< ] ^ ] 

    

[ Página Anterior ][ Versão Chinesa ]

REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU

      Anúncios notariais e outros

2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

澳門職業及社會服務協會

英文名稱為 “Macau Professional & Social Services Association”

為公佈之目的,茲證明上述社團之章程已於二零一零年四月九日,存檔於本署之2010/ASS/M2檔案組內,編號為52號,有關條文內容如下:

組織章程

第一章

總則

第一條──名稱

本會中文名稱為「澳門職業及社會服務協會」,英文名稱為「Macau Professional & Social Services Association」, 下稱「本會」。

第二條──地址

本會的註冊辦事處將位於澳門南灣大馬路369號京澳大廈17樓B。根據需要,經會員大會批准,可以變更會址。

第三條——宗旨

(a)在非牟利的基礎上,透過專業和職業技能培訓課程、研討會及其他增值活動,裝備各行各業人士先進的技能,促進教育。

(b)免費為待業人士配對合適的僱主,以增加工作經驗。

(c)為低收入人士提供臨時的經濟補助,讓他們有基本的生活水平。

(d)在非牟利的基礎上,為單親家庭的小童提供學習輔導班,讓家長可以放心工作,減輕其生活壓力。

(e)在非牟利的基礎上,為低收入家庭的小童提供學習輔導班,減輕家長的經濟負擔。

(f)為長者及退休人士提供義務工作機會,讓他們可繼續貢獻社會及認識新朋友。

(g)在非牟利的基礎上,為家庭主婦提供基本工作技能訓練,包括文書處理及基本電腦應用,好讓他們熟習工作流程,提升自信。

(h)在非牟利的基礎上,為中年人士提供專業及職業培訓課程及研討會,並為參與專業培訓課程及報考專業資格考試者提供資助。

(i)為新移民提供歡迎會、粵語課程、日間導遊及其他社交活動,讓他們適應澳門的生活環境。

(j)為低技術工人提供免費培訓、市場資訊、工作轉介、講座及其他技術訓練課程,讓他們能夠裝備自己,提高競爭力。

(k)透過家訪幫助弱勢社群;為他們爭取社會的關注和尊重。

(l)為維繫社會的和睦穩定努力。透過社區綜藝節目、講座、聚會等聯繫各階層,增加交流機會。

(m)在非牟利的基礎上,為社區提供講座,教育市民,創造和諧社會。

(n)為單親家庭提供工作轉介及津貼,以減輕其經濟負擔。

第二章

會員

第四條──會員入會資格

本會擬登記的會員人數不限,凡對本會有興趣之人士,均可申請加入本會,獲理事會批准後成為會員。

第五條──會員的權利

(a)有選舉權及被選舉權;

(b)對本會會務有批評建議和諮詢權;

(c)享受本會舉辦的福利活動。

第六條──會員的義務

(a)遵守本會章程及決議;

(b)積極參加本會各種活動;

(c)愛護和保護本會所有財產財物;

(d)繳交入會基金和會費。

第七條——會員違犯本會章程有損本會利益和聲譽者,由本會理事會視其情況,分別給予勸告、警告或開除會籍處理。

第三章

組織

第八條——本會設會員大會、理事會和監事會。

第九條——會員大會由所有會員組成,是本會最高權力機關。會員大會主席團不得少於三人,由單數成員組成,其中一人為主席。會員大會必須每年召開最少一次。

第十條——會員大會職權

(a)制定和修改章程、會規;

(b)選舉會員大會主席團、理事會成員和監事會成員;

(c)決定會務方針;

(d)審查理事會和監事會工作報告。

第十一條——理事會

理事會設理事會會長(又名會長)一人,副會長及理事若干人,由單數成員組成,任期為三年。

第十二條——理事會之職權

(a)負責日常會務的管理、行政、財政和紀律;

(b)負責本會所有動產及不動產的管理,並有取得、購買、承諾出售、 出售及以任何方式出讓財產或動產及不動產的權利;

(c)執行會員大會決議;

(d)向會員大會報告工作情況及提出建議;

(e)理事會可下設多個機構,分別專責管理由理事會設定之會務;

(f)每三個月舉行例會一次。

第十三條——監事會

監事會設監事長一人,監事若干人,由單數成員組成,任期為三年。

第十四條——對理事會的行政及財政進行監察,檢查帳項和報告,向會員大會報告工作情況及提出建議,並且每年最少舉行會議一次。

第四章

經費

第十五條──收入來源

(a)會員入會時繳納入會費及每年繳交年費,金額由會員大會決定;

(b)社會熱心人士或機構捐助;

(c)其他合法收入。

第五章

其他

第十六條——本章程之解釋與修訂

本章程未記載之事宜概依澳門現行法律執行。

Está conforme.

Segundo Cartório Notarial de Macau, aos nove de Abril de dois mil e dez. — A Ajudante, Isabel Patrícia de Assis.


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

澳門國際文化傳播協會

葡文名稱為“Associação Internacional Cultural Comunicação de Macau”

英文名稱為“Macau International Cultural Communication Association”

英文簡稱為 “MICCA”

為公佈之目的,茲證明上述社團之章程已於二零一零年四月九日,存檔於本署之2010/ASS/M2檔案組內,編號為51號,有關條文內容如下:

澳門國際文化傳播協會

章程

第一章

總則

第一條——名稱及性質:

中文名為:澳門國際文化傳播協會;

葡文名為:Associação Internacional Cultural Comunicação de Macau;

英文名為:Macau International Cultural Communication Association,英文簡稱:MICCA,以下簡稱為“本 會”,是一個非牟利的私法團體。

第二條——會址:本會會址設於澳門馬濟時總督大馬路星海豪庭430號1樓A1,B1,C1鋪,會址可透過理事會決議更改遷往澳門任何地方,及設立分區辦事處。

第三條——存續期:本會自成立之日起是一永久性的機構。

第四條——宗旨:本會的宗旨:擁護「一國兩制」,愛澳門,參與以及舉辦澳門以及各國的文化旅遊活動以及愛心公益活動,促進澳門市民與國際間文化交流,為澳門特別行政 區的社會安定,促進國際文化交流而努力。

第二章

會員

第五條——會員的資格及類別:

一、不論國籍及居地的人士,只要贊同本會宗旨,願意遵守本會章程,均可申請為本會會員。

二、本會會員分永遠及普通兩類,並分:團體會員、商號會員、個人會員三種,其入會資格如下:

1、團體會員:符合會員資格之團體。

2、商號會員:符合會員資格之工商企業、商號、工廠等。

3、個人會員:符合會員資格之人士。

第六條——不論團體、商號或個人申請入會,均須經本會理事會議或常務理事會議通過,方得為正式會員。

第七條——本會會員有下列權利:

一、選舉權、被選舉權、批評及建議之權;

二、享受本會所辦文教、工商、康樂、福利事業之權。

第八條——本會會員有下列義務:

一、遵守會章,執行本會各項決議;

二、推動會務之發展及促進會員間之互助合作;

三、繳納入會基金及會費。

第九條——退會及喪失會籍:

一、普通會員之會費應於財政年度內繳交,逾期時,本會得以掛號函催繳之,倘仍未清繳者,則作自動退會論。

二、永遠個人會員身故之後,及由於結束業務,解散及其他原因以致停業或不存在之永遠商號會員或永遠團體會員,其會員資格即告喪失。

三、自動退會,或停止會籍,或被開除會籍,或會員資格喪失者,除不得再享受本會一切權利之外,其所交之基金及各費用概不發還。

第十條——會員如有違反會章,破壞本會之行為者,得由理事會視其情節輕重,分別予以勸告、警告或開除會籍之處分。

第三章

組織

第十一條——本會最高權力機構為會員大會。其職權如下:

一、制定或修改會章;

二、選舉會員大會和理事會及監事會成員;

三、決定工作方針、任務、工作計劃及重大事項;

四、審查及批准理事會之工作報告。

第十二條——本會設會長一人,副會長一至六人,由會員大會選舉產生。任期與理事、監事相同,連選得連任。會長為本會會務最高負責人;主持會員大會;對外代表本會;對 內策劃各項會務。副會長協助會長工作。正、副會長可出席理事會議,常務理事會議,理事、監事聯席會議,有發言權和表決權。

第十三條——本會執行機構為理事會,由會員大會就團體會員、商號會員、個人會員或團體會員、商號會員之代表人選出理事不少於五名組成之。理事任期三年,連選得連任。 理事會設理事長一人,副理事長一至四人。理事會之組成人數為單數。理事長協助會長處理對外事務;負責領導理事會處理本會各項會務。副理事長協助理事長工作,如理事長無暇, 由副理事長依次代行理事長職務。正、副理事長及各部門之負責人選,由理事會互選產生。理事會職權如下:

一、執行會員大會之決議,計劃發展會務,籌募經費;

二、向會員大會報告工作及提出建議;

三、依章召開會員大會。

第十四條——理事會設常務理事,處理日常會務。除正、副理事長及各常設部門之為首負責人為當然常務理事外,其他由理事會推選。

第十五條——本會屬具法人資格組織,凡需與澳門特別行政區或各有關機構簽署文件時,得由會長或理事長或秘書長代表;或經由會議決定推派代表簽署。

第十六條——本會監察機構為監事會,由會員大會就團體會員、商號會員、個人會員或團體會員、商號會員之代表人選出監事三名組成之,監事任期三年,連選得連任。其職權 如下:

一、監察理事會執行會員大會之決議;

二、定期審查帳目,對有關年報及帳目製定意見書呈交會員大會;

三、得列席理事會議或常務理事會議。

第十七條——監事會由監事長一人,副監事長一人,常務監督一人組成;正、副監事長及常務監事由監事會與理事會產生。

第十八條——本會正、副會長,正、副理事長卸職後,得聘為永遠榮譽會長或永遠榮譽理事長。可出席本會理事會議及其他會議,有發言權及表決權。

本會常務理事、理事卸職後,得聘為榮譽理事或名譽理事。可出席當屆例會,有發言權。

第十九條——本會正、副監事長卸職後,得聘為永遠榮譽監事長。可出席監事會議,有發言權、表決權,及列席其他會議。

本會常務監事、監事卸職後,得聘為榮譽監事或名譽監事。可出席當屆例會,有發言權。

第二十條——本會視工作需要,得聘請對本會有卓越貢獻之人士為名譽會長、名譽顧問、會務顧問、法律顧問(免除會員費用)。

第二十一條——本會設秘書處處理日常具體事務,其工作向理事會及監事會負責。

第四章

會議

第二十二條——會員大會十二個月舉行一次,由理事會召集之。如理事會認為必要,或有七分之一以上會員聯署請求時,得召開特別會員大會。會員大會之召集,至少須於開會 前八天通知,並須有全體會員之一半人數出席,方得開會,如法定人數不足,會員大會將於超過通知書上指定時間三十分鐘後作第二次召集,屆時不論出席人數多寡,會員大會均得開 會;選舉會長、理事及監事時,會員如因事不能到場,可委託其他會員代為投票。

第二十三條——正、副會長,正、副理事長,正、副監事長聯席會議每年召開一次;理事會議或理、監事聯席會議每年召開一次;會長會議、常務理事會議及監事會議於需要時 召開,分別由會長、理事長、監事長召集。會長、理事長、監事長認為有必要時,得召開臨時會議,但每次會議須二分之一以上人數參加,方得開會。

第二十四條——本會各種會議,除法律規定外,均須經出席人數半數以上同意,始得通過決議。

第二十五條——理事及監事應積極出席例會及各類會議。若在任期內連續六次無故缺席,經理事、監事聯席會議核實通過,作自動退職論。

第五章

經費

第二十六條——一、本會經費來源於會員的會費及開展會務活動的各種收入。

二、本會亦可接受不附帶任何條件的捐款。

第六章

附則

第二十七條——本章程之修改權屬於會員大會。

第二十八條——本會創會人:Watanabe Shotaro,Watanabe Akira。

Está conforme.

Segundo Cartório Notarial de Macau, aos nove de Abril de dois mil e dez. — A Ajudante, Isabel Patrícia de Assis.


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

國際生態翻譯學研究會

英文名稱為“International Association of Eco-Translatology Research”

為公佈之目的,茲證明上述社團之章程已於二零一零年四月十六日,存檔於本署之2010/ASS/M2檔案組內,編號為53號,有關條文內容如下:

國際生態翻譯學研究會

章程

第一章

總則

(名稱、會址、宗旨)

第一條——本會定名為“國際生態翻譯學研究會”,英文名稱為“International Association of Eco-Translatology Research”( 以下稱本會)。

第二條——本會之地址設在中國澳門特別行政區高美士街澳門理工學院語言暨翻譯高等學校B202室,經理事會決議,會址得遷往澳門任何地方。

第三條——本會為非牟利組織,致力於加強不同國家和地區學術界之間的交流合作,共同推動生態翻譯學的發展。

第四條——本會宗旨:

一、促進生態翻譯學的發展;

二、聯繫和溝通各國和地區生態翻譯學研究者;

三、舉辦各種學術交流活動。

第五條——本會自註冊成立日起成為永久性社團並正式開始運作。

第二章

會員

第六條——本會含個人會員、團體會員和榮譽會員三種。其申請資格分別如下:

一、個人會員:凡正式發表過生態翻譯學方面的研究論文,或參加過生態翻譯學相關研究的學術會議者,贊同本會章程,奉行本會宗旨,填寫入會申請表,經理事會批准後可成 為個人會員。

二、團體會員:凡由符合上述個人會員資格的研究人員所組成的團體單位(即國別地區分會),贊同本會章程,奉行本會宗旨,填寫申請表,經理事會批准後可成為團體會員。

三、榮譽會員:凡對生態翻譯學的發展有所貢獻或在翻譯學領域內有成就的人士,由至少兩名理事推薦,經理事會批准及邀請,可成為本會榮譽會員。本會可邀請國際學術界傑 出人士出任榮譽會長及顧問。

第七條——個人會員有表決權、選舉權、被選舉權、罷免權、建議權及監督權。

第八條——個人會員有遵守本會章程、規章、規則、決議的義務。

第九條——團體會員應為各地政府主管部門認可之法人單位,享有法人單位的自主權。對該團體的全部活動負責。本會對各團體會員單位在業務上有指導的責任,各團體會員單 位應尊重本會的指導。但各團體會員可自主地開展各項與生態翻譯學研究相關的活動。

第十條——各團體會員單位可推薦代表作為本會理事會和監事會的候選人,參加選舉。當選者可參加本會的理事會和監事會的工作。

第十一條——榮譽會員、榮譽會長及顧問可參加本會活動及出席會員大會,但無選舉權和被選舉權。

第十二條——違反本會章程、規章、規則、決議或損害本會聲譽、利益之會員,經理事會決議,予以警告或停權處分,情節重大者,經會員大會決議予以開除會籍。

第十三條——會員得以書面說明理由向本會聲明自願退會。

第三章

組織架構

第十四條——本會設有:會員大會、理事會、監事會。

第十五條——出任本會領導職務者在會員中產生,不得同時兼任兩職或以上,由就職日起計,每屆任期為三年,可連選連任。

第十六條——本會理事會第一任會長由生態翻譯學創始人、澳門理工學院胡庚申教授擔任,第二任期起通過會員大會選舉產生。

第十七條——會員大會是本會的最高權力機關,由充分行使權利的全體會員組成。

第十八條——會員大會的職權如下:

一、訂定和修改本會章程、規章、規則;

二、制定本會政策、方針;

三、選舉主席團成員、理事及監事;

四、罷免主席團成員、理事會成員及監事會成員;

五、議決理事會提交的年度工作計劃和工作報告、年度財務預算和財務報告、監事會提交的意見書;

六、議決開除會籍的處分;

七、議決本會之撤銷及解散;

八、議決與會員權利義務有關的其他重大事項。

第十九條——會員大會主席團由一名主席、若干名副主席及一名秘書組成。

第二十條——會員大會主席的主要職權:

一、召集及主持會員大會;

二、審核競選名單的資料;

三、選舉後公佈競選結果及主持新一屆的就職儀式。

第二十一條——當會員大會主席出缺時,由副主席依排名次序代行主席職權。

第二十二條——理事會是會員大會的執行機關,在會員大會閉會期間,開展日常工作,對會員大會負責。

第二十三條——理事會由至少七人組成,設一名會長、若干名副會長(由第二屆理事會開始)、一名秘書長、三名副秘書長及若干名常務理事和理事,組成人數必須是單數。正 、副會長由理事會理事推舉產生。理事會可聘請秘書處工作人員,在秘書長指導下處理日常會務工作。

第二十四條——理事會的職權如下:

一、執行會員大會之決議、章程、規章及規則;

二、制定年度工作計劃及財務預算;

三、提交年度工作報告及財務報告;

四、設立各專責委員會、部門、小組,聘免工作人員;

五、審批入會及退會申請;

六、批准及邀請本會榮譽會員、榮譽會長及顧問;

七、制定規章、規則及會費標準,提交會員大會議決;

八、行使警告、停權、終止會員資格的處分權;

九、其他應執行事項。

第二十五條——監事會由至少三人組成,設一名監事長、若干名副監事長,組成人數必須是單數。第一任監事長由澳門理工學院李向玉院長擔任,第二任期起正、副監事長由監 事會監事互選產生。

第二十六條——監事會的職權如下:

一、監察理事會之運作及工作;

二、對理事會的工作報告提供意見,提交年度監察意見書;

三、稽核理事會提交的財政報告和日常帳目;

四、其他應監察事項。

第四章

選舉及會議

第二十七條——本會各機關成員由全體充分享有權利的會員在已列明擔任職務的統一候選名單中透過不記名方式及多數票選出。候選名單由在任理事、監事推薦,理事會、監事 會提名。

第二十八條——會員大會每年召開一次,至少在會議舉行四十五天前以書面或在報章上刊登通知書,通知書內應列明會議的日期、時間、地點及議程。

第二十九條——特別會員大會經由理事會、監事會或超過三分之一會員請求召開,書面說明召開會議的目的及待議決之事項。

第三十條——會員大會召集後有一半或以上會員出席可召開,按召集時間計算三十分鐘後,不論出席會員人數多少,均可召開。

第三十一條——會員大會的決議,必須以超過出席人數之半數票通過。但章程訂定與修改、開除會員須經理事會通過後向大會提案,以超過出席人數的四分之三多數票通過,罷 免應屆機關成員及撤銷、解散本會須獲全體會員的四分之三贊同票通過。

第三十二條——理事會會長在大會決議票數相同時有決定性投票權。

第三十三條——理事會定期召開會議,會期由理事會按會務之需要自行訂定,必要時可由會長召集或應超過三分之一理事請求召開特別會議。

第三十四條——理事會的召集至少在會議舉行八天前通知,會議的決議必須過半數出席人數,且須以出席人數之多數票通過。

第三十五條——理事會會長在理事會議決議票數相同時有決定性投票權。

第三十六條——榮譽會員、榮譽會長及顧問可列席理事會議,但無決議投票權。

第三十七條——監事會成員可列席理事會議,但無決議投票權。

第三十八條——監事會定期召開會議,會期由監事會按監察需要自行訂定。

第五章

經費及財政

第三十九條——本會的收入來自:

一、會費所得;

二、政府、機構及各界人士捐獻及資助,但該等捐獻及資助不得附帶任何與本會宗旨不符的條件;

三、任何方式獲得的合法收入與收益。

第四十條——本會的一切支出必須經由理事會通過,理事會確認的支出由本會的收入承擔。

第四十一條——本會的財政年度與歷年度相同。

第四十二條——本會解散時須依法清算資產,全部捐贈澳門理工學院。

第六章

附則

第四十三條——會長或由理事會委任之發言人方可代表本會對外發言。

第四十四條——本會一切責任之承擔,包括法庭內外,必須由會長或其合法代理人和一名理事聯名簽署方為有效。一般的文書交收事宜例外。

第四十五條——本會自註冊成立日起至第一任會長出任前,由澳門理工學院翻譯與跨文化交流研究中心負責統籌本會之一切事務。

第四十六條——本章程未有規定之事項,悉依本會所在地有關法律規定,經理事會建議提交會員大會議決。

第四十七條——本章程之修改權屬會員大會,解釋權屬理事會。

第四十八條——本章程自註冊成立日起正式生效。

Está conforme.

Segundo Cartório Notarial de Macau, aos dezasseis de Abril de dois mil e dez. — A Ajudante, Graciete Margarida Anok da Silva Pedruco Chang.


CARTÓRIO NOTARIAL DAS ILHAS

CERTIFICADO

澳門機動車租賃聯合總會

為公布的目的,茲證明上述社團的設立章程文本自二零一零年四月十四日起,存放於本署之“2010年社團及財團儲存文件檔案”第1/2010/ASS檔案組第18號, 有關條文內容載於附件。

“澳門機動車租賃聯合總會”

章程

(一)名稱、宗旨、會址

1. 本會中文名稱為“澳門機動車租賃聯合總會”,英文名稱為“Rent-A-Car United General Association Macao”。

2. 本會為非牟利團體,其宗旨是團結澳門機動車租賃業界,宣揚愛國愛澳精神,與世界各地同類組織聯絡,以便協助本澳同業的業務發展工作。

3. 本會會址:澳門漁翁街388號南豐工業大廈第一期地下A舖,經理事會決議可遷往本澳其他地方。

(二)會員

4. 本會會員分為個人會員及團體會員兩種:

(1)個人會員:凡十八歲人士,願意遵守會章,經理事會通過,均得申請加入本會為個人會員(但沒有選舉權);

(2)團體會員:凡在政府正式註冊的社團或公司,經理事會通過,均得申請加入本會為團體會員,每一團體會員指定一人為代表,如代表人有變更時,應由該團體具函申請改 換代表人。

5. 會員有下列權利及義務:

(1)選舉權(個人會員除外);

(2)被選舉權;

(3)參與本會所舉辦的活動及工作;

(4)遵守會章及決議;

(5)繳納會費。

6. 會員如有違反會章或有損本會聲譽者,經理事會通過,可取消其會員資格。

(三)會員代表大會、理事會、監事會

7. 會員代表大會為本會最高權力機構,由全體團體會員組成,設會長一人、副會長一人、秘書一人,每屆任期兩年,連選可連任,其職權如下:

(1)制定或修改會章;

(2)選舉本會各管理機關成員;

(3)決定會務方向。

8. 理事會為本會執行機關,其職權如下:

(1)籌備召開會員代表大會;

(2)執行會員代表大會決議及處理本會日常事務;

(3)向會員代表大會報告工作和財務狀況。

9. 理事會設理事長一人、副理事長一人,理事若干,最少三人最多十五人(總人數必須為單數),每屆任期兩年,連選可連任,理事會視工作需要,可設立多個不同項目小 組,各小組組長必須為理事會成員。

