Número 21
II
SÉRIE

Quarta-feira, 26 de Maio de 2021

REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU

      Anúncios notariais e outros

 第 一 公 證 署

證 明

澳門大灣區文化旅遊協會

為着公佈之目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零二一年五月十七日,存放於本署的社團及財團存檔文件內,檔案組2號091/2021。

澳門大灣區文化旅遊協會

章程

第一章

協會總則

第一條——本會中文名稱“澳門大灣區文化旅遊協會",中文簡稱“澳門灣區文旅會";葡文名稱Associação de Turismo Cultural da Grande Baía de Macau",葡文簡稱“ATCGBM";英文名稱“Macau Greater Bay Area Cultural Tourism Association”,英文簡稱“MGBACTA”。

第二條——協會性質和宗旨:本會為非牟利團體。宗旨為團結、組織和整合文化界、旅遊界的專業人士及從業人員,貫徹落實《粵港澳大灣區發展規劃綱要》和特區政府施政報告中建設文化交流合作基地的有關措施,積極參與澳門與大灣區的文化旅遊的探索和交流活動,推廣澳門文化,構建以澳門為中心的文化交流基地。

積極探討澳門與各灣區城市在文化層次的連結點,並創建澳門與灣區各城市文化上連接的數據庫,形成具有特色的大灣區文化旅遊資源,盡快融入國內旅遊大循環,為共建澳門為主體的大灣區文化旅遊交流活動,搭建平臺,謀划行程,配合政府有關部門,落實和開拓文化旅遊交流活動的細節,形成澳門社區、景點的“文化交流基地"專業流程,形成“文化澳門"的品牌。

第二章

協會組成和會址

第三條——成員組成:協會由榮譽會長、名譽會長、會長、副會長、理事長、副理事長、理事、會員、秘書長、副秘書長、秘書組成;另設協會監事長、副監長、監事。

第四條——會址及代表處:澳門友誼大馬路1023號南方大廈2樓AC座。

第三章

協會活動範圍

第五條——組織文化旅遊界專業人士,研討澳門與大灣區九個城市歷史上曾經交往史,組織澳門與大灣區九城市間對灣區文化交往史有興趣的人員,組織交流分享和研究討論,適時建立以澳門為中心的大灣區文化交流論壇,促進灣區旅遊,為更好地貫徹落實澳門基本法和“一國兩制",注入新的活力。

第六條——承接有關機構、自然人委托的大灣區文化旅遊調研及咨詢服務,組織和開展澳門與灣區各城市的文化互動活動,優先發展與灣區文化旅遊業的文化交流及合作,共同挖掘和弘揚大灣區的特色文化資源。

第七條——積極組織澳門與大灣區的文化藝術交流活動,包括攝影藝術、書畫藝術、戲劇表演、粵劇表演、筆會、展覽、與澳門相關的文化歷史研討交流會,開展醫療旅行、養生旅行、青少年的愛國愛澳以及國情國策考察旅行活動,推動澳門文化、中醫藥文化、愛國愛澳的情懷率先在大灣區深化合作,豐富“一國兩制"實踐內涵,成就以澳門多元文化为主體的灣區兼容并包的文化性格,並演化蛻變出灣區各自獨有的特色文化。

第八條——根據協會的發展和開展活動的要求,不定期的編輯出版文化旅遊刊物和相關資料,繁榮澳門與大灣區旅遊文化交流。

第九條——協調關係和糾紛,維護會員的合法權益,反映會員的意見要求,做好協會與政府、協會與會員和協會與大灣區的和諧關係。

第四章

有關入會程序

第十條——入會條件:

1. 擁護本協會的章程;

2. 有加入本社團的意願,可申請為本會會員。

第十一條——入會流程:

1. 本人認可會章並提出申請入會;

2. 經理事會討論通過;

3. 正式登記備案;

4. 由理事會發出本會會員證。

第十二條——會員享有下列權利:

1. 本社團的選舉權、被選舉權和表決權;

2. 參加本團體的所有活動和福利的權利。

第十三條——會員履行下列義務:

1. 執行本社團的決議,遵守會章;

2. 按規定交納會費。

第十四條——會員退會應書面通知本社團,并交回會員證。

第十五條——會員如有嚴重違反本章程的行為,經理事會表決通過,予以除名。

第五章

組織機關

第十六條——本社團的最高權力機關是會員大會,其職能是:

1. 制定和修改章程;決定會務方針,審查和批准理事會工作報告。

2. 選舉和罷免理事、監事、會長、副會長、理事長、副理事長、監事長、副監事長、秘書長、副秘書長等相關職位;每屆任期為三年,可連選連任。

3. 會員大會每年舉行一次,並提前八天透過掛號信或簽收方式召集,通知書內註明會議日期、時間、地點和議程,如遇重大或特別事項召開特別會員大會。

第十七條——會員大會須有三分之二以上的會員出席方能召開,其決議須經出席會員四分之三表決通過方能生效,本會選舉實行無記名投票方式。

第十八條——修改本會章程之決議,須獲出席會員四分之三的贊同票,解散本會的決議,也須獲全體會員的四分之三人的贊同票。

第十九條——理事會是本會的執行機關,在閉會期間領導本社團開展日常工作,對會員大會負責。

第二十條——理事會的職權,執行會員大會的決議和日常具體會務。

第二十一條——理事會設理事長一名、副理事長二名、理事若干名,理事會議須有三分之二以上理事成員出席方能召開,其決議須經到會理事成員三分之二以上表決通過方能生效。

第二十二條——理事會每年至少召開二次會議。

第二十三條——本會設立監事會,其成員為三人;監事在會員中產生或更換,協會理事成員不得兼任監事。

第二十四條——監事會行使下列職權:

1. 檢查本社團的財務;

2. 對本社團理事會及負責人違反法律、法規或章程的行為進行監督;

3. 當本社團理事會、理事(會)長及社團其他負責人行為損害本協會的利益時,要求其予以糾正;

4. 監事須列席會員大會、理事會和協會重要行政會議。

第二十五條——監事會設監事長一人、副監事長二人、監事若干名,監事會決議須經全體監事過半數表決通過,方為有效。

第六章

資產管理、使用原則

第二十六條——本社團經費來源,會員會費、捐贈、政府資助等其他合法收入。

第二十七條——本社團建立嚴格的財務管理制度,保證會計資料合法、真實、準確、完整。

第七章

終止程序及終止後的財產處理

第二十八條——本社團完成宗旨或自行解散或由於分立、合并等原因需要注銷的,由理事會提出終止動議,也須獲全體會員的四分之三人的贊同票。

第二十九條——本社團終止前,須成立清算組織,清理債權債務,處理善後事宜,清算期間,不開展清算之外的活動。

第三十條——本社團經政府社團登記管理部門辦理注銷手續後即為終止。

第八章

附則

第三十一條——本章程的解釋權屬會員大會。

二零二一年五月十七日於第一公證署

公證員 李宗興


第 一 公 證 署

證 明

中國澳門橫琴文化體育交流促進會

為着公佈之目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零二一年五月十七日,存放於本署的社團及財團存檔文件內,檔案組2號092/2021。

中國澳門橫琴文化體育交流促進會

章程

第一章

總則

第一條

名稱

本會中文名稱為“中國澳門橫琴文化體育交流促進會”,葡文名稱為“Associação de Promoção Intercâmbio de Cultura e Desporto de Hengqin e Macau,China",英文名稱為“China Macao Hengqin Culture and Sport Exchange Promotion Association”。

第二條

宗旨

本會為非牟利團體。宗旨為致力推動澳門及橫琴兩地文化教育暨體育事業的溝通與交流,加深相互認識,並全力推動大眾體育,促進澳門及橫琴兩地文化體育的交流,提升兩地文化體育水平。

第三條

會址

本會會址設於澳門河邊新街231A錦明大厦地下A鋪。

第二章

會員

第四條

會員資格

凡贊成本會宗旨及認同本會章程的世界各地華人及中國籍人士,均可申請為本會會員。經本會理事會批准後,便可成為會員。

第五條

會員權利及義務

(一)會員有選舉權及被選舉權,享有本會舉辦一切活動和福利的權利。

(二)會員有遵守會章和決議,以及繳交會費的義務。

第三章

組織機關

第六條

機關

本會組織機關包括會員大會、理事會、監事會。

第七條

會員大會

(一)本會最高權力機關為會員大會,負責制定或修改會章;選舉會員大會主席、副主席、秘書長和理事會、監事會成員;決定會務方針;審查和批准理事會工作報告。

(二)會員大會設主席、副主席及秘書長各一名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)會員大會每年舉行一次,至少提前八天透過掛號信或簽收之方式召集,通知書內須註明會議之日期、時間、地點和議程,如遇重大或特別事項得召開特別會員大會。

(四)修改本會章程之決議,須獲出席會員四分之三的贊同票;解散本會的決議,須獲全體會員四分之三的贊同票。

第八條

理事會

(一)本會執行機關為理事會,負責執行會員大會決議和日常具體會務。

(二)理事會由最少三名或以上單數成員組成,設理事長、副理事長各一名及理事若干名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)理事會議每三個月召開一次。會議在有過半數理事會成員出席時,方可議決事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第九條

監事會

(一)本會監察機關為監事會,負責監察理事會日常會務運作和財政收支。

(二)監事會由最少三名或以上單數成員組成,設監事長、副監事長各一名及監事若干名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)監事會議每三個月召開一次。會議在有過半數監事會成員出席時,方可議決事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第四章

經費

第十條

經費

本會經費源於會員會費及各界人士贊助,倘有不敷或特別需用款時,得由理事會決定籌募之。

二零二一年五月十七日於第一公證署

公證員 李宗興


第 一 公 證 署

證 明

澳門瑜伽專業協會

為着公佈之目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零二一年五月十七日,存放於本署的社團及財團存檔文件內,檔案組2號093/2021。

澳門瑜伽專業協會

章程

第一章

總則

第一條

(名稱)

中文名稱:澳門瑜伽專業協會。

英文名稱:Macao Yoga Professional Association。

第二條

(宗旨)

本會為非牟利團體。其宗旨是推廣瑜伽運動,舉辦有關瑜珈體育之活動,組織培訓或比賽,促進社會對瑜伽的認識,促進瑜伽國際交流和合作,提升澳門居民體質及澳門瑜伽水準。本會同時提供專業訓練服務,培養瑜伽教練,提供瑜伽教練的考核,以及相關證書頒發,加強瑜伽普及發展。

第三條

(會址)

本會會址設於澳門宋玉生廣場180號東南亞商業中心16樓M座。經會員大會批准,會址可遷至澳門其他地方。

第二章

會員

第四條

(入會資格)

凡贊成本會宗旨及認同本會章程者,均可申請為本會會員。經本會理事會批准後,便可成為會員。

第五條

(會員權利及義務)

1. 會員有選舉權和被選舉權,享有本會舉辦一切活動和福利的權利。

2. 會員有遵守會章和決議,以及繳交會費的義務。

3. 會員如有違反本會章程,損害本會名譽或利益者,得經理事會決議,予以警告或停權處分,其危害團體情節重大者,經理事會決議,得到三分之二以上的理事同意,理事長簽署確認,可飭令其退會。

第三章

組織機關

第六條

(機關)

本會的機關包括會員大會、理事會及監事會。

第七條

(會員大會)

1. 會員大會為本會最高決策權力機關,具有制定和修改會章,選舉及任免會長、理事會及監事會成員,決定本會性質及會務方針的權力。

2. 會員大會由全體會員組成,每年至少召開一次,大會之召集須最少提前八日以掛號信方式為之,或最少提前八日透過簽收方式而為之,召集書內應指出會議之日期、時間、地點及議程;決議時須經半數以上出席大會之會員的同意方有效。

3. 會員大會設會長一名,任期二年,可連選連任。

4. 修改章程的決議,須獲出席會員四分之三之贊同票。

5. 解散法人或延長法人存續期之決議,須獲全體會員四分之三之贊同票。

第八條

(理事會)

1. 理事會是本會的執行機關,負責執行會員大會通過的決議,並可根據大會制定的方針,以及理事會的決議,開展各項會務活動,接納新會員。

2. 理事會決策時,須經絶對多數之出席成員通過方為有效。

3. 理事會每屆任期為兩年,可連選連任,設理事長一名、副理事長及理事若干名,但理事會成員人數須為三人或以上,且為單數;理事會可按需要設立秘書處、若干部門和委員會。若任何理事在任期內退出理事會,則由會員大會進行補選,任期為該理事剩餘的任期。

4. 會長對外代表本會,對內領導和協調本會各項工作;副理事長協助理事長工作,理事分工負責會務工作。

第九條

(監事會)

1. 監事會是本會的監察機關,負責監察各會務工作,並向會員大會報告。

2. 監事會每屆任期為兩年,可連選連任,設監事長一名、副監事長以及監事若干名,但監事會成員人數須為三人或以上,且為單數。若任何監事在任期內退出監事會,則由會員大會進行補選,任期為該監事剩餘的任期。

第十條

(顧問)

理事會可按會務需要,邀請若干名社會知名人士擔任顧問。

第十一條

(經費)

本會經費源於會員會費或各界人士贊助,倘有不敷或特別需用款時,得由理事會決定籌募之。

第四章

附則

第十二條

本章程忽略之事宜概依澳門現行法律規範執行。

二零二一年五月十七日於第一公證署

公證員 李宗興


第 一 公 證 署

證 明

螢火體育會

為着公佈之目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零二一年五月十七日,存放於本署的社團及財團存檔文件內,檔案組2號096/2021。

螢火體育會

章程

第一條——本會中文名稱為“螢火體育會”,中文簡稱為“螢火”。

第二條——本會會址設於澳門青洲東街38號,青洲坊大厦第四座5樓B。

第三條——本會為非牟利團體,以促進球類運動發展,發揚友愛精神,增進友誼,以球會友。

第四條——凡愛好體育活動及認同本會章程者,均可成為會員。

第五條——本會會員有選舉權及被選權,可參加本會所舉辦的一切活動,以及享有本會一切福利之權利。

第六條——本會會員須繳交會費,遵守會章,執行領導機關決議,致力促進和發展本會會務及維護本會聲譽。

第七條——本會架構包括會員大會,理事會及監事會。

1. 會員大會為本會的最高權力機關,可通過及修改會章,選舉領導架構及決定各會務工作。決議時須經出席會員之絕對多數票的同意方為有效,但法律另有規定者除外;如屬修改會章之決議,則須獲出席大會四分之三之會員的贊同方為有效。如解散法人之決議,須獲全體社員四分之三之贊同票。會員大會設會長一名,副會長一名,秘書一名。

2. 理事會是本會之執行與活動負責之執行機關,負責草擬並執行每年活動計劃和預算案;訂定會費金額及繳費方式;訂定暫時停止會員資格。理事會設理事長一名,副理事長兩名,財政主任一名,理事兩名或以上,但其成員人數須為單數。理事長對外代表本會,對內領導和協調本會各項工作,副理事長有責任參加理事會之會議,以協助理事長,或理事長缺席時,在其職權範圍內,代處理工作。理事協助理事長工作。理事會決策時,須經半數以上出席成員通過方為有效。

3. 監事會是本會之行政監察及審查機關。每年或當監事長認為有需要時,與理事會舉行會議;當認為有需要時,審查本會之賬目,監督預算案之執行;審閱每年之財政報告及賬目,並編制年度報告。監事會設監事長一名及監事兩名或以上,但其成員人數須為單數。

第八條——大會之召集須最少提前八日透過簽收之方式為之,召集書內應指出會議之日期,時間,地點及議程,如最少有半數會員出席,大會在召集書內所定時間開始,否則在三十分鐘後作第二次召集,屆時無論出席之會員人數多少,大會亦開始進行。本會各組織機構成員由會員大會選舉産生,任期兩年,並可連選得連任。

第九條——凡會員因不遵守會章或損害本會聲譽及利益,經理事會議決後,提交會員大會通過,得取消其會員資格。

第十條——會員若參加活動時,如遇任何意外,身體及生命損傷,本會不需負上任何法律責任或賠償。

第十一條——本會的經費來源為會員每月繳交之會費,會員捐贈及其他機構資助。

第十二條——本章程如有遺漏或錯誤,由會員大會修改。

二零二一年五月十七日於第一公證署

公證員 李宗興


第 一 公 證 署

證 明

融澳文化交流促進會

為着公佈之目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零二一年五月十四日,存放於本署的社團及財團存檔文件內,檔案組2號090/2021。

融澳文化交流促進會章程

第一條

名稱

本會定名中文名稱為“融澳文化交流促進會”。英文名稱Fuqing-Macau Cultural Exchange Promotion Association;

葡文:Associação de Promoção e Intercâmbio da Culturaentre Macau e Fuqing。

中文簡稱:融澳文促會;

英文簡稱:FQMCEPA。

第二條

地址

本會會址現設於澳門特別行政區關閘馬路115號新南大廈一樓J座。經會員大會同意,會址可以遷移至其他地方。

第三條

宗旨

本會是一個非牟利社團,其存續不設限期,宗旨是促進福清地區與澳門的文化和交流。

第四條

會員資格

(一)凡對文化交流活動有熱誠者,均可申請參加本會。入會須填寫申請表格及繳交所需費用。經理事會批准後,方可成為會員。

(二)會員分為一般會員及資深會員,入會超過3年而又遵守本會規定的一般會員,經理事會確定後可成為資深會員。只有資深會員才可擔任本會的各個部門的職務。為著本條的規定,創會會員均具有資深會員資格,除第一屆會員大會及理、監事會成員不在此限。

第五條

會員權利

會員權利:

1. 對會務有建議權及批評權;

2. 資深會員有選舉和被選舉權,一般會員則只有選舉之權;

3. 享有本會舉辦之各項服務和福利。

第六條

會員義務

會員義務:

1. 會員須遵守會章及本會決議;

2. 按期繳納會費及年費;

3. 對本會舉辦之活動作出支持及協助;

4. 推介新會員、開展會務。

第七條

會費

會員如退會或因故中止會籍,須交還會員證,其在本會所任職務及權利須終止,曾繳費用概不發還。

第八條

會員大會

(一)會員大會由所有會員組成,是本會最高權力機關。

(二)會員大會主席團由主席、副主席及秘書各一名組成,均在會員大會中由會員之間選舉產生,任期為三年,連選可連任。

(三)會員大會每年最少要召開會議一次,並最少提前八日以掛號信或最少提前八日透過簽收之方式通知會員。通知書內須註明會議之日期、時間、地點和議程。

(四)會員大會須在半數以上會員出席之情況下方可召開會議。但如遇出席之會員人數不足半數時,會長可於原定召開時間的半小時後作第二次召集,第二次召集時則人數不限。

(五)會員大會的決議以出席會員人數的三分之二或以上通過方為有效,除《民法典》另有規定除外。

(六)會員大會之職責,如下:

1)討論及決議理事會之上一年度工作報告及財務報告;

2)選出會員大會主席團、理事會和監事會之成員;

3)制定及修改本會章程及會員守則。

第九條

理事會

(一)理事會設理事長一名,副理事長及理事若干名,秘書長一名,其組成人數必須為單數。如有需要,可設常務副理事長、常務理事或其他職位,具體情況由理事會會議確定。理事會任期三年,得連選連任。

其中:理事長之職責是代表理事會,對外代表本會,並統籌所有本會工作,召集和主持理事會會議。副理事長之職責在於協助理事長履行職務,理事長缺席或不能履行職務時暫代理事長一職的順序為常務副理事長(如有)、副理事長。

(二)理事會每季度舉行一次平常會議,特別會議由理事長召集。會議在有過半數成員出席時方可議決事宜,最終決議須由出席成員之絕對多票數作出。

(三)理事會需向會員大會提交全年工作報告及財務報告。

(四)理事會的權限:

1)管理本會;

2)提交年度管理報告;

3)在法庭內外代表法人或指定另一人代表法人;

4)履行法律及章程所載之其他義務。

第十條

監事會

(一)監事會由監事長壹人,副監事長壹人,監事若干人組成,監事會成員必為三名或以上的單數成員組成,由會員大會選舉產生,任期為三年,連選可連任。

(二)監事會是本會之監察組織,職責如下:

1)監察理事會之運作;

2)對理事會之工作報告、年度計劃、財政預算及其他事項編制年度報表;

3)有權列席理事會會議,但其代表在會議中無表決權;

4)定期檢查本會帳目;

5)接受會員之投訴。

第十一條

修改章程

修改章程的決議,須獲出席會員四分之三之贊同票。

第十二條

解散法人

解散法人之決議,須獲全體會員四分之三之贊同票。

第十三條

經費來源

本會經費由會員所繳之會費承擔,可接受資助、籌募或捐獻。

二零二一年五月十四日於第一公證署

公證員 李宗興


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

粵港澳大灣區電子體育協會(澳門)

為着公佈之目的,茲證明,透過二零二一年五月十三日簽署的經認證文書設立了上述社團,其宗旨及住所均載於附件的章程內。該社團的設立文件和章程已存檔於本署2021/ASS/M3檔案組內,編號為154。

粵港澳大灣區電子體育協會(澳門)

章程

第一條

名稱

本會中文名稱為“粵港澳大灣區電子體育協會(澳門)”,英文名稱為“Guangdong-Hong Kong-Macau Greater Bay Area E-Sports Association (Macau)”。

第二條

法人住所

法人住所設於澳門新口岸宋玉生廣場235-287號中土大廈15樓C座,倘有需要,可透過會員大會決議更改會址。

第三條

性質及宗旨

本會為非牟利團體,宗旨是:

(a)積極推動澳門電子體育及相關行業的長遠發展,提升電子體育於澳門的普及性;

(b)提供平台給本地選手與國內、甚至海外地區的選手進行學術及技術交流,從而增加本地選手的經驗;

(c)承傳和推動本地電子體育文化,為本澳青年提供投身業界的台階;

(d)培養本地電子體育人才之前瞻性視野,使其植根澳門,同時放眼世界。

第四條

會員

一、凡認同及遵守本會章程,並從事電子體育之相關人士,均可申請入會,並通過理事會審批者,方成為會員;

二、若會員被發現在其行為及公開言語上表現出與本會章程及相關規則有正面衝突或違背性質,本會有權通過理事會商議及審批後,單方面取消該會員之會員資格而無須向其預先通知;

三、會員享有選舉權、被選舉權、罷免權及其他權利,並須履行相關義務。

第五條

組織

一、本會組織機關為會員大會、理事會、監事會。各領導機關成員任期為三年,連選得連任,具體由內部規章訂定。

二、經理事會決定,可聘請熱心社會人士擔任顧問及榮譽職務。

第六條

會員大會

一、會員大會為本會最高權力機關,由所有會員組成。

二、會員大會由具投票權之會員組成,原則上每年召開一次平常會議,由理事會召集並由會長主持。會員大會的召集書至少於會議前八日以掛號信或簽收方式送達本會全體會員,須載明會議日期、時間、地點及議程。大會會議在不少於半數會員出席方可決議;倘召集會議時間已屆而不足上指人數,則一小時後作第二次召集,屆時不論出席會員多少,均可作出有效決議。

三、除法律另有規定外,會員大會之決議,以出席會員絕對多數票同意為之,票數相同時會長可多投一票。

四、會員大會主席團由會員大會選出,由一名會長,兩名副會長組成,任期三年,連選得連任。

五、會長無法執行職務時,由副會長代理。會長、副會長均無法執行會務時,由理事長代理。

六、修改本會章程之決議,須獲出席會議之會員四分之三的贊同票;解散法人或延長法人存續期之決議,須獲全體會員四分之三的贊同票。

第七條

會員大會之職權

會員大會有以下權限:

一、選舉會長、副會長、理事會及監事會成員;

二、修改本會章程及內部規章;

三、不記名投票方式選舉理事會及監事會成員;

四、審議理事會的工作報告和財務報告,以及監事會的相關意見書;

五、決定本會會務方針及作出相應決議;

六、通過翌年度的活動計劃及預算;

七、按理事會提名,授予名譽會員榮銜;

八、在接獲對理事會的決議上訴時作裁決;

九、解散本會。

第八條

理事會

一、理事會為本會執行機關。

二、理事會負責執行會員大會決議、管理會務及制訂工作報告。

三、理事會設理事長一名、副理事長兩名,理事若干名,總人數須為單數,理事會成員任期為三年,連選得連任;理事會決策時,會議在有過半數理事會成員出席時,方可議決事宜,決議須經半數以上出席成員通過方為有效。

四、理事會每三個月召開一次會議,由理事長負責召集及主持,並領導有關會務工作。

五、經理事會批准,本會得聘請有關人士為永遠會長、榮譽會長、名譽會長、名譽理事、名譽顧問。

第九條

監事會

一、監事會負責監察會務工作,查核本會之財產。

二、監事會成員由會員大會選出。監事會設監事長一名,副監事長及監事若干名,且總人數必須為單數,每屆任期三年,連選得連任。

第十條

內部規章

本會設內部規章,訂定各級領導架構的具體產生辦法,規範轄下各部份組織,行政管理及財務運作細則,有關條文由理事會制定。

第十一條

經費

本會的收入來源主要為:

(1)會員繳納的入會費及年費;

(2)來自本會活動的收入;

(3)政府機構、各界人士及機構給予的資助及捐獻。

二零二一年五月十三日於第二公證署

一等助理員 蘇偉昌 Sou Wai Cheong


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

特斯拉車會

為着公佈之目的,茲證明,透過二零二一年五月十三日簽署的經認證文書設立了上述社團,其宗旨及住所均載於附件的章程內。該社團的設立文件和章程已存檔於本署2021/ASS/M3檔案組內,編號為157。

特斯拉車會

章程

第一章

總則

第一條

名稱

本會中文名稱為“特斯拉車會”,英文名稱為“Tesla Association ”。

第二條

宗旨

本會是一個非牟利的體育組織,宗旨是推廣和發展體育活動及賽車運動,增強特斯拉車主的駕駛技術。

第三條

會址

本會會址設於澳門李寶椿街青洲坊大廈第五座27樓L座。

第二章

會員

第四條

會員資格

凡年滿十八歲並願意遵守本會章程,均可申請加入本會,申請者須經理事會審查並決議通過,方可成為會員。

第五條

會員權利及義務

(一)會員有選舉權和被選舉權,享有本會舉辦一切活動和福利的權利。

(二)會員有遵守會章和決議,以及繳交會費的義務。

第三章

組織機關

第六條

機關

本會組織機關包括會員大會、理事會、監事會。

第七條

會員大會

(一)本會最高權力機關為會員大會,負責修改會章;選舉會員大會主席、副主席、秘書和理事會、監事會成員;決定會務方針;審查和批准理事會工作報告。

(二)會員大會設主席一名、副主席一名及秘書一名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)會員大會每年舉行一次,至少提前八天透過掛號信或簽收之方式召集,通知書內須註明會議之日期、時間、地點和議程,如遇重大或特別事項得召開特別會員大會。

(四)修改本會章程之決議,須獲出席會員四分之三的贊同票;解散本會的決議,須獲全體會員四分之三的贊同票。

(五)本會在不違反法律規定及本會章程的原則下,得制定本會內部規章。內部規章之解釋、修改及通過之權限均屬會員大會。

第八條

理事會

(一)本會執行機關為理事會,負責執行會員大會決議和日常具體會務。

(二)理事會由最少三名或以上單數成員組成,設理事長、副理事長及理事各一名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)理事會會議每三個月召開一次。會議在有過半數理事會成員出席時,方可議決事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第九條

監事會

(一)本會監察機關為監事會,負責監察理事會日常會務運作和財政收支。

(二)監事會由最少三名或以上單數成員組成,設監事長、副監事長和監事各一名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)監事會會議每三個月召開一次。會議在有過半數監事會成員出席時,方可議決事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第四章

附則

第十條

經費

本會經費源於會員會費及各界人士贊助,倘有不敷或特別需用款時,得由理事會決定籌募之。

二零二一年五月十三日於第二公證署

一等助理員 蘇偉昌Sou Wai Cheong


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

澳門人文社會科學促進會

為着公佈之目的,茲證明,透過二零二一年五月十四日簽署的經認證文書設立了上述社團,其宗旨及住所均載於附件的章程內。該社團的設立文件和章程已存檔於本署2021/ASS/M3檔案組內,編號為161。

澳門人文社會科學促進會

章程

第一條——本會中文名稱為“澳門人文社會科學促進會”(以下簡稱“本會”),是一個非牟利社團,並受本章程及澳門現行法律管轄。

第二條——本會會址設於澳門新口岸北京街119號怡景閣20樓C座,本會可透過會員大會決議更換會址。

第三條——本會之宗旨為:本會為愛國愛澳社團,加強澳門人文社科類的學術交流與互動,推動澳門與內地,以及國際間的人文社科類學術交流,透過舉辦各項交流活動,舉辦培訓課程,出版學術書籍,藉此不斷提升澳門的人文社科類學術水平,並促進澳門人文社科類學術人士積極參與社會事務,維護澳門人文社科類人士權益,共同努力構建和諧社會。

第四條——本會的收入來源主要為:(一)會員繳付的入會費;(二)來自本會活動的收費;(三)公共或私人實體的任何資助及捐獻。

第五條——本會會員分為團體會員以及個人會員,凡具學士學位人士即可申請成為本會個人會員。凡屬人文社科類團體,經本會理事會同意,即可成為團體會員。

第六條——本會的機關包括:(一)會員大會;(二)理事會;(三)監事會。

第七條——一、會員大會為本會的最高權力機關。

二、大會主席團設會長一人、副會長若干名及秘書一名,由會員大會選出,任期為三年,連選得連任。

三、會員大會每年必須召開一次平常會議,由理事會召集。

四、應理事會要求或由至少五分之一的會員提出聯名之書面申請,亦可舉行特別會議。

五、會員大會透過掛號信或簽收方式召集,並須最少於八天前通知會員。

六、會員大會須在至少半數會員出席之情況方可作議決;倘若在原召集會議時間出席會員人數不足半數,則於半小時後於原召集會議地點進行第二次召集會議,屆時不論出席人數多寡均可作議決,但法律另有規定者除外。

七、召集書須列明會議日期、時間、地點及附上議程。

八、會員大會的決議應載於會議錄簿冊內,以供會員查閱。

九、會員大會擁有以下權限:

(一)通過和修訂本會章程;

(二)選舉會員大會主席團、理事會及監事會成員;

(三)審議和通過年度會務報告、財務賬目及監事會意見書;

(四)行使法律或本會章程所規定的其他權限。

第八條——一、理事會是本會的行政管理機關,在會員大會休會期間,由理事會負責日常會務運作。

二、理事會由三名或以上成員組成,設理事長一名,副理事長若干名,秘書一名及理事若干名,其成員總數必須為單數。

三、理事會成員由會員大會選出,任期為三年,連選得連任。

四、理事長負責召開會議,會議須有過半數成員出席,方可進行議決。

五、理事會會議應作成會議錄,並載於簿冊內,以供查閱。

六、理事會之權限為:

(一)負責本會的管理及運作,每年向會員大會提交會務報告、年度賬目和由監事會發出之意見書;

(二)草擬各項內部規章及規則,並提交會員大會審議通過,執行會員大會的決議及維持本會的會務及各項活動,按會章規定召集會員大會;

(三)審批會員入會申請、制訂會員之會費,議決會員之紀律處分等事宜;

(四)在認為有需要時,下設其他職位或組織臨時委員會,並在理事會領導下工作;

(五)行使法律或本會章程所規定的其他權限。

第九條——一、監事會是本會的監察機關。

二、監事會由三名或以上成員組成,設監事長一名,副監事長一名、秘書一名及監事若干名,其成員總數必須為單數。

三、監事會成員由會員大會選出,任期為三年,連選得連任。

四、監事會會議應作成會議錄,並載於簿冊內,以供查閱。

五、監事會之權限為:

(一)監察理事會的工作,查核賬目,就理事會所提交的工作報告書及年度賬目發表意見;

(二)行使法律或本會章程所規定的其他權限。

第十條——本會為推動及發展會務,會長、理事長及監事長可共同決定敦聘社會賢達或資深會員擔任名譽會長、永遠會長、顧問等職務,以指導本會會務工作。

第十一條——一、本章程未規範之事宜均依澳門現行法律執行。

二、本章程如有未盡善之處,經理事會建議交由會員大會通過進行修改,且須獲出席會員四分之三的贊同票。

三、解散本會的決議,須獲全體會員四分之三的贊同票。

二零二一年五月十四日於第二公證署

一等助理員 蘇偉昌Sou Wai Cheong


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

澳門零售和服務業協會

Associação da Indústria de Retalho e Serviços de Macau

為着公佈之目的,茲證明,透過二零二一年五月十四日簽署的經認證文書設立了上述社團,其宗旨及住所均載於附件的章程內。該社團的設立文件和章程已存檔於本署2021/ASS/M3檔案組內,編號為162。

