Número 25
II
SÉRIE

Quarta-feira, 22 de Junho de 2005

REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU

      Anúncios notariais e outros

2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

嘉諾撒培貞學校家長教師聯誼會

為公佈之目的,茲證明上述社團之章程已於二零零五年六月九日,存檔於本署之2005/ASS/M1檔案組內,編號為50號,有關條文內容如下:

家長教師聯誼會會章

嘉諾撒培貞學校家長教師聯誼會

1. 總則

第一條——本會定名為“嘉諾撒培貞學校家長教師聯誼會”。

第二條——本會會址設於嘉諾撒培貞學校內。(白鴿巢前地四號)。

第三條——本會之宗旨以增進家長教師之間團結互助、加強家長與學校之聯繫、協助學校開展教育活動;對學校之教育環境、教育規劃、教育管理、教育組織提出意見及建議;維護家長、學生及學校之合理權益,舉辦家長教師聯誼之活動。

第四條——本會為非牟利團體。

2. 會員

第五條——所有就讀或曾就讀於嘉諾撒培貞學校之學生家長及監護人,願意遵守會章及繳交會費,均可成為本會會員。

第六條——會員的權利

a)參加全體會員大會,有發言權及表決權;

b)協商方法產生理監事;

c)參加家長教師聯誼會活動,享受會員福利及權益。

第七條——會員的義務

a)會員須遵守本會會章及決議;

b)按時繳交會費;

c)積極參與本會之會員大會及各項活動;

d)維護本會聲譽及權益。

第八條——本會會員如嚴重破壞本會聲譽,得由理事會給予警告,特別嚴重者得由理事會提議,經會員大會通過終止該會員會籍。

3. 組織

第九條——會員大會

a)會員大會為最高權力機構,有權制訂及修改會章、選舉和任免理事會及監事會成員、訂定會費;

b)會員大會每年召開兩次,提前九天以書面召集;

c)在特殊情況下及指明事由,經五分之一以上的會員要求,可召開特別會員大會;

d)會員大會須在三分之二以上會員出席方為有效,如遇流會,於半小時後重新召開,無論多少會員出席均為有效。

第十條——理事會

a)理事會為會員大會休會後之最高執行機構;

b)理事會由7名成員組成,包括理事長、副理事長、秘書、財務部長三名及理事;

c)理事會有權召開會員大會、執行會員大會的所有決議、管理會務及發表工作報告;

d)理事會每兩月召開一次,由理事長召集,若有必要時,可提前三天通知召開;

e)理事會的任期為兩年,連選得連任;

f)正、副理事長可代表家長會出席學校舉行之教學會議。

第十一條——監事會

a)監事會為本會監察機構,負責監督和審查理事會的工作,並有權要求召開會員大會;

b)監事會由3名成員組成,包括監事長、副監事長及監事;

c)監事會任期為兩年,連選得連任。

4. 其他

第十二條——本會之收入來自會費及其他資助。

第十三條——家長教師聯誼會的所有支出費用,須由司庫和副理事長共同簽署方為有效。

第十四條——本會可聘請本校校長或老師擔任顧問。

第十五條——如本會結束,所餘會費,留嘉諾撒培貞學校作學生獎學金之用。

Está conforme.

Segundo Cartório Notarial de Macau, aos nove de Junho de dois mil e cinco. — A Ajudante, Maria Virgínia Inácio.