10. 監事會負責稽核及督促理事會各項工作,設監事長一人、副監事長一人、監事一人,每屆任期兩年,連選可連任。

(四)會議

11. 會員代表大會每年召開一次,如有需要,會長可召開會員代表大會。另外,如有三分之一理事會成員或三分之二團體會員聯名要求,便可召開特別會員代表大會。必須 在會議舉行八天前,以簽收方式通知各屬會,通告內必須列明會議之日期、時間、地點及議程。當到達時間而出席之會員代表不足半數,須將會議押後半小時舉行,屆時不論出席之會 員代表人數多少,均可進行會議。

12. 理事會每四個月召開一次,如有特殊情況可臨時召開。

13. 所有組織會議,必須要半數以上成員參加,方可作出決議,但法律另有規定者除外。

(五)經費

14. 社會贊助和會費。

(六)附則

15. 本章程如有未盡善處,將由會員大會修改之。本章程之解釋權屬理事會。

二零一零年四月十四日於海島公證署

二等助理員 林志堅


聯豐亨人壽保險股份有限公司

聯豐亨人壽退休基金——增長基金;

聯豐亨人壽退休基金——均衡基金;

聯豐亨人壽退休基金——平穩基金;

聯豐亨人壽退休基金——安定基金;

聯豐亨人壽退休基金——保證基金;及

聯豐亨人壽退休基金——中國股票基金

修改管理規章

自二零一零年五月一日起,聯豐亨人壽保險股份有限公司將修改上述退休基金的管理規章第九條(聯豐亨人壽退休基金——保證基金管理規章第十條)有關報酬的規定,在原有 項目上增設認購費及提早贖回費用。

除聯豐亨人壽退休基金——保證基金外,有關上述聯豐亨人壽退休基金修訂後的第九條如下:

第九條

報酬

1. 作為提供管理服務及投資管理服務的報酬,聯豐亨人壽可根據參與合同所列載之規定收取管理服務及投資管理服務的報酬。聯豐亨人壽可對有關收費依有關合同協定作出 修改。除非得到澳門金融管理局的同意對有關報酬的上限作出修改,否則,其年費率最高不可超過資產淨值的2.5%。

2. 聯豐亨人壽可根據參與合同所列載之規定收取認購費。除非得到澳門金融管理局的同意對有關收費的上限作出修改,否則,其收費最高不可超過認購金額的5%。

3. 若參與法人決定於參與合同訂明的協議年期﹙若適用﹚屆滿前提早終止合同,聯豐亨人壽可根據參與合同所列載之規定收取提早贖回費用。除非得到澳門金融管理局的同 意對有關收費的上限作出修改,否則,其收費最高不可超過提早贖回基金單位總值的5%。

4. 作為提供受寄服務的報酬,受寄人可以收取參與合同所列載的受寄人費用。收費可依有關合同協定作出修改。除非得到澳門金融管理局的同意對受寄人報酬的上限作出修 改,否則,其年費率最高不可超過資產淨值的1.5%。

5. 管理實體亦可以從基金的資產支付交易成本、投資收費及支出(就每宗交易之收費及支出,包括稅項、印花稅、登記費、保管及代名人收費),估價及會計服務之費用、 手續費用、次受寄人為本基金服務所涉及的費用及支出、核數及法律費用及其他就本基金之成立、管理及行政所產生的費用及收費。管理實體亦可收取最高不超過資產淨值的5%(每 單位)之買賣差價。

6. 上述各項所定的金額可從基金帳戶扣除。

修改後的聯豐亨人壽退休基金——保證基金管理規章第十條如下:

第十條

報酬

1. 作為提供管理服務及投資管理服務的報酬,管理實體可根據參與協議所列載之規定收取管理服務及投資管理服務的費用。有關費用可依相關合同協定作出修改。除非得到 澳門金融管理局的同意對有關報酬的上限作出修改,否則,其年費率最高不可超過資產淨值的2%。

2. 聯豐亨人壽可根據參與協議所列載之規定收取認購費。除非得到澳門金融管理局的同意對有關收費的上限作出修改,否則,其收費最高不可超過認購金額的5%。

3. 若參與法人決定於參與協議訂明的協議年期﹙若適用﹚屆滿前提早終止協議,聯豐亨人壽可根據參與協議所列載之規定收取提早贖回費用。除非得到澳門金融管理局的同 意對有關收費的上限作出修改,否則,其收費最高不可超過提早贖回基金單位總值的5%。

4. 作為提供受寄服務的報酬,受寄人可根據參與協議所列載之規定收取受寄人費用。有關費用可依相關合同協定作出修改。除非得到澳門金融管理局的同意對受寄人報酬的 上限作出修改,否則,其年費率最高不可超過資產淨值的1%。

5. 作為提供投資回報保證的報酬,保證人可根據參與協議所列載之規定收取保證人費用。有關費用可依相關合同協定作出修改。除非得到澳門金融管理局對保證人收費的上 限作出修改,否則,其年費率最高不可超過資產淨值的0.5%。

6. 管理實體可根據參與協議所列載之規定就有關超出保證回報之實際投資回報收取業績表現費用。有關費用可依相關合同協定作出修改。除非得到澳門金融管理局對業績表 現費用的上限作出修改,否則,其最高收費不可超過有關超出保證回報部份的20%。

7. 管理實體亦可以從基金的資產支付交易成本、投資手續費、收費及支出(就每宗交易之收費及支出,包括稅項、印花稅、登記費、保管及代名人收費),估價及會計服務 之費用、手續費用、次受寄人為本基金服務所涉及的費用及支出、核數及法律費用及其他就本基金之成立、管理及行政所產生的費用及收費。

8. 上述各項所定的金額可從基金帳戶扣除。

除上述提出的修訂外,所有管理規章的條款將維持不變,並繼續具有十足效力。

二零一零年三月二十五日於澳門


新鴻基投資服務有限公司(澳門分行)

試算表於二零一零年三月三十一日

總經理
戴耀權
財務主管
余景豪

BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS

Sucursal Offshore de Macau

Balancete do razão em 31 de Março de 2010

O Técnico de Contas,
António Lau
O Director Geral,
José João Pãosinho

Nos termos e para os efeitos previstos na Cláusula Quinquagésima Nona do Contrato de Concessão para a Exploração de Jogos de Fortuna e Azar ou outros Jogos em Casino na Região Administrativa Especial de Macau, a sociedade Wynn Resorts (Macau) S.A. vem publicar:

1. Relatório do Conselho de Administração para o ano findo em 31 de Dezembro de 2009

Organização

A sociedade Wynn Resorts (Macau) S.A. é uma sociedade anónima com sede na Região Administrativa Especial de Macau na Rua Cidade de Sintra, NAPE, Hotel Wynn.

A sociedade é detida maioritariamente pelas sociedades Wynn Resorts (Macau) Limited, uma sociedade constituída nos termos das leis da Região Administrativa Especial de Hong Kong e pela Sociedade Wynn Resorts International Limited, uma sociedade constituída nos termos das leis da Island of Man, e indirectamente pela sociedade Wynn Resorts, Limited, uma sociedade constituída pelas leis dos Estados Unidos da América. Em 9 de Outubro de 2009, a Wynn Resorts Limited colocou à subscrição pública na bolsa de Hong Kong 27,71% do capital da sociedade Wynn Macau Limited, uma sociedade constituída segundo as leis da Ilha de Cayman que detem a totalidade do capital dos accionistas maioritários da Wynn Resorts (Macau) S.A.

O Wynn Macau

A sociedade é proprietária do Hotel/Casino/Resort Wynn. Em 24 de Junho de 2002 celebrou um Contrato de Concessão para a Exploração de Jogos de Fortuna e Azar ou outros Jogos em Casino na Região Administrativa Especial de Macau, que terá o seu termo em 26 de Junho de 2022.