澳門零售和服務業協會

章程

第一章

總則

第一條

名稱

本會中文名稱為“澳門零售和服務業協會”,葡文名稱為“Associação da Indústria de Retalho e Serviços de Macau”,英文名稱為“Macau Retail and Service Industry Association”。

第二條

宗旨

本會為非牟利團體。宗旨為:致力於促進澳門零售和服務行業有序健康發展,團結及協助澳門零售和服務行業企業開拓商機及對外交流合作,宣傳貫徹國家和澳門特區有關零售和服務行業發展方針、政策,為零售和服務行業企業和政府提供溝通渠道;擁護「一國兩制」,配合澳門特別行政區政府依法施政,弘揚愛國愛澳的核心價值。

第三條

會址

本會之會址設於澳門荷蘭園大馬路32H號通發大廈地下AD。

第二章

會員

第四條

會員資格

凡贊成本會宗旨及認同本會章程者,均可申請為本會會員。經本會理事會批准後,便可成為會員。

第五條

會員權利及義務

(一)會員有選舉權及被選舉權,享有本會舉辦一切活動和福利的權利;

(二)會員有遵守會章和決議,以及繳交會費的義務。

第三章

組織機關

第六條

機關

本會組織機關包括會員大會、理事會、監事會。

第七條

會員大會

(一)會員大會為本會最高權力機關,負責修改會章;選舉會員大會會長、副會長、秘書和理事會、監事會成員;決定會務方針;審議和批准理事會工作報告。

(二)會員大會設會長一名、副會長若干名及秘書一名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)會員大會每年舉行一次,至少提前八天透過掛號信或簽收之方式召集,通知書內須註明會議之日期、時間、地點和議程,如遇重大或特別事項得召開特別會員大會。

(四)修改本會章程之決議,須獲出席會員四分之三的贊同票;解散本會的決議,須獲全體會員四分之三的贊同票。

第八條

理事會

(一)理事會為本會的行政管理機關,負責執行會員大會決議和管理本會。

(二)理事會由最少三名或以上單數成員組成,設理事長一名及副理事長若干名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)理事會會議每三個月召開一次。會議在有過半數理事會成員出席時,方可議決事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第九條

監事會

(一)監事會為本會監察機關,負責監察理事會日常會務運作和財政收支。

(二)監事會由最少三名或以上單數成員組成,設監事長一名及副監事長若干名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)監事會會議每三個月召開一次。會議在有過半數監事會成員出席時,方可議決事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第四章

經費

第十條

經費

本會經費源於會員會費及各界人士贊助,倘有不敷或特別需用款時,得由理事會決定籌募之。

第五章

附則

第十一條

章程修訂

本章程若有未盡善處,得由會員大會修訂之。

二零二一年五月十四日於第二公證署

一等助理員 蘇偉昌Sou Wai Cheong


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

水底攝影會

為着公佈之目的,茲證明,透過二零二一年五月十三日簽署的經認證文書設立了上述社團,其宗旨及住所均載於附件的章程內。該社團的設立文件和章程已存檔於本署2021/ASS/M3檔案組內,編號為156。

水底攝影會

章程

第一章

名稱、會址及宗旨

第一條——名稱:

本會中文名稱為“水底攝影會”,中文簡稱為“水攝會”,英文名稱為“Underwater Photography Association”,英文簡稱為“UWPA”。

第二條——會址:澳門文第士街豪安大廈地下D。

第三條——宗旨:本會為非牟利團體,其宗旨是為會員組織各類攝影文化活動,促進澳門攝影文化發展和與世界各地攝影協會的文化藝術的交流。

第二章

會員資格、權利和義務

第四條——凡愛好攝影及對攝影活動有興趣之人士,願意遵守本會章程者,經理事會通過,可成為本會會員。

第五條——會員權利和義務:

1. 遵守本會章程、內部規章及守則,及理事會各項決議;

2. 需按時按規定繳納會費;

3. 享有選舉權、被選舉權和表決權;

4. 維護本會團結和聲譽;

5. 參加及協助本會各項活動。

第六條——違反會章損害本會聲譽且情節嚴重者,經理事會通過,可取消會員資格。

第三章

組織架構

第七條——會員大會是本會最高權力機關,由全體會員組成。設會長一人,副會長一人,秘書一人,會長、副會長、秘書由會員大會以不記名方式選舉產生,每屆任期三年,任滿連任一屆。

第八條——會員大會職權:

1. 討論及表決任何與本會有關之重大事項;

2. 選舉理事會及監事會之成員;

3. 討論及通過修改本會章程及制定內部規章及會員守則;

4. 召集會員大會須最少提前八日以掛號信或簽收方式而為之。召集書內應指出會議之日期、時間、地點及議程。

第九條——理事會是制定會務工作和活動計劃並實際執行的機關,其職權如下:

1. 執行會員大會決議;

2. 制訂日常工作和活動計劃;

3. 向會員報告工作及財務狀況;

4. 審核及通過會員入會和退會及紀律處分。

第十條——理事會設理事長一人,副理事長兩人,理事若干人(總人數必須單數),每屆任期三年,任滿連選得連任,但理事長只可連任一屆。

第十一條——監事會職能是監督理事會各項工作。設監事長一人,副監事長一人,監事若干人(總人數必為單數)。每屆任期三年,任滿連選得連任,但監事長只可連任一屆。

第四章

會務會議

第十二條——會員大會每年最少召開一次,會員大會由會長主持。

第十三條——理事會、監事會每半年召開會議一次,如有特殊需要可臨時召開。

第十四條——會員大會須有半數或以上會員出席,方為合法。如人數不足半數,得隔一小時後作第二次召集,此時若有三分之一或以上會員出席,會議有效。

第五章

經費

第十五條——經費來源包括:會員會費及任何對本會之合法資助及捐贈。

第六章

章程之解釋及修改

第十六條——會員大會有權對本章程解釋,或通過會員大會會議修改。

第七章

章程修訂

第十七條——本會章程經會員大會通過生效。如有未盡善事宜,由理事會提請會員大會補充修訂,修章需五成以上之會員出席大會及獲出席人數四分之三或以上贊成才能通過生效。解散法人或延長法人存續期之決議,須獲全體會員四分之三之贊同票方可通過。

第八章

會徽

第十八條——本會會徽如下:

二零二一年五月十三日於第二公證署

一等助理員 蘇偉昌Sou Wai Cheong


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

澳門黑豹體育會

為着公佈之目的,茲證明,透過二零二一年五月十四日簽署的經認證文書設立了上述社團,其宗旨及住所均載於附件的章程內。該社團的設立文件和章程已存檔於本署2021/ASS/M3檔案組內,編號為158。

澳門黑豹體育會

章程

第一章

總則

第一條

名稱

本會中文名稱為“澳門黑豹體育會”。

英文名稱為“Macau Black Panthers Athletic Association”。

第二條

宗旨

本會為非牟利社團,並受本章程及本澳適用於法人之現行法例管轄。本會宗旨為:

1. 擁護“一國兩制”及《基本法》,堅持愛國、愛澳;

2. 積極推廣運動產業發展,塑造運動參與者身心靈健康發展之理念;

3. 作為聯繫本會會員和政府相關部門的溝通橋樑,如實反映運動產業相關機構及運動參與者所面臨的狀況;

4. 架構各地運動產業相關機構,個人參與者等之交流平台;

5. 協助會員通過不同方式對接資源,以滿足各自發展及協作需求;

6. 培養會員對各類運動之興趣並提升技巧;

7. 推動及組織會員參與在澳門及其他地區,城市,國家的比賽;

8. 組織會員及社會力量去幫助及貢獻社會的公益事業。

第三條

會址

本會會址設於澳門十月初五巷194號地舖。本會亦可根據需要,通過會員大會之決議將會址遷至澳門任何其它地方。

第四條

會存續

本會存續不設期限。

第二章

會員

第五條

會員資格

凡認同本會宗旨及章程者,均可申請為本會會員。經本會理事會批准後,便可成為會員。

第六條

會員權利

本會會員享有以下權利:

1. 本會的選舉權、被選舉權和表決權;

2. 參加本會組織的各類活動;

3. 享受本會服務的優先權;

4. 對本會工作的批評及建議;

5. 享有本會舉辦一切活動和福利的權利;

6. 退出本會之權利。

第七條

會員義務

本會會員享有以下的義務:

1. 遵守本會章程及會員守則,執行會員大會和理事會的決議;

2. 履行本會各機關通過決議的義務;

3. 維護本會的合法權益;

4. 積極承擔本會籌辦的工作;

5. 維護本會信譽和形象。

第三章

組織

第八條

機關

本會組織機關包括會員大會、理事會、監事會。

第九條

會員大會

一. 本會的最高權力機關是會員大會。

二. 會員大會的職責如下:

1. 修改本會章程;

2. 選舉及解任會員大會會長、副會長、理事會成員及監事會成員;

3. 審議理事會工作報告和財務報告;

4. 決定會費收取辦法;

5. 審議由理事會或由四分之一以上會員聯名提出的議案;

6. 決定終止本會;及

7. 決定其他重大事宜。

三. 會員大會設會長一名,副會長若干名;每屆任期三年,可連選連任,不限次數。

四. 會員大會每年舉行一次,需至少提前八天透過掛號信或簽收方式召集,通知書內須註明會議日期、時間、地點和議程。如遇重大或特別事項,理事會得召開特別會員大會。

五. 若屬首次召集,如出席的會員不足半數,則半小時後在同一地點作第二次召集,屆時不論出席人數多寡亦可進行會議,而決議則取決於出席會員之絕對多數贊同票。召開地點可以在澳門會址,也可以在其他地區召開。

六. 修改本會章程之決議,須獲出席會議之會員四分之三的贊同票;解散法人或延長法人存續期之決議,須獲全體會員四分之三的贊同票。

第十條

理事會

1. 理事會是會員大會的執行及領導機關,負責執行會員大會決議,制定會員守則和管理本社團,尤其領導本會開展日常工作。

2. 理事會由至少三名或以上的單數成員組成,設理事長一名、副理事長和理事若干名,每屆任期三年,可連選連任。

3. 理事會會議每三個月召開一次,會議在有過半數理事會成員出席時,方可決議事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

4. 理事會可根據大會所制定之方針及決議展開各項工作。

第十一條

監事會

1. 本會監督機關為監事會,由會員大會選出若干人士組成;

2. 監事會由至少三名或以上的單數成員組成,成員互選產生監事長一名,副監事長和監事若干名,任期三年,可連選連任;

3. 監事會為本會監察機關,負責監察理事會日常會議運作和財政收支,就其監察活動編制年度報告;

4. 監事會會議每年召開一次,會議在有過半數監事會成員出席時,方可決議事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第四章

經費

第十二條

經濟來源

本會經費來源於會員會費、各界人士捐助、各種合法資助、捐贈以及政府資助或其他合法收入。如有不足或特別需用款時,得由理事會決定籌募之。

第十三條

財產和收益用途

1. 本會經費必須用於本章程宗旨相符之活動。

2. 本會建立嚴格的財務管理制度,保證會計資料合法、真實、準確完整。

3. 本會的資產管理接受會員大會和財政部門的監督。

4. 經費的收支情況每年向會員大會報告,及由會員大會通過。

第十四條

章程解釋和遺漏

本章程若有遺漏或疑問之處,由會員大會決議解決。

二零二一年五月十四日於第二公證署

一等助理員 蘇偉昌Sou Wai Cheong


CARTÓRIO NOTARIAL DAS ILHAS

CERTIFICADO

澳門地圖學會

為公佈的目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零二一年五月十八日起,存放於本署之“2021年社團及財團儲存文件檔案”第1/2021/ASS檔案組第22有關條文內容載於附件。

澳門地圖學會

章程

第一章

總則

第一條

名稱

本會中文名稱為“澳門地圖學會”,葡文名稱為“Sociedade de Mapas de Macau”,葡文簡稱為“SMM”,英文名稱為“Macao Map Society”。

第二條

宗旨

本會為非牟利團體,宗旨為:

(一)召集並團結在澳門的地圖研究者、收藏者及愛好者。

(二)為澳門與海內外的個人及團體搭建地圖交流平台。

(三)與海內外團體或個人合作,以搜集、整理、挖掘和研究澳門相關的地圖與文獻。

(四)組織地圖或澳門歷史地理相關的研討會、講座、展覽、交流參訪等相關學術活動。

(五)進行相關學術出版。

第三條

會址

本會會址設在澳門路環石排灣馬路金峰名匯第一座3/I。

第二章

會員

第四條

會員資格

凡贊成本會宗旨及認同本會章程者,均可申請成為本會會員。經本會理事會批准後,便可成為會員。

第五條

會員權利與義務

(一)會員有選舉權及被選舉權,享有本會舉辦一切活動和福利的權利。

(二)會員有遵守會章和決議,以及繳交會費的義務。

第三章

組織機構

第六條

機構

本會組織機構包括會員大會、理事會、監事會。

第七條

會員大會

(一)本會最高權力機構為會員大會,負責制定或修改會章;選舉會員大會會長、副會長、秘書和理事會、監事會成員;決定會務方針;審查和批准理事會工作報告。

(二)會員大會設會長、副會長及秘書各一名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)會員大會每年舉行一次,至少提前八天透過掛號信或簽收之方式召集,通知書內須註明會議之日期、時間、地點和議程,如遇重大或特別事項得召開特別會員大會。

(四)修改本會章程之決議,須獲出席會員四分之三的贊同票;解散本會的決議,須獲全體會員四分之三的贊同票。

(五)本會在不違反法律規定及本會章程的原則下,得制定本會內部規章。內部規章之解釋、修改及通過之權限均屬會員大會。

第八條

理事會

(一)本會執行機構為理事會,負責執行會員大會決議和日常具體會務。

(二)理事會由最少三名或以上單數成員組成,設理事長一名、副理事長及理事各若干名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)理事會議每一年召開一次。會議在有過半數理事會成員出席時,方可議決事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第九條

監事會

(一)本會監察機構為監事會,負責監察理事會日常會務運作和財政收支。

(二)監事會由最少三名或以上單數成員組成,設監事長一名、副監事長及監事各若干名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)監事會議每一年召開一次。會議在有過半數監事會成員出席時,方可議決事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第四章

附則

第十條

經費

本會經費源於會員會費及各界人士贊助,倘有不敷或特別需用款時,得由理事會決定籌募之。

第十一條

會徽

二零二一年五月十八日於海島公證署

一等助理員 林潔如


CARTÓRIO NOTARIAL DAS ILHAS

CERTIFICADO

素養培育及發展協會

為公佈的目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零二一年五月十八日起,存放於本署之“2021年社團及財團儲存文件檔案”第1/2021/ASS檔案組第23有關條文內容載於附件。

素養培育及發展協會

章程

第一章

總則

第一條

名稱

本會中文名稱為“素養培育及發展協會”,中文簡稱為“素養培育”,葡文名稱為“Associação de Competência de Cultivo e Desenvolvimento”,英文名稱為“Competencies Cultivation and Development Association”,英文簡稱為“CCDA”。

第二條

宗旨

本會為非牟利團體。宗旨為致力於兒童、青少年及家庭親子的素養培育及發展,因應社會環境的更新改變和個人成長需要,積極培育自主的學習能力,以適應現在生活及面對未來的挑戰,就更廣濶的世界和人生價值的長遠發展,培育正面的價值觀和態度,有助於維繫社會的共融發展,並通過組織及舉辦相關活動進行推廣。

第三條

會址

本會會址設於澳門俾利喇街88號美勝大廈5樓A座,會址可因應會員大會決議而遷址。

第二章

會員

第四條

會員資格

凡贊成本會宗旨及認同本會章程者,均可申請為本會會員。經本會理事會批准後,便可成為會員。

第五條

會員權利及義務

(一)會員有選舉權及被選舉權,享有本會舉辦一切活動和福利的權利。

(二)會員有遵守會章和決議,以及繳交會費的義務。

第三章

組織機構

第六條

機構

本會組織機構包括會員大會、理事會、監事會。

第七條

會員大會

(一)本會最高權力機構為會員大會,負責制定或修改會章;選舉會員大會會長、副會長、秘書和理事會、監事會成員;決定會務方針;審查和批准理事會工作報告。

(二)會員大會設會長、副會長及秘書各一名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)會員大會每年舉行一次,至少提前八天透過掛號信或簽收之方式召集,通知書內須註明會議之日期、時間、地點和議程,如遇重大或特別事項得召開特別會員大會。

(四)修改本章程之決議,須獲出席會員四分之三的贊同票;解散本會的決議,須獲全體會員四分之三的贊同票。

(五)本會在不違反法律規定及本會章程的原則下,得制定本會內部規章。內部規章之解釋、修改及通過之權限均屬會員大會。

第八條

理事會

(一)本會執行機構為理事會,負責執行會員大會決議和日常具體會務。

(二)理事會由最少三名或以上單數成員組成,設理事長、副理事長及理事各一名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)理事會議每三個月召開一次。會議在有過半數理事會成員出席時,方可議決事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第九條

監事會

(一)本會監察機構為監事會,負責監察理事會日常會務運作和財政收支。

(二)監事會由最少三名或以上單數成員組成,設監事長、副監事長及監事各一名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)監事會議每三個月召開一次。會議在有過半數監事會成員出席時,方可議決事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第四章

附則

第十條

經費

本會經費源於會員會費及各界人士贊助,倘有不敷或特別需用款時,得由理事會決定籌募之。

第十一條

會徽

二零二一年五月十八日於海島公證署

一等助理員 林潔如


CARTÓRIO PRIVADO

MACAU

CERTIFICADO

澳門半色調攝影協會

abreviada: 半色調

Halftone — Macao Photographic Association

Certifico, para efeitos de publicação, que foi constituída por documento autenticado de 8 de Maio de 2021, a Associação, cujos estatutos em anexo especificam o fim e a sede. O documento constitutivo e os estatutos encontram-se arquivados no Maço n.º 1/2021 deste Cartório, sob o n.º 1.

Estatutos

CAPÍTULO I

Da denominação, sede, âmbito e fins

Artigo 1.º

A Associação “澳門半色調攝影協會”(abreviação: “半色調”) e, em inglês, «Halftone — Macao Photographic Association» (abreviação: «HALFTONE»), doravante apenas denominada por «Associação», é uma entidade cultural, sem fins lucrativos, e tem a sua sede na Rua de S. Domingos, 16-18, r/c, em Macau.

Artigo 2.º

1. A Associação tem por fim a promoção da arte fotográfica em todas as suas vertentes.

2. Tendo em vista essa finalidade a Associação propõe-se:

a) Publicar uma revista e monografias sobre fotografia;

b) Organizar exposições;

c) Organizar debates e encontros;

d) Desenvolver projectos educativos e de formação;

e) Em geral, promover todas as iniciativas que dignifiquem a fotografia como expressão artística.

CAPÍTULO II

Dos associados

Artigo 3.º

1. A Associação tem associados honorários e efectivos.

2. Podem ser associados honorários todas as pessoas colectivas ou singulares que tenham prestado serviços relevantes ou auxílio excepcional à prossecução dos fins da Associação, não se lhes aplicando os direitos e deveres dos associados efectivos.

3. Os associados honorários são admitidos por deliberação da Assembleia Geral por proposta da Direcção ou de um grupo de três associados.

4. Podem ser associados efectivos todas as pessoas que se identifiquem com os fins da Associação.

Artigo 4.º

1. A qualidade de associado honorário adquire-se depois de aprovada a proposta de admissão pela Assembleia Geral e de formalizada a sua inscrição no livro respectivo.

2. A proposta pode ser apresentada pela Direcção ou ser subscrita por três associados e deve ser aprovada por 4/5 dos associados com inscrição em vigor, não se contando, no acto de votação, para este efeito, as abstenções.

Artigo 5.º

1. Constituem direitos dos associados efectivos:

a) Participar e votar nas reuniões da Assembleia Geral;

b) Eleger e ser eleito para os órgãos sociais;

c) Requerer a convocação da Assembleia Geral extraordinária nos termos do n.º 3 do artigo 19.º;

d) Apresentar projectos e propostas de actividades à Direcção;

e) Usufruir e participar em todas as iniciativas promovidas pela Associação;

f) Exercer os demais direitos conferidos pelos presentes estatutos, por regulamentos internos da Associação e pela lei aplicável.

2. Os associados efectivos só podem exercer os seus direitos se tiverem em dia o pagamento das quotas que forem decididas pela Assembleia Geral.

Artigo 6.º

Constituem deveres dos associados efectivos:

a) Contribuir para a prossecução do fim da Associação;

b) Colaborar nas actividades da Associação;

c) Pagar pontualmente as quotas, caso sejam decididas pela Assembleia Geral;

d) Comparecer às reuniões da Assembleia Geral;

e) Desempenhar com zelo, dedicação e eficiência os cargos para que forem eleitos.

Artigo 7.º

Além do mais previsto na lei, a qualidade de associado perde-se por:

a) Renúncia;

b) Deliberação da Assembleia Geral fundada na falta grave de cumprimento dos deveres inerentes à qualidade de associado;

c) Deliberação da Assembleia Geral fundada no uso do nome ou dos meios da associação para toda e qualquer acção ou acto de natureza confessional, religiosa ou política.

Artigo 8.º

A qualidade de associado não é transmissível quer por acto entre vivos quer por sucessão.

CAPÍTULO III

Dos órgãos da Associação

Secção I

Disposições Gerais

Artigo 9.º

São órgãos da Associação:

a) A Assembleia-geral;

b) A Direcção;

c) O Conselho Fiscal.

Artigo 10.º

O exercício de qualquer cargo nos órgãos da Associação é gratuito, mas pode justificar-se o pagamento das despesas dele derivadas.

Artigo 11.º

1. A duração do mandato dos órgãos da Associação é de dois anos, coincidentes com os anos civis.

2. O mandato inicia-se com a tomada de posse perante o presidente da mesa da Assembleia Geral ou seu substituto, o que deverá ter lugar na primeira quinzena do ano civil imediato ao das eleições.

3. É permitida a reeleição por mais duas vezes.

Artigo 12.º

1. Em caso de vacatura da maioria dos membros de cada órgão da Associação, devem realizar-se eleições parciais para o preenchimento das vagas verificadas, no prazo máximo de dois meses e a posse deve ter lugar nos 30 dias seguintes à eleição.

2. O termo do mandato dos membros eleitos nas condições do número anterior, coincide com o dos inicialmente eleitos.

Artigo 13.º

1. Os órgãos da Associação são convocados pelos respectivos presidentes e só podem deliberar com a presença da maioria dos seus membros.

2. As deliberações são tomadas por maioria dos votos dos membros presentes, tendo o presidente, além do seu direito de voto, direito a voto de desempate.

3. Nas deliberações sobre assuntos com incidência pessoal o voto é secreto.

Artigo 14.º

Os associados podem fazer-se representar por outros associados nas reuniões da Assembleia Geral em caso de impossibilidade de comparência à reunião, mediante carta dirigida ao presidente da mesa, não podendo cada associado representar mais de dois associados.

Artigo 15.º

Das reuniões dos órgãos da Associação são sempre lavradas actas, que são obrigatoriamente assinadas pelos membros presentes ou, quando respeitem a reuniões da Assembleia Geral, pelos membros da respectiva mesa.

Secção II

Da Assembleia Geral

Artigo 16.º

1. A Assembleia Geral é constituída por todos os associados efectivos que tenham as suas quotas em dia, quando o seu pagamento se achar estabelecido, e não se encontrem suspensos.

2. A Assembleia Geral é dirigida pela respectiva mesa que se compõe de um presidente e um secretário.

3. Na falta ou impedimento de qualquer dos membros da mesa da Assembleia Geral, compete a esta eleger os respectivos substitutos de entre os associados presentes os quais cessam as suas funções no termo da reunião.

Artigo 17.º

Compete à mesa da Assembleia Geral, dirigir, orientar e disciplinar os trabalhos da assembleia, representá-la e designadamente:

a) Decidir sobre os protestos e reclamações respeitantes aos actos eleitorais, sem prejuízo de recurso nos termos legais;

b) Conferir posse aos membros dos órgãos da Associação eleitos.

Artigo 18.º

Compete à Assembleia Geral deliberar sobre todas as matérias não compreendidas nas atribuições legais ou estatutárias dos outros órgãos e necessariamente:

a) Definir as linhas fundamentais de actuação da Associação;

b) Eleger e destituir os membros da respectiva mesa e da Direcção e do Conselho Fiscal;

c) Apreciar e votar anualmente o orçamento e o programa de acção para o exercício seguinte, bem como o relatório e contas de gerência;

d) Decidir sobre o pagamento de jóias ou quotas pelos associados;

e) Deliberar a admissão de novos associados, quer sejam efectivos quer sejam honorários;

f) Deliberar sobre a alteração dos estatutos e sobre a extinção, cisão ou fusão da associação.

Artigo 19.º

1. A Assembleia Geral reúne em sessão ordinária e extraordinária.

2. A Assembleia Geral reúne ordinariamente:

a) No final de cada mandato, durante o mês de Dezembro, para a eleição dos órgãos da Associação;

b) Até 31 de Março de cada ano para discussão e votação do relatório e contas da gerência do ano anterior, bem como do parecer do Conselho Fiscal;

c) Até 15 de Novembro de cada ano para apreciação e votação do orçamento e programa de acção para o ano seguinte.

3. A Assembleia Geral reúne em sessão extraordinária quando convocada pelo presidente da mesa da Assembleia Geral, a pedido da Direcção ou do Conselho Fiscal ou a requerimento de pelo menos 10% dos associados no pleno gozo dos seus direitos.

Artigo 20.º

1. A Assembleia Geral deve ser convocada pelo órgão de administração.

2. A Assembleia Geral é convocada por meio de carta registada, enviada com a antecedência mínima de 15 dias, ou mediante protocolo efectuado com a mesma antecedência; na convocatória indicar-se-á o dia, hora e local da reunião e a respectiva ordem de trabalhos.

Artigo 21.º

1. A Assembleia Geral reúne à hora marcada na convocatória se estiver presente mais de metade dos associados com direito a voto, ou no mesmo dia da semana seguinte, à mesma hora e no mesmo local, com qualquer número de presentes.

2. A Assembleia Geral extraordinária que seja convocada a requerimento dos associados só pode reunir se estiverem presentes três quartos dos requerentes.

3. A cada associado corresponde um voto.

Artigo 22.º

1. Salvo o disposto no número seguinte, as deliberações da Assembleia Geral são tomadas por maioria absoluta dos votos dos associados presentes.

2. As deliberações sobre alterações dos estatutos da Associação têm de ser tomadas com o voto favorável de três quartos do número dos Associados presentes.

3. As deliberações sobre a dissolução ou prorrogação da pessoa colectiva requerem o voto favorável de três quartos do número de todos os associados.

Secção III

Da Direcção

Artigo 23.º

A Direcção da Associação é constituída por três ou cinco membros, dos quais um é o presidente.

Artigo 24.º

Compete à Direcção gerir a Associação e representá-la, incumbindo-lhe designadamente:

a) Elaborar anualmente e submeter ao parecer do órgão de fiscalização o relatório e contas de gerência, bem como o orçamento e programa de acção para o ano seguinte;

b) Promover actividades com vista à prossecução dos fins da Associação;

c) Zelar pelo cumprimento da lei, dos estatutos e das deliberações dos órgãos da Associação;

d) Providenciar sobre fontes de receita da Associação.

Artigo 25.º

A Direcção reúne uma vez por trimestre e sempre que o julgar conveniente, por convocação do presidente, ou de dois dos seus membros.

Artigo 26.º

1. A Associação obriga-se em todos os seus actos e contratos com a assinatura conjunta de dois membros da Direcção, sendo uma delas a do Presidente.

2. Nos actos de mero expediente basta a assinatura de qualquer membro da Direcção.

Secção IV

Do Conselho Fiscal

Artigo 27.º

O Conselho Fiscal é constituído por um fiscal único ou por três membros, dos quais um é o presidente.

Artigo 28.º

Compete ao Conselho Fiscal fiscalizar a gestão da Associação, e nomeadamente:

a) Exercer a fiscalização sobre a escrituração e demais documentos da instituição, sempre que o julgue conveniente;

b) Assistir ou fazer-se representar por um dos seus membros, às reuniões da Direcção sempre que o julgue conveniente;

c) Dar parecer sobre o relatório, contas e orçamento e sobre todos os assuntos que o órgão executivo submeta à sua apreciação.

Artigo 29.º

O Conselho Fiscal pode solicitar à Direcção os elementos que considere necessários ao cumprimento das suas atribuições, bem como propor reuniões extraordinárias, para discussão com aquele órgão, de determinados assuntos, cuja importância o justifique.

CAPÍTULO IV

Das receitas da Associação

Artigo 30.º

1. Constituem receitas da Associação:

a) O produto das jóias e quotas dos associados, quando deliberado o seu pagamento pela Assembleia Geral;

b) Os rendimentos de bens próprios;

c) As contrapartidas dos serviços que preste;

d) Outras receitas.

2. As receitas da Associação só podem ser utilizadas para os fins referidos nos presentes estatutos, nomeadamente, pagamentos relativos à instalação, funcionamento e execução dos fins da Associação.

CAPÍTULO V

Disposições Diversas

Artigo 31.º

1. No caso de extinção da Associação, competirá à Assembleia Geral deliberar sobre o destino dos seus bens, nos termos da legislação em vigor, bem como eleger uma comissão liquidatária.

2. Os poderes da comissão liquidatária ficam limitados à prática dos actos meramente conservatórios e necessários, quer à liquidação do património da Associação, quer à ultimação dos negócios pendentes.

Artigo 32.º

Os casos omissos são resolvidos pela Assembleia Geral, de acordo com a legislação em vigor.

CAPÍTULO VI

Disposições Transitórias

Artigo 33.º

1. Durante o prazo máximo de três meses a contar da data da publicação dos presentes estatutos e enquanto a Assembleia Geral não proceder à eleição dos órgãos da associação, nos termos estatutários, a Associação é dirigida por uma Comissão Instaladora.

2. A Comissão Instaladora é constituída por todos os associados subscritores da escritura de constituição da Associação.

Artigo 34.º

1. Durante a fase de instalação e até à convocação da Assembleia Geral referida no artigo anterior, a Comissão Instaladora tem competência para proceder à admissão de novos associados.

2. A decisão de admissão de novos associados é tomada por consenso e desde que não haja oposição expressa de nenhum dos membros da Comissão Instaladora.

Está conforme.

Cartório Privado, em Macau, aos 8 de Maio de 2021. — O Notário, Choi Veng Cheong Alberto.


CARTÓRIO PRIVADO

MACAU

CERTIFICADO

茲證明本文件共8頁與存放於本署第1/2021號設立社團之經認證文書及創立財團之經認證文書及其更改檔案組第1號文件之“澳門劇本殺協會”設立文件及章程原件一式無訛。

Certifico, pue o presente documento de 8 folhas, está conforme o original do exemplar dos estatutos da associação denominada “澳門劇本殺協會” depositado neste Cartório, sob o n.º 1 no maço n.º 1/2021 de documentos autenticados de constituição de associações e de instituição de fundações e suas alterações.