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

澳門健康舞體育協會

葡文為“Associação de Desporto e Aeróbica de Macau”

為公佈之目的,茲證明上述社團之章程已於二零零五年六月九日,存檔於本署之2005/ASS/M1檔案組內,編號為47號,有關條文內容如下:

一、定名:本會定名為澳門健康舞體育協會(葡文——Associação de Desporto e Aeróbica de Macau)。

二、地址:本會會址設澳門祐漢市場街永添新村第一期278號K地下。

三、宗旨:本會為非牟利機構,培養對健康舞體育運動的興趣;以加強團結,推動澳門群眾性體育運動為宗旨。

四、資格:凡在本澳居住或工作,不分性別,持有澳門合法身份證明文件,承認本會章程,辦理入會申請手續,經本會理事會批准,方可成為本會會員。

五、組織:本會設有以下幾個機構:

會員大會,理事會,監事會;其中架構成員均由會員大會上以不記名方式投票選出,每屆任期三年;

(1)會員代表大會為本會最高權力機構,制定或修改會章、選舉理監事、決定本會工作方針任務及工作計劃;由會員大會推選會長1人、副會長不少於兩人並選出理事若干名組成理事會及選出監事若干人組成監事會;會員大會每年召開一次,由理事會召集之;

(2)理事會為本會最高執行機構,需提交年度管理報告及建議,由理事會成員互選理事長1人,副理事長不少於兩人及理事若干人組成,人數由會員大會決定,且必須為單數;

(3)常務理事會為本會日常會務之執行機構,由理事會成員互選不少於11人組成,負責處理日常會務工作;

(4)理事會下設總教練、副教練、財務部及秘書處等。常務理事會視工作需要,得增聘工作人員;

(5)監事會為本會監察機構,由會員大會選出監事若干人,監事會互選產生監事長1人,主要職權監察理事會執行會員大會決議,定期審查帳目及列席理事會會議;

(6)所有組織會議,必須要半數以上成員參加,方可作出決議。

六、會員權利和義務:

(1)會員有選舉和被選舉權;

(2)會員可享有參與本會舉辦的培訓和各項體育活動以及被選作本會代表對外作賽的權利;

(3)會員有遵守會章,執行決議,支持會務工作及繳納入會基金及會費的義務。

七、經費:本會可接受會員或社會熱心人士捐助經費。

八、處分:凡會員違反會章,不執行決議,影響本會聲譽者,經勸告無效,本會有權予以警告或開除會籍之處分。

九、附則:

(1)本章程之修改權屬會員大會;

(2)本章程未訂明之處,將按澳門特區現行有關法律,以及一九九九年八月三日第39/99/M號法令核准之《民法典》之規定辦理。

本章程如有未盡善處,將由會員代表大會修改之。本章程之解釋權屬理事會。

Está conforme.

Segundo Cartório Notarial de Macau, aos nove de Junho de dois mil e cinco. — A Ajudante, Maria Virgínia Inácio.


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

澳門人力資源協會

英文名稱為“Macao Human Resources Association ”

為公佈之目的,茲證明上述社團之章程已於二零零五年六月九日,存檔於本署之2005/ASS/M1檔案組內,編號為49號,有關條文內容如下:

澳門人力資源協會

章程

第一章

會名、會址和宗旨

第一條——本會定名為「澳門人力資源協會」。英文名為Macao Human Resources Association。

第二條——會址擬設於澳門新口岸上海街175號中華總商會大廈11樓B室。經理事會決議,會址可遷往澳門任何地點。

第三條——宗旨:

以配合政府、學術界、企業界有關人力資源管理與發展之理念,積極推廣人力資源素質發展,提升本地人力資源管理專業水準,促進其可持續發展。

第二章

會員

第四條——本會會員分為個人會員、團體會員。

個人會員:凡年滿十八歲本澳居民且合乎下列條件之一申請者,經理事會審批,可成為本會正式個人會員。

1. 具大專或大學本科畢業者或以上學歷者;

2. 從事人力資源管理與發展之工作者、研究者。

團體會員:凡本澳合法機構、團體均可申請為本會團體會員,經理事會審批通過後,可正式取得團體會員資格。

第五條——會員享有以下權利:

1. 有選舉權及被選舉權。

2. 參加本會所舉辦的活動。

3. 享有本會所提供之一切福利。

第六條——會員須遵守以下義務:

1. 遵守本會章程、服從本會決議。

2. 按時繳交會費。

3. 為本會的發展和聲譽作出貢獻。

第七條——違反本會章程、內部規定及損害本會聲譽之會員將被提出紀律處分。紀律處分由理事會提出及議決,紀律處分依嚴重程度分為:書面警告、終止會員權利、開除會籍。

第三章

組織架構

第八條——本會設會員大會、理事會及監事會。

會員大會

第九條——本會的最高權力組織是會員大會,負責決定會務發展的總體方針;會員大會設會長、不少於3人之副會長、秘書,任期每屆三年,連選可連任。會員大會之職權為:

1. 審核、通過本會的章程;

2. 選舉、任免會長、副會長、理事長、監事長及理、監事成員;

3. 討論、通過理事會及監事會所提交之每年財政預算,工作報告和帳目結算。

第十條——會員大會每年最少召開全體會員平常會議一次,由會員大會會長負責召集並主持會議。召集會員大會必須提前十四天以書面方式通知全體會員,並載明開會日期、時間、地點及會議之議程。本會在召開會員大會時,出席會議人數須為全體會員人數的二分之一或以上;若無法達到二分之一,則半小時後不論出席人數多少,可召開會議。在特殊情況下,由全體理、監事會成員聯席會議或不少於三分之二會員聯署,可由理事長或監事長召開非平常會員大會。

理事會

第十一條——理事會是會員大會的執行機關,理事會由不少於9位成員組成(成員的數目必須為單數),理事會設理事長、副理事長若干人、秘書長、財務長、理事及青年委員會若干人,理事會成員任期每屆三年,連選可連任,惟理事長最多可連任兩屆。

第十二條——會員大會休會期間,由理事會執行會員大會決議,處理日常會務,負責組織每年之年會和籌劃各種活動,並對會員大會負責。理事會每季最少召開會議一次,由理事長召集,出席會議人數須為全體成員人數的二分之一或以上。決議由出席者以簡單多數票作出,法律或本會章特別規定除外。倘贊成票與反對票相等,理事長有權投決定性一票。

第十三條——理事會可按會務工作需要,經監事會同意,設專責機構,處理特定的活動項目,專責機構須向理事會負責。

第十四條——理事會可聘請本澳及外地素孚眾望,對本會有積極貢獻之人士為本會的名譽會長,名譽顧問,指導本會會務工作。

監事會

第十五條——監事會由不少於3位成員組成(成員的數目必須為單數),設監事長、副監事長、秘書。負責監督理事會執行會員大會的決議,審核理事會的工作報告及稽核其財政收支,並對會員大會負責。監事會成員任期每屆三年,連選可連任,惟監事長最多可連任兩屆。監事會每季最少召開會議一次,由監事長召集,出席會議人數須為全體成員人數的二分之一或以上。決議由出席者以簡單多數票作出,法律或本會章特別規定除外。倘贊成票與反對票相等,監事長有權投決定性一票。

第四章

經費

第十六條——本會的有關經費主要來源自會員繳交之會費,具體的會費由理事會決議。

第十七條——本會得接受社會各機構、各界熱心人士的捐贈及贊助。

第五章

章程修改和解釋

第十八條——本章程解釋權屬會員大會。本會章程經會員大會通過生效,如有未盡事宜,得由理、監事會聯會修訂,提請會員大會議決。

Está conforme.

Segundo Cartório Notarial de Macau, aos nove de Junho de dois mil e cinco. — A Ajudante, Maria Virgínia Inácio.