A primeira fase do Hotel/Casino/Resort Wynn abriu ao público em 6 de Setembro de 2006 e em 24 de Dezembro de 2007 inaugurou-se a segunda Fase do projecto.

O Wynn Macau tem actualmente 600 quartos e suites, 394 mesas de jogo e 1 195 máquinas de jogo, numa área de 222 mil pés quadrados de casino, 6 restaurantes, 1 spa e salão de cabeleireiro, lounges, salas de conferência e aproximadamente 48 mil pés quadrados de área destinada a retalho onde se encontram as boutiques Bvlgari, Chanel, Dior, Dunhill, Ermenegildo Zegna, Fendi, Ferrari, Giorgio Armani, Gucci, Hermes, Hugo Boss, Louis Vuitton, Miu Miu, Piaget, Prada, Rolex, Tiffany, Van Cleef & Arpels, Versace, Vertu e outros.

Com a conclusão da segunda fase do Wynn Macau, acrescentaram-se cerca de 75 mil pés de área de jogo, 20 mil pés quadrados de retalho incluindo 11 novas boutiques.

Encore

Em Abril de 2010 vamos inaugurar a ampliação do hotel/casino/resorts Wynn a que demos o nome de Encore e que irá dispor de 410 suites, 4 vilas, 2 restaurantes, área comercial e uma nova área de jogo. Estimamos o custo total do Encore em $ 4,8 biliões de patacas, tendo sido investidos, até 31 de Dezembro de 2009, $ 3,6 billiões de patacas.

Resultados da operação durante o ano de 2009

Durante o ano 2009 a receita líquida da Wynn Macau foi aproximadamente de $ 14,5 biliões de patacas, ou sejam 4,3% abaixo da verificada em 2008. A Wynn Macau gerou uma EBITDA de $ 4,0 biliões de patacas, o que representa um aumento de 2,7% em relação ao ano anterior.

No ano de 2009 a receita bruta das mesas de jogo baixou, em relação ao ano anterior, $ 691,2 milhões de patacas. Esta diminuição das receitas do Casino deve-se ao decréscimo do mercado de jogo de Macau, durante os primeiros nove meses do ano, em consequência do abrandamento da economia mundial que ocorreu entre finais de 2008 e que se prolongou até aos primeiros meses de 2009.

No ano de 2009 operámos 371 mesas contra as 377 do ano anterior. As mesas de jogo estão classificadas como mesas VIP e mesas Não VIP (mass market).

A receita das mesas VIP foi aproximadamente de $ 433,7 biliões de patacas, 2,4% abaixo do valor registado no ano de 2008. A percentagem do «win» das mesas VIP (calculada antes de descontos e comissões) foi de 2,9%, e se bem que dentro dos valores estimados (2,7% a 3,0%), ficou àquem dos 3% obtidos em 2008.

O «drop» das mesas Não VIP cresceu 12,7% para aproximadamente $ 15,9 biliões de patacas. A percentagem do «win» das mesas Não VIP (calculada antes de descontos) foi de 21,9%, ou seja acima dos 19,6% verificados no ano de 2008.

No ano de 2009 operámos 1 195 máquinas de jogo, contra as 1 243 operadas durante o ano de 2008. O «handle» das máquinas de jogo foi de $ 27,1 biliões de patacas, ou seja 12,1% acima do registado em 2008. O «win» por máquina por dia foi de $ 3 081 patacas correspondendo a um aumendo de 11% em relação ao ano de 2008.

O Hotel Wynn Macau gerou uma taxa média diária (ADR) de $ 2 126 patacas comparado com os $ 2 203 patacas em 2008. A taxa de ocupação média foi de 87,5%, gerando uma receita por quarto (REVPAR) de $ 1 860 patacas correspondente a um decréscimo de 3,3% em relação ao ano de 2008.

A Wynn Macau, tal como as demais concessionárias sofreu com o impacto do abrandamento da economia mundial e com as restrições à emissão de vistos aos cidadãos da República Popular da China.

2. Balanço, conta de ganhos e perdas relativos ao ano de 2009

Demonstração de resultados líquidos do exercício do período de 1 de Janeiro a 31 de Dezembro de 2009.

(valores em MOP$000’s)

Proveitos Operacionais
Receita Bruta do Casino 17.501.184
Outros Proveitos, deduzidas as Comissões (3.001.977)
Proveitos 14.499.207
   
Custos Operacionais e Despesas  
Impostos sobre o jogo e prémios 6.944.318
Outros custos 5.033.426
Custos Operacionais e Despesas 11.977.744
   
Resultados Operacionais 2.521.463
Despesas não operacionais (187.120)
Rendimento 23.048
   
Resultados líquidos do exercício 2.357.391

(valores em MOP$000’s)

ACTIVO
Imobilizado 9.553.573
Circulante (ou corrente) 4.137.812
TOTAL DO ACTIVO 13.691.385
   
CAPITAIS PRÓPRIOS E PASSIVO  
Capitais próprios 1.551.257
Passivo de longo prazo 8.515.805
Passivo a curto prazo 3.624.323
Total de Capitais Próprios e Passivo 13.691.385

3. Parecer do Fiscal Único

O Conselho de Administração da Wynn Resorts (Macau) S.A. submeteu a parecer o Balanço, as Contas, o Relatório Anual do Conselho de Administração e o Relatório dos Auditores Externos da sociedade.

Durante o ano de 2009 o Fiscal Único monitorizou as actividades da sociedade e todos os esclarecimentos, quando pedidos, foram prestados pelos gestores e administradores da sociedade.

Analisei os documentos financeiros relativos ao ano de 2009 e constato que os documentos reflectem de forma adequada a situação das contas da sociedade e traduzem correctamente a situação financeira da sociedade.

O Relatório Anual do Conselho de Administração sumaria de maneira clara as actividades da sociedade durante o ano de 2009 e o Relatório dos Auditores Externos declara que os documentos financeiros da sociedade apresentam de forma verdadeira e apropriada, a situação financeira da sociedade em 31 de Dezembro de 2009.

Assim, o Fiscal Único dá parecer favorável aos senhores accionistas para que aprovem:

• Os documentos financeiros da sociedade relativos ao período que finda em 31 de Dezembro de 2009;
• O Relatório Anual do Conselho de Administração;
• O Relatório dos Auditores Externos.

Macau, aos 26 de Fevereiro de 2010.

John William Crawford

Fiscal Único

4. Síntese do Parecer dos Auditores Externos

Aos Accionistas da Wynn Resorts (Macau) S.A.

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras consolidadas da Wynn Resorts (Macau) S.A. e das suas subsidiárias, relativas ao ano de 2009, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 26 de Fevereiro de 2010, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras consolidadas das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras consolidadas a que acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2009, a demonstração de resultados consolidada, a demonstração consolidada de alterações no capital próprio e a demonstração consolidada de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras consolidadas resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras consolidadas anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras consolidadas resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras consolidadas auditadas.

Para melhor compreensão da posição financeira da Sociedade e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras consolidadas resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras consolidadas das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Dilys Chau

Auditor de Contas

Ernst & Young Sociedade de Auditoria

Macau, aos 26 de Fevereiro de 2010.

5. Lista dos accionistas qualificados, detentores de valor igual ou superior a 5% do capital social

Wynn Resorts (Macau), Limited — Titular de 51% do capital social realizado
Wynn Resorts International, Limited — Titular de 39% do capital social realizado
Wong Chi Seng — Titular de 10% do capital social realizado

6. Nome dos titulares dos orgãos sociais

Conselho de Administração

Stephen Alan Wynn — Presidente do Conselho de Administração
Wong Chi Seng — Administrador Delegado
Marc Dennis Schorr — Administrador

Assembleia Geral

Cynthia Mitchum — Presidente
Fiscal Único
John William Crawford

Secretário

Alexandre Correia da Silva

Macau, aos 15 de Abril de 2010.