澳門劇本殺協會

章程

第一章

名稱、宗旨及會址

第一條——名稱:

(一)本會中文名稱為“澳門劇本殺協會”。

(二)本會為非牟利團體,存續期不確定。

第二條——宗旨:

本會為非牟利之社會團體,本會致力推進劇本殺的桌遊行業發展,並於利用桌遊結合現代教育,透過共學的方式推廣桌遊教育。匯集群力以提倡澳門正當休閒娛樂、協助各級學校豐富教育內涵、增進社會群己關係和諧、手持續增加學員競爭力,在推動桌遊共學的過程中帶動桌遊教育風氣,讓年青人可以在玩中樂、樂中學、推進年青人多參與線下活動提高社交能力。

第三條——會址:

本會會址設於澳門沙梨頭海邊街86E號地下B3。

第二章

會員的資格、權利與義務

第四條——會員資格:

(一)凡認同本會宗旨及章程者,皆可申請本會會員。經理事會審批後方可成為會員。

(二)會員有遵守本會章程、決議及繳納會費之義務。

(三)會員有表決權、選舉權、被選舉權與罷免權。

(四)凡會員違反會章、不執行決議或損害本會聲譽,輕則可作口頭警告;嚴重時,交由會員大會討論,通過後交與理事會執行除名決議。

第三章

組織及職權

第五條——本會的組織架構為:

(一)會員大會;

(二)理事會;

(三)監事會。

第六條——會員大會:

(一)本會以會員大會為最高權力機關。負責制定或修改會章;選舉會員大會主席團、理事會和監事會成員;決定會務方針;審查和批准理事會工作報告。本會組織架構包括會員大會、理事會、監事會。

(二)會員大會設一主席團,由主席一名、副主席一名及秘書一名組成。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)會員大會每年舉行一次,至少提前十天透過掛號信或簽收等之方式召集,通知書內須註明會議之日期、時間、地點和議程,如遇重大或特別事項得召開特別會員大會。

(四)修改本會章程之決議,須獲出席會員四分之三的贊同票;解散本會的決議,須獲全體會員四分之三的贊同票。

第七條——理事會:

(一)理事會為本會的行政管理機關,負責執行會員大會決議和管理法人。

(二)理事會由最少三名或以上單數成員組成,設理事長、副理事長各一名,理事若干名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)理事會會議每三個月召開一次。會議在有過半數理事會成員出席時,方可議決事宜、決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第八條——監事會:

(一)監事會為本會監察機關,負責監察理事會日常會務運作和財政收支。

(二)監事會由最少三名或以上單數成員組成,設監事長、副監事長各一名,監事若干名。每屆任期為三年,可連選連任。

(三)監事會會議每三個月召開一次。會議在有過半數監事會成員出席時,方可議決事宜,決議須獲出席成員的絕對多數贊同票方為有效。

第九條——行使本會負責之方式:

本會所有行為、合約及文件須由會員大會主席和理事會理事長共同簽署方可生效。

第四章

經費

第十條——本會經費源於會員會費及各界人士贊助,倘有不敷或特別需用款時,得由理事會決議籌募之。

第五章

章程修改及解散

第十一條——本章程經會員大會通過後施行。

第十二條——本章程的修改,須獲出席會員大會之會員四分之三之贊同票通過方能成立。

第十三條——本會解散決議,須獲全體會員四分之三之贊同票通過方能成立。

第六章

附則

第十四條——本會章程之解釋權屬會員大會;本會章程由會員大會通過之日起生效,若有未盡善之處,經由會員大會討論通過修訂。

第十五條——本章程所未規範事宜,概依澳門現行法律執行。

二零二一年五月十四日

私人公證員 杜新源

Cartório Privado, em Macau, aos 14 de Maio de 2021. — O Notário, Rodrigo Mendia de Castro.


第 一 公 證 署

證 明

余豐載堂(家族)

為着公佈之目的,茲證明上述社團的修改章程文本自二零二一年五月十七日,存放於本署的社團及財團存檔文件內,檔案組2號094/2021。

余豐載堂(家族)

IU FONG CHOI TONG (FAMÍLIA DE)

章程修改

Artigo segundo

Natureza, fins e sede

A Associação é uma organização de fins não lucrativos, com duração indeterminada, tem por fim estreitar ligações entre os indivíduos de famílias IU, IÜ, U, YU ou YEE, em chinês “余”, promovendo amizade e solidariedade, e tem a sua sede na Praça de Ponte e Horta, n.º 27, Hoi Wan, rés-do-chão «E», em Macau.

二零二一年五月十七日於第一公證署

公證員 李宗興


第 一 公 證 署

證 明

大昌體育會

為着公佈之目的,茲證明上述社團的修改章程文本自二零二一年五月二十日,存放於本署的社團及財團存檔文件內,檔案組2號097/2021。

大昌體育會

修改章程

第七條——會員大會:

(1)會員大會為本會最高權力機關,由全體會員組成,每年最少召開一次,亦可由理事長召開臨時會議;召開會議必須以書面提前14日,以掛號信或簽收之方式通知會員,和明確日期、時間、地點及議程;

(2)會員大會第一次召集時,最少四分之三會員出席;

(3)會員大會之一般會議必須每年最少召開一次;

(4)修改本會章程之決議,須獲出席會員四分之三的贊同票;解散本會的決議須獲全體會員四分之三的贊同票。

第八條——理事會:

理事會成員由會員大會上推選產生,理事長一名,副理事長,理事等組成;理事會成員最少3人最多15且需為單數。理事會為本會執行機關,其職權如下:

(1)籌招開會員大會;

(2)執行本會決議;

(3)報告工作進度及策劃活動。

第九條——監事會:

監事會成員由會員大會上推選產生,監事長一名,副監事長,監事等組成;監事會成員最少3人最多15且需為單數。監事會為本會監察機關,除法律規定外其職權如下:

(4)報告財政狀況。

二零二一年五月二十日於第一公證署

公證員 李宗興


第 一 公 證 署

證 明

澳門電業工會

為着公佈之目的,茲證明上述社團的修改章程文本自二零二一年五月十七日,存放於本署的社團及財團存檔文件內,檔案組2號095/2021。

澳門電業工會章程

第二條:本會會址設於澳門巴冷登街1-A恆隆大廈一樓A座。

二零二一年五月十七日於第一公證署

公證員 李宗興


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

澳門熱血演藝協會

為公佈的目的,茲證明上述社團的修改章程文本已於二零二一年五月十四日存檔於本署2021/ASS/M3檔案組內,編號為160號。該修改章程文本如下:

第一章第二條第一款:秉承關懷青年,服務青年精神,團結各方青年能力者、表演者、藝術家及熱愛舞臺的人士參與本會不定期舉辦或跟別的團體合辦的表演節目或任何演藝項目的製作;

第一章第二條第二款:以青年舞臺表演為主軸,與其他團體、企業、協會或組織等參與任何類別的共同項目,以達到演藝文化上的多變性質以及成為澳門文化上的主導;

第一章第二條第三款:提供專業及多元化演藝活動,通過活動互相學習,互相交流,開拓視野,廣泛凝聚各界青年積極力量,讓青年在活動探索中獲得鍛煉機會,讓各方熱愛演藝的青年可透過本會作橋樑而聚結,提高整體素質,引導青年健康成長,提升自我價值;

二零二一年五月十四日於第二公證署

一等助理員 蘇偉昌Sou Wai Cheong


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

中國文化基金會

為公佈的目的,茲證明上述社團的修改章程文本已於二零二零年十一月五日存檔於本署2020/ASS/M4檔案組內,編號為270號。該修改章程文本如下:

第一章第二條:基金會設於澳門宋玉生廣場336號誠豐商業中心3樓B-C座。為實現宗旨,可在認為適宜及有需要時,設立代表處或任何其他形式的代表機構或遷至本澳其他地方。

二零二一年五月十二日於第二公證署

首席助理員 黃慧華Wong Wai Wa


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

澳科鄒北記體育會

為公佈的目的,茲證明上述社團的修改章程文本已於二零二一年五月十四日存檔於本署2021/ASS/M3檔案組內,編號為159號。該修改全部章程文本如下:

澳科鄒北記體育會

章程

第一條——《澳科鄒北記體育會》是一個不牟利的社團,培養青少年對運動的興趣,其宗旨是推廣和發展體育運動,參與官方或民間舉辦的各類體育賽事及活動,同時開展文化及康樂活動。

(以下簡稱本會)。

本會會址:澳門連勝馬路47號地下。

第二條——會員的權利

(a)參加本會的會員大會;

(b)根據章程選舉或被選舉入領導機關;

(c)參加本會的活動。

第三條——會員的義務

(a)維護本會的聲譽,促進本會的進步和發展;

(b)遵守章程的規定及本會領導機關的決議;

(c)繳交會費。

第四條——所有感興趣者,只要接受本會章程,並登記註冊後,經理事會批准後便即成為本會會員。

第五條——會員的言行若有損害本會聲譽者,經理事會議決後便可被開除會籍。

第六條——組織機關

一、本會設以下幾個機關:會員大會,理事會和監事會。上述機關之據位人是在會員大會上由會員選舉產生,任期三年,並可連任。

二、會內各機關均可以下列任一方式舉行會議:

(a)透過召集書明確指定的地點與時間,由會員親身或透過受權人出席的現場會議;

(b)以視像或類似方式,同時在不同地方進行的同步會議。

第七條——會員大會

一、會員大會由所有會員組成,並由會員大會選舉產生一名會長、一名副會長和一名秘書。會員大會每年至少召開一次或者在必要的情況下,由理事會按本章程所定之條件進行召開,但至少要提前八日以掛號信或簽收方式通知(通知書上須列明開會之日期,時間,地點及議程)。會員大會之出席人數,於通告指定之時間若有過半數會員出席,又或三十分鐘後第二次召開會議若有三分之一會員出席時,則該次會員大會均視為合法。

二、會員大會對議案進行表決,採取一人一票的投票方式,除本章程或法律另行規定情況外,任何議案均須取得出席會員之絕對多數票通過,方為有效;如表決時贊成與反對的票數相同,則由會長投下決定性的一票。

三、修改本會章程之決議,須獲出席會員四分之三的贊同票;解散本會的決議,須獲全體會員四分之三的贊同票。

第八條——理事會是本會的最高執行機關,負責日常的會務管理(社會、行政、財政和紀律管理)。

理事會由一名理事長,一名副理事長及若干名理事所組成,最少三人,但總人數必須為單數。

第九條——監事會

一、監事會的權限:

(a)監督理事會之運作;

(b)查核本會之財產;

(c)就其監察活動編制年度報告;

(d)履行法律及本會章程所載之其他義務。

二、監事會由五位成員組成,設一名監事長,一名副監事長,一名秘書和兩名監事。

第十條——任何具法律效力和約束力的文件和合約,必須由會長或理事長連同其中一名理事聯署方能生效。

第十一條——本會的主要財政來源是會費、捐贈及其他機構資助。

第十二條——本會的經費應該和其收入平衡。

第十三條——本章程若有遺漏之處,必須由會員大會修訂解決。

第十四條——本會使用以下圖案作為會徽。

二零二一年五月十四日於第二公證署

一等助理員 蘇偉昌 Sou Wai Cheong


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

澳門羽毛球總會

Federação de Badminton de Macau

為公佈的目的,茲證明上述社團的修改章程文本已於二零二一年五月十三日存檔於本署2021/ASS/M3檔案組內,編號為155號。該修改章程文本如下:

第四條

會員分類

本會的會員分為:

一、正式會員:凡在澳門依法註冊並獲澳門體育局認可之非牟利私法人均可申請加入本會成為正式會員。遞交入會申請及相關文件後,經理事會審核批准,並繳交入會會費後,即可成為正式會員;

二、名譽會員:經理事會議決通過,對本會或澳門羽毛球運動有卓越貢獻的個人,可獲授予名譽會員資格,並可獲聘任為本會榮譽會長、名譽會長、名譽顧問、顧問等名譽職務。名譽會員可獲豁免繳交會費,亦可出席會員大會會議,但不享有投票權、選舉及被選舉權。

第八條

組織架構

本會的組織架構分為:

一、會員大會;

二、理事會;

三、監事會;

四、審判委員會。

第九條

會員大會的組成及召開

二、會員大會主席團由會員大會選出,由一名會長、三至九名副會長及兩名秘書組成,任期兩年,連選得連任。會長之職責為主持會員大會,當會長缺席時,由大會推選其中一名副會長或組織架構之其他機關成員代行其職責;

四、當理事會認為有需要時,可由理事會召集會員大會之特別會議,或應監事會、審判委員會或半數以上之正式會員之要求而召集;

五、會議召集書應於會議舉行前至少八天以掛號信形式郵寄至各會員及管理機關的聯絡地址或以由會員法定代表簽收之方式代替,並在同一期間把召集通知書刊登在本地一份中文報章上。會議召集書應註明會議召開的日期、時間、地點和議程。

第十一條

理事會的組成及召開

一、理事會由一名理事長、二至四名副理事長、一名秘書長、一名司庫及十至十六名理事組成,理事會成員的總數必須為單數。理事會成員由會員大會選出,任期兩年,連選得連任;

四、理事會會議也可以透過以視像方式或其他類似方式同時在不同地方進行;以上述方式進行會議時,須確保在不同地方出席會議之成員能適當參與會議及直接對話;

五、理事會會議僅在過半數成員出席之情況下,方可作出決議;

六、理事會決議須以出席會議理事的過半數票通過,理事長或其替補人在理事會之決議上有決定性一票;

七、理事長因事暫時不能視事,由理事長委任其中一名副理事長代行。

八、理事長可解決本會緊急問題,但事後需在接著的理事會會議中報告及確認。

第十三條

監事會的組成及召開

一、監事會由一名監事長及二至六名監事組成,監事會成員的總數必須為單數,監事會成員由會員大會選出,任期兩年,連選得連任;

第四節

審判委員會

第十五條

審判委員會的組成及召開

一、審判委員會由一名主席及二至六名委員組成,審判委員會成員的總數必須為單數,審判委員會成員由會員大會選出,任期兩年,連選得連任;

二、審判委員會成員須由熟悉羽毛球賽例及技術問題的合資格人士擔任;

三、審判委員會僅在過半數成員出席之情況下,方可作出決議。

第十六條

審判委員會的職權

審判委員會的職權如下:

一、在理事會的要求下,對在澳門舉辦的羽毛球賽事中出現的爭議事件的調查案卷及紀律程序提交意見,供理事會審核及裁決;

二、應理事會要求,對其它事項提交意見;

三、當認為有必要時,要求召開會員大會。

第十八條

程序

四、會員大會有權根據理事會之提議及審判委員會之意見對嚴重違反紀律的會員作出開除會籍的處分。

二零二一年五月十三日於第二公證署

一等助理員 蘇偉昌Sou Wai Cheong


CARTÓRIO PRIVADO

MACAU

CERTIFICADO

Associação de Federação e Comercial União de Shun De de Macau

Certifico, para efeitos de publicação, que foi depositada neste Cartório, em 17 de Maio de 2021, sob o n.º 1, a fls. 1, de documentos autenticados de constituição de associações e de instituição de fundações, referente ao ano de 2021, a declaração, com termo de autenticação, de alteração parcial dos estatutos da Associação de Federação e Comercial União de Shun De de Macau, em chinês, 澳門順德工商業聯合會 e, em inglês, Shun De Federation & Commercial Union Association of Macao, com sede em Macau, 澳門美基街15號地下A舖, com o seguinte teor:

“第三條——會址:澳門慕拉士大馬路221號南方工業大廈第一座七樓B座”

私人公證員 蘇雷

Está conforme.

Cartório Privado, em Macau, aos 18 de Maio de 2021. — O Notário, Rui Sousa.


CARTÓRIO PRIVADO

MACAU

CERTIFICADO

澳門紅街市平安福音堂

為着公佈之目的,茲證明上述社團的修改章程文本已於二零二一年五月十四日存檔於本私人公證署“2021年社團及財團文件檔案組”第1/2021檔案組內,編號為10,章程條文內容載於附件。

Para efeitos de publicação, certifico o presente exemplar do acto de alteração dos estatutos da Associação acima referida, do teor em anexo, cujo instrumento de onde foi extraído se encontra arquivado neste Cartório em 14 de Maio de 2021, sob o número 10 do maço número 1/2021 de documentos referentes à criação de associações e à instituição de fundações do ano 2021.

「澳門紅街市平安福音堂」章程第10條第3款及第12條第4款將修改為如下:

第10條第3款——10.3 理事會任期為三年,連選得連任。

第12條第4款——12.4 監事會任期為三年,連選得連任。

二零二一年五月十四日於澳門

私人公證員 麥興業

Cartório Privado, em Macau, aos 14 de Maio de 2021. — O Notário, Mak Heng Ip.


CARTÓRIO PRIVADO

MACAU

CERTIFICADO

Associação de Karate-Do Shotokan Koinuma Obukan

Certifico, por extracto, que por documento autenticado outorgado em 20 de Maio de 2021, arquivado neste Cartório e registado sob o n.º 1 do Maço de Documentos Autenticados de Constituição de Associações e de Instituição de Fundações e Alterações dos Estatutos n.º 1/2021-B, foi alterado o artigo 3.º e adicionar o artigo 11.º dos estatutos da associação com a denominação em epígrafe, o qual passará a ter a redacção constante do documento anexo.

第三條

會址

本會之會址設於澳門氹仔廣東大馬路鴻業大廈12樓B座。

第十一條

會印章

私人公證員 蘇雅麗

Cartório Privado, em Macau, aos 20 de Maio de 2021. — A Notária, Ana Soares.


中國建設銀行澳門分行

試算表於二零二一年三月三十一日

總經理         會計主管

黃霞             程曉東


螞蟻銀行(澳門)股份有限公司

試算表於二零二零年十二月三十一日(更正)

行長                             財務

    李荊                            葉嘉


廣發銀行股份有限公司澳門分行

試算表於二零二零年十二月三十一日

副行長                              會計主管

黃強                                    庄哲


立橋銀行股份有限公司

試算表(修訂)

於二零二零年十二月三十一日

首席執行官                                    執行董事

鍾兆輝                                           黃瑞升


澳門發展銀行股份有限公司

試算表於二零二零年十二月三十一日(更正)

行長                        副行長

杜淼淼                     劉振明


Sun Hung Kai Investment Services Limited (Sucursal de Macau)

(Publicações ao abrigo do artigo 76.º do RJSF, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 32/93/M, de 5 de Julho)

Demonstração de Resultados de 1 de Janeiro de 2020 até 31 de Dezembro de 2020

Patacas

Directora da Sucursal de Macau

Ao Ieong Choi Chan

Vice-Presidente Sénior da Sucursal

Kong Siu Tin

Balanço Anual em 31 de Dezembro de 2020

Patacas

Relatório de Actividades do Conselho de Administração

Resultados

Até 31 de Dezembro de 2020, a Sun Hung Kai Investment Services Limited (Sucursal de Macau) [doravante denominada simplesmente Sucursal] registou rendimentos operacionais de 17.937.967 patacas e lucros após impostos de 3.498.412 patacas.

Revisão de Actividades

Devido ao impacto da epidemia, o mercado global de investimentos sofreu de uma flutuação significativa em 2020. Os principais mercados de acções desceram significativamente dos pontos altos em Fevereiro e até atingiram o ponto mais baixo do ano em Março. Em seguida, diversos países lançaram medidas de estímulo económico, o que levou a um aumento contínuo dos índices e transacções de acções, em que as empresas de economia emergente se tornaram o centro das atenções. Apesar de ser um ano com muitas mudanças, a sucursal registou um elevado crescimento nos rendimentos da comissão de corretagem. Os rendimentos operacionais em geral registaram um aumento de 58,9% em comparação com 2019; as despesas operacionais aumentaram 58,0%, resultando num aumento de 68,3% nos lucros após impostos.

Desenvolvimento de actividades

Everbright Sun Hung Kai explorou activamente os seus negócios e continuou a reforçar a sua marca em 2020. Após um ano de crescimento e desenvolvimento, a força global de Everbright Sun Hung Kai foi reforçada e a sua posição no sector continua a subir.

Olhando para 2021, espera-se que a epidemia seja controlada com a vacinação generalizada e que a economia mostre uma recuperação, e os investidores vão tomar uma atitude cautelosa e optimistas. Vamo-nos esforçar por desenvolver outros negócios de produtos financeiros para prestar serviços de gestão de património de one-stop aos nossos clientes, aumentar os rendimentos e, ao mesmo tempo reforçar a gestão de risco.

Continuaremos a recrutar talentos financeiros e a formar activamente licenciados das universidades locais para se tornarem gerentes de clientes profissionais e qualificados, de modo a contribuir para a indústria financeira em Macau.

Sendo um membro de Everbright Sun Hung Kai, a Sucursal de Macau está empenhada em alcançar um desenvolvimento de alta qualidade sob a premissa de controlo de risco eficaz, adapta-se à nova era, embarcando numa nova viagem, criando uma nova atmosfera e realizando novas conquistas. Além disso, insistimos no compromisso do Grupo de colocar os interesses dos clientes em primeiro lugar e prestar serviços financeiros de qualidade aos investidores em Macau.

Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações Financeiras Resumidas

A gerência do Sun Hung Kai Investment Services Limited (Sucursal de Macau)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras do Sun Hung Kai Investment Services Limited (Sucursal de Macau). relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 24 de Março de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que acima se alude compreendem a demonstração da Balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações na conta de sede e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira do Sun Hung Kai Investment Services Limited (Sucursal de Macau) e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

BAO King To (Contabilista Habilitado a Exercer a Profissão)
Ernst & Young — Auditores

Macau
24 de Março de 2021


MACAU PASS S.A.

(Publicações ao abrigo do artigo 75.º do R.J.S.F., aprovado pelo Decreto-Lei n.º 32/93/M, de 5 de Julho)

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

(MOP)

(MOP)

(MOP)

Demonstração de resultados do exercício de 2020

Conta de exploração

(MOP)

Conta de lucros e perdas

(MOP)

O Administrador,
Liu Cheuk Yin

O Chefe da Contabilidade,
Wong Wai Ngon

Relatório do Conselho de Administração de 2020

Resumo das Actividades

Em 2020, a economia de Macau foi severamente afectada pela epidemia de COVID-19, que gerou um impacto significativo em todos os setores de actividade económica. A operação da Macau Pass encontrou dificuldades, e a transacção em pagamento adquirente de turistas registou uma grande diminuição de mais de 35% em comparação com 2019. Impulsionado pela nova tendência de pagamento electrónico em Macau e pelos esforços de todo o pessoal da companhia, o MPay registou um crescimento superior a 3 vezes, no entanto o cartão “Macau Pass” registou uma diminuição de mais de 9% devido à alternativa do projecto de “Cartão de Consumo”.

Até 31 de Dezembro de 2020, a perda anual registada foi de 11,56 milhões de patacas (o lucro do mesmo período de 2019 foi de 35,6 milhões de patacas).

Projecto de “Cartão de Consumo” que beneficia os residentes

A fim de impulsionar a economia, o Governo da RAEM lançou o projecto de “Cartão de Consumo Eléctrico” para promover “Consumir pela economia”.

A nossa companhia foi responsável pela promoção e implementação do referido projecto.

Desde o confinamento nacional até a retomada rigorosa do trabalho no período posterior, mesmo que a logística mundial estava semi-suspensa, a nossa companhia recolheu os chips de pagamento relevantes em todo o mundo para diversificar os riscos e produzir através de múltiplos canais. Entregamos o primeiro lote de novos cartões no prazo de 5 semanas, concluímos o sistema de distribuição e monitoramento e o sistema de software de processamento de transacções back-end dentro de 2 meses, e completamos a abertura de conta, instalação de dispositivos e formação para 6000 novos estabelecimentos comerciais no prazo de 3 meses. Processamos 250.000 transacções relacionadas com o “Cartão de Consumo” por dia, bem como os trabalhos de verificação de números e liquidação de mais de 7000 estabelecimentos comerciais e microempresas, e enviamos os relatórios aos departamentos governamentais relevantes após análise.

Assumir a responsabilidade social e patrocinar o projecto de “Cartão de Consumo”

A Macau Pass assumiu mais de 20 milhões de patacas das despesas directas do projecto de “Cartão de Consumo”, incluindo a produção de mais de 700 mil novos cartões de consumo especiais, o desenvolvimento dos sistemas relevantes de distribuição, gestão e controlo, liquidação e relatório, além disso não cobrou a taxa de administração de transacções do projecto de “Cartão de Consumo” da 1.ª fase, mobilizou todo o pessoal da companhia e recrutou mais de 100 funcionários temporários. Todas as despesas foram pagas pela companhia.

Todos os funcionários da Macau Pass têm-se dedicado no projecto de “Cartão de Consumo”, trabalhado incansavelmente dia e noite com o Governo para servir o público em geral e os estabelecimentos comerciais, a fim de assegurar a implementação do projecto de “Cartão de Consumo” com erro zero. O Conselho de Administração gostaria de expressar o seu profundo respeito a todos os colegas pela sua dedicação abnegada e agradecer aos cidadãos e aos estabelecimentos comerciais pelo seu apoio e tolerância ao funcionamento e arranjos do projecto de “Cartão de Consumo” e pelas suas valiosas sugestões.

Perspectivas para 2021

A companhia continuará a investir mais recursos para fortalecer a segurança cibernética, controlo de riscos, monitoramento de dados e capacidade de processamento, melhorar o sistema e o processo de diversos negócios, fortalecer os serviços de apoio aos estabelecimentos comerciais, fornecer funções de pagamento pessoais diversificadas e convenientes, acelerar o pagamento interconectado na Grande Baía e aumentar as aplicações de pagamento transfronteiriço e online.

Sob o impacto de COVID-19, devido à incerteza de uma recuperação completa da indústria do turismo e a um ambiente de competição severo, 2021 será um ano cheio de desafios. A Macau Pass trabalhará em conjunto com todos para enfrentar os novos desafios em 2021.

Presidente do Conselho de Administração

Liu Hei Wan

Macau, aos 31 de Março de 2021

Parecer do Fiscal Único

Nos termos do Código Comercial e dos Estatutos da Companhia, o Fiscal Único supervisionou a administração da MACAU PASS S.A. ao longo do ano de 2020 até dia 31 de Dezembro, acompanhou a actividade da Companhia, e obteve todas as informações e esclarecimentos que considerou necessários. O Fiscal Único considera que as demonstrações financeiras e relatório de actividade estão correctos e completos, explicando de forma breve e clara a situação financeira da Companhia, o desenvolvimento das suas actividades e os resultados das operações referentes ao exercício do ano 2020. O Fiscal Único não verificou qualquer irregularidade nem acto ilícito.

Proponho à Assembleia Geral a aprovação do relatório das actividades financeiras do ano até ao dia 31 de Dezembro de 2020, submetido pelo Conselho de Administração.

O Fiscal Único, Wu Chun Sang, Contabilista Habilitado a Exercer a Profissão.

Macau, aos 31 de Março de 2021

RELATÓRIO DO AUDITOR EXTERNOS SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RESUMIDAS

PARA OS ACCIONISTAS DO MACAU PASS S.A.
(constituída em Macau como sociedade anónima de responsabilidade limitada)

As demonstrações financeiras resumidas anexas da Macau Pass S.A. (a Sociedade) referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 resultam das demonstrações financeiras auditadas da Sociedade referentes ao exercício findo naquela data. Estas demonstrações financeiras resumidas, as quais compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020 e a demonstração dos resultados do exercício findo naquela data, são da responsabilidade do Conselho de Administração da Sociedade. A nossa responsabilidade consiste em expressar uma opinião, unicamente dirigida a V. Exas. enquanto Accionistas, sobre se as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas da Sociedade, e sem qualquer outra finalidade. Não assumimos responsabilidade nem aceitamos obrigações perante terceiros pelo conteúdo deste relatório.

Auditámos as demonstrações financeiras da Sociedade referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 de acordo com as Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria emitidas pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau, e expressámos a nossa opinião sem reservas sobre estas demonstrações financeiras, no relatório de 31 de Março de 2021.

As demonstrações financeiras auditadas compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020, a demonstração dos resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração dos fluxos de caixa do exercício findo naquela data, e um resumo das principais políticas contabilísticas.

Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas da Sociedade.

Para uma melhor compreensão da posição financeira da Sociedade, dos resultados das suas operações e do âmbito da nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas em anexo devem ser lidas em conjunto com as demonstrações financeiras auditadas e com o respectivo relatório do auditor independente.

Li Ching Lap, Bernard

Contabilista Habilitado a Exercer a Profissão

PricewaterhouseCoopers

Macau, 23 de Abril de 2021

Lista das instituições que detém participação superior a 5% do respectivo capital social ou superior a 5% dos seus fundos próprios:

Nenhuma

Lista dos accionistas qualificados

Mesa da Assembleia Geral

Macau Pass Holding Limited

Presidente: Liu Hei Wan

Secretário: Wong Wai Ngon

ORGÃOS SOCIAIS

Conselho Fiscal

Fiscal Único: Wu Chun Sang

Conselho de Administração

Presidente: Liu Hei Wan

Administrador: Liu Cheuk Yin

Administrador: Liu Cheuk Ming

Administrador: Lao Kin Keong

Administrador: Vong Chak Kin

Secretário da Companhia: Wong Wai Ngon

Macau, aos 31 de Março de 2021.


BANCO COMERCIAL HUA NAN, S.A. — Sucursal de Macau

(Publicação ao abrigo do artigo 76 do RJSF aprovado pelo Decreto-Lei n.º 32/93/M, de 5 de Julho)

Balanço Anual em 31 de Dezembro de 2020

MOP

MOP

MOP

Demonstração de Resultados do Exercício e 2020

Conta de Exploração

MOP

Conta de Lucros e Perdas

MOP

Síntese do Relatório de Actividades

O Banco Comercial Hua Nan foi fundado em 1919 e tem a sua sede na Cidade de Taipé em Taiwan, detendo, actualmente, um capital social no valor de 85,9 mil milhões de dólares de Taiwan. No ano transacto, embora as operações de empréstimo desta sucursal tenham tido um desenvolvimento estável, o saldo foi prejudicado pela elevada provisão específica destinada a assegurar a qualidade dos activos. Prevê-se assim que, para o ano corrente, o resultado do exercício desta sucursal venha a retomar a tendência de crescimento, na sequência do melhoramento gradual da situação epidemiológica e da perspectiva de melhoria da conjuntura na Grande China.

Esta sucursal irá prosseguir com a optimização da gestão interna e com a gestão de risco, bem como, em observância da regulamentação das autoridades competentes de Macau e da sede, assegurará os valores fundamentais «confiança, zelo e inovação», procurando expandir as actividades de modo a proporcionar serviços mais diversificados e de alta qualidade aos seus clientes.

7 de Abril de 2021

A Gerente, Hsiao, Ya-Chin

RELATÓRIO DOS AUDITORES EXTERNOS SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RESUMIDAS

PARA A GERÊNCIA DO BANCO COMERCIAL HUA NAN, S.A., SUCURSAL DE MACAU

As demonstrações financeiras resumidas anexas do Banco Comercial Hua Nan, S.A., Sucursal de Macau (Sucursal) referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 resultam das demonstrações financeiras auditadas e dos registos contabilísticos da Sucursal referentes ao exercício findo naquela data. Estas demonstrações financeiras resumidas, as quais compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020 e a demonstração dos resultados do exercício findo naquela data, são da responsabilidade da Gerência da Sucursal. A nossa responsabilidade consiste em expressar uma opinião, unicamente dirigida a V. Exas. enquanto Gerência, sobre se as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos da Sucursal, e sem qualquer outra finalidade. Não assumimos responsabilidade nem aceitamos obrigações perante terceiros pelo conteúdo deste relatório.

Auditámos as demonstrações financeiras da Sucursal referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 de acordo com as Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria emitidas pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau, e expressámos a nossa opinião sem reservas sobre estas demonstrações financeiras, no relatório de 31 de Março de 2021.

As demonstrações financeiras auditadas compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020, a demonstração dos resultados, a demonstração de alterações nas reservas e a demonstração dos fluxos de caixa do exercício findo naquela data, e um resumo das principais políticas contabilísticas e outras notas explicativas.

Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos da Sucursal.

Para uma melhor compreensão da posição financeira da Sucursal, dos resultados das suas operações e do âmbito da nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas em anexo devem ser lidas em conjunto com as demonstrações financeiras auditadas e com o respectivo relatório do auditor independente.

Ng Wai Ying
Contabilista Habilitado a exercer a Profissão
PricewaterhouseCoopers

Macau, 28 de Abril de 2021


Banco Agrícola da China Limitada

SUCURSAL DE MACAU

(Publicações ao abrigo do artigo 76 do RJSF aprovado pelo Decreto-Lei n.º 32/93M, de 5 de Julho)

BALANÇO ANUAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2020

MOP

MOP

MOP

DEMONSTRACAO DE RESULTADOS DO PERÍODO ENTRE 1 DE JANEIRO DE 2020 A 31 DE DEZEMBRO DE 2020

CONTA DE EXPLORAÇÃO

MOP

CONTA DE LUCROS E PERDAS

MOP

Director-Geral
Lin Ruijie

A Chefe da Contabilidade
Su Liwei

Macau, 10 de Maio de 2021

Relatório do desenvolvimento de negócios

No ano de 2020, a economia mundial foi gravemente influída e a de Macau foi, também, profundamente afectada pela pandemia da pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus a varrer o mundo inteiro. Todos os sectores da sociedade têm-se mantido unidos e solidários para superação conjunta das dificuldades sob a orientação do Governo da Região Administrativa Especial de Macau; assim sendo, a economia já recuparou de forma constante. Para além de continuar a combater à pandemia, o Banco não só tenha activamente apoiado as indústrias significadas no que diz respeito aos sectores de transportes aéreo e de turismo e lazer, entre outros aspectos, como também tenha fortemente concentrado na integração da construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, pelo que se desenvolveram os negócios de forma ordenada e estável.