2.º CARTÓRIO NOTARIAL DE MACAU

CERTIFICADO

基督教青草地協會

英文名稱為“Christianity Green Meadow Association”

為公佈之目的,茲證明上述社團之章程已於二零零五年六月九日,存檔於本署之2005/ASS/M1檔案組內,編號為48號,有關條文內容如下:

設立一社團,其名稱中文為“基督教青草地協會”,英文為“Christianity Green Meadow Association”,住所設於羅若翰神父街17號J 4,I 4,宗旨是一不牟利的基督教福音機構,通過舉辦各種活動以傳揚基督的大愛和真理,其運作由以下的章程規範:

基督教青草地協會章程

第一條——會名:

本會定名為“基督教青草地協會”,英文名為“Christianity Green Meadow Association”。

第二條——性質及宗旨:

a. 本會為一非牟利組織。

b. 本會為一基督教福音機構,通過開辦培訓班、閱覽室、佈道所等傳揚基督的大愛和真理。

第三條——會員的權利和義務:

a. 可參與會內舉辦的一切活動,藉此增進會員之交流。

b. 可出席會員大會,並有發言權、提名及投票權。

c. 須遵守本會所定之章程及決議。

第四條——本會組織架構:

a. 會員大會;

b. 理事會;

c. 監事會。

上述組織成員由會員大會選舉產生,任期為三年,可連任。

第五條——會員大會之組成及權限:

全體會員大會是本會最高權力機構,由所有會員組成,每年開會一次,其職權為:

a. 制定和修改會章。

b. 審議本會年度報告。

c. 選舉產生會長,理事,監事。

第六條——理事會之組成及權限:

a. 理事會由最多七名單數成員組成,設理事長及副理事長各一名。

b. 執行全體會員大會之決議。

c. 管理本會各項事務及發表工作報告。

d. 理事長作為本會的法人代表,可代表本會對外簽署各類文件及買賣不動產。

第七條——監事會之組成及職責:

a. 監事會由一名監事長、一名副監事長及一名監事組成。

b. 監察領導機構的所有行政活動。

c. 審核理事會的工作報告。

第八條——經費:

a. 母會撥款。

b. 會員獻金。

c. 社會人士捐獻。

Está conforme.

Segundo Cartório Notarial de Macau, aos nove de Junho de dois mil e cinco. — A Ajudante, Maria Virgínia Inácio.


CITIBANK N.A., SUCURSAL DE MACAU
花旗銀行澳門分行

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2004

Patacas

Patacas

Patacas

Demonstração de resultados do exercício de 2004

Conta de exploração

Patacas

Conta de lucros e perdas

Patacas

O Gerente de Sucursal de Macau,
Alex Li
O Chefe da Contabilidade,
Adonis Ip

Síntese de relatório de actividade

No ano 2004, Macau permaneceu em um desenvolvimento económico rápido e estabilidade social. Com a concessão contínua de vistos individuais aos residentes demais cidades da China Continental que promoveu não só os desenvolvimentos nos sectores de jogos, de venda a retalho e de turismo, mas também trouxe oportunidades comerciais aos diversos sectores de actividade, aumentando os novos elementos dinâmicos para Macau.

Ao olhar para o ano de 2005, na sequência de entrada de capitais estrangeiros e de implementação de grande empenhamentos, o sector bancário irá manter uma posição importante no mercado. O nosso banco continua atender a necessidade dos clientes e prestar os serviços financeiros de qualidade aos seus estimados clientes de Macau via prestação de uma gestão estratégica de investimentos personalizados e de opiniões profissionais através do sistema de «CitiGold Wealth Management» do nosso Banco.

Por fim, através deste meio e em representação da gerência do Banco, venho apresentar os cumprimentos para os diversos sectores de actividade de Macau e para os ilustres clientes. Os funcionários deste Banco continuarão a servir com sinceridade os diversos sectores de actividade e contribuir para a comunidade social de Macau.

Li Chi Sing
O gerente da sucursal de Macau do Citibank.

