da Delegação;

    2) Acompanhar a execução do orçamento, após a sua aprovação;

    3) Verificar a legalidade das despesas e autorizar o respectivo pagamento;

    4) Organizar a contabilidade e fiscalizar a sua escrituração;

    5) Preparar e elaborar as contas anuais e de gerência da Delegação e demais documentos obrigatórios de prestação de contas, a prestar às autoridades competentes da RAEM;

    6) Determinar e aprovar, nos termos legais, os fundos necessários ao funcionamento interno da Delegação e designar os responsáveis pela sua gestão.

    5. O Conselho Administrativo reúne mensalmente em sessão ordinária e, extraordinariamente, por iniciativa do seu presidente.

    6. De cada reunião é lavrada acta, assinada pelo presidente e pelos demais membros.

    7. O Conselho pode deliberar quando estejam presentes apenas dois dos seus membros, ou os seus substitutos, sendo que, em caso de empate, o presidente tem voto de qualidade.

    8. O pessoal vinculado à Administração Pública, entidades autónomas e empresas públicas da RAEM, recrutado para exercer funções na Delegação é designado pelo Chefe do Executivo sob proposta do chefe da Delegação.

    9. O recrutamento do restante pessoal é autorizado pelo Chefe do Executivo, sendo os contratos outorgados pelo chefe da Delegação.

    10. É revogado o Despacho do Chefe do Executivo n.º 248/2001.

    11. O presente despacho produz efeitos desde 24 de Abril de 2007.

    27 de Abril de 2007.

    O Chefe do Executivo, Ho Hau Wah.


    [ Página Anterior ][ Versão Chinesa ]

       

     < ] ^ ] 

        

    Versão PDF optimizada para Adobe Reader 7.0 ou superior.
    Get Adobe Reader