Em 2021, perante a severa conjuntura constante da prevenção e controlo da pandemia, o proteccionismo comercial global e o unilateralismo estão gradualmente promovidos em alguns países e regiões, causando significantemente o aumento da incerteza em termos da economia mundial. O Banco continuará atentos às mudanças do ambiente económico externo e a aproveitar a oportunidade histórica relativa à construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau e a consolidar o pleno controlo de conformidade e de gestão de riscos; simultaneamente, irá avançar para enriquecer o tipo dos produtos financeiros e apoiar fortemente o desenvolvimento do sector financeiro moderno de Macau, no sentido da concretização dos objectivos delineados na construção quanto a «um Centro, uma Plataforma, uma Base» de Macau.

Banco Agrícola da China Limitada Sucursal de Macau
Director-Geral
Lin Ruijie

Síntese do parecer dos auditores externos

Para a Gerente-geral do Banco Agrícola da China Limitada Sucursal de Macau

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras do Banco Agrícola da China Limitada Sucursal de Macau relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 10 de Maio de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações da conta corrente com a sede e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira do Banco Agrícola da China Limitada Sucursal de Macau e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Kwok Sze Man
Contabilista Habilitado a Exercer a Profissão
Deloitte Touche Tohmatsu — Sociedade de Auditores
Macau, 10 de Maio de 2021


Global Pagamentos Ásia – Pacífico Macau, S.A.

(Publicações ao abrigo do artigo 75 do RJSF aprovado pelo Decreto-Lei n.º 32/93M, de 5 de Julho)

Balanço Anual em 31 de Dezembro de 2020

MOP

MOP

Demonstração de Resultados do Exercício de 2020

Conta de Exploração

MOP

Conta de lucros e Perdas

MOP

Adminstrador

Chefe da Contabilidade

Konrad Chan

Suki Hui

Síntese do Relatório das Actividades

Sob o impacto da epidemia em 2020, a Companhia tem mantido um serviço de pagamento estável e de alta qualidade para todos os estabelecimentos comerciais. Ao mesmo tempo, a Companhia desenvolveu activamente vários meios de pagamento durante o ano a fim de ajudar os estabelecimentos comerciais a manter e promover os seus negócios sob impacto da epidemia.

Em 2021, continuamos a desenvolver tecnologia de todos os meios de pagamento, com esperança de melhorar experiência de compra e pagamento dos residentes e visitantes de Macau, ajudando através desta forma os estabelecimentos comerciais a fornecer os melhores serviços, continuamos a caminhar em frente nesta onda da tecnologia digital!

Konrad Chan
Presidente do Conselho de Administração
Macau, aos 8 de Abril de 2021.

Parecer do Conselho Fiscal

Nos termos do Código Comercial e dos Estatutos da Companhia, o Conselho Fiscal supervisionou a administração da Global Pagamentos Ásia — Pacífico Macau, S.A., ao longo do ano de 2020, até ao dia 31 de Dezembro, acompanhou a actividade da Companhia, e obteve todas as informações e esclarecimentos que considerou necessários. O Conselho Fiscal considera que as demonstrações financeiras e relatório de actividade estão correctos e completos, explicando de forma breve e clara a situação financeira da Companhia, o desenvolvimento das suas actividades e os resultados das operações referentes ao exercício do ano. O Conselho Fiscal não verificou qualquer irregularidade nem acto ilícito.

Portanto, o Conselho Fiscal considera que as demonstrações financeiras e relatórios aprovados pelo Conselho de Administração podem ser apresentados à Assembleia Geral de Accionistas para apreciação.

Conselho Fiscal
Macau, aos 12 de Abril de 2021.

Síntese do parecer dos auditores externos

Para os accionistas do Global Pagamentos Ásia — Pacífico Macau S.A.

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras do Global Pagamentos Ásia — Pacífico Macau S.A. relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 31 de Março de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira do Global Pagamentos Ásia — Pacífico Macau S.A. e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Kwok Sze Man

Contabilista Habilitado a exercer a Profissão
Deloitte Touche Tohmatsu — Sociedade de Auditores

Macau, aos 31 de Março de 2021

Instituições em que detém participação superior a 5% do capital ou superior a 5% dos fundos próprios na presente companhia:

Nenhuma

Lista de accionistas qualificados:

Global Payments Asia-Pacific Limited

Global Payments Asia-Pacific (Hong Kong) Limited

Global Payments Asia Pacific (Hong Kong Holding) Limited

Titulares de órgãos sociais

Assembleia Geral de Accionistas

Presidente Konrad Chan

Secretário: Edith Fátima do Rosário

Conselho de Administração

Presidente: Konrad Chan

Membro: Edith Fátima do Rosário

Membro: Zhang Huan Yan

Conselho Fiscal

Presidente: David Lawrence Green

Membro: Ho Siu Hong

Membro: João José Rodrigues Monteiro

Secretário da Companhia

Edith Fátima do Rosário


BANCO NACIONAL ULTRAMARINO, S.A.

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

MOP

MOP

MOP

Demonstração de resultados do exercício de 2020

Conta de Exploração

MOP

Demonstração de resultados do exercício de 2020

Conta de Lucros e Perdas

MOP

O Responsável pela Contabilidade
Evan Cheang

Presidente da Comissão Executiva
Carlos Manuel Sobral Cid da Costa Álvares

Banco Nacional Ultramarino, S.A.

Síntese do Relatório de Gestão

O Banco Nacional Ultramarino, S.A. (“BNU ou o Banco”) é uma sociedade de responsabilidade limitada constituída na Região Administrativa Especial de Macau (“RAEM” ou “Macau”) e detém uma licença bancária ao abrigo das leis da RAEM.

O único accionista final do Banco é a Caixa Geral de Depósitos, S.A, (“CGD”) um banco integralmente detido pelo Estado Português. A CGD é o maior banco em Portugal com uma forte presença internacional, especialmente na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (“CPLP”)

O BNU foi criado em 1902. É um banco comercial e é um dos dois bancos com responsabilidade pela emissão de Patacas na RAEM.

O Banco desenvolve a sua principal actividade em Macau, onde dispõe de uma rede de vinte agências. Tem também uma Sucursal em Hengqin, o veículo primordial do Banco para participar no desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau e aproveitar as suas oportunidades de negócio, e um escritório de representação em Xangai.

Tirando também partido da presença do Grupo CGD na CPLP, o Banco continua a posicionar-se para ser o parceiro preferido das empresas destes países que desejam desenvolver negócios com a China.

Enquadramento Macroeconómico1

O Produto Interno Bruto (“PIB”) de Macau diminuiu em termos reais 56,3 % em 2020 devido à forte queda das exportações de serviços e também à diminuição das despesas de investimento e do consumo privado.

Em consequência da pandemia Covid-19 e das restrições na entrada, o número de visitantes em Macau foi de apenas 5,9 milhões em 2020, diminuindo 85% em relação a 2019. Por esta razão, registou-se um decréscimo acentuado das receitas de Jogo e do Turismo, os principais motores da economia de Macau, que diminuíram 79,2% e 81,4% respectivamente em 2020.

A taxa de desemprego global era de 2,7% no final de 2020 (1,7% no final de 2019), permanecendo baixa em termos dos padrões internacionais e mormente tendo em conta o contexto pandémico mundial.

A taxa de inflação em 2020 foi de 0,81%, diminuindo por comparação com 2019 (2,75%).

———
1 Fonte da informação — DSEC — Direcção dos Serviços de Estatística e Censos de Macau

Destaques

Os resultados do Banco foram inevitavelmente afectados pela crise pandémica Covid-19 e pelos seus efeitos adversos nas economias internacionais e de Macau e pela redução a nível mundial das taxas de juro daí resultante.

O crédito bruto a clientes atingiu MOP 26.805,9 Milhões no fim de 2020, um aumento de 10,6 % face ao final de 2019, impulsionado pelo crescimento do crédito às grandes empresas e do crédito à habitação.

Os depósitos de clientes diminuíram ligeiramente (2,3%) devido ao decréscimo de depósitos das grandes empresas dada a redução das suas receitas. Os depósitos de clientes de retalho aumentaram, no entanto, evidenciando uma vez mais o reconhecimento dos nossos clientes do BNU como um Banco que os apoia e actua em seu benefício.

Neste contexto, o rácio de transformação de depósitos em crédito aumentou de 66,1 % em 2019 para 74,8 % em 2020.

O rácio de Crédito Vencido (> 90 dias) relativamente ao Crédito Total a Clientes, já de si baixo, reduziu-se adicionalmente para 1,1%.

Apesar do aumento do crédito, a margem financeira do BNU diminuiu MOP 66,7 Milhões (7,7%) devido ao impacto da redução das taxas de juro.

Os outros proveitos que não margem financeira diminuíram também em 2020 em MOP 131,2 Milhões (34.6%), principalmente devido à queda da actividade económica em geral e das transações de clientes em resultado da pandemia Covid-19.

Os custos de estrutura aumentaram ligeiramente em 1,7%, pois o Banco continuou a investir em tecnologia e pelo aumento dos custos com o pessoal (necessidade de atrair e reter talento num mercado laboral que se manteve altamente competitivo e reforço de colaboradores sobretudo nas áreas comerciais e de controlo interno).

As dotações para Provisões Gerais aumentaram devido ao crescimento do crédito. Apesar da diminuição do rácio de Crédito Vencido, o Banco tendo em conta o impacto a nível mundial da Covid-19 e adoptando uma abordagem forward-looking prudente, decidiu aumentar as dotações para provisões específicas.

Consequentemente, o resultado líquido do Banco diminuiu em 33,7% para MOP 420,3 Milhões.

O rácio de solvabilidade manteve um nível sólido: 20,3% no final de 2020.

O Banco continuou a investir em inovação e no desenvolvimento de novos produtos e serviços com um grande enfoque na digitalização de processos e produtos e continuará a reconhecer a alteração profunda no envolvimento digital dos clientes e a actuar proactivamente em conformidade.

A pandemia Covid-19 tem afectado severamente o mundo em que vivemos. Nestes tempos desafiantes, a primeira prioridade do BNU foi e permanece a segurança dos nossos clientes, colaboradores e do público em geral, mas o Banco tem também estado sempre empenhado em apoiar as empresas e os particulares a lidar com a recessão económica resultante da pandemia.

O Banco Nacional Ultramarino, S.A. gostaria de exprimir a sua profunda gratidão a todos os seus clientes pela sua confiança e apoio, a todos os seus colaboradores pelo seu trabalho e dedicação e ao seu accionista, Caixa Geral de Depósitos, pelo seu suporte continuado e confiança.

O Banco Nacional Ultramarino, S.A. agradece também às Autoridades de Macau, e, em particular, à Autoridade Monetária de Macau, todo o seu apoio e colaboração.

Carlos Manuel Sobral Cid da Costa Álvares

Presidente da Comissão Executiva

Parecer do Fiscal Único do Banco Nacional Ultramarino, S.A.

Senhores Accionistas:

O Conselho de Administração do Banco Nacional Ultramarino, S.A., submeteu ao Fiscal Único, nos termos e para efeitos da alínea e) do Artº. 32 dos Estatutos, para emissão de parecer, o Balanço, as Contas e o Relatório Anual respeitantes ao exercício de 2020. Complementarmente foi também enviado o Relatório dos Auditores Externos “Ernst & Young – Auditores”, sobre as contas do Banco Nacional Ultramarino, S.A., relativas àquele mesmo exercício.

O Fiscal Único acompanhou, ao longo do ano, a actividade do Banco, tendo mantido contacto regular com a Administração e dela recebido sempre e em tempo a adequada colaboração e esclarecimentos.

Analisados os documentos remetidos para parecer, constata-se que os mesmos são suficientemente claros, reflectindo a situação patrimonial e económica-financeira do Banco.

O Relatório do Conselho de Administração traduz de forma clara o desenvolvimento das actividades do Banco no decurso do exercício em apreciação.

O Relatório dos Auditores Externos, tido em devida conta pelo Fiscal Único, refere que os documentos de prestação de contas apresentados evidenciam de forma verdadeira e apropriada a situação financeira do Balanço em 31 de Dezembro de 2020, bem como os resultados das operações referentes ao exercício findo naquela data, com observância dos princípios contabilisticos da actividade Bancária.

Face ao exposto, o Fiscal Único decidiu dar parecer favorável à aprovação do :

1. Balanço e Demonstração de Resultados;

2. Relatório Anual do Conselho de Administração.

Macau, 24 de Março de 2021.

O FISCAL ÚNICO

CSC & Associados — Sociedade de Auditores

representada por Chui Sai Cheong (崔世昌)

Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações Financeiras Resumidas

Para os accionistas da Banco Nacional Ultramarino, S.A.
(sociedade por acções de responsabilidade limitada, registada em Macau)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras da Banco Nacional Ultramarino, S.A. relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 22 de Março de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira da Banco Nacional Ultramarino, S.A. e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

BAO King To (Contabilista Habilitado a exercer a Profissão)
Ernst & Young — Auditores

Macau, 22 de Março de 2021

BANCO NACIONAL ULTRAMARINO, S.A.

Instituições em que detém participação superior a 5% do respectivo capital ou superior a 5% dos seus fundos próprios:

Nada consta

Lista dos Accionistas Qualificados

• Caixa Geral de Depósitos, S.A.

99,425 %

ÓRGÃOS SOCIAIS

Mesa da Assembleia Geral

Presidente:

Joaquim Jorge Perestrelo Neto Valente

Vice-presidente:

Liu Chak Wan

Conselho de Administração

Presidente:

CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS, S.A.,

representada por José João Guilherme

Vice-presidente:

Carlos Manuel Sobral Cid da Costa Álvares

Administradores:

Tou Kei San

Tse See Fan Paul

Ieong Kim Man

João Paulo Tudela Martins

Vítor Fernando Guerreiro do Rosário

Francisco Ravara Cary (até 1 de Abril de 2020)

Maria João Borges Carioca Rodrigues (desde 21 de Agosto de 2020)

Comissão Executiva

Presidente:

Carlos Manuel Sobral Cid da Costa Álvares

Membros:

Tou Kei San

Ieong Kim Man

Vítor Fernando Guerreiro do Rosário

Fiscal Único

CSC & Associados — Sociedade de Auditores

representada por Chui Sai Cheong

Secretário da Sociedade

Pedro Afonso Correia Branco


BANCO DA CHINA, LIMITADA Sucursal de Macau

Balanço em 31 de Dezembro de 2020

PATACAS

PATACAS

PATACAS

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS DO EXERCÍCIO DE 2020

CONTA DE EXPLORAÇÃO

PATACAS

CONTA DE LUCROS E PERDAS

PATACAS

Director-Geral
Li Guang

O Chefe da Contabilidade
Jiang Lu

Síntese do Relatório do Desenvolvimento de Actividades

O ano de 2020 marcou o 70.º aniversário da Sucursal de Macau do Banco da China. Face à súbita eclosão da pandemia do novo tipo de coronavírus e ao desafio e impacto causado pelas sequentes situações atípicas e complexas dentro e fora do país, o Banco insistiu no apoio às medidas governamentais de combate à pandemia e de recuperação da indústria, tendo-se empenhado em servir o território de Macau, procurando aliviar as dificuldades e enfrentar os contratempos em conjunto com todas as àreas sociais, tendo excedido, historicamente, 10 mil milhões de patacas de receitas operacionais, foi agraciado com a “Medalha de Honra de Lótus de Prata” da RAEM.

Em relação ao desenvolvimento dos negócios, o Banco continuou a aprofundar a implementação de uma estratégia de desenvolvimento e, a apoiar as pequenas e médias empresas (PME) locais através de empréstimos contra os efeitos da pandemia, contribuindo para a sua recuperação económica. Em articulação com a construção da cidade inteligente da RAEM, participou, através da aplicação móvel do BOC Macau, no apoio ao desenvolvimento próspero do pagamento electrónico em Macau. Avançou, com renovado esforço, na transformação das suas agências tendo importado inovações através de balções inteligentes e serviços online, de modo a proporcionar, à população, uma experiência de serviço financeiro de alta qualidade. Com vista à prossecução da ordem financeira e à manutenção da estabilidade de vida da população de Macau, o Banco, na altura mais crítica da pandemia, permaneceu firme com nove agências disponíveis com serviços externos, tendo lançado sucessivamente várias medidas apoio financeiro e de alívio das dificuldades, tais como, empréstimos especializados para as PME destinados ao combate à pandemia e planos de adiamento de devolução de capitais para a hipoteca de imóveis, ajudando efectivamente à estabilidade social de Macau. No âmbito dos serviços prestados à Grande Baía, o Banco tomou a iniciativa de integrar o desenvolvimento da Grande Baía, tendo interagido activamente com as instituições dentro da fronteira e disponibilizado, aos residentes de Macau, maior conveniência para adquirir, pagar e investir no imobiliário no Interior da China. No que concerne à promoção do desenvolvimento financeiro moderno de Macau, o Banco continuou a alargar ainda mais o leque de vantagens dos negócios especializados nos títulos de dívida, e, lançou com sucesso o primeiro título de dívidaz azul em Renminbi entre as instituições comerciais no mundo e o primeiro título de dívida temático de combate à pandemia no mercado externo. Para além disso, maximizou as vantagens profissionais do Banco como plataforma de financiamento especializado, prosseguindo com a construção da plataforma de serviços financeiros entre a China e os Países da Língua Portuguesa.

O ano de 2021 corresponde ao ano do início do Décimo Quarto Plano Quinquenal do país, assim como ao primeiro ano do Grupo do Banco da China com o objectivo de “Construir um grupo bancário moderno da primeira classe do mundo”. O Banco irá continuar a realçar as vantagens do regime “Um País, Dois Sistemas”, aproveitar ao máximo as vantagens do posicionamento de Macau no ponto de intersecção do “Duplo Ciclo”, agarrar as oportunidades do mercado no desenvolvimento da Grande Baía, “Uma Faixa, Uma Rota” e a par do desenvolvimento construção dos Países da Língua Portuguesa, concretizar activamente os valores do Grupo “Serviços Distintos, Criação Estável, Abertura e Tolerância, Sinergia e Benefício Mútuo”, persistir na prestação à população de serviços financeiros de alta qualidade, insistir no apoio à construção da economia da RAEM e manter a sua estabilidade económica e financeira, contribuindo, sem qualquer reserva, para a diversificação adequada da economia de Macau.

Director-Geral

Li Guang

Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações Financeiras Resumidas

Para a Gerência do Banco da China, Limitada Sucursal de Macau

(Sucursal de um banco comercial de responsabilidade limitada, incorporada na República Popular da China)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras do Banco da China, Limitada Sucursal de Macau relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 24 de Março de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações no fundo de maneio e reservas e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira do Banco da China, Limitada Sucursal de Macau e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Bao King To

Contabilista Habilitado a exercer a Profissão

Ernst & Young — Auditores

Macau, 24 de Março de 2021.


BALANÇO ANUAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2020

MOP

MOP

* A Outra Reserva é uma reserva obrigatória no montante de 1.311.528,09 patacas. Como a Caixa Económica Postal adopta as “Macau Financial Reporting Standards” (MFRS) na preparação das suas demonstrações financeiras anuais e das provisões para as perdas de imparidade dos créditos concedidos, estas poderão ser inferiores ao nível mínimo de provisões genéricas calculadas de acordo com o Aviso n.º 18/93 da AMCM. A referida reserva obrigatória representa, pois, a diferença entre o nível mínimo e as perdas de imparidade nos termos das MFRS. Este mesmo montante, inscrito na linha «Dotações adicionais/redução para provisões conforme RJSF» da Conta de Lucros e Perdas das contas resumidas.

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS DO EXERCÍCIO DE 2020

CONTA DE EXPLORAÇÃO

MOP

CONTA DE LUCROS E PERDAS

MOP

A Comissão Administrativa: Lau Wai Meng, Tam Van Iu, Ip Chong Wa , Pedro Miguel Rodrigues Cardoso das Neves

A Chefe da Contabilidade: Lam Wai San

SÍNTESE DO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES – 2020

Até finais de 2020, o total de depósitos captados pela CEP foi de cerca de 1 303 milhões de patacas, representando um aumento de 4% em relação ao ano anterior.

O montante de novos empréstimos concedidos durante o ano de 2020 traduz um decréscimo de cerca de 20% relativamente ao ano anterior, e o saldo em dívida no final do ano, líquido de imparidade, foi de cerca de 182 milhões de patacas.

A margem financeira e os resultados de serviços e de comissões foram, respectivamente, de 35 milhões e de aproximadamente de 7 milhões de patacas, sendo os custos de exploração de cerca de 29 milhões de patacas.

Em resumo, enquanto instituição de crédito, os resultados de 2020, no valor de cerca de 24 milhões, traduzem um decréscimo de cerca de 19% relativamente a 2019.

COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO ADMINISTRATIVA DURANTE 2020

Presidente

- Lau Wai Meng

Vogal

- Tam Van Iu

Vogal

- Ip Chong Wa

Representante dos Serviços de Finanças

- Pedro Miguel Rodrigues Cardoso das Neves

PARECER DO REPRESENTANTE DOS SERVIÇOS DE FINANÇAS EXERCÍCIO DE 2020

No exercício das competências previstas no artigo 24.º do Regime Financeiro dos Serviços de Correios e Telecomunicações, aprovado pelo Decreto-Lei n.º50/99/M de 27 de Setembro, e alterado pelo Regulamento Administrativo n.º10/2010 e no artigo 7.º do Regulamento da Caixa Económica Postal aprovado pelo Decreto-Lei n.º24/85/M, de 30 de Março, acompanhei o desenvolvimento da actividade da Caixa Económica Postal ao longo do exercício económico de 2020.

Tendo em atenção a análise efectuada aos documentos contabilísticos reportados a 31 de Dezembro de 2020, sou de parecer e considero que:

— São claros e elucidativos os elementos contabilísticos referentes ao balanço em 31 de Dezembro de 2020 e à demonstração de resultados para este ano;

— As contas relativas ao ano económico de 2020 mostram a real situação financeira em 31 de Dezembro de 2020 e estão em condições de ser aprovadas.

Macau, aos 8 de Março de 2021.

Representante dos Serviços de Finanças, Pedro Miguel Rodrigues Cardoso das Neves

SÍNTESE DO PARECER DOS AUDITORES EXTERNOS

Para a Comissão Administrativa da Caixa Económica Postal

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras da Caixa Económica Postal (“CEP”) relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 30 de Março de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das politícas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas e dos livros e registos da CEP. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e os livros e registos da CEP.

Para a melhor compreensão da posição financeira da CEP e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Lei Iun Mei, Auditor de Contas
KPMG Sociedade de Auditores
Macau, 30 de Março de 2021.


BANCO OCBC WENG HANG, S.A.

(Publicações ao abrigo do artigo 75.° do RJSF, aprovado pelo Decreto-Lei n.° 32/93/M, de 5 de Julho)

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

MOP

MOP

MOP

Demonstração de Resultados do Exercício de 2020

Conta de Exploração

MOP

Conta de Lucros e Perdas

MOP

O Gerente-Geral

Chefe do Departamento de Gestão Financeira

Cheong Kin Hong

Lin Jian

Macau, 15 de Março de 2021

SÍNTESE DO RELATÓRIO DAS ACTIVIDADES

Para a economia global, 2020 foi um ano cheio de desafios. Devido à expansão constante do novo tipo de coronavírus, foram afectados muitos clientes nossos, não só oriundos de Macau, mas também de regiões vizinhas. Tendo isto em conta, este BANCO forneceu um conjunto de planos de alívio adequados, de modo a ultrapassar os tempos difíceis em conjunto com os clientes. Em relação à qualidade dos activos, apesar de ter enfrentado igualmente desafios, o BANCO foi capaz de responder com flexibilidade à conjuntura do mercado e gerir de forma prudente a carteira de empréstimos, tendo mantido efectivamente a taxa de empréstimos malparados num nível baixo de 0,09%.

No âmbito financeiro, o lucro do BANCO continuou a registar um crescimento positivo, mesmo que tenha sido afectado pelas flutuações cambiais, que condicionaram as receitas líquidas de juros e o diferencial de taxas de juro. Ao mesmo tempo, através dos esforços prestados por todos os colegas na gestão de custo de financiamento e no aumento da rentabilidade dos empréstimos, o BANCO conseguiu mitigar o impacto financeiro negativo. No que diz respeito à operação bancária, a produtividade do pessoal continuou a aumentar, tendo resultado em melhorias na eficiência e no custo operacional.

Por outro lado, apesar de um ambiente operacional muito difícil, o BANCO continuou a investir no projecto digital e na formação de talentos. Graças ao investimento na digitalização, a competitividade e o fluxo de trabalho automatizado do BANCO têm sido reforçados. Quanto à melhoria de processos internos, durante o ano, foram concluídos vários projectos de grande importância. Concomitantemente, o BANCO começou a planear não só o futuro modelo em relação à operação de sucursais, como também a optimização da rede de sucursais.

Ao entrar no ano de 2021, o ambiente operacional continua a estar repleto de defasios. Para tal, o BANCO continuará a manter um estado de alerta, com vista a assegurar a qualidade da carteira de activos. Além disso, envidaremos os eforços para manter o diferencial de taxa de juros e aumentar as receitas não decorrentes de juros. Estamos confiantes que, com a melhoria dos processos internos, o investimento contínuo na transformação da tecnologia da informação, a actualização do processamento manual para o fluxo de trabalho automatizado, assim como o reforço do investimento de recursos humanos e a grande assistência do GRUPO OCBC, seremos capazes de manter a competitividade do BANCO no mercado e conseguir mais sucessos.

Por fim, em nome do BANCO, gostaria de expressar os nossos mais sinceros agradecimentos aos clientes pela confiança e apoios prestados ao longo dos anos. A gratidão dirige-se igualmente aos colegas, que têm envidado todos os esforços para proporcionar aos clientes um serviço com elevada qualidade e alcançar um bom desempenho financeiro no ano transacto.

NA WU-BENG

O Presidente do Conselho de Administração

Aos 15 de Março de 2021

Parecer do Conselho Fiscal

Nos termos da lei e de acordo com os estatutos do Banco OCBC Weng Hang, S.A. (de ora em diante “Banco”), compete ao Conselho Fiscal efectuar a fiscalização da exploração e da gestão do Banco, e emitir um parecer respeitante à demonstração financeira e à proposta de distribuição de lucros, apresentadas pelo Conselho de Administração, para o ano de 2020 (até 31 de Dezembro).

Para o efeito, foi efectuada uma fiscalização e uma revisão sobre a exploração e a gestão do Banco para o ano de 2020 bem como uma análise ao relatório do Conselho de Administração de 2020, à demonstração financeira e ao relatório de auditoria emitidos pela PricewaterhouseCoopers Auditores em 15 de Março de 2021, que reflectem, verdadeira e rigorosamente, a situação financeira do Banco.

Com base nos respectivos resultados, cremos que a demonstração financeira anual, a proposta de distribuição de lucros e o relatório apresentado pelo Conselho de Administração poderão ser aprovados na Assembleia Geral de Accionistas.

Presidente do Conselho Fiscal
Tse Hau Yin

Macau, 15 de Março de 2021

RELATÓRIO DOS AUDITORES EXTERNOS SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RESUMIDAS

PARA OS ACCIONISTAS DO BANCO OCBC WENG HANG, S.A.
(Constituido em Macau como sociedade anónima)

As demonstrações financeiras resumidas anexas do Banco OCBC Weng Hang, S.A. (o “Banco”) referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 resultam das demonstrações financeiras auditadas e dos registos contabilístico referentes ao exercício findo naquela data. Estas demonstrações financeiras resumidas, as quais compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020 e a demonstração dos resultados do exercício findo naquela data, são da responsabilidade do Conselho de Administração do Banco. A nossa responsabilidade consiste em expressar uma opinião, unicamente dirigida a V. Exas. enquanto accionistas, sobre se as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos do Banco, e sem qualquer outra finalidade. Não assumimos responsabilidade nem aceitamos obrigações perante terceiros pelo conteúdo deste relatório.

Auditámos as demonstrações financeiras do Banco referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 de acordo com as Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria emitidas pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau, e expressámos a nossa opinião sem reservas sobre estas demonstrações financeiras, no relatório de 15 de Março de 2021.

As demonstrações financeiras auditadas compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020, a demonstração dos resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração dos fluxos de caixa do exercício findo naquela data, e um resumo das principais políticas contabilísticas e outras notas explicativas.

Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos do Banco.

Para uma melhor compreensão da posição financeira do Banco, dos resultados das suas operações e do âmbito da nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas em anexo devem ser lidas em conjunto com as demonstrações financeiras auditadas e com o respectivo relatório do auditor independente.

Ng Wai Ying
Contabilista Habilitado a exercer a Profissão
PricewaterhouseCoopers

Macau, 15 de Março de 2021

Inventário de participações financeiras

Em 31 de Dezembro de 2020

Tipo / Sector de actividade

Nome

Valor do balanço

Valor percentual

Acções / Quotas por sector de actividade

(MOP)

Bancos, seguros e outros serviços

Companhia de Seguros
Luen Fung Hang, S.A.R.L.

161,379,720

12.00%

Companhia de Seguros
Luen Fung Hang-Vida, S.A.

35,049,000

10.50%

TOTAIS

196,428,720

Quadro a publicar ao abrigo do artigo 75.º do R.J.S.F.

BANCO OCBC WENG HANG, S.A.

Informação bancária

No dia 31 de Dezembro de 2020

Lista dos accionistas qualificados:

OCBC WING HANG BANK LIMITED

CONSTITUÍDA EM HONG KONG

Nomes dos titulares dos órgãos sociais:

Conselho de Administração

Sr. NA WU-BENG, presidente

Sr. YUEN SUI-CHI STANLEY, administrador

Sr. WONG CHUN-KAU STEPHEN, administrador (cessou o seu mandato em 14 de Outubro de 2020)

Sr. CHAN HAN-WO, administrador

Sr. FUNG YUK-SING MICHAEL, administrador

Sr. CHEONG KIN-HONG, administrador

Sr. LAU HON-CHUEN, administrador

Sr. CHOW CHI-LEUNG CRISTO, administrador

Sra. AU-YEUNG LAI-LING IVY, administradora (nomeado em 14 de Outubro de 2020)

Conselho Fiscal

Sr. TSE HAU-YIN ALOYSIUS, presidente

Sr. LEUNG CHIU-WAH, membro

Sra. TAM HA-KEI ABBY, membro

Assembleia Geral

Sr. CHEONG KIN-HONG, presidente

Sr. FUNG YUK-SING MICHAEL, vice-presidente

Sr. LOU POU-HONG, secretário


FIRST COMMERCIAL BANK LIMITADA — Sucursal de Macau

(Publicações ao abrigo do artigo 76 do RJSF aprovado pelo Decreto-Lei n.º 32/93M, de 5 de Julho)

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

MOP

MOP

MOP

Demonstração de resultados do exercício de 2020

Conta de exploração

MOP

Conta de lucros e perdas

MOP

Gerente
Wang Mei-Jyh

O Chefe da Contabilidade
Su Lung-Chuan

Síntese do relatório de actividades

Banco Comercial Primeiro,S.A., fundado em 1899, tem operado mais de cem anos. Em 2020, a sucursal tem-se desenvolvido de forma estável, alcançando o grande sucesso previsto.

Em 2021, a sucursal irá, insistir na prossecução do conceito «Cliente Preferencial, Serviço de Primeira», procurando, expandir activamente os negócios e oferecer aos clientes diversos serviços com a melhor qualidade.