COMPANHIA DE TELECOMUNICAÇÕES DE MACAU, S.A.R.L.

Relatório e Contas da Administração

Exercício findo em

31 de Dezembro de 2009

Ex.mos Senhores Accionistas

Os Administradores têm o prazer de apresentar o Relatório Anual sobre os balanços da Companhia de Telecomunicações de Macau, S.A.R.L. («CTM» ou a «Empresa») e as correspondentes demonstrações de resultados, para o exercício findo em 31 de Dezembro de 2009.

GENERALIDADES

A economia de Macau

Devido à crise financeira a nível mundial na segunda metade de 2008, a economia de Macau registou nos primeiros três trimestres de 2009 um crescimento negativo de 9,5%. Espera-se que esta situação melhore cerca do fim do ano em face da retoma observada na economia de Macau no último trimestre do ano. O crescimento no último trimestre foi principalmente devido às indústrias de entretenimento e serviços, incluindo os negócios do jogo e turismo.

PRINCIPAIS ACTIVIDADES E NEGÓCIOS EM REVISTA

Até Novembro de 2009 a Empresa continuou a operar os serviços públicos de telecomunicações de Macau, de acordo com a Concessão, revista em 1999. Os termos desta dotam a Empresa com direitos para operar com exclusividade os serviços fixos locais e internacionais de telefone e comutados de transmissão de dados, circuitos alugados e serviços de trânsito até ao fim de 2011. Em 6 de Novembro de 2009 a CTM e o Governo de Macau entraram numa revisão do acordo de concessão segundo o qual a concessão sobre serviços de linha fixa era estendida, (embora não numa base exclusiva) desde 1 de Janeiro de 2012, por um período de 5 anos até 2016, e renovável automaticamente por um outro período de 5 anos até 31 de Dezembro de 2021, excepto no caso de quebra séria pela CTM das principais leis e regulamentos ou por imperativas razões de interesse público. Os serviços alugados, locais e internacionais, e os serviços de trânsito foram liberalizados com a publicação do acordo de concessão revisto no Boletim Oficial de Macau em 18 de Novembro de 2009. A CTM reteve os direitos de exclusividade nos serviços fixos locais e internacionais de telefone e comutados de transmissão de dados até ao fim de 2011.

A Empresa também opera sob licenças para providenciar serviços de Telemóvel GSM 2G e WCDMA 3G e serviços de Internet, em concorrência com outros operadores: A licença de GSM 2G é válida até 2012, enquanto a licença de WCDMA 3G é válida até 2015 e renovável. A licença de serviços de Internet é válida até 2013 e também renovável.

As receitas brutas da Empresa no ano findo em 31 de Dezembro de 2009 estiveram em linha com o ano anterior, ao nível de 2 436 milhões de Patacas. Durante o ano, as receitas dos serviços internacionais fixos de voz caíram substancialmente em 19%, devido à intensa concorrência através da utilização de telemóveis e ao ambiente económico adverso. O decréscimo foi compensado pelo crescimento nos serviços de telemóvel, circuitos alugados e serviços com soluções de negócios a grandes empresas. Dado o ambiente económico adverso, a CTM conseguiu reduzir as despesas operacionais em 4%, com poupanças em todas as áreas dos custos. Em resultado, o lucro do ano foi de 741 milhões de Patacas, reflectindo um aumento de 5% em relação ao ano anterior.

A Empresa investiu 229 milhões de Patacas como despesas de capital durante o ano, o que reflecte uma redução de 37 milhões de Patacas em comparação com o último ano, principalmente devido à menor procura, derivada da baixa verificada na economia. Os projectos mais significativos da Empresa durante o ano incluíram a expansão/desenvolvimento da Rede de Telemóveis WCDMA 3G, a expansão da Banda Larga da Rede da Internet, e a expansão da Rede Local.

Os nossos principais serviços

Telefone

Durante o ano findo em 31 de Dezembro de 2009, foram recebidos 16 405 (2008: 18 566) pedidos de novas linhas de rede. O número bruto total de instalações durante o ano foi de 15 714 (2008: 17 695), integrando 9 639 novas linhas de rede e 6 075 remoções externas. A rede diminuiu em cerca de 4 560 instalações (2008: 2 093) depois de considerados 20 274 cancelamentos (2008: 19 788). A dimensão do sistema no final do ano era representada por 171 360 (2008: 175 920) linhas.

As chamadas telefónicas internacionais com origem em Macau totalizaram 128 milhões de minutos em 2009, representando um decréscimo de 9% comparativamente com 2008. As chamadas telefónicas internacionais recebidas, terminadas em Macau, totalizaram 170 milhões de minutos em 2009, representando uma redução de 9% em comparação com 2008.

Telemóvel

O número de clientes de Telemóvel, incluindo pré-pagamentos de clientes, aumentou de 440 220 em 31 de Dezembro de 2008, para 523 141 em 31 de Dezembro de 2009, representando um crescimento de 19%.

Internet

O número dos subscritores da Internet, incluindo cartões Internet, aumentou de 124 434 em 31 de Dezembro de 2008, para 127 996 em 31 de Dezembro de 2009, representando um crescimento de 3%.

Reserva Legal

De acordo com o artigo 432.º do Código Comercial, a reserva legal deve corresponder a um quarto do capital social da Empresa. Não houve necessidade de dotações à reserva legal em 2009.

Administradores

Os Administradores durante o ano e até à data deste relatório são:  
Sr. Philip Walter Green - Presidente
Sr. Poon Fuk Hei - Administrador Delegado
Sable Holding Limited  
PT Comunicações, S.A.  
CITIC Pacific Limited  
Direcção dos Serviços de Correios  
Sr. Carlos Manuel Mendes Fidalgo Moreira da Cruz  
Sr. Ip Ming Wong  
Sr. Philip Steven James Davis (resignou em 19 de Março de 2009)  
Sr. Nicholas Ian Cooper (designado em 19 de Março de 2009)  
Conselho de Supervisão  
Os membros deste Conselho durante o ano são:  
Sr.ª Lavinia Koh - Presidente
Sr.ª Rosa Leong  
Sr.ª Maria Teresa Jordão Pereira Neves  
Sr.ª Helen Ruth Watson (o mandato terminou em 24 de Março de 2009)  
Sr. Lee Kwok Wing  
Sr.ª Belinda Holly Yvette Bradberry (designada em 24 de Março de 2009)  

Pelo Conselho de Administração,

Mr Poon Fuk Hei
Administrador Delegado

1 de Março de 2010.

Relatório dos auditores independentes aos accionistas da Companhia de Telecomunicações de Macau, S.A.R.L. ( a «Empresa»)

Auditámos as demonstrações financeiras da Companhia de Telecomunicações de Macau, S.A.R.L. (a «Empresa») para o ano findo em 31 de Dezembro de 2009, a partir das quais foi compilado o presente resumo de informação financeira, de acordo com as Normas Internacionais de Auditoria. No nosso relatório datado de 1 de Março de 2010 expressámos uma opinião sem reservas sobre as demonstrações financeiras das quais derivou o presente resumo de informação financeira. O âmbito da nossa auditoria está enunciado no nosso relatório datado de 1 de Março de 2010.

Em nossa opinião a informação financeira aqui resumida é consistente em todos os aspectos significativos com as demonstrações financeiras acima referidas e das quais derivou.