Síntese do parecer dos auditores externos

Para a gerência do
Citibank N.A. — Sucursal de Macau

Examinámos, de acordo com as Normas de Auditoria emanadas de Hong Kong Institute of Certified Public Accountants e Normas de Auditoria de Macau, as demonstrações financeiras de Citibank N.A. — Sucursal de Macau, referentes ao exercício que terminou em 31 de Dezembro de 2004 e a nossa opinião sobre as demonstrações financeiras está expressa, sem reservas, no nosso relatório datado de 20 de Maio de 2005.

Em nossa opinião, as contas resumidas estão de acordo com as demonstrações financeiras atrás referidas das quais elas derivaram.

Para uma melhor compreensão da posição financeira e dos resultados das operações da Sucursal, durante o exercício, as contas resumidas devem ser analisadas em conjunto com as correspondentes demonstrações financeiras auditadas do ano.

KPMG
Macau, aos 20 de Maio de 2005.


CSR Macau — Companhia de Sistemas de Resíduos, Limitada

(Publicações ao abrigo do n.º 1 do artigo 1.º da Lei n.º 14/96/M, de 12 de Agosto)

Balanço em 31 de Dezembro de 2004

MOP

MOP

O Presidente do Conselho de Administração,
Lionel J. Krieger

O Chefe da Contabilidade,
Ng Weng Tong, Victor

Macau, aos 8 de Fevereiro de 2005.

Relatório da gerência

É com imenso prazer que verificámos o contínuo desenvolvimento da Companhia no decorrer do ano de 2004.

Os objectivos atingidos pela CSR revelam directamente a qualidade dos serviços prestados aos seus clientes domésticos, comerciais e industrais, ao longo do ano transacto.

Estamos confiantes que a Companhia prosseguirá na qualidade dos seus serviços, de modo a contribuir para o futuro de Macau.

Gostaríamos de agradecer e louvar todo o esforço e dedicação demonstrados pelos nossos trabalhadores, não esquecendo o apoio prestado por todos os cidadãos de Macau.

Macau, aos 8 de Fevereiro de 2005.

Tam Ping Cheong James Lionel John Krieger
F. M. Nolasco da Silva Michael Campbell
Christopher Dale Pratt  

Síntese do parecer dos auditores externos
para os accionistas do
CSR Macau — Companhia de Sistemas de Resíduos, Limitada

Auditámos as demonstrações financeiras do CSR Macau — Companhia de Sistemas de Resíduos, Limitada, referentes ao exercício findo em 31 de Dezembro de 2004, de acordo com as Normas de Auditoria aprovadas pelo Chefe do Executivo da Região Administrativa Especial de Macau e Normas Técnicas de Auditoria aprovadas pelo Secretário para a Economia e Finanças, e expressámos a nossa opinião, sem reservas, no relatório de 8 de Fevereiro de 2005.

Efectuámos uma comparação entre as demonstrações financeiras resumidas, aqui evidenciadas e as demonstrações financeiras por nós auditadas. A preparação das demonstrações financeiras resumidas é da responsabilidade do Conselho de Administração da Companhia.

Em nossa opinião, as demonstrações financeiras resumidas estão consistentes com as demonstrações financeiras auditadas.

Para uma melhor compreensão da situação financeira da Companhia e dos resultados das suas operações, as demonstrações financeiras resumidas devem ser analisadas em conjunto com as demonstrações financeiras auditadas.

Lowe Bingham & Matthews — PricewaterhouseCoopers
Sociedade de Auditores

Macau, aos 8 de Fevereiro de 2005.


TRANSMAC — TRANSPORTES URBANOS DE MACAU, S.A.R.L.

Relatório do Conselho de Administração de 2004

Senhores Accionistas,

Resultado do exercício

Sofreu um proveito de MOP 3 532 495,00 em 2004.