Gerente
Wang Mei-Jyh

Relatório dos auditores externos sobre as demonstrações financeiras resumidas

Para a Gerência do First Commercial Bank Limitda — Sucursal de Macau

As demonstrações financeiras resumidas anexas do First Commercial Bank Limitada — Sucursal de Macau (a Sucursal) referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 resultam das demonstrações financeiras auditadas e dos registos contabilísticos da Sucursal referentes ao exercício findo naquela data. Estas demonstrações financeiras resumidas, as quais compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020 e a demonstração dos resultados do exercício findo naquela data, são da responsabilidade da Gerência da Sucursal. A nossa responsabilidade consiste em expressar uma opinião, unicamente dirigida a V. Exas. enquanto Gerência, sobre se as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos da Sucursal, e sem qualquer outra finalidade. Não assumimos responsabilidade nem aceitamos obrigações perante terceiros pelo conteúdo deste relatório.

Auditámos as demonstrações financeiras da Sucursal referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 de acordo com as Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria emitidas pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau, e expressámos a nossa opinião sem reservas sobre estas demonstrações financeiras, no relatório de 26 de Março de 2021.

As demonstrações financeiras auditadas compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020, a demonstração dos resultados, a demonstração de alterações nas reservas e a demonstração dos fluxos de caixa do exercício findo naquela data, e um resumo das principais políticas contabilísticas e outras notas explicativas.

Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos da Sucursal.

Para uma melhor compreensão da posição financeira da Sucursal, dos resultados das suas operações e do âmbito da nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas em anexo devem ser lidas em conjunto com as demonstrações financeiras auditadas e com o respectivo relatório do auditor independente.

Ng Wai Ying
Contabilista Habilitado a Exercer a Profissão
PricewaterhouseCoopers

Macau, 29 de Abril de 2021.


BANCO CITIBANK N.A., SUCURSAL DE MACAU

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

Patacas ('000)

Patacas ('000)

Patacas ('000)

Demonstração de resultados do exercício de 2020

Conta de exploração

Patacas ('000)

Conta de lucros e perdas

Patacas ('000)

O Gerente de Sucursal de Macau
Gavin Yu

O Chefe da Contabilidade
Carol Tam

Síntese do Relatório de Actividade da Sucursal de Macau do Citibank

A Administração tem o prazer de anunciar os resultados financeiros auditados do Citibank NA, SUCURSAL. DE MACAU (a “SUCURSAL”) para o exercício findo em 31 de Dezembro de 2020.

Referente aos resultados do Ano de 2020, o lucro antes de impostos foi de MOP7.896(Mil). O ativo total foi MOP2.932.610(Mil). Depósitos de clientes ascenderam a MOP1.775.950(Mil).

Em nome da Administração do Citibank, eu gostaria de aproveitar esta oportunidade para prestar homenagem à Comunidade de Macau e, especificamente, para nossos clientes de prestígio. Estamos empenhados em prestar serviços de qualidade a todos os clientes e manter contribuir para a sociedade de Macau.

Sr. Gavin YK Yu
Gerente da Sucursal de Macau do Citibank NA

Síntese do Parecer dos Auditores Externos

Para o gerência do
Citibank N.A. — Sucursal de Macau
(Sucursal de um banco comercial de responsabilidade limitada, incorporado nos Estados Unidos da América)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras do Citibank N.A. — Sucursal de Macau relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 13 de Maio de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações nas reservas e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas e dos livros e registos da Sucursal. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e os livros e registos da Sucursal.

Para a melhor compreensão da posição financeira do Citibank N.A. — Sucursal de Macau e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Ieong Lai Kun, Auditor de Contas
KPMG Sociedade de Auditores
Macau, aos 13 de Maio de 2021


CSR Macau — Companhia de Sistemas de Resíduos, Limitada

(Publicação ao abrigo do n.º 1 do artigo 1.º da Lei n.º 14/96/M, de 12 de Agosto)

Demonstração da Posição Financeira em 31 de Dezembro de 2020

2020

2019

MOP

MOP

Activos não correntes

Activos fixos tangíveis

845,289

1,191,305

Activos por impostos diferidos

292,378

-

Soma dos activos não correntes

1,137,667

1,191,305

Activos correntes

Inventários

6,161,618

6,044,757

Dívidas comerciais a receber

38,633,507

23,622,401

Pré-pagamentos, depósitos e outros a receber

4,730,241

15,790,134

Empréstimos e c/subsidiária do Grupo

56,937,443

48,661,069

Caixa e equivalentes de caixa

84,117,402

108,490,445

Soma dos activos correntes

190,580,211

202,608,806

Passivos correntes

Dívidas comerciais a pagar

1,779,971

3,924,366

Outros a pagar e acréscimos

92,451,853

86,392,379

Empréstimos e c/gerais de associadas

190,000

190,000

Empréstimos e c/gerais de subsidiárias do Grupo

140,042

137,181

Conta do fundo de despesas de investimento

11,569,795

26,980,414

Provisões para Imposto Complementar de Rendimentos

882,463

3,038,689

Soma dos passivos correntes

107,014,124

120,663,029

Activo Corrente Líquido

83,566,087

81,945,777

Activo Total menos Passivo Corrente

84,703,754

83,137,082

Activo Líquido

84,703,754

83,137,082

Capitais próprios

Capital

50,000,000

50,000,000

Reserva legal

22,301,000

20,274,000

Resultados transitados

12,402,754

12,863,082

Total do capital próprio

84,703,754

83,137,082

Administrador

O Chefe da Contabilidade

Lei Man Sao

NG Weng Tong

Macau, 31 de Março de 2021.

CSR MACAU – COMPANHIA DE SISTEMAS DE RESÍDUOS, LIMITADA

RELATÓRIO ANUAL DA ADMINISTRAÇÃO – 2020

A Sociedade vem prestando, ininterruptamente e desde há muito tempo, os serviços de limpeza urbana, recolha e transporte de resíduos da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) em todo o território sob jurisdição desta.

DESEMPENHO GERAL

Face ao desafio causado pela disseminação, a partir de finais de 2019, do novo coronavírus, a Sociedade empenhou-se em cooperar com o Governo da RAEM nas medidas anti-epidemia, intensificando os esforços para limpar e trabalhar lado-a-lado com toda a população de Macau na luta contra esta epidemia.

Com as medidas anti-epidemia implementadas pelo Governo da RAEM e a plena cooperação dos cidadãos, conseguimos impedir com eficácia um surto epidémico em grande escala. Perante um ambiente negocial difícil, toda a equipa da CSR MACAU continuou a fazer o maior esforço, mantendo-se nos seus cargos e trabalhando em conjunto, com toda a dedicação e aplicando todos os recursos disponíveis, colaborando na implementação das medidas anti-epidemia do Governo da RAEM e superando este difícil período com toda a população de Macau.

Estamos satisfeitos com os resultados continuamente apresentados pela Sociedade durante o ano de 2020. Os resultados e desempenho da Sociedade devem-se directamente à qualidade dos serviços prestados à RAEM durante o ano transacto.

A Sociedade continuará a prestar serviços de alta qualidade no futuro, assim contribuindo para a contínua melhoria do meio ambiente de Macau.

Aproveitamos esta oportunidade para expressar o nosso agradecimento e apreço a todos os funcionários pelo seu árduo trabalho e aos cidadãos de Macau pelo seu contínuo apoio.

Antoine Evrard GRANGE

NG Wai Hong – 吳慧紅

Presidente

Administradora

WONG Ka Lok – 黃家樂

CHENG Wing Kin – 鄭永堅

Administrador

Administrador

LEI Man Sao – 李文壽

Administrador

Macau, aos 31 de Março de 2021.

Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações Financeiras Resumidas

Para os accionistas da CSR Macau – Companhia de Sistemas de Resíduos, Limitada
(sociedade de responsabilidade limitada, registada em Macau)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras da CSR Macau — Companhia de Sistemas de Resíduos, Limitada relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 31 de Março de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem a demonstração de posição financeira, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira da CSR Macau — Companhia de Sistemas de Resíduos, Limitada e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

BAO King To (Contabilista Habilitado a exercer a Profissão)
Ernst & Young — Auditores
(Contabilistas Habilitados a exercer a Profissão)

Macau, 31 de Março de 2021.


BANCO DE CONSTRUÇÃO DA CHINA, S.A., SUCURSAL DE MACAU

(Publicações ao abrigo do artigo 76.º do RJSF, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 32/93/M, de 5 de Julho)

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

Patacas

Patacas

Patacas

Demonstração de resultados do exercício de 2020

Conta de exploração

Patacas

Conta de lucros e perdas

Patacas

O Gerente Geral
Huang Xia

O Chefe da Contabilidade
Cheng Xiao Dong

Macau, 25 de Março de 2021

Síntese do Relatório de Actividades

Em 2020, devido aos sucessivos impactos da epidemia e das tensões entre a China e os Estados Unidos, o contexto operacional exterior sofreu perturbações, as quais resultaram no aumento de incertezas e em sérios desafios para várias operações. Perante uma conjuntura externa complexa, o Banco de Construção da China, S.A., Sucursal de Macau, tem sempre persistido numa estratégia operacional de estabilidade e regularização, respondendo aos choques internos e externos com precisão e rapidez. Para promover da capacidade de criação de valor e de eficiência do capital, implementou transformações no domínio dos negócios e procurou avaliar o potencial do mercado durante tempos extraordinários, procurando um desenvolvimento estável. Com o empenho conjunto de todos os trabalhadores do Banco, foram logrados bons resultados de prospecção e uma melhoria constante da estrutura operacional, efeitos que se traduziram num crescimento estável dos lucros, bem como na boa qualidade e estabilidade dos activos, condições, estas, que permitiram elevar a capacidade de desenvolvimento sustentável da sua actividade.

Face ao impacto da epidemia do novo tipo de coronavírus, o Banco de Construção da China, S.A., Sucursal de Macau, lançou diversos planos de concessão de empréstimo para ajudar as pequenas e médias empresas locais a enfrentarem as dificuldades de fluxo de caixa durante a epidemia e, consequentemente, ultrapassar as dificuldades com a clientela. A sucursal de Macau atribuiu, o mais rápido possível, empréstimos transfronteiriços para a luta anti-epidémica, para, dar um forte apoio às empresas situadas na RAEM que lutam para a contenção do surto. Com a epidemia, a sucursal de Macau promoveu também, no cenário empresarial, os serviços de Internet+Finanças através de múltiplos canais e lançou novos serviços, como o pagamento expresso Mpay, o pagamento em tempo real através do online banking, o global account explorer do mobile banking, bem como a possibilidade de ser completado, em Macau, todo o processo do financiamento para aquisição de imóveis em Zhuhai e, também, de registo comercial transfronteiriço, esforçando-se, desse modo, por superar o impacto adverso da epidemia e por proporcionar maior comodidade à clientela. Ao mesmo tempo tem explorado intensivamente a transformação digital e aproveitado os serviços transfronteiriços para desenvolver a plataforma de negociações, a integração e partilha de informação e a acção conjunta das actividades dentro e fora da RAEM, a fim de desenvolver uma cadeia de fornecimento integrada de produtos financeiros dentro e fora da RAEM.

Assim, a perspectiva para o corrente ano, atenta ao incentivo acelerado da nova situação de desenvolvimento nacional, que sustenta a promoção mútua da dupla circulação, interna e internacioanl, a sucursal de Macau continuará a persistir no desenvolvimento da estratégia que visa dar prioridade à regularização interna e assegurar um desenvolvimento estável, enraizando-se em Macau e correspondendo, com empenho, ao desígnio do Governo da RAEM para o ano em curso e explanado nas linhas de acção governativa orientadas para a recuperação acelerada da economia e para a promoção da diversificação adequada e do desenvolvimento sustentável da economia, elevando também, continuamente, a capacidade de negociações locais. Sob a orientação do planeamento estratégico nacional, a sucursal de Macau assente na Grande Baía, promoverá a interacção conjunta das actividades, irá agarrar as oportunidades de desenvolvimento da baía, em torno das principais tendências, a integração e a inovação, criará um melhor sistema de produtos e serviços por meio de estudos aprofundados das regiões, clientela e produtos financeiros, e está empenhada em desenvolver os serviços financeiros transfronteiriços. Assim, a sucursal de Macau irá, de um modo consistente, aprofundar a filosofia empresarial de regularização e estabilidade financeira, reforçar consistentemente a gestão de riscos e a capacidade de gestão do controlo interno da regularização, cumprir as normas da regularização, prestar serviços financeiros eficientes e, como sempre, de alta qualidade, e contribuir, com empenho, para o desenvolvimento saudável da economia de Macau, dando o seu contributo para o desenvolvimento saudável da economia de Macau e manutenção da prosperidade da sociedade.

Banco de Construção da China, S.A., Sucursal de Macau

A Gerente Geral, Huang Xia

25 de Março de 2021

Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações Financeiras Resumidas

Para a Gerência do Banco de Construção da China, S.A., Sucursal de Macau

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras do Banco de Construção da China, S.A., Sucursal de Macau relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 25 de Março de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem a demonstração da posição financeira, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações na conta de sede e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira do Banco de Construção da China, S.A., Sucursal de Macau e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

BAO King To (Contabilista Habilitado a Exercer a Profissão)
Ernst & Young — Auditores
Contabilistas Habilitados a Exercer a Profissão

Macau
25 de Março de 2021


Bank Sinopac Company Limited Sucursal de Macau

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

PATACAS

PATACAS

Demonstração de resultados do exercício de 2020

Conta de Exploração

PATACAS

Conta de Lucros e Perdas

PATACAS

O Gerente da Sucursal, Macau
Alex Chen

O Chefe da Contabilidade
Cecilia Lo

Síntese do relatório de actividade

No ano financeiro de 2020, a actividade desta Sucursal manteve um crescimento estável em comparação com o ano anterior, tendo a qualidade dos activos permanecido boa. Os depósitos e os créditos registaram um aumento de 22% e 35%, respectivamente, em relação ao ano anterior. Os lucros depois de impostos, em virtude de grande queda das taxas de juro do mercado, atingiram 41,57 milhões de patacas, uma baixa de 50% em comparação com o ano transacto, no qual a margem financeira registou uma baixa de 21% e as comissões uma baixa de 58%, tendo ainda conseguido manter uma capacidade de gerar lucros estáveis. Aproveitamos esta oportunidade para agradecer o apoio dos nossos clientes, bem como o esforço conjunto de todos os colaboradores pelos resultados alcançados.

Espera-se que, no novo ano, com vista a contribuir para a prosperidade económica e o progresso da região de Macau, esta Sucursal irá, em conformidade com as regras e regulamentos dos orgãos competentes de Macau, aperfeiçoar as estratégias e traçar o futuro da gestão financeira, envidar os esforços em alcançar as metas definidas pela Sede, e também melhorar continuamente a qualidade dos nossos serviços.

O Gerente da Sucursal, Macau

Alex Chen

Síntese do parecer dos auditores externos

Para o Gerente-geral do Bank SinoPac Company Limited — Sucursal de Macau

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras do Bank SinoPac Company Limited – Sucursal de Macau relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 11 de Março de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações da conta corrente com a sede e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira do Bank SinoPac Company Limited – Sucursal de Macau e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Kwok Sze Man
Contabilista Habilitado a Exercer a Profissão
Deloitte Touche Tohmatsu — Sociedade de Auditores
Macau, 11 de Março de 2021.


BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. SUCURSAL DE MACAU

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

MOP

MOP

MOP

Demonstração de Resultados do Exercício de 2020

Conta de Exploração

MOP

Demonstração de Resultados do Exercício de 2020

Conta de Lucros e Perdas

MOP

Contabilista
Chan Fong Mei

O Director Geral
Constantino Alves Mousinho

Síntese do Relatório de Actividade do Exercício entre 1 de Janeiro de 2020 e 31 de Dezembro de 2020

O ano de 2020 foi fortemente marcado pelos impactos decorrentes da pandemia associada à COVID-19, obrigando a generalidade dos países a adotar medidas de exceção, com grande impacto na vida das pessoas e das empresas.

De acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), a pandemia COVID-19 terá provocado uma contração da economia mundial de 3,5% em 2020, num contexto de fortes restrições à normal condução da atividade económica. Ainda que global, a intensidade recessiva revelou-se heterogénia, tendo afetado mais as economias desenvolvidas do que os mercados emergentes. Para 2021, o FMI avança um cenário de forte recuperação da atividade económica global, o qual está, naturalmente, sujeito à confirmação da dissipação da pandemia.

O impacto extraordinariamente negativo da pandemia na economia global suscitou uma resposta generalizada e sem precedentes de política económica, tanto na vertente monetária, como na orçamental.

A evolução dos mercados financeiros no decurso de 2020 foi determinada pelo elevado teor de acomodação da política económica global, que permitiu, não só, evitar um colapso financeiro mundial, como também contribuiu para estabilizar a procura agregada. Com efeito, após a correção significativa dos mercados financeiros em março, as classes de ativos de maior risco, incluindo as ações, as matérias primas, as obrigações empresariais e as criptomoedas, exibiram fortes valorizações. No segmento cambial assistiu-se a uma tendência alargada de depreciação do dólar americano, sobretudo na segunda metade do ano transato.

Apesar da pandemia COVID-19, o crescimento económico da China atingiu os 2,3% devido aos aumentos do investimento, consumo e exportações. A China foi a única grande economia a se expandir em 2020, enquanto que países como os EUA, o Japão e o bloco da União Europeia continuam a lutar contra a pandemia.

Em 2020, a economia de Macau registou uma correção sem precedentes de 56,3% resultante dos efeitos da pandemia na atividade, nomeadamente nas receitas do turismo e do jogo. Até Agosto do ano transato, Macau esteve sob rígido bloqueio, impedindo os turistas e não residentes de entrarem em Macau.

O Governo de Macau respondeu rapidamente à pandemia lançando um fundo de 10 mil milhões de Patacas para apoiar as empresas locais e a população. Em novembro, o Governo de Macau anunciou o orçamento para 2021, que continuará a apoiar a economia. Para 2021, a Universidade de Macau prevê que o PIB cresça entre 21,4% e 33,5% dependendo da escala do número de turistas. A taxa de desemprego permaneceu baixa em 2,7%, embora com um aumento de 50% em relação a 2019, enquanto que a taxa de inflação atingiu 0,81%.

Em 2020, a Sucursal de Macau do BCP continuou a implementação da sua estratégia de crescimento focada na Grande Baía e em “Macau como plataforma de negócios” para os clientes do Grupo BCP com negócios comerciais com a China.

Em 2020, o lucro da Sucursal de Macau ascendeu a 72,9 milhões de Patacas, evidenciando um decréscimo de 24,2% face aos 96,2 milhões de Patacas registados em 2019. Esta evolução foi fortemente influenciada pelo aumento da provisão genérica para crédito em 51,9 milhões de Patacas, resultante da expansão significativa do crédito a clientes em relação a 2019 (+ 177,8%), menores ganhos cambiais liquidos (-48,6%) e maiores custos com pessoal e administrativos (+ 22,5%), que mais do que compensaram o aumento significativo das comissões líquidas em 40 milhões de Patacas e da margem financeira (+ 4,6%). O montante significativo das comissões líquidas registadas em 2020 foi o resultado do papel de liderança do BCP num empréstimo sindicado para financiar uma grande operação de M&A em Portugal.

A margem financeira ascendeu a 91,8 milhões de Patacas em 2020, face aos 87,8 milhões de Patacas registados em 2019 (+ 4,6%). Este desempenho favorável deveu-se principalmente ao forte aumento do crédito a clientes (+ 177,8%), para MOP 7.248,9 milhões, devido à participação da Sucursal de Macau em empréstimos sindicados concedidos a grandes groupos empresariais.

Os depósitos totais de clientes ascenderam a 4.369,8 milhões de Patacas em 31 de Dezembro de 2020, situando-se 9,3% abaixo dos 4.819,1 milhões de Patacas registados no final do ano anterior. Este desvio deveu-se principalmente à queda acentuada das taxas de juros, principalmente em dólares americanos, que tornaram os depósitos a prazo muito menos atrativos.

Em 2021, a Sucursal de Macau continuará a sua estratégia de crescimento prudente, focada na oferta aos seus clientes de produtos e serviços de qualidade superior e de uma forma mais ágil, inovadora e automatizada.

Gostaríamos de concluir agradecendo a todos os nossos clientes, colaboradores, autoridades da RAE de Macau e outras partes interessadas pela contínua confiança no nosso trabalho.

A Direção da Sucursal de Macau

do Banco Comercial Português, S.A.

Constantino Mousinho

O Director Geral

Síntese do parecer dos auditores externos

Para a gerência do Banco Comercial Português, S.A. — Sucursal de Macau

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras do Banco Comercial Português, S.A. — Sucursal de Macau relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 10 de Maio de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações da conta corrente com a sede e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira do Banco Comercial Português, S.A. — Sucursal de Macau e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Kwok Sze Man
Contabilista Habilitado a Exercer a Profissão
Deloitte Touche Tohmatsu — Sociedade de Auditores

Macau, 10 de Maio de 2021


BANCO INDUSTRIAL E COMERCIAL DA CHINA (MACAU), S.A.

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020 (Consolidado)

PATACAS

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020 (Consolidado)

PATACAS

Observação: Na rúbrica “Outras Reservas” estão incluídas provisões adicionais constituídas ao abrigo do disposto no Regime Jurídico do Sistema Financeiro de MOP 1.026.210.000,00, Esses provisões adicionais, após dedução dos impostos diferidos de MOP 123.145.200,00, são no montante total líquida de MOP903.064.800,00.

PATACAS

Demonstração de Resultados do Exercício de 2020

Conta de Exploração (Consolidado)

PATACAS

Conta de Lucros e Perdas (Consolidado)

PATACAS

Presidente, Administrador-Delegado e Administrador-Executivo
Jiang Yisheng

Vice-Presidente, Director-Geral e Administrador Executivo
Xu Keen

Banco Industrial e Comercial da China (Macau), S.A.

Balanco Anual em 31 de Dezembro de 2020

PATACAS

Balanco Anual em 31 de Dezembro de 2020

PATACAS

Observação: Na rúbrica “Outras Reservas” estão incluídas provisões adicionais constituídas ao abrigo do disposto no Regime Jurídico do Sistema Financeiro de MOP 1.026.210.000,00. Esses provisões adicionais, após dedução dos impostos diferidos de MOP 123.145.200,00, são no montante total líquida de MOP903.064.800,00.

PATACAS

Demonstração de Resultados do Exercìcio de 2020

Conta de Exploração

PATACAS

Conta de Lucros e Perdas

PATACAS

Presidente, Administrador-Delegado e Administrador-Executivo
Jiang Yisheng

Vice-Presidente, Director-Geral e Administrador Executivo
Xu Keen

Síntese do relatório de actividades

No ano de 2020, devido a uma conjuntura externa complicada, o ICBC (Macau) insistiu sinceramente pela implementação das estratégias de desenvolvimento internacional do Grupo ICBC, promovendo a localização da sua gestão e o plano de diversificação, melhorando em permanência as suas competências de concorrência no mercado, reforma e inovação, desenvolvimento sustentável e o nível de gestão global do risco. Paralelamente, procurou-se acelerar o desenvolvimento saudável e coordenado do activo, passivo e actividades de intermediação, expandindo efectivamente as principais áreas de atividade, consolidando a posição maioritária no mercado na sua atividade nuclear, alargando os horizontes, continuando a manter a posicão como banco de excelência que presta os mais amplos serviços em Macau e de maior banco local registado com todas as licenças.

Até ao final do ano de 2020, o activo total líquido do Banco ascendia a MOP 406.900.000.000,00, o que representou um acréscimo de MOP 54.500.000.000,00 em comparação com o ano transacto, correspondente a uma taxa de crescimento de 15,46%. O passivo total ascendia a MOP 378.500.000.000,00, o que representou um acréscimo de MOP 52.600.000.000,00 comparativamente com o ano transacto e corresponde a um aumento de 16,13%. O saldo dos depósitos (incluindo entidades públicas) avaliou-se em MOP 321.700.000.000,00, o que representou um acréscimo de MOP 38.200.000.000,00 em comparação com o ano anterior, correspondente a um aumento de 13,49%. O saldo dos diversos créditos concedidos ascendia a MOP 226.300.000.000,00, representando um acréscimo de MOP 11.600.000.000,00 em comparação com o ano transacto, equivalente a uma taxa de crescimento de 5,41%. O saldo do rácio de créditos de cobrança duvidosa manteve-se num nível reduzido e as provisões mantiveram-se suficientes, o que reforçou ainda mais a capacidade para enfrentar qualquer risco.

De acordo com as “Normas de Relato Financeiro de Macau”, o Banco conseguiu em 2020 um lucro líquido, após dedução de impostos, avaliado em MOP 2.387.000.000,00, com uma taxa média ponderada de retribuição do capital e taxa média de retribuição do activo total de, respectivamente, 8,73% e 0,65%. As demonstrações financeiras do Banco, já auditadas e relativas ano findo em 2020, foram elaboradas de acordo com as “Normas de Relato Financeiro de Macau”. Se atendermos às regras da constituição de provisões previstas no “Regime Jurídico do Sistema Financeiro”, o lucro passará a ser de MOP 3.085.000.000,00, depois de feito o necessário ajustamento.

O bom comportamento negocial e os resultados positivos de exploração continuamente alcançados pelo Banco granjearam elogios e reconhecimento generalizado no seu sector e por parte da comunicação social especializada em assuntos económicos e financeiros com prestígio mundial. O aumento estável da capacidade de exploração, do nível da gestão e de posição no mercado, e a continuação da manutenção do excelente nível na celeridade do desenvolvimento, qualidade das imobilizações e capacidade da rentabilidade, levaram a que as publicações “The Banker” e “World Finance” (Reino Unido) e “Global Finance” (Estados Unidos da América) tenham atribuído em 2020, ao ICBC (Macau), pela décima primeira vez, o prémio de melhor banco em Macau, estabelecendo uma boa imagem para o sector bancário de Macau.

Devido à epidemia do novo coronavírus que se foi espalhando pelo mundo, associada a mudanças no ciclo económico mundial, as circunstâncias macroeconómicas e financeiras foram dramaticamente abaladas, causando impacto significativo no mundo e em Macau, pelo que o ICBC Macau executará com rigor os planos estratégicos nacionais e as linhas de acção do Governo, estando determinado no trabalho do controlo da epidemia e recuperação económica, envolvendo-se activamente no desenvolvimento da Grande Baía Guangdong – Hong Kong – Macau, prestando com afinco serviços sociais a Macau, através do desenvolvimento das suas potencialidades, servindo as necessidades de Macau, e esforçando-se por concretizar o desenvolvimento sustentável e devidamente diversificado da economia de Macau, tendo sempre presente os verdadeiros interesses da população. Ao servir a sociedade de Macau, cumprindo com espírito prático e em profundidade as suas responsabilidades sociais, o ICBC Macau reforçará a sua contribuição para a prosperidade e estabilidade a longo prazo de Macau.

Macau, aos 26 de Março de 2021.

Xu Keen
Administrador Executivo

Parecer do Fiscal Único

Nos termos do disposto na alínea e) do artigo 25.º dos Estatutos e para os efeitos previstos na mesma disposição legal, o Conselho de Administração do Banco Industrial e Comercial da China (Macau), S.A., entregou a esta sociedade de auditores o relatório de actividades e contas auditado e referente ao exercício de 2020, para efeito de parecer.

Depois de examinados os documentos entregues a esta sociedade, para efeitos de emissão do parecer, concluímos que os referidos documentos reflectem, de forma clara, não só a situação patrimonial, mas também a situação financeira e económica do Banco.

O relatório do Conselho de Administração reflecte, de forma precisa, as actividades promovidas e desenvolvidas pelo Banco no ano de exercício ora em apreço.

Tendo em atenção o relatório apresentado pelo auditor externo, esta sociedade concorda com o exposto no referido relatório, sendo que os documentos que serviram de base à elaboração das contas reflectem, de uma forma correcta e real, a situação financeira demonstrada no balanço com data de 31 de Dezembro de 2020, bem como o resultado financeiro do exercício findo em 31 de Dezembro de 2020.

Recapitulando o acima exposto, decidimos aprovar o referido relatório de actividades e contas do Conselho de Administração.

Macau, aos 26 de Março de 2021.

CSC & Associados – Sociedade de Auditores
(Representada por Chui Sai Cheong)
Fiscal Único

Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações Financeiras Consolidadas Resumidas

Para os accionistas da Banco Industrial e Comercial da China (Macau), S.A.
(Sociedade Anónima constituída em Macau)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras consolidadas da Banco Industrial e Comercial da China (Macau), S.A. (o “Banco”) e suas subsidiárias relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 26 de Março de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras consolidadas das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras consolidadas a que se acima se alude compreendem o balanço consolidado e do Banco, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados consolidados e do Banco, a demonstração de alterações no capital próprio consolidado e do Banco e a demonstração de fluxos de caixa consolidados e do Banco relativas ao ano findo, assim como um resumo das politícas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras consolidadas resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras consolidadas anuais auditadas e dos livros e registos do Banco. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras consolidadas resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras consolidadas auditadas e os livros e registos do Banco.

Para a melhor compreensão da posicão financeira do Banco e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras consolidadas resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras consolidadas das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Ieong Lai Kun, Auditor de Contas
KPMG Sociedade de Auditores

Macau, 26 de Março de 2021.

Lista das instituições em que o Banco detém participações superiores a 5% do respectivo capital e indicação do valor percentual

Sociedade Financeira ICBC (Macau) Capital, S.A.

100%

Sociedade Gestora de Fundos de Pensões

ICBC (Macau), S.A.

100%

Seng Heng Development Company Limited

(Incorporado em Hong Kong)

100%

Authosis, Inc.

(Incorporado em Cayman Islands)

11%

Companhia de Seguros Luen Fung Hang, S.A.R.L.

6%

Lista dos accionistas qualificados

Industrial and Commercial Bank of China Limited

Sr. Huen Wing Ming, Patrick

Órgãos Sociais

Conselho de Administração

Sr. Jiang Yisheng

Presidente, Administrador-Delegado e Administrador Executivo

Sr. Xu Keen

Vice-Presidente, Director-Geral e Administrador Executivo

Sr. Huen Wing Ming, Patrick

Vice-Presidente e Administrador Executivo

Sr. Zheng Jian Feng
(Nomeado em 15 de Maio de 2020)

Administrador

Sr. Hong Gui Lu
(Nomeado em 15 de Maio de 2020)

Administrador

Sr. Zhang Wei Feng
(Nomeado em 15 de Maio de 2020)

Administrador

Sr. Tong Chi Kin

Administrador

Sra. Ho Teng Iat

Administradora

Sra. Ng Man Seong
(Nomeada em 9 de Setembro de 2020)

Administradora

Sra. Wang Yixin
(Renunciou em 1 de Março de 2020)

Administradora

Sr. Shang Jun
(Renunciou em 1 de Março de 2020)

Administrador

Sr. Xu Hai
(Renunciou em 1 de Março de 2020)

Administrador

Mesa da Assembleia

Sr. Jiang Yisheng

Presidente

Sr. Wu Zhigang

Secretário

Fiscal Único

CSC & Associados – Sociedade de Auditores
(Representada por Sr. Chui Sai Cheong)

Secretário de Sociedade

Sr. Wu Zhigang

Secretário


BANCO INDUSTRIAL E COMERCIAL DA CHINA S.A., SUCURSAL DE MACAU

BALANÇO ANUAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2020

Patacas

Patacas

Observação: Na rúbrica “Outras Reservas” estão incluídas provisões adicionais constituídas ao abrigo do disposto no Regime Jurídico do Sistema Financeiro de MOP 86.270.000,00, Esses provisões adicionais, após dedução dos impostos diferidos de MOP 10.352.400,00, são no montante total líquida de MOP75.917.600,00.

Patacas

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS DO EXERCICIO DE 2020

CONTA DE EXPLORAÇÃO

Patacas

CONTA DE LUCROS E PERDAS

Patacas

A GERENTE GERAL DA SUCURSAL
LIN ZI

Síntese do Relatório de Actividades

Tendo obtido autorização das entidades regulatórias do Interior da China e da RAEM, o Banco Industrial e Comercial da China S.A. ­— Sucursal de Macau, começou oficialmente a sua actividade no dia 6 de Janeiro de 2020. Desde a sua abertura, a Sucursal de Macau adoptou sinceramente a filosofia empresarial de desenvolvimento no estrito cumprimento da lei, promovendo trabalhos de estabelecimento de normas e regulamentos internos, visando uma exploração sustentável em conformidade com a legislação aplicável. Perante um ambiente económico externo complicado, mas tendo presente os planos estratégicos globais do Grupo ICBC, a Sucursal de Macau concentrou-se na concessão de empréstimos de montante elevado e no planeamento transfronteiriço de inovação financeira, aperfeiçoando assim o desenvolvimento da rede de serviços mundial. Paralelamente, a Sucursal de Macau iniciou a emissão de obrigações em Patacas com grau elevado de notação financeira, envolvendo-se ainda na renovação urbana e transformação dos bairros antigos de Macau, de modo a promover o desenvolvimento do sector financeiro moderno de Macau.