As demonstrações financeiras da Empresa das quais o presente resumo de informação financeira derivou contêm certas notas explicativas e divulgações requeridas para demonstrações financeiras preparadas de acordo com as Normas Internacionais de Reporte Financeiro (International Financial Reporting Standards ou IFRS). Estas notas e divulgações não estão incluídas na informação financeira aqui resumida.

KPMG

Macau, 1 de Março de 2010.

Demonstração de resultados para o ano findo em 31 de Dezembro de 2009

(Valores em patacas de Macau)

  2009   2008
Rédito 2 435 982 752   2 442 081 241
Outros rendimentos líquidos 939 542   40 994
Despesas e custos operacionais (1 304 351 491)   (1 354 194 902)
Resultado antes de juros, impostos e depreciação 1 132 570 803   1 087 927 333
Receitas financeiras 215 500   6 686 857
Depreciação (291 688 169)   (292 740 606)
Lucro antes de impostos 841 098 134   801 873 584
Impostos sobre lucros (99 607 653)   (96 224 770)
       
Lucro líquido 741 490 481   705 648 814
       

Balanço em 31 de Dezembro de 2009

(Valores em patacas de Macau)

  2009   2008
Activo não-corrente      
Activos fixos tangíveis 864 316 015   913 577 036
Activos intangíveis 9 336 824   22 867 579
Contas a receber a longo prazo 750 000   803 804
Investimentos financeiros – afiliadas 10 324   10 324
Activos por impostos diferidos 4 535 984   4 540 623
  878 949 147   941 799 366
       
Activo corrente      
Inventários 42 955 657   53 209 530
Contas a receber de Clientes 178 842 963   201 621 225
Gastos adiantados 9 819 354   10 262 577
Empréstimos a afiliadas 5 782 331   5 291 214
A receber de empresas do Grupo 14 117 181   15 188 736
Outras contas a receber 13 163 764   3 884 656
Empréstimos a empregados -   25 340
Acréscimos de proveitos 69 476 341   15 448 174
Caixa e seus equivalentes 582 717 691   512 883 166
  916 875 282   817 814 618
Passivo corrente      
Adiantamentos de clientes 5 361 552   4 281 722
Fornecedores 99 433 978   89 331 189
Contas a pagar ao Sector público estatal 21 549 101   29 474 836
Partes relacionadas 16 378 021   15 502 838
Acréscimos de custos e outras contas a pagar 199 046 359   189 848 917
Adiantamentos por conta de vendas 128 771 922   116 249 485
Impostos a pagar 106 200 158   102 680 459
  576 741 091   547 369 446
       
Activo corrente líquido 340 134 191   270 445 172
       
Passivo não corrente      
Responsabilidades líquidas com o plano de reformas com      
benefícios definidos 32 642 368   25 798 142
       
ACTIVO LÍQUIDO TOTAL 1 186 440 970   1 186 446 396
       
Capital e reservas      
Capital 150 000 000   150 000 000
Reserva legal 37 500 000   37 500 000
Reserva de contribuição de capital 11 224 642   13 520 642
Lucros retidos 987 716 328   985 425 754
CAPITAL PRÓPRIO 1 186 440 970   1 186 446 396
       

 

Pelo Conselho de Administração.  
Mr Poon Fuk Hei,
Administrador Delegado
Mr Ip Ming Wong,
Administrador

 

 

   
 

Balanço em 31 de Dezembro de 2009

 
    2009
    MOP
Activo Não Corrente  
  Imobilizações corpóreas 1,205,916,285
  Contrato de subconcessão 5,698,627,274
  Investimentos em subsidiárias 22,766,732,908
  Imobilizações c/ adiantamentos 7,659,088
  Pagamentos antecipados e depósitos de garantia e caução 12,332,597
    29,691,268,152
     
Activo Corrente  
  Existências 2,198,893
  Clientes e outros devedores 2,437,156,215
  Empréstimos a accionistas 58,428
  Créditos sobre sociedades participadas 1,222,893,804
  Crédito sobre associada 125,721,228
  Créditos sobre sociedades relacionadas 2,866
  Depósitos bancários de disponibilidade restrita 1,867,805,918
  Caixa e depósitos bancários 1,255,039,273
    6,910,876,625
     
Passivo Corrente  
  Fornecedores e outros credores 2,706,358,536
  Empréstimos bancários caucionados 356,628,463
  Dívida à sociedade mãe 2,000
  Dívidas à sociedades participadas 1,195
  Dívidas à associadas 134,684,416
  Dívidas à sociedades relacionadas 3,983,084
    3,201,657,694
Activo Corrente Líquido 3,709,218,931
Activo Total Líquido 33,400,487,083
     
Passivo Não Corrente  
  Empréstimo bancário caucionado, líquido de enc. financeiros diferidos 12,819,473,164
  Outros passivos não correntes 21,318,780
  Débitos à sociedade mãe 158,530,904
  Débito à sociedade mãe 18,018,749,016
    31,018,071,864
    2,382,415,219
     
Capital e reservas  
  Capital social 1,000,000,000
  Prémios de emissão de acções 2,246,427,000
  Reservas por integração de activos corpóreos 1,846,557,698
  Resultados transitados (1,275,091,208)
  Resultado (prejuízo) do exercício (1,435,478,271)
    2,382,415,219

Demonstração de resultados referente ao período de 1 de Janeiro a 31 de Dezembro de 2009

  2009
  MOP
   
Receitas de Jogo 14,773,441,847
Imposto especial de jogo e taxas pagas ao Governo de Macau (5,909,761,072)
  8,863,680,775
Outros proveitos 93,018,180
Despesas de marketing e promoção (6,335,644,033)
Despesas operacionais e administrativas (2,882,298,081)
Amortização do contrato de subconcessão (456,810,443)
Custos financeiros (717,424,669)
Resultado (prejuízo) do exercício (1,435,478,271)

Relatório do Conselho de Administração relativo ao ano de 2009

MELCO CROWN JOGOS (MACAU), S.A., (a «Sociedade» ou «Melco Crown Jogos») (anteriormente denominada de PBL Diversões (Macau), S.A. e subsequentemente de Melco PBL Jogos (Macau), S.A.), é uma sociedade comercial constituída em Macau, a 10 de Maio de 2006. O objecto social actual da Sociedade é a exploração de jogos de fortuna e azar em casino e outras actividades similares.

1. Financiamento

Em Setembro de 2007, a Sociedade celebrou um contrato para a obtenção de financiamento principal garantido para Financiamento do Projecto «City of Dreams».

O Empréstimo para Financiamento do Projecto «City of Dreams» consiste em (i) um empréstimo a prazo, no valor de 1,5 mil milhões de dólares americanos; e (ii) uma linha de crédito renovável, no valor de 250 milhões de dólares americanos.

Utilização do empréstimo a prazo

Em 9 de Fevereiro de 2009 teve lugar a quinta utilização do Empréstimo para o Projecto «City of Dreams», num montante equivalente a US$ 70 920 230; e

Em 10 de Fevereiro de 2009 teve lugar a sexta utilização do Empréstimo para o Projecto «City of Dreams», num montante equivalente a US$ 199 651 332.

2. Os nossos empreendimentos

(A) Clubes «Mocha»

Até ao final do ano 2009, os Clubes Mocha operaram em 8 diferentes espaços, ora arrendados, ora subarrendados ou em propriedades da Sociedade.

Mocha Taipa Square

Em 2009 a Sociedade aumentou a área afecta ao Mocha Taipa Square, tendo, para o efeito, arrendado todo o segundo andar com uma área adicional de 14 000 pés quadrados. A área total do Mocha Taipa Square corresponde actualmente a 21 600 pés quadrados, com capacidade para 250 máquinas automáticas. Em Janeiro de 2009 foram instaladas mais 89 máquinas automáticas no Mocha Taipa Square.