Análise de operação

Em 2004, o número de turistas que entraram para Macau aumentou mais de 40% em relação ao do ano 2003, mas devido à falta de recursos humanos, as actividades não foram alargadas correspondentemente. A média do número de horas de funcionamento do ano 2004 aumentou somente 7% em relação ao do ano 2003. Debaixo da circunstância duma perda de pessoal de 21,5%, para que o serviço de transporte de passageiros não seja afectado, a Companhia investiu na compra de veículos de grande lotação para substituir os veículos de pequena lotação. Além disso, para aumentar a capacidade de transporte de passageiros, a Companhia aumentou os prémios para o pessoal a fim de reforçar a assiduidade no trabalho e os trabalhos extraordinários.

O aumento genérico do custo de pessoal, da depreciação e do combustível causou pressão sobre o custo de operação. O custo de operação subiu 10% em relação ao do ano 2003.

A perspectiva do ano 2005

Com a subida continuada do preço do combustível e do custo de operação, os recursos humanos tornam-se mais difíceis de adquirir dia a dia. Acrescendo o factor desfavorável do aumento do valor de amortização originado pela renovação da equipa de autocarros, a operação das actividades do ano 2004 torna-se mais difícil. Para enfrentar o crescimento do número de passageiros devido ao aumento de turistas vindas da China, a Companhia irá reforçar a sua capacidade de transporte de passageiros. Mas o aumento de engarrafamentos dia a dia nas vias afecta gravemente a velocidade de circulação dos autocarros, originando por conseguinte um novo desafio ao serviço de autocarros.

No ano passado, a companhia realizou o 2.º Período do Plano de Transferência de Percursos que melhorou a acessibilidade da rede, provendo um serviço de autocarros mais conveniente para os passageiros. Em 2005 a companhia continuará esforçar activamente a fim de conseguir obter aprovação do Governo na optimização da rede dos trajectos, e estabelecerá novas instalações de transferência de passageiros para poder alargar a eficiência de transferência de passageiros e diminuir os percursos sobrepostos. Na parte da administração interna, depois da obtenção do certificado de ISO9000 pelo Departamento de Manutenção, a Companhia planeia desenvolver o trabalho de certificação ISO9000 no Departamento Administrativo, a fim de optimizar o procedimento de administração da Companhia e estabelecer o mecanismo de melhoramento continuado de qualidade. Ao mesmo tempo, a Companhia continuará substituir parte dos autocarros velhos e reforçar o controlo e administração da operação.

Pelo Conselho de Administração, aos 18 de Março de 2005.

Liu Chak Wan, presidente.

Relatório do Conselho Fiscal

Senhores Accionistas,

De acordo com o estipulado nos estatutos da Companhia, o Conselho Fiscal apresenta por este, aos sócios, a sua opinião sobre o relatório financeiro do ano até ao dia 31 de Dezembro de 2004.

O Conselho Fiscal discutiu estreitamente com o Conselho de Administração sobre o desenvolvimento das actividades da Companhia, e fiscalizou cuidadosamente o relatório financeiro apresentado pelo Conselho de Administração e os respectivos documentos.

O Conselho Fiscal considera que o relatório financeiro apresentado pelo Conselho de Administração reflecte verdadeiramente e justamente a situação financeira da Companhia até 31 de Dezembro de 2004 e os resultados do ano até à referida data.

Aos 18 de Março de 2005.

O Presidente do Conselho Fiscal, Chui Sai Cheong.

Relatório do auditor

Senhores Accionistas,

Examinei os livros e as contas da Transmac — Transportes Urbanos de Macau, S.A.R.L. do ano 2004 e os respectivos relatórios financeiros daquele ano, de acordo com as «Normas de Auditoria» aprovadas pelo Chefe do Executivo da Região Administrativa Especial de Macau, e as «Normas Técnicas de Auditoria» aprovadas por despacho do Secretário para a Economia e Finanças, e obtive todos os dados e explicações exigidos por mim.

Confirmo que não existe erro grave nestes relatórios, e emiti o relatório com opiniões sem qualquer reserva. Considero que o relatório financeiro consegue reflectir verdadeiramente e justamente a situação financeira da vossa companhia até 31 de Dezembro de 2004 e os resultados das actividades do ano até à referida data.