Até ao final do ano de 2020, o activo total líquido da Sucursal de Macau ascendia a MOP 51.400.000.000,00, e o passivo total ascendia a MOP 51.300.000.000,00; o saldo dos depósitos (incluindo entidades públicas) avaliou-se em MOP 5.900.000.000,00, e o saldo dos diversos créditos concedidos ascendia a MOP 11.700.000.000,00. O rácio de créditos de cobrança duvidosa manteve-se em zero.

De acordo com as “Normas de Relato Financeiro de Macau”, a Sucursal de Macau conseguiu em 2020 um lucro líquido, após dedução de impostos, avaliado em MOP 26.000.000,00, com uma taxa média ponderada de retribuição do capital e taxa média de retribuição do activo total de, respectivamente, 6,25% e 0,08%. As demonstrações financeiras da Sucursal de Macau, já auditadas e relativas ano findo em 2020, foram elaboradas de acordo com as “Normas de Relato Financeiro de Macau”. Se atendermos às regras da constituição de provisões previstas no “Regime Jurídico do Sistema Financeiro”, a perda passará a ser de MOP 50.000.000,00, depois de feito o necessário ajustamento.

No futuro, a Sucursal de Macau irá empenhar-se nos planos estratégicos nacionais e na necessidade do desenvolvimento diversificado da economia da RAEM, cooperando activamente na construção de uma ponte financeira de negócios entre Macau, o Interior da China e o Mundo, no sentido de promover a partilha dos recursos nacionais e internacionais, procurando valorizar Macau enquanto plataforma, contribuindo para uma exploração económica em cooperação e desenvolvimento sustentável, e participando activamente no desenvolvimento da economia e sociedade de Macau.

A Gerente Geral
Lin Zi
Macau, aos 26 de Março de 2021.

Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações

Financeiras Resumidas

Para o gerência do Banco Industrial E Comercial da China, S.A., Sucursal de Macau
(Sucursal de um banco comercial de sociedade anónima constituída, incorporado na China)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras do Banco Industrial E Comercial da China, S.A., Sucursal de Macau relativas o período entre 28 de Setembro de 2019 (data de constituição) e 31 Dezembro de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 26 de Março de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração de fluxos de caixa relativas o período entre 28 de Setembro de 2019 (data de constituição) e 31 Dezembro de 2020, assim como um resumo das politícas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas e dos livros e registos da Sucursal. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e os livros e registos da Sucursal.

Para a melhor compreensão da posicão financeira do Banco Industrial E Comercial da China, S.A., Sucursal de Macau e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Ieong Lai Kun, Auditor de Contas
KPMG Sociedade de Auditores

Macau, 26 de Março de 2021


SOCIEDADE FINANCEIRA ICBC (MACAU) CAPITAL, S.A.

BALANCO ANUAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2020

Patacas

Patacas

Patacas

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS DO EXERCÌCIO DE 2020

CONTA DE EXPLORAÇÃO

Patacas

CONTA DE LUCROS E PERDAS

Patacas

O PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

XU KEEN

Síntese do Relatório de Actividades

No ano de dois mil e vinte, a Sociedade Financeira ICBC (Macau) Capital, S.A., perante um ambiente económico externo complicado, continuou a seguir a tendência para um desenvolvimento sustentável, tendo atingido lucros avaliados em MOP 11.850.000,00, após a dedução de impostos, o que representa um aumento de 0,48% em relação ao ano transacto. Até ao final do ano de 2020, o activo total da Sociedade ascendia a MOP 155.000.000,00, o que representa um crescimento de 7,08% em relação ao ano transacto.

Norteando-se pela estratégia global de desenvolvimento implementada pelo Banco Industrial e Comercial da China (Macau), S.A. e pelo plano de desenvolvimento da diversificação adequada da economia de Macau, a Sociedade, no futuro, retirando vantagens da rede, marca, recursos financeiros e técnicos do Grupo ICBC, irá dar grande contributo nas áreas de negócios recíprocos de investimento transfronteiriço, investimento nas reservas orçamentais do Governo e crescimento financeiro dos residentes, enquanto uma instituição financeira profissional, empenhando-se no crescimento financeiro sustentável dos seus activos, fortalecendo continuamente o controlo do risco e assegurando aos seus clientes uma retribuição mais estável e forte dos seus investimentos, dando mais impulso ao desenvolvimento da diversificação adequada da economia, tendo em vista a estabilidade e prosperidade sustentável de Macau.

Macau, aos 26 de Março de 2021.

Xu Keen
Presidente do Conselho de Administração

Parecer do Fiscal Único

Nos termos do disposto na alínea e) do artigo 23.º dos Estatutos e para os efeitos previstos na mesma disposição legal, o Conselho de Administração da Sociedade Financeira ICBC (Macau) Capital, S.A. entregou a esta sociedade de auditores o relatório de actividades e contas auditado e referente ao exercício de 2020, para efeito de parecer.

Depois de examinados os documentos entregues a esta sociedade, para efeitos de emissão do parecer, concluímos que os referidos documentos reflectem, de forma clara, não só a situação patrimonial, mas também a situação financeira e económica da referida Sociedade.

O relatório do Conselho de Administração reflecte, de forma precisa, as actividades promovidas e desenvolvidas pela Sociedade no ano de exercício ora em apreço.

Tendo em atenção o relatório apresentado pelo auditor externo, esta sociedade concorda com o exposto no referido relatório, sendo que os documentos que serviram de base à elaboração das contas reflectem, de forma correcta e real, a situação financeira demonstrada no balanço com data de 31 de Dezembro de 2020, bem como o resultado financeiro do exercício findo em 31 de Dezembro de 2020.

Recapitulando o acima exposto, decidimos aprovar o referido relatório de actividades e contas do Conselho de Administração.

Macau, aos 26 de Março de 2021.

CSC & Associados – Sociedade de Auditores
(Representada por Chui Sai Cheong)
Fiscal Único

Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações Financeiras Resumidas

Para os accionistas da Sociedade Financeira ICBC (Macau) Capital, S.A.
(Sociedade Anónima constituída em Macau)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras da Sociedade Financeira ICBC (Macau) Capital, S.A. relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 26 de Março de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das politícas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas e dos livros e registos do Sociedade. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e os livros e registos do Sociedade.

Para a melhor compreensão da posicão financeira do Sociedade e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Ieong Lai Kun, Auditor de Contas
KPMG Sociedade de Auditores
Macau, 26 de Março de 2021

Lista das instituições em que a Sociedade detém participações superiores a 5% do respectivo capital

N/A

Lista dos accionistas qualificados

Banco Industrial e Comercial da China (Macau), S.A.

Órgãos Sociais

Conselho de Administração

Sr. Xu Keen

Presidente

Sr. Huen Wing Ming, Patrick

Administrador

Sra. Lin Zi
(Renunciou em 16 de Julho de 2020)

Administradora

Sr. Deng Wanhong

Administrador

Sr. Huang Xian Jun
(Nomeado em 16 de Julho de 2020)

Administrador

Mesa da Assembleia

Sr. Jiang Yisheng

Presidente

Sr. Huen Chung Yuen, Ian

Vice-Presidente

Sr. Wu Zhigang

Secretário

Fiscal Único

CSC & Associados — Sociedade de Auditores
(Representada por Sr. Chui Sai Cheong)

Secretário de Sociedade

Sr. Wu Zhigang

Secretário


DBS BANK (HONG KONG) LTD., SUCURSAL DE MACAU

Balanço Anual em 31 de Dezembro de 2020

MOP

MOP

MOP

Demonstração de Resultados do Exercício de 2020

Conta de Exploração

MOP

Conta de Lucros e Perdas

MOP

Representante do Banco,
Pun Kai, Leo

A Chefe da Contabilidade,
Carolina Vong

(Publicações ao abrigo do artigo 76 do RJSF aprovado pelo Decreto-Lei n.º 32/93M, de 5 de Julho)

Síntese do Relatório de Actividade

Esta sucursal registou, no exercício de 2020, um lucro de onze milhões de patacas, configurando uma redução de 59% relativamente ao ano anterior, e que resulta principalmente da redução dos proveitos em juros e em serviços. Os proveitos em juros foram de trinta e cinco milhões de patacas, o que significa uma redução de 36%, e os outros proveitos do exercício foram de doze milhões de patacas, configurando também uma redução de 16% relativamente ao ano anterior. As despesas globais foram de quarenta e cinco milhões de patacas, mantendo-se aproximadamente no mesmo nível do ano anterior. O montante global de empréstimos concedidos foi de novecentos e cinquenta milhões de patacas, que corresponde a uma redução de 51%, o montante da liberação da provisão para cobrir créditos irrecuperáveis foi de dez milhões de patacas; o montante de depósitos de clientes foi de dois mil trezentos e noventa milhões de patacas, ou seja um aumento de 28%; o activo líquido cifrou-se em dois mil novecentos e quarenta milhões de patacas, representando uma redução de 8%.

DBS Bank (Hong Kong) Limited
Sucursal de Macau

Relatório dos auditores externos sobre as demonstrações financeiras resumidas

DBS BANK (HONG KONG) LIMITED — SUCURSAL DE MACAU

As demonstrações financeiras resumidas anexas do DBS Bank (Hong Kong) Limited — Sucursal de Macau (a Sucursal) referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 resultam das demonstrações financeiras auditadas e dos registos contabilísticos da Sucursal referentes ao exercício findo naquela data. Estas demonstrações financeiras resumidas, as quais compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020 e a demonstração dos resultados do exercício findo naquela data, são da responsabilidade da Gerência da Sucursal. A nossa responsabilidade consiste em expressar uma opinião, unicamente dirigida a V. Exas. enquanto Gerência, sobre se as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos da Sucursal, e sem qualquer outra finalidade. Não assumimos responsabilidade nem aceitamos obrigações perante terceiros pelo conteúdo deste relatório.

Auditámos as demonstrações financeiras da Sucursal referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 de acordo com as Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria emitidas pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau, e expressámos a nossa opinião sem reservas sobre estas demonstrações financeiras, no relatório de 5 de Março de 2021.

As demonstrações financeiras auditadas compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020, a demonstração dos resultados, a demonstração de alterações nas reservas e a demonstração dos fluxos de caixa do exercício findo naquela data, e um resumo das principais políticas contabilísticas e outras notas explicativas.

Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos da Sucursal.

Para uma melhor compreensão da posição financeira da Sucursal, dos resultados das suas operações e do âmbito da nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas em anexo devem ser lidas em conjunto com as demonstrações financeiras auditadas e com o respectivo relatório do auditor independente.

Ng Wai Ying
Contabilista Habilitado a exercer a Profissão
PricewaterhouseCoopers

Macau, 26 de Março de 2021.


BANCO DE FORMIGA (MACAU) SOCIEDADE ANÓNIMA

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

Patacas

Patacas

Patacas

Demonstração de Resultados do Exercício de 2020

Conta de Exploração

Patacas

Conta de Lucros e Perdas

Patacas

行長
李荊

財務
葉嘉榮

Resumo do Relatório Comercial:

Em 2020, os serviços de carteira electrónica inteligente operados pelo BANCO DE FORMIGA (MACAU), o “ALIPAY(MACAU)”, já tem cumulado mais de 24 milhões utilizadores, o âmbito da utilização já cobrem todos os aspectos na vida quotidiana de Macau. O BANCO DE FORMIGA (MACAU) prossegue sempre uma ideia de proporcionar uma ambiente comercial e serviços financeiros universais, tendo promovido um produto pessoal com taxa de juro elevada no depósito a ordem neste ano, que é designado como “LIBRA SAVING”e continuando os serviços de empréstimo face aos SMEs. A eficiência económica do BANCO DE FORMIGA (MACAU) tem aumentado de forma optimista, em termos de rendimento, tal como rendimento de lucro, rendimento cambial, e os outros rendimentos, os quais também têm um acréscimo significativo.

No ano de 2021, a pandemia de Covid-19 quase termina, a economia da China tem desenvolvido positivamente a longo prazo. Nós acreditamos que os diversos sectores de Macau voltarão a desenvolver de forma acelerada. O BANCO DE FORMIGA (MACAU) também enforça-se sempre em desenvolvimento de Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau e em plenamento da direcção de desenvolvimento de diversificação económica da RAEM, promovendo oportunamente demais produto financeiro de ambiente comercial e serviços financeiros universais que beneficiam a economia local, e mais os outros serviços finaneiros transfronteiriço, dedicamos a oferecer mais serviços jeitosos para os residentes da área de Grande Baía e as SMEs.

Ao mesmo tempo, O BANCO DE FORMIGA (MACAU) também tem colaborado activamente com o projecto de “SIMPLE PAY” promovido pela REAM, ampliando o âmbito de comerciante-utilizadores. Até 31 de Dezembro 2020, há mais de 20000 comerciantes offline aceitamos a carteira electrónica inteligente “ALIPAY(MACAU)” como o meio de pagamento; simultaneamente, para facilitar a utilização dos utilizadores, O BANCO DE FORMIGA (MACAU) continua a expandir diversos cenários de pagamento online, continua a investir várias plataformas de comida a domicílio, pagamento através de telecom, supermercado online, transporte transfronteiriço etc..

Presidente
SHI WENYI

Parecer do Conselho Fiscal

Nos termos da lei e de acordo com os estatutos do Banco de Formiga (Macau) Sociedade Anónima, compete ao Conselho Fiscal realizar a fiscalização idónea da gestão, conta, e avaliação de bens do Banco, e emitir um parecer respeitante à demonstração financeira e à proposta de distribuição de lucros, apresentadas pelo Conselho de Administração, para o ano de 2020.

Para o efeito, Conselho Fiscal procedeu a uma fiscalização e uma revisão sobre o Banco para o ano de 2020 e manteve contacto regular com o Conselho de Administração, bem como fez uma análise ao relatório do Conselho de Administração de 2020 sobre o resultado da operação, a demonstração de resultados e o balanço, etc. e ao relatório de auditoria emitido pela Ernst & Young — Auditores de ano 2020, em que se apreciou a conta anual e emitiu a opinião sem reserva.

Com base nos respectivos resultados, cremos que o resultado da operação, a demonstração de resultados etc. reflectem clara e verdadeiramente os activos e as situações financeiras do Banco. Portanto, a demonstração financeira, e o relatório apresentado pelo Conselho de Administração poderão ser aprovados na Assembleia Geral de Accionistas.

A nossa opinião é que as contas do Banco mostraram claramente a posição financeira verdadeira e justa do Banco em 31 de Dezembro de 2020 e os resultados comerciais do exercício até ao fim do ano de exercício, e a demonstração financeira anual, a proposta de distribuição de lucros e o relatório apresentado pelo Conselho de Administração poderão ser aprovados na Assembleia Geral de Accionistas.

Presidente de Conselho Fiscal
ZHANG YI

30 de Março de 2021 

Síntese do parecer do auditor externo 

Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações Financeiras Resumidas

Para os accionistas da Banco de Formiga (Macau) Sociedade Anónima
(sociedade por acções de responsabilidade limitada, registada em Macau)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras da Banco de Formiga (Macau) Sociedade Anónima relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 31 de Março de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira da Banco de Formiga (Macau) Sociedade Anónima e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

BAO King To (Contabilista Habilitado a exercer a Profissão)
Ernst & Young — Auditores

Macau, 31 de Março de 2021

Instituições em que detém participação superior a 5% do respectivo capital ou superior a 5% dos seus fundos próprios:

Nenhuma

Lista dos accionistas qualificados

COMPANHIA DE GESTÃO DE PARTICIPAÇÕES ALIPAY (MACAU) SOCIEDADE UNIPESSOAL LIMITADA

COMPANHIA DE INVESTIMENTO ALIPAY (MACAU) SOCIEDADE UNIPESSOAL LIMITADA

COMPANHIA DE INTELIGÊNCIA DE REDE STAR N CLOUD LIMITADA

Nomes dos titulares dos órgãos sociais

Conselho de Administração

Presidente:

YU SHENGFA

(Renúncia na 26 de Fevereiro de 2021)

Presidente:

SHI WENYI

(Nomeação na 26 de Fevereiro de 2021)

Administrador:

SUN HO

Administrador:

JI GANG

Conselho Fiscal

Presidente:

ZHANG YI

Membros:

LIANG TZU CHUNG

(Renúncia na 22 de Junho de 2020)

Membros:

CHEONG SIO TONG

Membros:

ZHOU YI

(Nomeação na 07 de September de 2020)

Secretário

TONG IO CHENG


CHINA GUANGFA BANK CO. LTD — SUCURSAL DE MACAU

(Publicações ao abrigo do artigo 76.º do RJSF, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 32/93/M, de 5 de Julho)

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

貨幣單位:MOP

貨幣單位:MOP

貨幣單位:MOP

Demonstração de resultados do exercício de 2020

Conta de exploração

貨幣單位:MOP

Conta de lucros e perdas

貨幣單位:MOP

Presidente
Hu Min

Vice-Presidente
Huang Qiang

O Chefe da Contabilidade
Zhuang Zhe

Macau, aos 20 de Abril de 2021.

Nota: O Balanço Anual e a Demonstração de Resultados do Exercício foram preparados a partir dos registos contabilísticos auditados.

Resumo do Plano de Negócios

Em 2020, a epidemia de pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus provocou um impacto profundo em todo o mundo e a economia bem como a vida da população de Macau tiveram de enfrentar novos desafios. Esta Sucursal respondeu proactivamente à política de atenuação de dificuldades “Garantia de emprego, estabilização económica e manutenção da vida da população” e enquanto empresa de capital chinês tem assumido a sua responsabilidade. Sob o apoio e a orientação da sede e das entidades de fiscalização, esta Sucursal enfrentou em conjunto com os clientes os tempos difíceis, mantendo um desenvolvimento estável e positivo dos negócios, e, por outro lado, adoptou medidas eficazes para a prevenção e o controlo da epidemia, com vista a assegurar a saúde dos clientes e trabalhadores. Até finais do ano de 2020, os activos totais desta Sucursal atingiram os 34,3 mil milhões de patacas, com um lucro líquido de 274 milhões de patacas, e com uma boa qualidade dos activos.

Esta Sucursal desenvolveu as vantagens da marca e do serviço de financiamento de obras, e apoiou os projectos da Central de Incineração de Resíduos Sólidos e dos Apartamentos para Idosos, entre outros, do Governo relacionados com a vida da população, contribuindo, deste modo, para a revitalização da economia. A par disso, esta Sucursal investiu na economia real com acções concretas e lançou as medidas mais favoráveis como o crédito com prazo alargado destinado aos residentes de Macau e às pequenas e médias empresas, isenção da despesa das remessas online, entre outras, visando apoiar o desenvolvimento das pequenas e médias empresas. Empenhou-se ainda, esta Sucursal, no esforço de distribuição dos cartões de consumo e nas actividades inseridas no programa Carnaval de Consumo, fiscalizando os principais projectos como o “serviço de pagamento agregado”, “eBilling ”, “HKD RTGS ”, entre outros. Esta Sucursal alargou ainda, de forma activa, o leque no recrutamento de trabalhadores locais e continuou a realizar o Colóquio “China Life Insurance – Banco de Guangfa” na Universidade da Cidade de Macau‚ ganhando reconhecimento entre os docentes e os alunos.

Para o ano de 2021, prevê-se a coexistência de dificuldades e oportunidades. Esta Sucursal continuará a consolidar-se em Macau e a servir a Grande Baía, prosseguindo com os negócios da própria marca e inovando as tecnologias, para dar um novo contributo à diversificação adequada da economia de Macau e à sua integração na conjuntura geral do desenvolvimento do país!

Hu Min
Presidente
Banco de Guangfa da China, S.A., Sucursal de Macau

Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações Financeiras Resumidas

Para a Gerência do Banco de Guangfa da China, S.A., Sucursal de Macau
(Sucursal de um banco comercial de responsabilidade limitada, incorporada na República Popular da China)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras do Banco de Guangfa da China, S.A., Sucursal de Macau relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 20 de Abril de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações no fundo de maneio e reservas e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira do Banco de Guangfa da China, S.A., Sucursal de Macau e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

BAO King To (Contabilista Habilitado a exercer a Profissão)
Ernst & Young — Auditores

Macau, 20 de Abril de 2021.


STANDARD CHARTERED BANK — SUCURSAL DE MACAU

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

MOP

MOP

Demonstração de resultados do exercício de 2020

Conta de exploração

MOP

MOP

Contas de lucros e perdas

MOP

O Gerente da Sucursal de Macau
Vu Kit Na, Candy

O Chefe da Contabilidade
Leung Lai Kei, Alice

Relatório de Gestão de 2020

A direcção tem o prazer de anunciar os resultados da Sucursal de Macau do Standard Chartered Bank (“A Sucursal”) relativos ao exercício findo a 31 de Dezembro de 2020.

Actividades Principais

A Sucursal faz parte do Standard Chartered Bank, um banco constituído no Reino Unido e registado em Inglaterra e no País de Gales. As principais actividades da Sucursal são a prestação de serviços de banca comercial e serviços financeiros relacionados.

Resultados de 2020

Os lucros antes de impostos aumentaram em 5.69%, de 45,819 milhões de Patacas para 48,425 milhões de Patacas. A receita dos juros líquidos aumentou em 42.74% para 63,896 milhões de Patacas. Outras receitas, incluindo receitas de taxas e comissões, diminuíram em 55,71% relativamente a 2019. O total das receitas operacionais aumentou em 12,84% para 70,654 milhões de Patacas.

As despesas operacionais aumentaram 47,78% em 2020 para 23,147 milhões de Patacas. A libertação de imparidades foi de 0.918 milhões de Patacas em 2020, em comparação com as imparidade em empréstimos e adiantamentos de 1,135 milhões de Patacas em 2019. Os lucros depois de impostos foram de 42,837 milhões de Patacas, correspondentes a um aumento de 2,452 milhões de Patacas relativamente aos 40,385 milhões de Patacas registados em 2019.

O resultado da exploração do exercício calculado em conformidade com os regulamentos da Autoridade Monetária de Macau é um lucro de 56,260 milhões de Patacas, correspondendo a um aumento de 3,095 milhões de Patacas em comparação com os 53,165 milhões de Patacas registados no ano de 2019.

A Directora da Sucursal
Standard Chartered Bank
Sucursal de Macau
Vu Kit Na, Candy

Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações Financeiras Resumidas

Para a Gerência do Standard Chartered Bank, Sucursal de Macau

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras do Standard Chartered Bank, Sucursal de Macau relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 4 de Maio de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem a demonstração da posição financeira, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações nas reservas e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira do Standard Chartered Bank, Sucursal de Macau e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

BAO King To (Contabilista Habilitado a Exercer a Profissão)
Ernst & Young – Auditores
Contabilistas Habilitados a exercer a Profissão

Macau
4 de Maio de 2021


THE BANK OF EAST ASIA, LIMITED, SUCURSAL DE MACAU

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

MOP

MOP

MOP

Demonstração de resultados do exercício de 2020

Conta de exploração

MOP

Conta de lucros e perdas

MOP

O Gerente-Geral da Sucursal de Macau
Kwok Wan Fong

Sub Gerente Geral
Leong Wai Kun

Síntese do relatório de actividades do ano de 2020

A pandemia da COVID-19 abalou fortemente a economia de Macau, devido ao rigoroso controlo fronteiriço de entradas e saídas de Macau, as receitas do sector de turismo e do jogo registaram uma quebra significativa, tendo provocado uma queda de 56,3% no Produto Interno Bruto de Macau em 2020. Num ano repleto de desafios, o Banco da East Asia, Limitada, Sucursal de Macau (BEA Macau)① prosseguiu com a estratégia prudente e pragmática de modo a garantir um desenvolvimento sustentável da sua actividade.

Apesar de ter havido pressão nas taxas de margem financeira no mercado de Macau, BEA Macau, através de abordagem prudente no desenvolvimento de novas actividades e gestão eficiente do custo do capital, registou um crescimento do montante total do crédito concedido e da margem líquida proveniente de juros. Por outro lado, com o reforço do controlo dos custos operacionais, o lucro antes de provisões do BEA Macau manteve um aumento sustentável em 2020.

Olhando para o futuro, espera-se um abrandamento da pandemia e a normalização do comércio e do turismo com um aumento de vacinas e uma ampla administração, prevê-se uma recuperação gradual da economia mundial, e assim o ambiente do negócio de Macau será melhorado. O BEA Macau esforçar-se-á em manter uma boa qualidade dos activos e estará atento às oportunidades em virtude de recuperação económica da Grande Baía.

Síntese do Parecer dos Auditores Externos

Para a gerência do Banco da East Asia, Limitada, Sucursal de Macau

(Sucursal de um banco comercial de responsabilidade limitada, incorporado na Região Administrativa Especial de Hong Kong)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras do Banco da East Asia, Limitada, Sucursal de Macau relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 29 de Abril de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações nas reservas e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas e dos livros e registos da Sucursal. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e os livros e registos da Sucursal.

Para a melhor compreensão da posição financeira da Sucursal e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Ieong Lai Kun, Auditor de Contas
KPMG Sociedade de Auditores

Macau, 29 de Abril de 2021


海通國際證券有限公司澳門分行

根據7月5日法令第32/93/M號核系法律制度第76條之公告

損益表由2020年1月1日至2020年12月31日

澳門元

澳門元

分行經理

會計主管

林勁勇

陸偉賢

業務報告概要

海通國際證券有限公司澳門分行截至2020年12月31日止年度總營運收入為8,851,083.78 澳門元,純利則為3,978,250.96 澳門元。

2020年恆指在新冠肺炎疫情的影響下雖然全年錄得下跌,但大市總成交金額則有所上升,受惠於港股的交投暢旺,2020年澳門分行的整體營運收入和純利,分別較2019上升了23%及1.5倍。

外部核數師意見書之概要

致海通國際證券有限公司澳門分行管理層

本核數師行已按照澳門特別行政區之《核數準則》和《核數實務準則》完成審核海通國際證券有限公司澳門分行二零二零年度之財務報表。並已於二零二一年五月十四日就該等財務報表發表了無保留意見的報告。

上述已審核的財務報表由於二零二零年十二月三十一日之資產負債表及截至該日止年度之損益表、總公司賬項變動表及現金流量表組成,亦包括重大會計政策概要和其他說明性附註。

隨附由管理層編制的摘要財務報表是上述已審核的財務報表的撮要內容,本行認為摘要財務報表的內容,在所有重要方面,與已審核財務報表的內容一致。

為更全面了解海通國際證券有限公司澳門分行的財務狀況和經營結果以及核數工作的範圍,隨附的摘要財務報表應與已審核的財務報表以及獨立核數師報告一併參閱。

郭詩敏
執業會計師
德勤•關黃陳方會計師行

澳門,二零二一年五月十四日


BANCO CHINÊS DE MACAU,S.A.

(Publicações ao abrigo do artigo 75 do RJSF aprovado pelo Decreto-Lei N.º 32/93M, de 5 de Julho)

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

MOP

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

MOP

Nota: Na rubrica «Outras Reservas» estão incluídas provisões para riscos diversos adicionais constituídas ao abrigo do disposto no Aviso N.º 18/93-AMCM, no valor de MOP 65,764,099.00.

營業賬目

conta de Exploração Até 31 de Dezembro de 2020

MOP

Conta de Lucros e perdas até 31 de Dezembro de 2020

MOP

O Presidente
Yau Wai Chu

O Diretor de Finanças
Vu Sio Vai

Macau, aos 31 de Março de 2021

Sumário do Relatório de Actividades

2020 foi um ano inesquecível para a maioria das pessoas. O Covid-19 que apareceu de repente, implicou uma travagem súbita da economia mundial, os factores complexos relativos com a política e economia internacional conduziram a entrada da maior parte das empresas numa fase difícil. O sector bancário em geral também enfrenta sérios problemas de desenvolvimento. Nesta fase difícil, o MCB, com união e empenho máximo, dando prioridade à segurança, através de aperfeiçoamento contínuo dos mecanismos, elevou as funções dos produtos e a qualidade dos serviços, e desenvolveu com estabilidade e segurança perante o impacto do Covid-19 e a má situação económica, tendo concluído os seguintes assuntos importantes:

• Realizou-se a modificação significativa das participações sociais, introduzindo a participação de empresários capazes, e neste momento, a coordenação entre Guangdong e Macau, bem como a complementaridade das vantagens, tiveram uma melhor revelação e concretização na estrutura societária do MCB.

• Aumentou-se o capital social para 600 milhões de patacas, tendo elevado eficazmente a força competitiva central e a capacidade de gestão global do Banco.

• A Sucursal de Flower City foi inaugurada na Taipa, dando um passo grande no enriquecimento dos produtos financeiros, na elevação da qualidade dos serviços financeiros e na capacidade de cobertura mais ampla dos clientes.

• O MCB obteve a qualificação de autorização de “Ponto de Serviço de Conveniência de Registo de Bens Imóveis da Cidade de Zhuhai” e a qualificação de tratamento de “Serviço de pagamento directo de factura eletrónica transfronteiriça Guangdong-Macau”, aumentando os serviços e produtos financeiros transfronteiriços, e obtendo um avanço na actividade hipotecária transfronteiriça.

• Foi ainda aperfeiçoado o sistema de gestão interna, tendo elevado de forma contínua o controlo dos riscos e o nível de exploração e gestão.

“Enfrentar as dificuldades e não ter medo delas” é o princípio que o MCB segue perante a situação do Covid-19 e a má situação económica mundial de 2020. Sob este princípio, com a confiança e apoio habituais dos diversos sectores da sociedade, o MCB manteve o seu desenvolvimento estável. Aqui, em representação do Conselho de Administração, manifesto os meus sinceros agradecimentos à Autoridade Monetária de Macau, às pessoas dos diversos sectores, aos parceiros comerciais e clientes, bem como a todos os empregados diligentes e trabalhadores.

O ano de 2021, com o melhoramento e estabilização da situação do Covid-19, e a promoção bem sucedida do padrão de desenvolvimento de “dupla circulação” do mercado interno e externo, o MCB, com base na continuação de prestar bom serviço financeiro local, irá continuar a aprofundar o estudo e promoção dos serviços financeiros transfronteiriços, obtendo o progresso com estabilidade, lutando para ser um banco comercial de alta qualidade com características de marcas distintas e capacidade competitiva central, dedicando-se às actividades desenvolvidas na Grande Baía.

Administradora Executiva
Yau Wai Chu
Macau, aos 31 de Março de 2021

Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações Financeiras Resumidas

Para os accionistas da Banco Chinês de Macau, S.A.
(sociedade por acções de responsabilidade limitada, registada em Macau)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras da Banco Chinês de Macau, S.A. relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 31 de Março de 2021, expressámos uma opinião sem reserva relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de rendimento integral, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira da Banco Chinês de Macau, S.A. e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Bao, King To
Auditor de Contas
Ernst & Young — Auditores
Macau, aos 31 de Março de 2021

Parecer do Conselho Fiscal

O Conselho Fiscal tem acompanhado estreitamente no ano 2020 o negócio do banco e mantido contacto frequente com o Conselho de Administração, foram adquiridas informações e cooperações bastantes satisfatórias, o que permitiu ao Conselho Fiscal cumprir as suas atribuições.

Depois de analisar o relatório financeiro de 2020 e os documentos relativos, o Conselho Fiscal entende que o relatório e os documentos reflectem clara e verdadeiramente as situações de capital, económicas e financeiras do banco.

Pelo que, o Conselho Fiscal conclui que o relatório financeiro aprovado pelo Conselho de Administração pode ser apreciado pela assembleia geral.