Mocha Square

O Mocha Square reabriu em Fevereiro de 2009 com 130 máquinas automáticas, sendo que, dispõe de uma área de 7 200 pés quadrados, do primeiro ao terceiro andares.

No final de 2009 a Mocha dispunha de um total aproximado de 1 561 máquinas automáticas, que representa um aumento de 34% em relação ao ano de 2008.

(B) O Altira Macau

O Altira Macau, previamente designado por Crown Macau, teve o seu rebranding em Abril de 2009. Por sua vez, a marca Crown Towers ressurgiu no «City of Dreams», cuja abertura ocorreu em Junho de 2009.

O edifício dispõe de uma torre de 38 andares, incluindo cerca de 183 000 pés quadrados de área de jogo, onde se encontram cerca de 240 mesas de jogo, para além de um luxuoso hotel de 5 estrelas com 216 quartos de luxo, incluindo 24 suites e 8 vilas.

(C) Taipa Square

O casino Taipa Square foi inaugurado no dia 12 de Junho de 2008.

Localizado no centro da ilha da Taipa, o casino Taipa Square ocupa 3 andares do Hotel Taipa Square. O casino que, inicialmente, estava vocacionado tanto para o sector VIP como para o sector de mass-market, passou, a partir de 26 de Setembro de 2008, a estar vocacionado apenas para o sector de mass-market. Actualmente, o casino ocupa 2 andares apenas no Hotel Taipa Square e oferece 31 mesas de jogo para mass-market.

(D) O City of Dreams

A fase inicial do City of Dreams foi inaugurada em 1 de Junho de 2009.

O City of Dreams está localizado em duas parcelas de terra adjacentes no Cotai, Macau, com uma área total de casino de 420 000 pés quadrados, com aproximadamente 450 mesas de jogo e 1 300 máquinas automáticas. A fase inicial da propriedade inclui dois hotéis: O Crown Towers e o Hard Rock Hotel. O Crown Towers é composto por aproximadamente 300 quartos de luxo, incluindo 33 high roller villas. O Hard Rock Hotel tem aproximadamente 300 quartos. A propriedade tem cerca de 20 restaurantes e bares, com estabelecimentos de comidas e bebidas de toda a China e região asiática, bem como salas de conferência e de banquetes.

Adicionalmente ao casino, hotel e restaurantes, o City of Dreams oferece um espectáculo de multimédia no teatro em forma de cúpula, denominado «the Bubble», localizado no espaço de comércio designado por «Boulevard».

O Grand Hyatt teve a sua pré-abertura no início de Outubro de 2009, que marcou a fase seguinte de desenvolvimento do City of Dreams.

O Grand Hyatt focou-se em clientes que se desloquem à propriedade em viagens de lazer ou negócios. Este hotel com as suas duas torres gémeas tem aproximadamente 800 quartos. Dotado de um espaço de reuniões com cerca de 9 000 pés quadrados e proporciona um espaço sofisticado para conferências e eventos especiais para clientes de alta gama. Para além de expandir a área de hotel, também oferece outras experiências a nível de restauração.

3. Projectos em desenvolvimento

Macau Studio City

Em Maio de 2007, a Melco Crown Jogos celebrou um contrato de prestação de serviços com a New Cotai Entertainment e a New Cotai Entertainment, LLC ao abrigo do qual a Melco Crown Jogos irá operar as partes relativas ao casino no Projecto da Macau Studio City, um empreendimento de larga escala, tipo «resort», que inclui recintos de jogo, compras e entretenimento.

Parecer do Fiscal Único

da sociedade MELCO CROWN JOGOS (MACAU), S.A., em inglês MELCO CROWN GAMING (MACAU) LIMITED, elaborado nos termos e para os efeitos do Código Comercial e demais disposições legais aplicáveis.

1. Foram-me presentes o Balanço e a Demonstração de Resultados, da referida sociedade, relativos ao exercício iniciado em 1 de Janeiro e findo em 31 de Dezembro de 2009, documentação que examinei, tendo obtido da Administração todas as informações que solicitei.

2. As demonstrações financeiras em causa são acompanhadas do Relatório dos Auditores Externos Deloitte Touche Tohmatsu — Sociedade de Auditores, em que se declara que as mesmas representam de forma verdadeira e apropriada a situação financeira da sociedade em 31 de Dezembro de 2009 e, também, do Relatório do Conselho de Administração, onde está devidamente sumarizada a actividade da sociedade durante o referido período.

3. Nesta conformidade, dou aos Senhores accionistas um parecer favorável à aprovação dos

— Balanço e Demonstração de Resultados da sociedade em 31 de Dezembro de 2009
— Relatório Anual do Conselho de Administração
— Relatório dos Auditores Externos.

Macau, aos 24 de Fevereiro de 2010.

O Fiscal Único,

José da Guia Rodrigues dos Santos

Auditor de Contas

Alvará n.º 0078

Relatório de Auditor Independente sobre Demonstrações Financeiras Resumidas

Para os accionistas da Melco Crown Jogos (Macau), S.A.
(sociedade por acções de responsabilidade limitada, registada em Macau)

Procedemos à auditoria das demonstrações financeiras da Melco Crown Jogos (Macau), S.A. relativas ao ano de 2009, nos termos das Normas de Auditoria e Normas Técnicas de Auditoria da Região Administrativa Especial de Macau. No nosso relatório, datado de 24 de Fevereiro de 2010, expressámos uma opinião sem reservas relativamente às demonstrações financeiras das quais as presentes constituem um resumo.

As demonstrações financeiras a que se acima se alude compreendem o balanço, à data de 31 de Dezembro de 2009, a demonstração de resultados, a demonstração de alterações no capital próprio e a demonstração de fluxos de caixa relativas ao ano findo, assim como um resumo das políticas contabilísticas relevantes e outras notas explicativas.

As demonstrações financeiras resumidas preparadas pela gerência resultam das demonstrações financeiras anuais auditadas a que acima se faz referência. Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas são consistentes, em todos os aspectos materiais, com as demonstrações financeiras auditadas.

Para a melhor compreensão da posição financeira da Melco Crown Jogos (Macau), S.A. e dos resultados das suas operações, no período e âmbito abrangido pela nossa auditoria, as demonstrações financeiras resumidas devem ser lidas conjuntamente com as demonstrações financeiras das quais as mesmas resultam e com o respectivo relatório de auditoria.

Quin Va

Auditor de Contas

Deloitte Touche Tohmatsu — Sociedade de Auditores

Macau, aos 24 de Fevereiro de 2010.

Lista dos accionistas qualificados, detentores de valor igual ou superior a 5% do capital social da Melco Crown Jogos (Macau), S.A.
(a «Sociedade»), bem como dos nomes dos titulares dos órgãos sociais da Sociedade

a) Accionistas qualificados, detentores de valor igual ou superior a 5% do capital social da Sociedade:

• Ho, Lawrence Yau Lung (que também usa e é conhecido por Lawrence Ho) — 10%; e
• MPEL Investments Limited — 89,99%.

b) Membros do Conselho de Administração da Sociedade

• Grupo A:
• James Douglas Packer;
• Rowen Bruce Craigie;
• Grupo B:
• Ho, Lawrence Yau Lung (que também usa e é conhecido por Lawrence Ho);
• Chung, Yuk Man (que também usa e é conhecido por Clarence Chung); e
• Simon Thomas Edward Dewhurst.

c) Fiscal Único da Sociedade:

José da Guia Rodrigues dos Santos.

d) Secretário da Sociedade

Francisco Pinto Fraústo de Mascarenhas Gaivão.


[ Página Anterior ][ Versão Chinesa ]

   

 < ] ^ ] 

    

Versão PDF optimizada para Adobe Reader 7.0 ou superior.
Get Adobe Reader