Aos 10 de Março de 2005.

O Auditor, Lam Bun Jong.

Balanço do exercício findo em 31 de Dezembro de 2004

Demonstração dos resultados do exercício de 2004

O Presidente,
Liu Chak Wan

O Administrador,
Liu Hei Wan

O Técnico de Contas,
Kou Sin Chong


COMPANHIA DE CORRIDAS DE GALGOS MACAU (YAT YUEN), S.A.

(Artigo 1.º, n.º 1, da Lei n.º 14/96/M, de 12 de Agosto)

Balanço anual em 31 de Dezembro de 2004

Em patacas

Em patacas

O Presidente da Comissão Executiva,
Liang Kin Man
O Chefe da Contabilidade,
Ao Weng Si

Macau, aos 31 de Março de 2005.

Relatório de actividades

Por esta Companhia foram realizadas 243 corridas de galgos no ano de 2004 com os valores de apostas somados em $ 376 426 493,00, tendo-se registado um aumento de 14,6% em relação ao ano de 2003.

Beneficiado pela política posta em prática pela República Popular da China na concessão de visto individual aos seus residentes e pela intensificação de promoção da indústria de turismo levada a efeito pelo Governo local, o desporto de corridas de galgos tornou-se num desporto muito bem aceite pelos turistas, oriundos principalmente da China e de Hong Kong, sendo estes, por sua vez, distribuídos pela ordem decrescente. Haviam milhares de turistas que assistiram ao desporto de corridas de galgos realizado em cada noite. Segundo o cálculo, no ano de 2004, o número de entradas foi apurado em cerca de seiscentas e cinquenta mil. Temos a certeza de que o desporto de corridas de galgos tem boa aceitação por parte de quem o assista, por se tratar de um desporto muito animado e excitante, a que se acrescenta ainda a vantagem de que o desporto de corridas de galgos faz abrilhantar os pontos de interesse turístico mais célebres de Macau.

A economia de Macau continua a manter em rápido desenvolvimento, fazendo com que a conjuntura de exercício de exploração comercial está a sofrer constantemente de mudança para adaptar a nova realidade, esta Companhia aproveitou a vantagem de complementaridade que estratégia de aliança dos diversos sectores de actividades comerciais trazia, para cativar as diferentes comunidades dos consumidores no meio de concorrência verificada no sector de jogos de fortuna ou azar, providenciando, para o efeito, todas as suas diligências. Estamos convencidos de que, sob a directriz e orientações bem ponderadas do Dr. Stanley Ho e do corpo de gerência, esta Companhia vai criar as condições necessárias ao desenvolvimento comercial, com respeito ao conceito de desenvolvimento comum. Crê-se que a Companhia de Corridas de Galgos Macau (Yat Yuen), S.A, vai ganhar nova vida dinâmica, na medida em que se assegura o maior e persistente desenvolvimento do desporto de corridas de galgos que é tido como uma vertente peculiar do sector de turismo de Macau, contribuindo, desta forma, para o maior desenvolvimento económico, estabilidade e prosperidade de Macau.

Em Macau, aos 31 de Março de 2005.

O Presidente da Comissão Executiva,

Liang Kin Man.

Parecer do Conselho Fiscal

As contas da Companhia de Corridas de Galgos Macau (Yat Yuen), S.A., foram preparadas de acordo com as leis vigentes em Macau. Em nossa opinião aqueles documentos dão uma imagem fiel e correcta da situação financeira da Companhia em 31 de Dezembro de 2004, bem como dos resultados gerados no exercício que se concluiu naquela data.

Macau, aos 31 de Março de 2005.

Conselho Fiscal

Ho Yuen Wing ou Louise Mok
Alan Ho
Anita Lam Bun Jong


    

Versão PDF optimizada para Adobe Reader 7.0 ou superior.
Get Adobe Reader