Presidente do Conselho Fiscal
Zhou Hao
Macau, aos 31 de Março de 2021

Situação Accionária

Instituições que detêm participação superior a 5% do respectivo capital ou superior a 5% dos seus fundos próprios

Nenhuma

Accionistas qualificados

Agência Comercial e Industrial Nam Yue, Limitada (Constituída em Macau)

Wong Garrick Jorge Kar Ho

Ho Hon Cheong

Ho Hon Kong

Lam Ka Vai Carlos

Titulares de órgãos sociais

Assembleia Geral de Accionistas

Zhou Xingting (em representação da Agência Comercial e Industrial Nam Yue, Limitada)

Wong Garrick Jorge Kar Ho

Lee Luen Wai, John (em representação da Winwise Holdings Limited, resignação em 30 de Setembro de 2020)

Yang Jun (Resignação em 30 de Setembro de 2020)

Ho Hon Cheong (Nomeação em 30 de Setembro de 2020)

Ho Hon Kong (Nomeação em 30 de Setembro de 2020)

Lam Ka Vai Carlos (Nomeação em 30 de Setembro de 2020)

Secretário: Cheng Sai Chong

Conselho Fiscal

Presidente: Zhou Hao

Vogal: Chan Nim Leung, Leon

CSC & Associados — Sociedade de Auditores (representada por Sr. Chui Sai Cheong)

Conselho de Administração

Presidente: Ye Shaokun

Administradora Executiva: Yau Wai Chu

Administradores: Chan Tat Kong

Ng Tai Chiu, David

Wong Garrick Jorge Kar Ho

Yang Jun

Cheng Sai Chong

Secretário: Cheng Sai Chong

Macau, aos 31 de Março de 2021


BANCO DE DESENVOLVIMENTO DE MACAU, S.A.

BALANÇO ANUAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2020

MOP

MOP

MOP

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS DE 31 DE DEZEMBRO DE 2020

CONTA DE EXPLORAÇÃO

MOP

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS DE 31 DE DEZEMBRO DE 2020

CONTA DE LUCROS E PERDAS

MOP

ADMINISTRADOR EXECUTIVO E GERENTE-GERAL

O SUBGERENTE-GERAL

Du Miaomiao

Lau Chun Ming

Macau, 22 de Março de 2021.

Síntese do Relatório de Actividades

Em 2020, face ao surto epidémico, as actividades dos vários sectores foram afectadas no primeiro semestre do ano em virtude das políticas como a restrição da passagem nas fronteiras, e a imposição de quarentenas, porém, o nosso Banco,  empenhou-se sempre em promover activamente o estabelecimento de vários serviços financeiros. No que concerne à promoção do progresso económico da sociedade ligado com a vida da população, o nosso Banco manteve-se firme na articulação com as políticas de prevenção e de controlo da pandemia promovidas pelo Governo e  pela Autoridade Monetária de Macau, bem como no apoio adequado às empresas locais nas suas explorações, com lançamento de medidas para atenuar as dificuldades dos clientes  industriais e empresariais locais, nomeadamente através de empréstimos concedidos pelo Banco para dar resposta à epidemia. Ao mesmo tempo, o nosso Banco prosseguiu com a realização de várias melhorias nas infraestruturas, nomeadamente com o fortalecimento da construção de canais, a inovação de produtos e o melhoramento de serviços para que o nosso Banco continue forte e estável. Quanto ao serviço online, a aplicação telemóvel do nosso Banco oferece vários serviços financeiros aos clientes individuais, incluindo serviços de abertura de conta bancária à distância em 3 minutos, gestão da conta, transferência bancária, remessas, operações cambiais, pagamento electrónico etc.  O Online Banking para empresas presta serviços financeiros online 24 horas por dia, 7 dias por semana, através do qual, os clientes podem tratar dos assuntos das respectivas empresas, por exemplo, pagamentos, transferências, compra de moeda estrangeira, liquidação cambial, entre outros, concretizando uma cooperação perfeita entre os clientes empresariais e o nosso Banco. Ao mesmo tempo, o nosso Banco vem explorando soluções inovadoras de serviços financeiros digitais com o emprego de tecnologia financeira moderna, introduzindo produtos bancários em cenários de economia digital, num esforço para resolver as necessidades de financiamento das empresas. Além disso, o nosso Banco procedeu gradualmente ao aperfeiçoamento da sua rede de agências bancárias tendo sido estabelecidas, além da agência sede The Carat, duas novas agências, uma situada no campus da Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau em Junho do ano passado e a outra no Praia Park junto ao novo bairro urbano de Coloane em Novembro do ano passado, para poderem ser prestados, serviços financeiros mais directos e completos aos diferentes clientes. Nas agências estão disponíveis quiosques inteligentes de auto-atendimento, bem como, implementada, mediante a integração de equipamentos hardware e de sistemas software, uma nova metodologia da actividade bancária que consiste na “orientação imediata no átrio, habilitação do auto-atendimento dos clientes e avaliação profissional na retaguarda”, de modo a fornecer aos clientes serviços de auto-atendimento mais convenientes.

O Banco de Desenvolvimento de Macau  tem  persistido continuamente com a concepção de desenvolvimento “em prol da credibilidade, profissionalismo e inovação, bem como do desenvolvimento sólido e sustentável”, conjugando o objectivo comercial e a responsabilidade para com a sociedade, e prosseguido com a estratégia de desenvolvimento sustentado mediante o recurso às novas tecnologias financeiras, o bom controlo dos riscos e a conformidade regulatória (“compliance”), a persistência na credibilidade, gestão prudente e no espírito de servir, de modo que os clientes vivenciem uma experiência satisfatória de serem bem servidos “a qualquer momento, em qualquer lugar e à vontade do cliente”.

Neste novo ano, sendo o nosso Banco uma FINTECH digital, será dada continuidade ao reforço de tecnologia para elevar o grau de inovação, através dos serviços financeiros online, digitais e inteligentes para continuar a pesquisar os modos de negócios digitais, passando plenamente para os modelos Open Banking, melhorando activamente os serviços e o sistema de produto de forma a elevar a imagem do banco, contribuindo assim para o desenvolvimento estável e saudável dos sectores financeiros modernos de Macau. Perante a oportunidade proporcionada de participar no desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, o nosso Banco irá ajudar na diversificação e no desenvolvimento da estratégia dos serviços financeiros com características próprias de Macau e participar activamente na cooperação Guangdong-Macau reforçando na pesquisa e no desenvolvimento dos serviços financeiros transfronteiriços. O nosso Banco irá ainda acompanhar a estratégia de grande desenvolvimento do País e as orientações do Governo da RAEM, esperando prestar todo o seu apoio, de modo a promover a ligação do sistema de pagamento electrónico a bem do desenvolvimento da área financeira da Grande Baía.

Administrador Executivo e Gerente-Geral

Du Miao Miao (杜淼淼 2629-8675-8675)

15 de Abril de 2021

PARECER DO CONSELHO FISCAL

Nos termos das competências atribuídas ao Conselho fiscal pela lei e pelos estatutos do Banco de Desenvolvimento de Macau, S.A. (doravante o “Banco”), o Conselho Fiscal examinou os elementos respeitantes às actividades realizadas pelo Banco no período entre 01 de Janeiro de 2020 e 31 de Dezembro de 2020, nomeadamente, analisou as contas anuais referentes o período acima mencionado, o relatório da administração do Conselho da Administração (incluindo a proposta de aplicação de resultados), e o relatório de auditoria independente preparado pelo auditor externo, a sociedade de auditores PRICEWATERHOUSECOOPERS, que emitiu opinião, sem reservas, sobre as contas anuais do Banco respeitantes ao referido período.

Após o exame dos documentos acima mencionados, e após obtenção de todas os esclarecimentos considerados convenientes e/ou necessários pelos seus membros, o Conselho Fiscal considera que a contas anuais acima referidas reflectem de forma verdadeira e apropriada a posição financeira do Banco no final do exercício de 2020; que o relatório do Conselho da Administração preparado pelo Conselho de Administração é verdadeiro e abrangente, reflectindo de forma apropriada e verdadeira a evolução das actividades do Banco, a sua situa­ção no final do exercício, contendo uma descrição adequada de todos os elementos relevantes da actividade do Banco, os seus riscos e incertezas; a proposta de aplicação de resultados do exercício também é considerada adequada por todos os membros do Conselho Fiscal.

Considerando todo o exposto acima, o Conselho Fiscal emite parecer favorável quanto às contas anuais do Banco acima referidas, ao relatório da administração do Conselho de Administração (incluindo a proposta de aplicação de resultados), recomendando a aprovação dos mesmos pela Assembleia Geral dos Sócios.

Presidente do Conselho Fiscal

Lam Bun Jong

19 de Março de 2021.

Instituições em que detém participação superior a 5% do respectivo capital ou superior a 5% dos seus fundos próprios

Acções detidas

Valor percentual

Ao Fa Technology (HQ) Co., Ltd.

9 mil Patacas

100

Accionistas do Banco

Beyond Elite Global Limitada

75%

Sweet Sino Limitada

10%

Ações ordinároas de MOP 1,000 cada um

Órgãos dirigentes administrativos

Presidente da Assembleia Geral

Leonel Alberto Alves (Presidente)

Chiang Cheng Nam (Secretário)

Conselho de Administração

Liu Chak Wan (Presidente)

Ye Yi Xin (Vice-Presidente Executivo – resignou em 1 de janeiro de 2020)

Mao Yumin (Vice-Presidente)

Liu Cai Seng (Vice-Presidente)

Du Miaomiao (Administrador Executivo e Gerente-Geral – nomeado em 20.07.2020)

Chen Ji Min (Administradora)

Tong Ka Lok (Administrador)

Lau Chun Ming (Administrador)

Chiu Ha Evonne (Administradora)

Fang Wei (Administrador)

Conselho Fiscal

Lam Bun Jong (Presidente do Conselho Fiscal)

Lin Zhijun (Membro do Conselho Fiscal)

Cheang Pek Leng (Membro do Conselho Fiscal)

Secretário

Leonel Alberto Alves

Relatório dos auditores externos sobre as demonstrações financeiras resumidas

PARA OS ACCIONISTAS DO BANCO DE DESENVOLVIMENTO DE MACAU, S.A.
(Constituido em Macau como sociedade anónima)

As demonstrações financeiras resumidas anexas do Banco de Desenvolvimento de Macau, S.A. (o “Banco”) referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 resultam das demonstrações financeiras auditadas e dos registos contabilístico referentes ao exercício findo naquela data. Estas demonstrações financeiras resumidas, as quais compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020 e a demonstração dos resultados do exercício findo naquela data, são da responsabilidade do Conselho de Administração do Banco. A nossa responsabilidade consiste em expressar uma opinião, unicamente dirigida a V. Exas. enquanto accionistas, sobre se as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos do Banco, e sem qualquer outra finalidade. Não assumimos responsabilidade nem aceitamos obrigações perante terceiros pelo conteúdo deste relatório.

Auditámos as demonstrações financeiras do Banco referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 de acordo com as Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria emitidas pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau, e expressámos a nossa opinião sem reservas sobre estas demonstrações financeiras, no relatório de 22 de Março de 2021.

As demonstrações financeiras auditadas compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020, a demonstração dos resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração dos fluxos de caixa do exercício findo naquela data, e um resumo das principais políticas contabilísticas e outras notas explicativas.

Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos do Banco.

Para uma melhor compreensão da posição financeira do Banco, dos resultados das suas operações e do âmbito da nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas em anexo devem ser lidas em conjunto com as demonstrações financeiras auditadas e com o respectivo relatório do auditor independente.

Ng Wai Ying
Contabilista Habilitado a Exercer a Profissão
PricewaterhouseCoopers

Macau, 22 de Março de 2021


BANCO LUSO INTERNACIONAL, S.A.

(Publicações ao abrigo do artigo 75.º do RJSF, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 32/93/M, de 5 de Julho)

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

MOP

MOP

MOP

Demonstração de Resultados do Exercício de 2020

Conta de exploração

MOP

Conta de lucros e perdas

MOP

O Gerente-Geral

O Chefe de Departamento de Planeamento Financeiro

Jiao Yun Di

Deng Feng

Macau, 25 de Março de 2021.

Síntese do Relatório de Actividade

Em 2020, perante um ambiente de negócios exterior marcado pela complexidade, à luz da firme orientação do Conselho de Administração, bem como das directrizes e apoio do Grupo do Banco Internacional de Xiamen, o Banco Luso Internacional, S.A., em união de esforços com toda a população do País logrou superar as dificuldades, integrando-se proactivamente na conjuntura do desenvolvimento nacional. Apoiou, com firmeza, o Governo da RAEM na governação de acordo com a lei e concentrou todos os esforços nos trabalhos de prevenção e controlo epidémico, na gestão de negócios, na promoção da reconversão do modelo de desenvolvimento e da estrutura das actividades, assim como na prevenção com vista a reduzir o risco financeiro, realizando um desenvolvimento sustentável de alta qualidade. Até ao final do ano de 2020, tendo os saldos dos depósitos e dos empréstimos se cifrado, respectivamente, em 178,3 mil milhões e 120,8 mil milhões de patacas, resultando em lucro após os impostos no valor de 1,875 mil milhões de patacas. O Banco posicionou-se, em termos de competitividade global, na linha da frente do sector bancário de Macau.

Cumprimento da nossa missão, com a integração proactiva na conjuntura de desenvolvimento nacional. Neste ano de 2020, concretizámos, em pleno e com determinação, as decisões e as orientações de fiscalização da China e da RAEM, persistindo no princípio “procurar avançar na estabilidade”. Reforçámos os serviços para a economia material e envidámos mais esforços no apoio às micro, pequenas e médias empresas; respondemos activamente à iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota” e à construção de “Um Centro, Uma Plataforma, Uma Base”, promovemos proactivamente também um aumento estável em termos da aplicação dos activos nos países e nas regiões de língua portuguesa; integrámo-nos profundamente na construção da “Zona da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau” e estabelecemos com sucesso a sucursal na cidade de Huizhou; explorámos o percurso de desenvolvimento das “finanças modernas” de Macau, com o intuito de injectar uma nova dinâmica nos bancos chineses na construção de uma economia adequadamente diversificada da RAEM!

Retribuição à sociedade, com a assunção plena de responsabilidades empresariais e sociais. Neste ano, prestámos o nosso melhor empenho no trabalho de prevenção e controlo epidémico, e apoiámos proactivamente na retomada do trabalho e da produção. Para assegurar o funcionamento estável às empresas relacionadas dentro e fora de Macau, investimos num total de dezenas de milhares de milhões no fundo especial para alívio financeiro; convocámos todos os trabalhadores dentro e fora de Macau para participarem na acção intitulada “Doação para o combate à epidemia causada pelo novo tipo de coronavírus”, para dar apoio à China e à RAEM no combate à epidemia; participámos no combate à pobreza em Congjiang da Província de Guizhou, com vista a ajudar o País a alcançar o triunfo na batalha da erradicação da pobreza; continuámos a ajudar os grupos vulneráveis locais e a apoiar o ensino dentro e fora de Macau, interpretando o princípio “retribuir à sociedade, por provir da sociedade” com boas acções; divulgámos com proactividade o sucesso da implementação dos princípios “Amor à Pátria, Amor a Macau” e “Um País, Dois Sistemas” em Macau!

Estamos no ponto histórico da conclusão plena do “ 4.º Plano Quinquenal” do nosso Banco e acreditamos que o resultado alcançado está estritamente ligado à consideração e à confiança dos governos dentro e fora de Macau assim como às instituições de fiscalização, ao grande apoio dos nossos investidores e clientes, e, ainda, ao apoio e apreço dos colegas da área financeira bem como a todas as pessoas dos diversos sectores da sociedade. Na qualidade e representando o Conselho de Administração, aproveitamos esta oportunidade para agradecer sinceramente a todas as pessoas dos diversos sectores da sociedade que deram, a longo prazo, carinho, apoio e impulso para o desenvolvimento do nosso Banco!

No ano de 2021, iremos procurar concretizar as tendências de desenvolvimento da época, associando-nos à implementação marcante do “14.º Plano Quinquenal” da Pátria-Mãe e dando alta importância à construção integrada da “Zona da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau”, da Delta do Rio Yang Tze e da Região Cheng Yu, integrando-nos ainda mais activamente no desenvolvimento nacional; apoiaremos, com mais iniciativa, o Governo da RAEM na governação de acordo com a lei e participaremos no estudo e na implementação do “2.° Plano Quinquenal” do Governo da RAEM, impulsionando a construção de “Um Centro, Uma Plataforma, Uma Base” e da Zona de Reforço da Cooperação entre a Província de Guangdong e Macau em Hengqin, para dar apoio de forma mais activa na construção da diversificação da economia de Macau.

Neste ano de 2021, iremos persistir na orientação da “integração e ligação” e iremos aprofundar a reforma e impulsionar a inovação. Iremos, ainda, eliminar os pontos fracos e fortalecer a capacidade interna, continuando a caminhar no percurso de desenvolvimento com características próprias, diferenciação e diversificação. Assumiremos as responsabilidades de uma empresa financeira com acções concretas e envidaremos esforços na maximização do valor para a sociedade, os clientes, os trabalhadores e os accionistas, avançando com todos os esforços para o planeamento do início do capítulo do “5.º Plano Quinquenal” do nosso Banco!

A promover segundo instruções do Conselho de Administração

Lyu Yao Ming

Presidente do Conselho de Administração

25 de Março de 2021

Parecer do Conselho Fiscal

Por força do disposto no artigo 35.º, alínea f) do nº.1, dos estatutos do Banco Luso Internacional, S.A., compete ao Conselho Fiscal certificar-se da exactidão e de forma apropriada do balanço e da demonstração de resultados a apresentar anualmente pelo Conselho de Administração.

Submetido à consideração do Conselho, o relatório do Conselho de Administração e as demonstrações financeiras, referentes a 31 de Dezembro de 2020, bem assim, o relatório da Sociedade de Auditores KPMG, datado de 25 de Março de 2021, no qual se afirma que as demonstrações financeiras, apresentam de forma verdadeira e apropriada a situação financeira do Banco em 31 de Dezembro de 2020, e o lucro apurado no exercício então findo.

Examinados os documentos anteriormente mencionados, o Conselho Fiscal pronunciou-se no sentido de que o relatório e as demonstrações financeiras estão em condições de serem apresentadas à apreciação e aprovação da Assembleia Geral dos Accionistas do Banco Luso Internacional, S.A.

O Presidente do Conselho Fiscal
Lee Fai Ming

Macau, aos 25 de Março de 2021

Síntese do Parecer dos Auditores Externos

Para os accionistas do Banco Luso Internacional, S.A.
(Sociedade Anónima constituída em Macau)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras do Banco Luso Internacional, S.A. relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 25 de Março de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das politícas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas e dos livros e registos do banco. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e os livros e registos do banco.

Para a melhor compreensão da posicão financeira do banco e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Ieong Lai Kun, Auditor de Contas

KPMG Sociedade de Auditores

Macau, 25 de Março de 2021

Instituições em que detém participação superior a 5% do respectivo capital ou superior a 5% dos seus fundos próprios

Nenhuma

Accionista qualificada

Xiamen International Investment Limited (constituída em Hong Kong)

Nomes dos titulares dos órgãos sociais

Conselho de Administração

Presidente:

Lyu Yao Ming

Administrador Executivo:

Jiao Yun Di

Chan Wai Shing

Administradores:

Weng Ruo Tong

Zhang De Chun

Pang Hong

Ma Chi Kong

Jong Lai Ching

Chui Sai Peng Jose

Leong Weng Pun

Pang Chuan

Fong Long Peng

Comissão Executiva:

Presidente:

Lyu Yao Ming

Membro:

Jiao Yun Di

Chan Wai Shing

Pang Hong

Chui Sai Peng Jose

Mesa da Assembleia Geral

Presidente:

Lyu Yao Ming

Secretária:

Leong Ut Sin

Conselho Fiscal

Presidente:

Lee Fai Ming

Membro:

Zou Zhi Ming

Wong Wai Pan

Loi Lun Mio

Secretária da Sociedade:

Leong Ut Sin


BANCO CMB WING LUNG, LIMITADA — SUCURSAL DE MACAU

BALANÇO ANUAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2020

貨幣單位:MOP

貨幣單位:MOP

貨幣單位:MOP

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS DO EXERCÍCIO DE 2020

CONTA DE EXPLORAÇÃO

貨幣單位:MOP

CONTA DE LUCROS E PERDAS

貨幣單位:MOP

O GERENTE GERAL
Guo Zhihang

O CHEFE DA CONTABILIDADE
Tang Ying

2020年業務報告概要

2020年新型冠狀病毒疫情在全球蔓延,對世界經濟特別是國際貿易影響巨大,澳門作為以旅遊博彩業為主要經濟支柱的旅遊城市遭受了前所未有的衝擊。本行遵循市場規律,在總行招商永隆銀行領導下堅持穩健經營,繼續調整信貸資產結構,同時調減貸款利率為客戶讓利並對有需要的樓宇按揭貸款客戶延長還本期限。在基礎設施建設方面,本行在2020年3月份完成了新的核心業務系統(T24)成功上線,隨後即開始籌備進一步完善電子銀行系統,提升對客戶服務的效率和品質,目前有關專案進展順利,有助於銀行轉型升級和長遠發展的戰略目標。截止2020年末,本行的存款餘額為澳門元13.5億;貸款餘額為澳門元27.7億;本行上繳政府稅款為澳門元593.7萬;稅後利潤為澳門元4373.9萬;年末繼續保持無不良貸款紀錄。

本行於2021年將繼續投入資源加強銀行基礎設施建設,重點開發電子銀行系統,圍繞母行招商銀行和總行招商永隆銀行的長遠發展戰略,落實一體化經營和垂直管理的經營理念,在繼續開展對公貸款等批發業務同時,實施戰略轉型升級,加快擴大零售業務產品和規模,以滿足客戶在澳門本地和跨境投資及經營的需要。

在此,衷心感謝澳門政府部門和監管機構,澳門社會各界和廣大客戶對本行的一貫支援與信任,本行將繼續努力在為股東創造利益同時為澳門社會發展做出貢獻!

招商永隆銀行澳門分行

總經理 郭志航

二○二一年四月十五日

外部核數師意見書之概要

致 招商永隆銀行有限公司澳門分行總經理

本會計師事務所已按照澳門特別行政區之《核數準則》和《核數實務準則》完成審核招商永隆銀行有限公司澳門分行二零二零年度之財務報表,並已於二零二一年四月十五日就該等財務報表發表了無保留意見的報告。

上述已審核的財務報表由於二零二零年十二月三十一日之資產負債表及截至該日止年度之損益表、總公司賬項轉變表及現金流量表組成,亦包括重大會計政策概要和其他說明性附註。

隨附由管理層編製的摘要財務報表是上述已審核的財務報表的撮要內容,本行認為摘要財務報表的內容,在所有重要方面,與已審核財務報表的內容一致。

為更全面瞭解招商永隆銀行有限公司澳門分行的財務狀況和經營結果以及核數工作的範圍,隨附的摘要財務報表應與已審核的財務報表以及獨立核數師報告一併參閱。

郭詩敏
執業會計師
德勤•關黃陳方會計師事務所

澳門,二零二一年四月十五日


THE HONGKONG AND SHANGHAI BANKING CORPORATION LIMITED

SUCURSAL DE MACAU

(Publicações ao abrigo do artigo 76 do RJSF aprovado pelo Decreto-Lei n.º 32/93M, de 5 de Julho)

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

(Em patacas)

(Em patacas)

(Em patacas)

Demonstração de resultados do exercício de 2020

Conta de exploração

(Em patacas)

Conta de lucros e perdas

(Em patacas)

Directora Executiva — Macau

Wang Yibo

Controladora Financeira

Tam Pui Si

Macau, 26 de Abril de 2021.

Síntese dos resultados de 2020

As Receitas caíram 26.8% para MOP630 milhões e o Lucro Antes de Impostos desceram 72.7% para MOP89 milhões.

O Resultado Líquido de Juros diminuiu 17.6% e os Resultados em Operações Financeiras diminuíram 19.1%.

Em 2020, fomentados pelos contactos e relações internacionais do Grupo e por forma a melhor servir os nossos clientes, continuámos a nossa estratégia para ser o principal banco internacional em Macau, quando ao mesmo tempo, capturámos as oportunidades de comércio transfronteiriço com Hong Kong and a China Continental, nomeadamente na Área da Grande Baía de Cantão-Hong Kong- Macau. As nossas receitas totais desceram 26.8%, ao passo que o nosso Lucro Antes de Impostos caiu 72.7% devido a uma maior taxa de imparidade de crédito verificada no nosso portfolio de Banca Comercial, a par dos volumes dos negócios mais baixos por causa da pandemia de Covid-19.

Não obstante as condições de mercado, que em 2020 se mostraram desafiadoras, o nosso balancete manteve-se saudável, tendo continuado a poupar nos nossos activos ponderados pelos riscos, tirámos ainda partido das oportunidades geradas com a internacionalização do RMB, e desenvolvimento da Área da Grande Baía. Aumentámos a nossa colaboração transfronteiriça, inclusive participando na zona de comércio livre de Zhuhai HengQin RMB do sistema transfronteiriço de gestão centralizada de tesouraria e realizando roadshows aos escritórios na China Continental e em Hong Kong. Acresce ainda que, expandimos o nosso departamento de banca comercial ao estabelecermos a equipa dos negócios empresariais chinesas focada no desenvolvimento de negócios comerciais com os clientes da China.

Durante a pandemia do Covid-19, apoiámos o esquema de moratórias promovido pelo Governo. Por forma a apoiar a economia local, oferecemos ainda empréstimos em termos favoráveis aos nossos clientes tanto da banca commercial como de retalho.

Para alcançar melhores serviços de excelência e afirmar a dedicação no mercado local, a 29 de Junho de 2020, transferimos a nossa sucursal no Mercado Vermelho para a Taipa, na zona da Nova Grand, para alargar a nossa cobertura de rede tanto na Península de Macau como na Taipa. O serviço da linha directa geral do nosso banco foi prolongado para todos os dias numa semana para melhor servir a consulta dos clientes. Também recolocámos 2 ATM em áreas da alta densidade populacional para oferecer uma melhor e mais cómoda experiência bancária.

Na senda na nossa viagem digital, continuámos a simplificar o nosso processo aceitação de clientes, agilizando o processo de abertura de conta. O nosso cartão de crédito “Pulse UnionPay Dual Currency” foi lançado no Janeiro de 2020, permitindo um “cartão-unico” para qualquer transacção e pagamento dentro da Área da Grande Baía sem taxa adicional. Em Setembro de 2020, lançámos recentemente o nosso primeiro “app” de banca móvel nas plataformas Apple e Android, com a capacidade de entrada no sistema através da vericação biometrica segura e fácil, e os pagamentos com o cartão de crédito HSBC UnionPay nos comerciantes designados equipados com o UnionPay QR code. Para os clientes comerciais, as funções novas “Track Payments” e “Mobile Authentication” foram lançados no HSBCnet para oferecer mais conveniência sem esquecer a segurança.

Já no tocante à implementação de políticas de Combate ao Crime Financeiro e de Gestão de Risco, melhorámos a nossa ferramenta de fluxo de trabalho de crédito (Credit Workflow Tool) para permitir um “tempo de pagamento” mais rápido para os clientes. Diariamente, também substituímos cartas físicas por SMS e outras medidas digitais para a comunicação geral com o cliente, a fim de reduzir o risco operacional. Por outro lado, simplificámos as categorias de risco, bem como os fóruns para a governação e mecanismos de reporte, permitindo, assim, uma melhor e mais célere experiência dos nossos clientes, mas também oferecendo um processo de crédito mais simples e seguro. Os nossos rácios relativos aos riscos de liquidez continuaram a ser geridos dentro do nosso apetite de risco e monitorizados com cuidado atendendo aos ambientes externos em que operamos.

Relativamente aos recursos humanos, continuámos a construir a nossa equipa, trazendo talentos com conhecimentos e experiências diversificados. Esforçámo- nos fortemente em recrutar, manter e empenhar os nossos trabalhadores na região da Área da Grande Baía. Os benefícios dados aos nossos trabalhadores são revistos constantemente, e assim, aumentámos a partipação e o envolvimento dos nossos funcionários, a consciência de actos de conduta e desenvolvemos melhores formas de implementar diversos programas, nomeadamente uma Townhall para todos os trabalhadores, programas de conhecimento da cultura da nossa empresa e implementámos uma política de empresa de trabalho flexível que permita os nossos trabalhadores a atingir um melhor balanço entre a vida privada e o trabalho.

Gostaria de aproveitar ainda esta oportunidade para agradecer aos nossos estimados clientes o seu apoio constante e à nossa equipa o seu leal e dedicado empenho.

Wang Yibo

Directora Executiva — Macau

Relatório dos Auditores Externos Sobre as Demonstrações Financeiras Resumidas

Para a Gerência do The Hongkong and Shanghai Banking Corporation Limited — Sucursal de Macau

As demonstrações financeiras resumidas anexas do The Hongkong and Shanghai Banking Corporation Limited — Sucursal de Macau (a Sucursal) referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 resultam das demonstrações financeiras auditadas e dos registos contabilísticos da Sucursal referentes ao exercício findo naquela data. Estas demonstrações financeiras resumidas, as quais compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020 e a demonstração dos resultados do exercício findo naquela data, são da responsabilidade da Gerência da Sucursal. A nossa responsabilidade consiste em expressar uma opinião, unicamente dirigida a V. Exas. enquanto Gerência, sobre se as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos da Sucursal, e sem qualquer outra finalidade. Não assumimos responsabilidade nem aceitamos obrigações perante terceiros pelo conteúdo deste relatório.

Auditámos as demonstrações financeiras da Sucursal referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 de acordo com as Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria emitidas pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau, e expressámos a nossa opinião sem reservas sobre estas demonstrações financeiras, no relatório de 26 de Abril de 2021.

As demonstrações financeiras auditadas compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020, a demonstração dos resultados e de outro rendimento integral, a demonstração de alterações nas reservas e a demonstração dos fluxos de caixa do exercício findo naquela data, e um resumo das principais políticas contabilísticas e outras notas explicativas.

Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos da Sucursal.

Para uma melhor compreensão da posição financeira da Sucursal, dos resultados das suas operações e do âmbito da nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas em anexo devem ser lidas em conjunto com as demonstrações financeiras auditadas e com o respectivo relatório do auditor independente.

Li Ching Lap Bernard
Contabilista Habilitado a Exercer a Profissão
PricewaterhouseCoopers
Macau, 26 de Abril de 2021.


Transacção de Bens Financeiros de Chongwa (Macau), S.A.

(Publicações ao abrigo do artigo 75.º do RJSF, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 32/93/M, de 5 de Julho)

Balanço em 31 Dezembro de 2020

Patacas

Demonstração de resultados do exercício de 2020

Conta de Exploração

Patacas

Presidente da Comissão Executiva

Director

Zhang Weichun

Wang Wen

Macau, 29 de Abril de 2021.

Síntese do Relatório de Actividades

Em 2020, a economia global foi duramente atingida pela súbita eclosão do surto epidémico do novo tipo de coronavírus. A MOX tem, por um lado, persistido no combate à epidemia e por outro tem apoiado na retomada da produção através de 24 projectos relacionados com a emissão ou a oferta pública de obrigações de 17 emissoras, realizando a emissão e a oferta pública de vários tipos de obrigações, nomeadamente obrigações de juros, obrigações financeiras, obrigações de sociedades, obrigações “verdes” e obrigações anti-epidémicas denominadas em RMB, USD, EUR, MOP e HKD, entre outras moedas, tendo o montante acumulado das ofertas públicas de obrigações e das transacções superado os 120 mil milhões de patacas. Neste ano de 2021, é lançado o 14.º Plano Quinquenal Nacional, um período importante para Macau se integrar no desenvolvimento global do País. A MOX irá, plenamente, tirar partido da posição vantajosa de Macau como intersecção do desenvolvimento da economia do País, na circulação interna e internacional, com total confiança no poder da tecnologia financeira e da ética financeira para poderem ser prestados os melhores serviços no mercado financeiro global.

O Presidente da Comissão Executiva,
Zhang Weichun
Macau, aos 29 de Abril de 2021

O Parecer do Conselho Fiscal

Ex.mos Senhores Accionistas da Transacção de Bens Financeiros de Chongwa (Macau), S.A.

Em conformidade com o Código Comercial de Macau e os estatutos da Transacção de Bens Financeiros de Chongwa (Macau), S.A. (doravante designada por MOX), o Conselho Fiscal da MOX emite a sua opinião sobre o relatório de actividades, as demonstrações financeiras e a proposta de aplicação de resultados apresentados pelo Conselho de Administração relativamente ao ano de exercício de 2020.

(a) O relatório anual de actividades até a 31 de Dezembro de 2020 do MOX reflecte, de forma precisa, as actividades promovidas e desenvolvidas pela Sociedade no ano de exercício ora em apreço,

(b) As demonstrações financeiras até a 31 de Dezembro de 2020 do MOX reflectem de forma correcta o funcionamento do MOX e a sua situação financeira, e a proposta da distribuição dos seus lucros está em conformidade com a situação efectiva da Sociedade.

Em conclusão, somos de opinião que o relatório, as demonstrações financeiras, assim como a proposta de aplicação de resultados apresentados pelo Conselho de Administração devem ser aprovados.

Conselho Fiscal

Wei Jie (presidente)

Macau,aos 29 de Abril de 2021

Relatório dos auditores externos sobre as demonstrações financeiras resumidas

Para Os Accionistas da Transacção de Bens Financeiros de Chongwa (Macau), S.A.
(constituída em Macau como sociedade anónima de responsabilidade limitada)

As demonstrações financeiras resumidas anexas da Transacção de Bens Financeiros de Chongwa (Macau), S.A. (Sociedade) referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 resultam das demonstrações financeiras auditadas e dos registos contabilísticos da Sociedade referentes ao exercício findo naquela data. Estas demonstrações financeiras resumidas, as quais compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020 e a demonstração dos resultados do exercício findo naquela data, são da responsabilidade do Conselho de Administração da Sociedade. A nossa responsabilidade consiste em expressar uma opinião, unicamente dirigida a V. Exas. enquanto Accionistas, sobre se as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos da Sociedade, e sem qualquer outra finalidade. Não assumimos responsabilidade nem aceitamos obrigações perante terceiros pelo conteúdo deste relatório.

Auditámos as demonstrações financeiras da Sociedade referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 de acordo com as Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria emitidas pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau, e expressámos a nossa opinião sem reservas sobre estas demonstrações financeiras, no relatório de [29 de Abril] de 2021.

As demonstrações financeiras auditadas compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020, a demonstração dos resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração dos fluxos de caixa do exercício findo naquela data, e um resumo das principais políticas contabilísticas.

Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos da Sociedade.

Para uma melhor compreensão da posição financeira da Sociedade, dos resultados das suas operações e do âmbito da nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas em anexo devem ser lidas em conjunto com as demonstrações financeiras auditadas e com o respectivo relatório do auditor independente.

Ng Wai Ying
Contabilista Habilitado a exercer a Profissão
PricewaterhouseCoopers

Macau, 29 de Abril de 2021

A lista das Instituições em a MOX detém participações superiores a 5% do respectivo capital ou superiores a 5%

Nenhuma

Accionistas Qualificados

Nome do Accionista

Percentagem

Nam Kwong União Comercial e Industrial, Limitada

48%

Parafuturo de Macau Investimento e Desenvolvimento Limitada

15%

Sociedade de Investimento Cheong Kam, Lda.

10%

Órgãos Sociais

Comissão Executiva:

Conselho de Administração:

Presidente: Zhang Weichun

Presidente: Fu Jianguo

Vogais: Ruan Tianxun

Vice-Presidente: Peng Jinhong

Wang Wen

Administradores: Zhang Weichun

Xiao Hua

Tam Pak Yuen

Ngai Lap San

Ruan Tianxun

Conselho Fiscal:

Wang Wen

Presidente: Wei Jie

Xiao Hua

Vogais: Csc & Associados-Sociedade de Auditores representada pela Chan Yuk Ying

Ngai Lap San

Shao Jian

Secretária da Sociedade: Xiao Hua


BANCO COMERCIAL DE MACAU, S.A.

(Publicações ao abrigo do artigo 75 do RJSF aprovado pelo Decreto-Lei n.º 32/93/M, de 5 de Julho)

BALANÇO ANUAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2020

Valores em Patacas

Valores em Patacas

Valores em Patacas

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS DO EXERCÍCIO DE 2020

Conta de Exploração

Valores em Patacas

Conta de Lucros e Perdas

Valores em Patacas

O CHEFE DA CONTABILIDADE

PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Chit-Kwan Wong

Alick Yuk-Fai Chiu

Pak-Hung Lau

Macau, 30 de Abril de 2021

Banco Comercial de Macau, S.A.

Síntese do Relatório de Actividades de 2020

Em 2020, face ao surto pandémico do novo tipo de coronavírus, o ambiente económico geral de Macau, e até do mundo inteiro, está sujeitou a um choque inesperado. Devido à alta dependência dos sectores do jogo e do turismo em Macau, a economia local sofreu um impacto notoriamente grave. A receita do jogo e o número de visitantes decresceram, respectivamente, 79,3% e 85,0%, tendo o Produto Interno Bruto de Macau do ano de 2020 contraído 56,3%.

Perante esta situação económica desfavorável, o Banco Comercial de Macau, S.A. (adiante designado por “este Banco”), subsidiária de Macau do Dah Sing Bank, Limited e detida totalmente pelo mesmo, tomou medidas mais cautelosas no âmbito da gestão da carteira de créditos, tendo inclusivamente posto termo a uma parte dos créditos e relações com clientes que não satisfazia a previsão retributiva para os negócios deste Banco ou que apresentava um risco de crédito relativamente alto. Assim sendo, apesar de se ter mantido um nível saudável na qualidade da carteira de créditos, o total de créditos contraídos diminuiu 6,7% em comparação com o final do ano anterior. Ao mesmo tempo, este Banco dedicou-se a reduzir os depósitos de custo mais elevado e a atrair outros de baixo custo, o que gerou, dentro do mesmo ano, um aumento de 8,7% nos saldos dos depósitos à ordem e à poupança, bem como elevou a percentagem dos depósitos à ordem e à poupança em relação à percentagem dos depósitos totais. Em 2020, em termos gerais, as margens de juro líquidas deste Banco foram de 1,33%, uma ligeira descida em comparação com as de 1,55% no ano de 2019. Perante a debilidade do ambiente económico, as receitas líquidas de emolumentos e comissões deste Banco reduziram em 10,3%, tendo diminuído 13,7% na receita operacional total em relação a 2019. Nesse ano, apesar de se ter mantido um nível saudável na qualidade de capitais em geral, em comparação com os custos de crédito extremamente baixos em 2019, registou-se um avultado aumento nas perdas de imparidade dos créditos, principalmente gerado por uma violação de um contrato de empréstimo empresarial e a respectiva desvalorização de bens hipotecados. Conjugando ainda com a diminuição na receita operacional, verificou-se um significativo decréscimo no lucro líquido deste Banco no ano de 2020.

No ano de 2020, com o intuito de elevar a sua própria competitividade, este Banco lançou novos produtos e serviços, tido sido apresentado em Abril um produto de depósito totalmente novo e inovador, o “Star Rewards Account”, o primeiro produto em Macau a vincular a conta de depósito ao cartão de crédito, permitindo aos seus clientes ganharem prémios de Asia Miles.

Este Banco, assumindo como missão promover a transformação digital, introduziu com sucesso, em. Agosto de 2020, a função de reconhecimento biométrico na sua aplicação móvel e-Corp destinada aos clientes empresariais, simplificando os processos de transacção electrónica por parte destes clientes e proporcionando um ambiente de transacção mais seguro e de alta eficiência. Para além disso, lançou em Junho de 2020 uma plataforma de aplicação electrónica, permitindo aos clientes, através desta nova função e do próprio atendimento, pedirem cartão de crédito e entregarem os respectivos documentos via Internet. Ainda visando elevar o conhecimento e a utilização dos produtos pelos clientes, este Banco desenvolveu um novo código QR para os trabalhadores de marketing, que facilitou a sua apresentação da plataforma electrónica para o pedido de cartão de crédito junto dos clientes, permitindo-lhes um acesso e uma utilização mais convenientes.

De acordo com a nova estratégia estabelecida a médio prazo pelo Grupo, 2021 é o primeiro ano da nova estratégia a médio prazo deste Banco. Tendo sido elevada a fasquia em termos das metas de negócios para o ano de 2021, este Banco irá lançar diversos projectos de negócios, o que permite que os seus negócios sejam desenvolvidos com maior foco nas necessidades dos clientes, aumentar os depósitos de baixo custo e aperfeiçoar as carteiras de receitas provenientes de juro e não provenientes de juro. Este banco irá acompanhar estreitamente a implementação da nova estratégia e esforçar-se-á na prestação de um maior contributo nos anos seguintes. Através desta oportunidade, gostaria de expressar o meu profundo agradecimento pelo apoio dado, ao longo do tempo, por todos os clientes, trabalhadores e accionistas.

Pak-Hung Lau
Director Executivo
30 de Abril de 2021

PARECER DO CONSELHO FISCAL

Aos Accionistas do Banco Comercial de Macau, S. A.

Nos termos do Código Comercial de Macau e dos estatutos do Banco Comercial de Macau, S. A. (“BCM”), o Conselho Fiscal do BCM emite parecer sobre o relatório, os documentos de relato financeiro e a proposta de afectação dos resultados apresentados pelo Conselho de Administração relativamente ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020.

O Conselho Fiscal do BCM verificou as transacções e a gestão do Banco durante o ano de 2020. As suas competências incluem a supervisão da gestão do Banco; o exame dos livros e registos e sua actualização; a verificação dos activos; a análise dos critérios contabilísticos e o respectivo impacto nos resultados do exercício; o exame dos documentos de relato financeiro anuais, bem como outras verificações previstas na lei e nos estatutos.

O Conselho Fiscal analisou a informação contabilística preparada pelo Banco durante o ano e submetida regularmente à Autoridade Monetária de Macau (“AMCM”), e seguiu outros procedimentos considerados adequados para as circunstâncias, incluindo o exame ao relatório do auditor independente.

Analisámos o relatório emitido pelo auditor independente PricewaterhouseCoopers, datado de 24 de Fevereiro de 2021, o qual expressa uma opinião sem reservas sobre os documentos de relato financeiro do Banco, relativos ao ano findo em 31 de Dezembro de 2020.

Obtivémos todas as informações e explicações consideradas necessárias para efeitos das nossas verificações e, com base no trabalho efectuado, somos de opinião de que:

(a) O relatório, bem como os documentos de relato financeiro, apresentados pelo Conselho de Administração reflectem fielmente a situação financeira do Banco em 31 de Dezembro 2020 e estão em conformidade com o estabelecido no Código Comercial de Macau, com as Normas de Relato Financeiro e com os estatutos do banco;

(b) Os princípios contabilísticos e os critérios utilizados nas estimativas adoptadas pelo Conselho de Administração na preparação dos documentos de relato financeiro apresentados foram os apropriados atendendo às circunstâncias;

(c) O relatório, bem como os documentos de relato financeiro, apresentados pelo Conselho de Administração não necessitam de quaisquer alterações.

OPINIÃO

Em conclusão, somos de parecer de que o relatório e os documentos de relato financeiro apresentados pelo Conselho de Administração relativamente ao ano findo em 31 de Dezembro de 2020, assim como a sua proposta de afectação de resultados, sejam aprovados na próxima Assembleia Geral Ordinária de Accionistas, em 25 de Março 2021.

Macau, 10 de Março de 2021

O Conselho Fiscal

— Presidente — da Conceição Reisinho, Fernando Manuel

— Vice-Presidente — Mayhew, Nicholas John

— Vogal — Sen Chun Wai

Relatório dos auditores externos sobre as demonstrações financeiras resumidas

PARA OS ACCIONISTAS DO BANCO COMERCIAL DE MACAU, S.A.
(Constituido em Macau como sociedade anónima)

As demonstrações financeiras resumidas anexas do Banco Comercial de Macau, S.A. (o “Banco”) referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 resultam das demonstrações financeiras auditadas e dos registos contabilísticos referentes ao exercício findo naquela data. Estas demonstrações financeiras resumidas, as quais compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020 e a demonstração dos resultados do exercício findo naquela data, são da responsabilidade do Conselho de Administração do Banco. A nossa responsabilidade consiste em expressar uma opinião, unicamente dirigida a V. Exas. enquanto accionistas, sobre se as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos do Banco, e sem qualquer outra finalidade. Não assumimos responsabilidade nem aceitamos obrigações perante terceiros pelo conteúdo deste relatório.

Auditámos as demonstrações financeiras do Banco referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 de acordo com as Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria emitidas pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau, e expressámos a nossa opinião sem reservas sobre estas demonstrações financeiras no relatório de 24 de Fevereiro de 2021.

As demonstrações financeiras auditadas compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020, a demonstração dos resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração dos fluxos de caixa do exercício findo naquela data, e um resumo das principais políticas contabilísticas e outras notas explicativas.

Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos do Banco.

Para uma melhor compreensão da posição financeira do Banco, dos resultados das suas operações e do âmbito da nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas em anexo devem ser lidas em conjunto com as demonstrações financeiras auditadas e com o respectivo relatório do auditor independente.

Ng Wai Ying
Contabilista Habilitado a exercer a Profissão
PricewaterhouseCoopers

Macau, 30 de Abril de 2021

INSTITUIÇÕES EM QUE O BANCO DETÉM PARTICIPAÇÕES SUPERIORES A 5% DO RESPECTIVO CAPITAL OU SUPERIORES A 5% DOS SEUS FUNDOS PRÓPRIOS :

NOME DAS INSTITUIÇÕES

PERCENTAGEM

Nenhuma

-

ACCIONISTAS QUALIFICADOS :

NOME DO ACCIONISTA

NÚMERO DE ACÇÕES

PERCENTAGEM

Dah Sing Bank, Limited

702,000

78%

DSB BCM (1) Limited

99,000

11%

DSB BCM (2) Limited

99,000

11%

ÓRGÃOS SOCIAIS :

MESA DA ASSEMBLEIA GERAL

Leonel Alberto Alves

Presidente

Ma Iao Lai

Secretário

Cheong Lok Tin

Secretário

CONSELHO FISCAL

da Conceição Reisinho, Fernando Manuel

Presidente

Mayhew, Nicholas John

Vice-Presidente

Chun-Wai Sen (Simon Sen)

Vogal

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

David Shou-Yeh Wong

Presidente

Hon-Hing Wong (Derek Wong)

Membro

Harold Tsu-Hing Wong

Membro

Gary Pak-Ling Wang

Membro

Yiu-Fai Kong (Eddie Kong)

Membro

(a)

Pak-Hung Lau

Membro

(b)

Alick Yuk-Fai Chiu

Membro

(a) Cessou funções em 16/01/2020

(b) Nomeado vogal em 16/01/2020


HANG SENG BANK LIMITED — SUCURSAL DE MACAU

(Publicações ao abrigo do artigo 76.º do RJSF, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 32/93/M, de 5 de Julho)

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

(Em patacas)

(Em patacas)

Demonstração de resultados do exercício de 2020

Conta de exploração

(Em patacas)

Conta de lucros e perdas

(Em patacas)

(Em patacas)

O Gerente da Sucursal de Macau,
Isidorus Fong

O Chefe da Contabilidade
Jeffrey Ng

Macau, 23 de Abril de 2021.

Hang Seng Bank Limited (Sucursal de Macau) — Síntese do Relatório de Actividades

No ano de 2020, a conjuntura de exploração ficou caracterizada por um período de (elevadas) dificuldades. As economias e as sociedades no mundo inteiro sofreram um profundo impacto decorrente da epidemia da COVID-19, tendo-se verificado não só o impedimento do fluxo de pessoas e do fluxo logístico, com o consequente golpe nas actividades industrial e comercial, mas também as mudanças significativas no modelo de necessidades de consumo do mundo.

Neste ambiente pleno de desafios, o Hang Seng Bank Limited (Sucursal de Macau) prosseguiu com a sua estratégia “ter por base os clientes” de modo a oferecer um serviço bancário mais simples e mais conveniente e uma experiência de melhor qualidade visando aumentar a eficiência dos serviços no futuro. Por outro lado, com a transformação activa, o Banco promoveu a necessária inovação a fim de beneficiar melhor os clientes e a comunidade.

As actividades principais exercidas pela Sucursal de Macau aos clientes comerciais e individuais, no ano de 2020, consistiram na prestação de diversos tipos de serviços bancários, incluindo serviços diversificados de depósito e financiamento comercial, serviços comerciais transfronteiriços em renminbi, créditos hipotecários por imóveis, financiamento empresarial, transferências e operações cambiais, cobrança de títulos e serviços de agenciamento de seguros. À data de 31 de Dezembro de 2020, os depósitos e créditos de clientes totalizavam respectivamente MOP1 925 milhões e MOP13 926 milhões, sendo o lucro, deduzido do imposto anual, de MOP135 milhões.

Perspectivando o futuro, a Sucursal continuará a adoptar uma abordagem dinâmica, mas também estratégica, para suas operações, por forma a atingir um crescimento sustentável face as condições inconstantes de mercado, bem como continuará a investir no aperfeiçoamento dos seus serviços de forma a agarrar as novas oportunidades que se proporcionam no âmbito da Grande Baía.

Em nome da administração da Sucursal, gostaria de aproveitar esta oportunidade para expressar a nossa sincera apreciação pelo grande e contínuo apoio que temos recebido por parte das várias autoridades do Governo, clientes e pessoal.

O Gerente da Sucursal do

Hang Seng Bank Limited (Sucursal de Macau)

Isidorus Fong

RELATÓRIO DOS AUDITORES EXTERNOS SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RESUMIDAS

HANG SENG BANK LIMITED — SUCURSAL DE MACAU

As demonstrações financeiras resumidas anexas do Hang Seng Bank Limited — Sucursal de Macau (a Sucursal) referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 resultam das demonstrações financeiras auditadas e dos registos contabilísticos da Sucursal referentes ao exercício findo naquela data. Estas demonstrações financeiras resumidas, as quais compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020 e a demonstração dos resultados do exercício findo naquela data, são da responsabilidade da Gerência da Sucursal. A nossa responsabilidade consiste em expressar uma opinião, unicamente dirigida a V. Exas. enquanto Gerência, sobre se as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos da Sucursal, e sem qualquer outra finalidade. Não assumimos responsabilidade nem aceitamos obrigações perante terceiros pelo conteúdo deste relatório.

Auditámos as demonstrações financeiras da Sucursal referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 de acordo com as Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria emitidas pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau, e expressámos a nossa opinião sem reservas sobre estas demonstrações financeiras, no relatório de 23 de Abril de 2021.

As demonstrações financeiras auditadas compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020, a demonstração dos resultados, a demonstração de alterações nas reservas e a demonstração dos fluxos de caixa do exercício findo naquela data, e um resumo das principais políticas contabilísticas e outras notas explicativas.

Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos da Sucursal.

Para uma melhor compreensão da posição financeira da Sucursal, dos resultados das suas operações e do âmbito da nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas em anexo devem ser lidas em conjunto com as demonstrações financeiras auditadas e com o respectivo relatório do auditor independente.

Li Ching Lap Bernard
Contabilista Habilitado a exercer a Profissão
PricewaterhouseCoopers

Macau, 23 de Abril de 2021.


Banco CITIC Internacional (China) Limitada Sucursal de Macau

(Publicações ao abrigo do artigo 76.º do RJSF, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 32/93/M, de 5 de Julho)

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

MOP

MOP

MOP

Demonstração de Resultados do Exercício de 2020

Conta de Exploração

MOP

Conta de Lucros e Perdas

MOP

Director da Sucursal, Sucursal de Macau
Felix Xia

O Chefe da Contabilidade
Emily Sio

Síntese do Relatório de Actividades

Num ambiente externo repleto de desafios, esta Sucursal, integrada no mercado local de Macau, tem empenhado e aproveitado as oportunidades de desenvolvimento na Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, tendo sido alcançados bons resultados operacionais no ano de 2020.

Até 31 de Dezembro de 2020, o activo desta Sucursal cifrou-se em MOP 4,892 mil milhões, representando um crescimento de 97% em relação ao ano anterior, com relevo para o crédito a clientes que registou um crescimento acentuado de 120% em relação ao ano anterior, atingindo MOP 3,854 mil milhões, equivalente ao dobro do montante mais elevado obtido desde o estabelecimento da Sucursal. O saldo dos depósitos desta Sucursal atingiu MOP 1,444 mil milhões, resultando num crescimento de 4,2% em relação ao ano anterior. E os resultados operacionais antes das provisões para imparidade foram de MOP 46 milhões, representando um crescimento de 13,73% em relação ao ano anterior.

Em 2020, esta Sucursal continuou a desenvolver os seus produtos e serviços, assumindo a liderança exclusiva do empréstimo sindicado, pela primeira vez, no mercado local. Ao mesmo tempo, deu um avanço histórico na subscrição de obrigações empresariais no exterior.

Perspectivando o novo ano, esta Sucursal continuará a melhorar a gestão de operação, a controlar os riscos e a desenvolver as suas capacidades, tentaremos dar um melhor contributo para satisfazer as necessidades de prestação de serviços em Macau.

Por último, a equipa de gestão desta Sucursal gostaria de apresentar sinceros agradecimentos aos diversos sectores da sociedade de Macau e aos clientes pelo apoio depositado nesta Sucursal no ano transacto.

Felix Xia
Director da Sucursal, Sucursal de Macau

RELATÓRIO DOS AUDITORES EXTERNOS SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RESUMIDAS

BANCO CITIC INTERNACIONAL (CHINA) LIMITADA — SUCURSAL DE MACAU

As demonstrações financeiras resumidas anexas do Banco CITIC Internacional (China) Limitada, Sucursal de Macau (a Sucursal) referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 resultam das demonstrações financeiras auditadas e dos registos contabilísticos da Sucursal referentes ao exercício findo naquela data. Estas demonstrações financeiras resumidas, as quais compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020 e a demonstração dos resultados do exercício findo naquela data, são da responsabilidade da Gerência da Sucursal. A nossa responsabilidade consiste em expressar uma opinião, unicamente dirigida a V. Exas. enquanto Gerência, sobre se as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos da Sucursal, e sem qualquer outra finalidade. Não assumimos responsabilidade nem aceitamos obrigações perante terceiros pelo conteúdo deste relatório.

Auditámos as demonstrações financeiras da Sucursal referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020 de acordo com as Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria emitidas pelo Governo da Região Administrativa Especial de Macau, e expressámos a nossa opinião sem reservas sobre estas demonstrações financeiras, no relatório de 30 de Abril de 2021.

As demonstrações financeiras auditadas compreendem o balanço em 31 de Dezembro de 2020, a demonstração dos resultados, a demonstração de alterações nas reservas e a demonstração dos fluxos de caixa do exercício findo naquela data, e um resumo das principais políticas contabilísticas.

Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas e com os registos contabilísticos da Sucursal.

Para uma melhor compreensão da posição financeira da Sucursal, dos resultados das suas operações e do âmbito da nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas em anexo devem ser lidas em conjunto com as demonstrações financeiras auditadas e com o respectivo relatório do auditor independente.

Ng Wai Ying
Contabilista Habilitado a Exercer a Profissão
PricewaterhouseCoopers

Macau, 30 de Abril de 2021.


BANCO WELL LINK, S.A.

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2020

Patacas

Patacas

Patacas

Demonstração de Resultados

Conta de Exploração

Patacas

Conta de Lucros e Perdas

Patacas

Presidente da Comissão Executiva
Chong Sio Fai

Director Executivo
Huang Ruisheng

Macao, 29 de Março de 2021.

Síntese do Relatório do Conselho de Administração

Os Administradores do Banco Well Link, S.A. (o “Banco”) apresentam o seu relatório do Banco para o exercício findo em 31 de Dezembro de 2020.

Relatório de Gestão e Negócios

Em 2020, com a política de “estabelecer uma base, ter um desenvolvimento sustentável, servir a comunidade local e expandir para a área da Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau”, o Banco Well Link alcançou uma melhoria contínua e constante em escala, qualidade e eficiência. Em 31 de Dezembro de 2020, os ativos totais do Banco atingiram 12,39 mil milhões de patacas, sendo os depósitos totais de 10,28 mil milhões patacas e os empréstimos totais de 4,19 mil milhões de patacas, representando aumentos de 22,8%, 34,2% e 36,9%, respetivamente, desde o final de 2019. Em 2020, o Banco registou uma receita líquida de juros de 230 milhões patacas, o que corresponde a um aumento de 61,3% em relação ao ano anterior, e um lucro antes de impostos de 102 milhões patacas.

Mantendo o espírito de ponte em todos os serviços, o Banco Well Link fortaleceu a capacidade de negócios financeiros das suas agências, melhorou a disposição da rede de agências e superou as dificuldades de operação e gestão causadas pela pandemia. Seguindo o princípio de “não esquecer nossa intenção original e servir sinceramente a sociedade”, promovemos ativamente o estabelecimento de agências sem barreiras, isto é, de fácil acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida.

Em 2020, o Banco Well Link fortaleceu ainda mais os recursos de prestação de serviços na plataforma móvel de banco inteligente, aprimorou continuamente as funções e a segurança deste aplicativo do banco, melhorou a experiência dos utilizadores e ofereceu suporte total aos clientes para que possam lidar facilmente com várias contas e tratar questões de negócios sem sair de casa: Dessa forma o Banco Well Link ajudou os seus clientes a economizar o seu valioso tempo.

O Banco Well Link aderiu com sucesso à rede JETCO, permitindo aos seus clientes levantar dinheiro em caixas eletrónicas de bancos com o logotipo JETCO sem pagar nenhuma taxa de utilização.

O Banco Well Link continua o seu caminho em busca de alcançar avanços, aprimorando os serviços existentes e trazendo múltiplas linhas de novos produtos: lançando produtos de crédito para a Grande Baía; desenvolvendo serviços de depósito inteligente; e, em seguida, promovendo os serviços da Well Link Securities, que fornece canais convenientes para os clientes comprarem e venderem ações da bolsa de Hong Kong; além de cofres para armazenamento de bens valiosos, serviços de E-Billing, abertura de conta online assim como outros produtos que fornecem aos nossos clientes serviços diversificados e de valor acrescentado.

Desde a sua criação, o Banco Well Link tem seguido as políticas de desenvolvimento nacional da Área da Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau. E Macau, enraizado, sob a brisa primaveril da integração da Grande Baía, sobrevive na acirrada competição e desenvolve-se com inovação. Defendendo, “criar raízes na comunidade, trabalhar o ano todo” como o guia de ação externa na aplicação do espírito das pontes e “liderar pela ciência e tecnologia para atender plenamente os clientes” como nossa força interna de autoaperfeiçoamento contínuo, implementamos firmemente a filosofia de operação “Baseado em Hong Kong e Macau, construindo pontes em todo o mundo.” Não temos medo de qualquer ocorrência, quer venha vento ou chuva, não tememos os perigos, e faremos esforços incessantes para promover a comunhão financeira entre Guangdong, Hong Kong e Macau!

O tempo e a maré não esperam por ninguém, as coisas boas vêm para quem trabalha. Em 2021, o Banco Well Link irá, com uma atitude positiva, aproveitar ao máximo as oportunidades no desenvolvimento da Área da Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau. Com o espírito e estilo de pragmatismo, prudência, inovação e responsabilidade, serviremos o mercado de Macau com atenção, desenvolveremos produtos e serviços de alta qualidade e reforçaremos a conformidade e o controlo de risco, respeitaremos a responsabilidade social corporativa e esforçar-nos-emos para construir um Banco inteligente com características de qualidade, mantendo sempre um espírito vigoroso, perseverante e determinado em contribuir para a sociedade macaense.

Proposta de Aplicação de Resultados

Nos termos legais e estatutários, o Conselho de Administração propõe, para aprovação da Assembleia Geral que o lucro líquido de 90.186.312 patacas (noventa milhões cento e oitenta e seis mil trezentas e doze patacas) completado em 31 de Dezembro de 2020 seja utilizado da seguinte forma:

(1) Reserva legal: 18.037.262 patacas, em linha com os 20% do lucro líquido

(2) Rendimentos retidos: 72.149.050 patacas

Banco Well Link, S.A.

Conselho de Administração

29 de Março de 2021

ORGÃOS SOCIAIS

Mesa da Assembleia Geral

Xu Chujia (Presidente da Mesa da Assembleia Geral)

Yeung Chi Shing (Secretário da Mesa da Assembleia Geral)

Xiang Fei (Secretária da Mesa da Assembleia Geral)

Conselho de Administração

Zhang Shengman (Presidente do Conselho de Administração)

Xu Chujia (Administrador)

Paulo Jorge Fernandes Franco (Administrador)

Hon Wai Ming (Administradora)

So Shing Shun (Administrador)

Fang Hongguang (Administrador)

Lao Pun Lap (Administrador - nomeado em 11.08.2020)

Antonio Jose Felix Pontes (Administrador - nomeado em 16.11.2020)

Chong Sio Fai (Administrador - nomeado em 11.06.2020)

Huang Ruisheng (Administrador)

Cai Kunshan (Administrador - nomeado em 15.01.2020)

Artur Jorge Teixeira Santos (Administrador)

Ngan Yuen Ming (Administradora - resignou em 30.06.2020)

Chen Hua (Administrador - resignou em 31.03.2020)

Tse Yung Hoi (Administrador - resignou em 31.05.2020)

Du Miaomiao (Administradora - resignou em 10.06.2020)

Comissão Executiva

Chong Sio Fai (Administrador - nomeado em 11.06.2020)

Huang Ruisheng (Administrador)

Cai Kunshan (Administrador - nomeado em 15.01.2020)

Artur Jorge Teixeira Santos (Administrador)

Du Miaomiao (Administradora - resignou em 10.06.2020)

Conselho Fiscal

Ng Man Kung (Presidente do Conselho Fiscal)

Vong Hin Fai (Membro do Conselho Fiscal)

CSC & Associados - Sociedade de Auditores (Representado por Mok Chi Meng; Membro do Conselho Fiscal)

Secretária da Sociedade

Xiang Fei

Instituições em que detém participação superior a 5% do respectivo capital ou superior a 5% dos seus fundos próprios

Capital Total

Capital de retenção

Valor percentual (%)

Europ Assistance (Macau) — Serviços de Assistência Personalizados, Lda.

MOP400,000

MOP 100,000

25%

Zhuhai Liqiao Jinrong Keji Youxian Gongsi

CNY 10,000,000

CNY 2,000,000

20%

Acionistas do Banco

Acionistas com participação qualificada em 31 de dezembro de 2020:

Gestão de Participações Well link Limitada

59,67%

Gestão de Participações de Kingyin (Macau) Limitada

15%

Companhia de Investimento Shengman Sociedade Unipessoal Limitada

10%

Relatório e Parecer do Conselho Fiscal

Nos termos da lei, do mandato que nos conferiram e dos Estatutos da Sociedade, vimos submeter à Vossa apreciação o Relatório sobre a actividade fiscalizadora desenvolvida e dar o Parecer sobre o Relatório do Conselho de Administração, o Balanço e a Demonstração de Resultados do BANCO WELL LINK, S.A., relativamente ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2020.

O Relatório do Conselho de Administração evidencia de maneira clara a situação económica e financeira e a evolução da actividade do Banco durante o exercício de 2020.

Verificámos a regularidade da escrituração contabilística, não tendo tomado conhecimento de qualquer violação da lei ou do contrato de sociedade.

Em resultado dos exames efectuados, é nossa convicção que o Relatório do Conselho de Administração é suficientemente esclarecedor da actividade do Banco e que os demais documentos apresentados satisfazem as disposições legais e estatutárias.

Com base nas verificações e conclusões referidas, somos de Parecer que:

1. Sejam aprovadas as Demonstrações Financeiras Auditadas pela Ernst & Young — Auditores, e a Demonstração de Resultados para submissão à Assembleia Geral para aprovação; e,

2. Seja aprovada a proposta de aplicação de resultados.

Macau, 29 de Março de 2021

O Conselho Fiscal

Ng Man Kung (Presidente)

Vong Hin Fai (Membro)

Mok Chi Meng (Representante do CSC & Associados — Sociedade de Auditores) (Membro)

Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações Financeiras Resumidas

Para os accionistas da Banco Well Link, S.A.

(sociedade por acções de responsabilidade limitada, registada em Macau)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras da Banco Well Link, S.A. relativas ao ano de 2020, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 29 de Março de 2021, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem a demonstração da posição financeira, à data de 31 de Dezembro de 2020, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira da Banco Well Link, S.A. e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

BAO King To (Contabilista Habilitado a Exercer a Profissão)

Ernst & Young — Auditores

(Contabilistas Habilitados a Exercer a Profissão)

Macau

29 de Março de 2021


    

Versão PDF optimizada para Adobe Reader 7.0 ou superior.
Get Adobe Reader